Westworld 1×08: Trace Decay

171
4959

Quando a abertura termina e a primeira sequência de Trace Decay em Westworld  começa, Ford traz Bernard de volta e assim que fica “online”, o recém-revelado anfitrião explode em uma profusão de reações emocionais que são tão humanas quanto as nossas. Chegamos na oitava semana e finalmente parece que a série de Nolan e Joy estreitou o seu ponto de vista maior, a sua analogia principal, o seu “lirismo irônico”. Trace Decay começa com a explosão de emoções de uma máquina e termina com a descrição da completa assepsia afetiva de um homem. Em torno disso está um mundo onde os limítrofes que separam a consciência da autoconsciência soam cada vez mais frágeis.

Se a dramaturgia de Wesworld parecia bagunçada até metade de sua temporada, agora podemos dizer com segurança que ela sabe exatamente para onde está indo. Trace Decay foi um episódio com uma narrativa tão bem conduzida que foi capaz de clarear os intuitos ideológicos da série de modo quase completo. Ainda não sabemos se são duas linhas temporais distintas, se um personagem é o outro mais velho ou mesmo se aquele mundo é o nosso mundo ou algum mundo muito mais distante. Essas são questões válidas e que validam o planejamento do show. Porém, mais interessante é ver como as fronteiras filosóficas da história se definem. Diferente do que acontece em segmentos parecidos (como Inteligência Artificial, Eu Robô e tantos outros), aqui não é uma questão de ter máquinas desenvolvendo comportamento humano… O mais assustador em Westworld é ver o homem se afastando do que o diferencia delas.

Karma
Westworld --- Trace Decay
Westworld — Trace Decay

De todas as narrativas da série, a de Maeve é a mais acessível. Assim como com muitos de vocês, me incomoda que ela faça tantas coisas dentro das instalações técnicas do parque e não seja percebida. Mas, ao passo em que o roteiro não se preocupa com essa explicação, ele também nos aproxima do show de modo mais direto, o que para a complicada dramaturgia que eles apresentam na maioria do tempo, é extremamente valioso. Há uma simplicidade calculada na forma como essas sequências são escritas, quase como se servissem para nos puxar de volta, antes que o emaranhado de mitologia vista nas sequências do parque nos engula de incompreensão.

E ver Maeve consciente de tudo que está lhe acontecendo é muito interessante e divertido. Vê-la falar do parque, da consciência de que há duas “mentes” trabalhando dentro de si (o que está acontecendo também com vários outros anfitriões) e de que sair não vai ser tão fácil é muito sedutor. O que ficou claro é que ela pretende promover uma anarquia dentro das storylines estabelecidas e que para isso ela precisaria ter o controle. Esse controle lhe foi dado por Felix sem as habituais maiores explicações do porquê dessa subserviência. Mas, era um movimento que a história precisava fazer e vamos aguardar para que ela tape esse buraco mais tarde. É como eu disse, há uma condução simplificada dentro desse plot e ela é necessária justamente porque equilibra o nosso interesse.

Quando Maeve volta para o parque com a aparente capacidade de refazer os caminhos dos anfitriões, a série chega num ponto importante de sua gênese: As máquinas e os seus defensores lutam por um senso de “liberdade” que é questionável em muitos aspectos. Há uma conversa entre Ford e Bernard que é essencial para compreender isso. Segundo o “dono” do parque, os homens gostam de achar que há algo especial a respeito de si mesmos, mas acabam sempre presos aos mesmos ciclos, exatamente como fazem os anfitriões. Então, não seria seguro dizer que nascemos todos capazes de empenhar um único papel? Analisando cuidadosamente a dinâmica, a rotina de Westworld, notamos que ela é um reflexo direto da nossa rotina, da forma como somos atraídos pelo fardo, pelo karma, condenados a repetir padrões que vão desde escolhas profissionais até escolhas amorosas. Sendo assim, o que nos diferencia dos anfitriões? Aí que está, senhores. Podemos viver no redemoinho das repetições, mas a capacidade de desviar desse fardo, desse karma, também é nossa e é ela que os anfitriões querem ter. Isso é o “O Labirinto”.

The Memory Remains in Trace Decay

Fiquei maravilhado vendo Maeve agir dentro do parque como uma narradora ativa, falando em terceira pessoa mesmo, como se fosse um Deus presente. Ali naquele momento, ela era o agente perturbador que desvia todo mundo de seus caminhos. Mas, ainda não é possível dizer que ela o faz para dar os outros o mesmo que ela tem (a capacidade de decidir interromper as repetições). A complexidade de camadas é tão sensacional, que Maeve vira uma “sócia” do parque de modo indireto e passa a usar os outros anfitriões para seus propósitos. Ela não lhes dá a autoconsciência, ela só os desvia de um fardo pro outro.

E quando paramos para pensar no que Trace Decay fez por ela, dá para trazê-la facilmente para o posto de dona dessa história. É óbvio que a série pretende alguma coisa com a “mocinha” Dolores sendo parte importante dos avanços. Esse papel de donzela que precisa ser sempre salva é um clássico dos westerns e não há a menor sombra de dúvida de que Nolan e Joy vão refutar isso (talvez o tenham feito insinuando que ela possa ser Wyatt). Assim como estão fazendo com Teddy, que quando começa a ter lembranças, ganha mais força. Notem como a série faz uma correlação direta entre memória e impulso. Os anfitriões só começam a se desviar quando começam a lembrar, porque é a memória que resguarda em si importantes padrões motivacionais humanos. Lembrar de uma emoção pode nos fazer querer revivê-la ou evitá-la e para isso somos empurrados para tomar atitudes que levem a um caminho ou ao outro.

Dolores teve algumas lembranças que reforçam a ideia de uma timeline distinta de outra. Ela se viu num tempo aparentemente remoto (onde Maeve estava presente) e no instante em que se viu morta no rio, William já não estava ao seu lado. Esses pequenos avanços ou retrocessos (ainda não sabemos), se correlacionam com as lembranças dos anfitriões de um modo geral. Vimos agora que o que Maeve lembrava realmente aconteceu e que a mente e o corpo dela se transportavam e sentiam os impactos. Partindo dessa premissa, podemos dizer que as lembranças de Dolores também são recortes de uma realidade ocasional e que nos revelará, mais tarde, o grande segredo que está por trás da mitologia. É por isso que acho possível que ela seja Wyatt, o verdadeiro grande rival de MIB. O que seria sensacional se ele fosse mesmo William. Ford teria dado a ele a sua grande amada como verdadeira inimiga.

Maze
Westworld --- Trace Decay
Westworld — Trace Decay

Já perto do fim, vimos o Homem de Preto contar a Teddy um pouco de sua história. Aqui precisamos voltar ao diálogo entre Ford e Bernard, quando o anfitrião pergunta a Ford que se a dor emocional é um processo aerado, que não tem raízes físicas (ou seja, não depende de circuitos de nenhuma espécie, orgânicos ou eletrônicos), o que difere a dor do homem da dor do anfitrião? Ford responde que essa pergunta atormentou Arnold sua vida inteira e isso conclui uma coisa importante a respeito dele: Arnold não enxergava a diferença, enxergava a semelhança. Essa emoção elusiva que não depende de circuitos e que é como uma entidade invencível (não coincidentemente, ela reside essencialmente no campo da memória).

Então, MIB conta a Teddy que no mundo aqui fora ele era um filantropo, fazia coisas boas por todos o tempo todo, mas escondia uma escuridão que foi capaz de esgotar sua relação com mulher e filha. Ele seguia as regras, as diretrizes do “nosso parque”: ser bom, fazer caridade, pensar no próximo. Mas, isso não era quem ele era por dentro. Então, ele decidiu voltar ao parque Westworld (notem como ele escolhe a palavra “voltar”) para tentar descobrir ali quem ele era de verdade. Preferiu não aderir a uma narrativa estabelecida e quis cometer um ato hediondo apenas para saber como se sentia a respeito dele. E foi aí que a coisa toda me pegou de jeito.

MIB escolheu Maeve, que na época estava presa numa storyline tranquila que contava apenas consigo mesma e sua filha. Ele resolveu matar as duas, a sangue frio, só para ver se o que a família pensava sobre ele era verdade: se ele era mesmo aquele homem sem emoção. Ali no parque de Westworld, um mundo sem lei e sem pecado, viver como um homem frio poderia ser estranhamente confortável… Viver como um anfitrião. Como ele previa, não sentiu nada ao matá-las. Mas, eis que aquela criatura desprezível criada apenas para ser abatida, se recusou a morrer e quis salvar a própria cria, o próprio laço. Lutou contra a morte e impulsionada pelo que ele – em qualquer instância – se recusaria a chamar de amor, tentou escapar. Naquele momento o Homem de Preto viu a máquina ter o que ele não tinha: a emoção elusiva. E isso ele chama de “O Labirinto”. O labirinto que ele quer tanto encontrar com o intuito mais simples e arrasador de todos: sentir.

Trace Decay foi um grande episódio… Estou realmente impressionado com o que vi e acho que Westworld tem nas mãos um incrível material de desenvolvimento. Se até o Season Finale as coisas continuarem se organizando da forma como vem acontecendo desde o episódio sete, teremos um exemplo de série que consegue o feito inédito de ser filosófica, intensa, cheia de ação e mistério, em medidas bem calculadas para atrair todo tipo de público. Eles estão com tudo nas mãos para isso… E mal posso esperar para saber se a entrada desse “labirinto” vai nos confrontar de verdade.

> O futuro da Marvel depois de Doutor Estranho!

Westwords: Tive a impressão de que Bernard teve uma lembrança de estar enforcando Elsie. Confere?

Westwords 2: O Homem de Preto ficou surpreso de rever Angela e precisamos lembrar que ela foi quem apresentou o parque a William. Ou seja, mais uma pista de que podemos ter mesmo duas timelines diferentes.

Westwords 3: Estou tão irritado quanto Maeve pela substituição de Clementine.

Westwords 4: O que diabos Charlotte e Lee estão tramando?

Westworld 5: Que lindos Jeffrey Wright e Thandie Newton em Trace Decay. As formas como eles iam da emoção para a apatia em segundos era sensacional.

Westwords 6: Tenho uma pequena desconfiança de que Bernard não só seja um anfitrião como também o próprio Arnold. Ou melhor, uma cópia de Arnold. Não me surpreenderia se os momentos em que vimos Dolores falando com ele nos primeiros episódios sobre questões emocionais (em instalações nada modernas), sejam flashes do passado. No presente, Bernard seria uma cópia do “sócio”de Ford, que chegou a dizer essa semana que Bernard foi criado para alcançar o que técnicos humanos não conseguiram e que a maior parte das emoções dos anfitriões foram criadas por ele. Além disso, a personalidade de Ford é sombria o suficiente para que ele tenha matado o parceiro e depois feito uma cópia que ele mesmo pudesse controlar. Sei que já vimos uma foto dos dois e fui caçar na internet quem tivesse uma explicação para isso. Não achei, então, quem tiver, manda bala. Eu adoraria que essa teoria fosse válida.

Agora sou eu quem está com vocês. Peço licença e vamos nos divertir.

  • Carcosa, the Yellow

    Eu quero saber onde q tá a Elsie.
    Aquela cena lá passou rápido demais pra perceber se era ela.
    Mas eu vou ficar mto puto se ela tiver morrido. Era a personagem q eu mais gostava.

    • Bruno

      +1. Ela e Stubbs.

  • Aldus

    Pra mim está ótimo esse fim de temporada, mas os técnicos comendo na mão da Maeve é o que estraga um pouco e tira a graça

  • F3rn4nd0

    Acabei de ler em um blog gringo dobre a teoria do MiB e do William serem a mesma pessoa, e não tem como não ser isso, todo episódio tem alguma dica oculta…
    Eu tô pirando com isso de serem 2/3 linhas do tempo na série!

  • Micaías Castro

    há uma teoria do Bernard ser uma versão beta do Arnold.
    Arnold (original)
    B-Arnold (beta) = Bernard

  • Gabriella Borges

    Henrique, também começo a acreditar que o Bernard é uma ~cópia~ do Arnold. Em relação a foto, tenho uma teoria. Bernard, assim como os outros anfitriões não conseguem ver algumas coisas. Isso já foi dito por Ford e comprovado no último episódio, quando Theresa o mostra a porta escondida e os papéis que comprovam que Bernard é um robô e ele não consegue ver nada.

    Na foto, há espaço para uma terceira pessoa. Bernard não consegue enxergar porque está programado para não ver. Não vimos porque enxergamos pelo pov de Bernard.

    https://uploads.disquscdn.com/images/c42b57c39e440d35692a2895957c3b50ba8dd3922156f967ec3c1d637e1f6d9e.jpg

    • Rodrigo Canosa

      É isto, com um complemento: Na foto, quem pensamos no momento ser Arnold também se parece muito com o pai de Ford (e que Bernard chamou de Arnold porque não viu a si mesmo na foto).

      • Gabriella Borges

        Ou pode ser um dos investidores do parque. Talvez o pai do Logan; sogro do William.

    • henriquehaddefinir

      Nossa, Gabriella, dá até pra ver a sombra. Que sensacional.

  • Paulo André
  • Sabermos que os hosts podem explodir é algo crucial. Então não deve ter furo aí. Ou ao ignorar o explosivo e o host vai explodir ou tem outra bomba que só Ford sabe da existência para preservar ainda mais sua criação. De todo modo, Dolores deve ver o antigo pai explodindo e aí um novo trauma deve finalmente libertar o Arnold. Porque pelo que parece para Arnold ser liberto ela precisa chegar num local específico do parque, pois quanto mais perto, mais memórias voltam

    E mais, MiB com certeza é acionista/parcialmente dono de Westworld, pois ele deixou claro que nunca perde pois a casa sempre ganha, logo ele também faz parte da casa, né. Achei isso mais revelador que ele falar que é Deus

    Ps: largay comentar Drag Race para vir comentar Westworld, aqui os ânimos ainda estão na comtemplação da obra, hehe!

    • carolcorrea

      No ep 1 ou 2, o Ashley é perguntado sobre o que fazer com o MiB que tá matando todo mundo na cidade do Lawrence e ele responde que o MiB tem carta branca…. Só não diz o motivo para isso… ele pode ser acionista ou até ter adquirido o pacote que lhe permite fazer o que quiser lá dentro….

  • Henrique, seja Bem vindo!!! Sou Muito fã de seus textos, e erá um prazer como sempre ler artigos tão ricos e bem construídos. Westworld merece. Ao Daniel Junior parabéns pelo trabalho até aqui. Eu como não aguento leio algumas reviews muito boas de sites americanos que saem logo na segunda de manhã e foi muito interessante ver sua abordagem tã original dos Hosts serem mais ‘humanos’ que as pessoas mostradas na série.

  • Fernanda Lucas

    ja desconfiava da Elsie morta , agora é certeza!!!!!!!!!!

    • Andrea

      acho q aquele android em construção q todos achavam q seria da Theresa, vai ser a “nova” Elsie.

      • Ricardo Gelatti

        eu sempre achei que não era da Theresa, pois o “manequim” era muito pequeno.

  • Adilton

    O conselho da diretoria do Westworld não sente segurança no fato de que o Ford seja o dono absoluto dos dados do parque e encarregou a Theresa de fazer o backup dessas informações (via satélite). Depois que Theresa foi morta, Charlotte assumiu e pretende copiar as informações através dos próprios anfitriões, abastecendo-os com os dados (como ela fez no episódio) e retirando-os do parque. Foi por isso que ela pediu para que Lee pensasse em uma história que permitisse que eles saíssem, para mascarar esse fato.

    Minha teoria: eu acho que o Ford é um anfitrião, que se livrou do Arnold, o verdadeiro criador do Westworld. Isso explicaria a sua onipresença, como ele consegue se conectar às mentes dos outros anfitriões (como a Maeve vem fazendo agora) e porque ele não quer que nenhum dado seja transferido para fora (não quer fazer backup) do complexo Westworld. Não me surpreenderia se Ford encontrasse Maeve na season finale perguntando como estão os preparativos do exército.

    • Gabriella Borges

      É uma teoria boa e plausível. Isso explicaria o livre acesso da Maeve. Tudo está no roteiro. É consentido por Ford. Além de claro, explicar a conexão com os outros androids que agora a Maeve tem.

    • Junito Hartley

      Foda pra carai essa teoria sua.

    • André

      Maeve e Ford juntos liderando um exercito vai ser o fim do mundo! Tomara aconteça msm.

  • Charlotte e Lee estão tentando tirar o código dos hosts para fora do parque.. usando um próprio host. Foi o que entendi.

  • MicaRM

    Também estou incomodada com a forma como conduziram o crescimento da Maeve lá xom os técnicos. Tirou um pouco da graça (e do interesse) da história dela, ficou tudo muito artificial.

    Interessante pensar que Will seja lá no fundo uma pessoa sem sentimentos (se ele for mesmo o MiB). Ou, talvez, tenha enterrado suas emoções tão fundo para conseguir alcançar o que desejava da vida, que não se permitiu desenvolvê-las de verdade e ficava tudo lá escondido, pronto para explodirem em forma de crueldade.

    A host loura aparece em 3 momentos: na recepção de Will, na história de Teddy e MiB e no passado de Dolores. Mais uma indicação de que podemos estar lidando com 3 (talvez 4) linhas de tempo diferentes.

    Ford não deveria ter apagado o relacionamento de Bernard e Theresa. Os dois eram discretos, mas sempre poderia ter alguém que soubesse (como ficou óbvio que tinha). Mancada do Ford nessa situação.

    Espero que Bernard não tenha efetivamente matado Elsie e só capturado a garota.

    • Fabiano

      Em qual parte ela aparece no passado de Dolores?

      • André

        Também quero saber,acho que esqueci desse detalhe.

      • Ricardo Gelatti

        Quando ela está naquela cidadezinha que tem a igreja e o pessoal está ensaiando uma dança. Ela aparece uma ou duas vezes.

        • Fabiano

          Verdade. Bem observado. Pessoal tá ninja!

    • Fabi Alves

      Eu acho (li por aí) que ele vai se decepcionar feio com a Dolores descobrindo que toda essa história dela querendo ser real e se libertar e estar apaixonada por ele não passa de mais uma narrativa

    • Thiago Silva

      Também achei um belo descuido do Ford apagar essas lembranças do Bernard, mas deve ter sido proposital pelos roteiristas para que o Bernard anfitrião seja descoberto talvez na finale.

    • Bruno

      Ford apagou para que Bernard não sofresse, o que quer que isso pudesse significar.

      *Saudade dos seus reviews de Doctor Who* MicaRM

  • Diane Morais

    Não lembro bem, mas tive a impressão de que o nome da esposa do MIB (Emily) é o mesmo nome da noiva do William.
    Se for isso mesmo, o episódio confirmou que eles são a mesma pessoa.

    • Não é o mesmo nome a noiva de Willian é a Juliet, ele contou para a Dolores isto.

      • Diane Morais

        Eu tão crente na teoria de q são a msm pessoa q imaginei coisas. rs
        Valeu!

        • Rodrigo Canosa

          Emily é o nome da esposa ou da filha?

          • Talita Levorato C. Marincek

            Entendi que Emily é o nome da filha

          • Cami_HufflePuff

            Eu na primeira vez que vi entendi que era o nome da esposa, depois vi novamente e também pode dar a entender que é da filha. Com certeza foi proposital essa falta de clareza…

  • Junito Hartley

    Nossa que milagre, a critica saiu cedo, parabens!!! Sobre a serie, outro excelente episodio, pra mim ta mais que claro que a serie se passa em duas ou três épocas diferentes, e que o Ford é o grande vilão da historia, agora eu to com uma raiva daqueles técnicos, principalmente o chines, o cara com certeza deve ser virgem pra ser tao capacho daquele jeito não é possível.

  • John Titor

    O que mais me incomoda na série é justamente a subordinação dos funcionários à Maeve e também todas as atitudes dela passarem despercebidas em meio a um ambiente altamente controlado e com paredes de vidro.

    No mais só espero uma grande explicação para aquela cena do Bernard enforcando a Elsie, principalmente devido aos seguintes fatos:

    – A Elsie é capturada logo após falar ao telefone com Bernard, sendo que ele estava com a Theresa e volta a falar com ela após o telefonema;

    – A Elsie havia descoberto a espionagem por parte da Theresa, avisando Bernard (que como todos sabem esta sob controle do Ford), logo, não haveria motivos para ela ser capturada por Bernard ou Ford;

    Acho que vem algum furo na narrativa futuramente com relação à Elsie, pois não consigo imaginar o porquê de Bernard capturá-la e muito menos como isso seria possivel se ele estava em outro local.

    • Junito Hartley

      Exatamente, a Elsie no momento que é atacada ela ta falando com o Bernard que estava na sala da Theresa, acho que foi um furo gigante, porque nesse episodio deu a intender que o Bernard mata a Elsie.

      • Ou o Bernard é realmente uma cópia do Arnold e o Arnold não morreu…

        • Bruno

          Arnold estaria velho como o Ford se estivesse vivo.

          • Sim, me expressei mal! Eu vou na teoria do Arnold ser um robô e o Bernard atual sua nova versão. Mas sei lá,…

      • Nina Ribeiro

        O Bernard saia da sala e liga para a Elsie… ela diz q vai copiar e mandar para ele…. Ele está em um corredor e se afasta.
        Volta nela, copiando e analisando os arquivos.
        Pode sim, ter sido ele, e deve ter sido.. só não entendo o motivo á q ela entregaria a Theresa ao Ford.

    • Thiago Silva

      Teria que rever o ep mas mais uma vez pois já vi duas, eu quando assisti pensei que poderia ser o Bernard atacando ela, quando vi de novo reparei que ela fala com ele ao telefone e há SIM um corte na edição que torna possível ele ter ido até lá, pois ela volta a analisar os dados que encontrou tornando possível o tempo de Bernard se encaminhar até lá pois a série não explica quanto tempo essas duas coisas podem ter levado para acontecer.

      • LoveSéries

        pq o Bernard mataria a Elsie? por ela saber que a Thereza que estava envolvida na transmissão de dados do parque? mas saber disso não foi bom? pq ele a mataria?

        • Thiago Silva

          Vc me fez pensar nisso, realmente, o Bernard a serviço do Ford não teria motivos mas como percebemos, Ford é loco e pode ter matado ela pra ela não expor a Thereza e como sabemos ele mesmo deu fim na Thereza depois, logo não ficam pontas soltas, pelo menos na mente dele.
          Mas eu ainda acho que a Elsie pode estar viva.

    • André

      Tem certeza que ele estrangula a Elsie mesmo? Nâo ficou claro se é ela mesma.

  • Acho que #Westworld pode ser um novo planeta dos macacos oh matrix. Os hosts, que irão expulsá-los ou aprisioná-los no parque.Ao tomar controle do lugar, os hosts sairão do parque para dominar o mundo e subjugar os homens #Westworld

  • Acho que #Westworld pode ser um novo planeta dos macacos ou matrix.
    Os hosts, irão expulsar e/ou aprisionar os humanos no parque.
    Ao tomar controle do lugar, os hosts sairão do parque para dominar o mundo e subjugar os humanos #Westworld

  • Felipe Augusto

    Sobre Dolores: Para mim, através de Dolores estamos vendo três linhas do tempo agora. Perceba que há várias cenas em que ela aparece sozinha por alguns momentos. Nesse episódio, aasim como ela chega em Pariah ou ela no trem. Pra mim isso é o presente dela, em que ela está recriando os passos dela no passado (com o Will) e hoje vemos a terceira linha do tempo, agora mais antiga, bem no começo do parque.

    Aliás, desse flashback, achei bem interessante a semelhança com os ataques de Wyatt nas visões do Teddy, se o Wyatt é um vilão novo, quem então fez aquele atentado? Dolores mesmo?

    Do Bernard ser o Arnold também comecei a pensar nisso no episódio anterior. As cenas de Bernard com Dolores era naquele mesmo lugar em que ele matou Theresa, sendo que até as roupas dele eram um pouco diferentes do Bernard host. Já a foto, Bernard não enxergou a porta, assim como pode não ter enxergado o verdadeiro Arnold, já que na foto mostrada, quem aparece ao lado de Ford é o anfitrião do pai dele. Um host para substituir o verdadeiro Arnold seria incrível, além de explicar porque Ford tem tanto receio de Bernard pensar igual ao seu antigo sócio.

  • Talita Levorato C. Marincek

    Melhor texto que li sobre a série até agora. Inclusive dentre os gringos. Parabéns Henrique pelo feito de conseguir sintetizar o conteúdo da série e suas teorias até então já que ela é altamente complexa. Inclusive concordo com todas as suposições feitas. Abs.

    • Ricardo Santos

      Melhor texto da Série [2]

    • Gabi Xavier

      Melhor texto da série [3] e uma das melhores reviews que eu já li.

    • henriquehaddefinir

      Que gentil, Talita. Muito obrigado.

  • Rodrigo Canosa

    Henrique, eu também pensei que Dolores possa ser Wyatt, mas não tinha elaborado a teoria como você fez. Tendo em vista que as linhas do tempo distintas estão gritando e que a cada episódio os roteiristas a desenham na nossa cara, eu venho dizendo já há alguns episódios que Nolan está preparando um olé ou então algo muito mais impactante pra season finale – e está usando as linhas temporais para desviar o nosso foco. Assim, pode ser que você tenha descoberto a surpresa. Ou não! 🙂
    Só não estou irritado pela substituição de Clementine porque a substituta é Lili Simmons #BansheeFeelings
    A teoria de Bernard = Arnold é muito forte.
    Tô falando da Angela faz tempo. A dica foi dada no flashback da explicação de Ford a Bernard sobre Arnold (o episódio da foto). É a mesma imagem dela com a sombrinha.
    Por último: cansei de dizer em POI que a maneira de Nolan trabalhar é essa: ele constrói tudo e junta no final. E quando elas se juntam, os menores detalhes, aqueles pontos que pareciam tolos passam a ser essenciais. Às vezes pode ser cansativo (não estou achando isso em WW), mas o resultado final vale muito a pena. A SF fará sentido, nós ficaremos felizes porém tem mais um ponto: o planejamento é para 5 temporadas, então a tendência é que não tenhamos hoje a menor condição de saber onde Nolan quer chegar ao final da série.

    • Antonio

      Nunca me esqueço daquele “detalhizinho” que apareceu na metade da segunda temporada, que passou despercebido por mais uma temporada e virou um detalhezão no SF da 4ª temporada kkkkkk… Nolan gênio!

  • Alex

    O Henrique Haddefinir, no “Westword 6” você fala de uma foto mostrada na série.

    Nesta foto, aparece o Ford jovem e ao seu lado não é o Arnold e sim, pai do Ford. Em um dos episódios seguintes, Bernard descobre uma cabana, onde encontra a família robô do Ford. Nesta cena, Bernard chega a perguntar para um dos robôs se ele é o Arnold, por que? Porque Bernard havia visto o mesmo homem anteriormente na aquela foto, ao lado de Ford mais jovem.

    Existe uma terceira pessoa na foto, porém, como a foto esta sendo mostrada na perspectiva do Bernard… a terceira pessoa não aparece. Anfitriões não podem ver o que os “machuca”.

    • henriquehaddefinir

      Ah sim, muito bem lembrado Alex.

  • Márcio Martins

    Henrique, mais um análise bastante incrível essa sua!

    Queria só adicionar duas westwords:
    1) Sensacional terem escolhido Back to Black como trilha do piano no retorno da Maeve ao parque.
    2) A música inclusive parece ter papel importante no funcionamento da mente dos anfitriões.
    3) Somado ao fato da Maeve fazer tudo aquilo ser vista, a questão da resolução da morte da Thereza também foi meio descuidada, pouco verossímil. Um lugar com tanta vigilância e tudo passar despercebido? Pra mim isso levanta um sinal amarelo sobre prováveis descuidos do roteiro e mais situações difíceis de engolir.

    • Ricardo Gelatti

      Como sem ser vista? Já estão de olho nela…

    • Bruno

      Bernard apagou digitalmente Thereza em todas as gravações. Apareceu isso no episódio!

  • Gabo

    Essa teoria do Bernard ser o Arnold rola na net. A foto é justamente uma evidência disso. O Bernard não consegue se ver na foto (como não viu a porta no episódio anterior), por isso acha que o pai do Ford é o outro cara que viu na cabana. Reddit tá cheio de teorias.

  • Lucas

    O que achei mais curioso (visto que as teorias estão batendo há alguns episódios) foi a Dolores ter visto ela mesma morta na água e depois ter visto ela se matando (e possivelmente matando todos ali presentes). Não sabemos qual é a linha temporal do presente, mas se a Dolores está fazendo o mesmo caminho novamente, ela já deve ter o feito inúmeras vezes. Ou seja, ela não esteve lá apenas duas vezes (com o William e sozinha). Só que se o William é realmente do passado, por que as lembranças de Dolores ocorrem perto dele? Será que são lembranças ou previsões?
    Sobre Bernard ser Arnold, acho interessante e bem provável. Mas é um baita mistério como ninguém (incluindo o MiB) tenha percebido e todos tenham encarado que Arnold morreu (sendo que há uma cópia dele). A própria foto com Bernard não deveria nem existir, já que se alguém visse ia perceber que Bernard é um anfitrião (já que Ford era novinho e Arnold provavelmente teria a mesma aparência que Bernard).
    Quanto a Dolores ser Wyatt, o único ponto que discordo é que quando Ford entregou a narrativa do Wyatt para o Teddy ele comenta sobre uma história que realmente ocorreu. Ao meu ver, Wyatt já foi um humano (talvez Arnold, talvez Ford). Também faria sentido ser Dolores e explicaria o motivo de Teddy ter o ajudado na chacina.
    Outra dúvida: se MiB é William, por que ele nunca voltou neste lugar com Dolores? Ele demonstra interesse na história do Arnold e a própria Dolores fala para William sobre Arnold querer fazê-la recordar. Parece que nessa igreja está o centro do labirinto… Imagino que seja algum corpo enterrado. Pode ser apenas um “despertar” para o anfitrião que chegar lá, mas teria que ter algum recurso para que esse “despertar” ocorresse.

    • Eduardo Mello

      E se todos os funcionários forem robôs? O Ford seria um humano e a acionista também, mas o resto robôs.

    • Bruno

      Nao sabemos se Dolores esta tendo as visoes com William ou se ela esta no futuro se lembrando de William com ela.

      • Lucas

        Mas ela falou neste episódio para o William que não sabe em que tempo está “Este é o agora?”. Ele até responde ela.

  • Rhyan

    1) Fato que Bernard matou Elsie, pela conversa com Ford e pela suspeita de Ashley. Mas o motivo ainda está difícil saber.
    4) Ela quis usar um host aposentado para gravar os dados de copyrights que a Theresa queria roubar para a diretoria, mas os hosts não podem sair do parque sem explodir. Eles não sabem disso?
    6) MIB diz que ajudou Ford para que o Arnold não destruísse o parque. Por esse motivo acho que William e MIB não são a mesma pessoa. Talvez MIB tenha matado Arnold pela sua adoração ao parque.

    Não entendi a relação entre Dolores e Wyatt.

    • henriquehaddefinir

      Se o MIB for o William, faz todo sentido que Ford tenha transformado Dolores no seu grande inimigo. Lembre-se que quando descobre de Wyatt, o MIB diz ao Ford que “agora você finalmente criou um rival a minha altura” (ou algo assim).

      • Rhyan

        Mas o Logan fala para o William que há um tempo um dos donos do parque quase destruiu o parque e morreu por causa disso. Esse é, até onde percebi, o único furo na teoria de William=MIB.

  • dan_atwood

    Bem vindo Henrique haha pior que alguns reviews atrás eu pensei: que foda seria se o Haddefinir escrevesse as reviews de Westworld (pensei isso pela experiência que sempre tive lendo as reviews de AHS). E olha aqui está haha ótima review.

    • henriquehaddefinir

      hahhaha obrigado, Dan.

  • Rhyan
    • Adilton

      Eu sabia que eu tinha visto o Wyatt também. Pode ser uma lembrança falsa “instalada” na memória do Teddy, mas isso seria uma solução broxante, na minha opinião.

      • Thiago Silva

        Mas vamos lembrar que os anfitriões não podem ver coisas que os façam sofrer ou questionar a si mesmos (Bernard não enxergando a porta por exemplo), logo nada impede que esse cara da foto seja Dolores mas Teddy não consegue saber.

        • Gabriella Borges

          Até agora me parece bem claro que eles não vêm mesmo. A coisa passa a não existir. Não acho que tenham essa capacidade de transfigurar.

          • Thiago Silva

            Na foto existe um espaço vazio confirmando isso, mas transfigurar também acho possível, se pode não ver algo, acho que que ver algo diferente no lugar de alguma coisa também é valido.

    • henriquehaddefinir

      Vamos frisar bem esse “teoricamente”. Duvido que esse seja o verdadeiro.

      • Rhyan

        Pois é, tudo que é flashback de host é muito suspeito.

      • Rhyan

        Revi umas partes de uns episódios antigos e fica claro que foi uma memória plantada pelo Ford.

  • NICOLE MELLO

    Tenho reclamado constantemente que as críticas dessa série costumam demorar pra sair (nesse e em outros sites). Tá aqui a prova de que dá pra produzir uma bela critica em 2 dias!
    Valeu. Adorei!

  • Rhyan

    Um trecho da conversa entre Ford e MIB no 5º episódio:

    Ford:
    -Se está procurando a moral da história basta perguntar.
    MIB:
    -Eu precisaria de uma pá. O homem a quem eu perguntaria morreu há 35 anos. Quase levou este lugar com ele. Quase, mas não levou. Graças a mim.

  • Cesar

    Caramba, a cada episodio minha cabeça vai explodindo, quero ficar longe de teorias e ser surpreendido. Esse episodio teve alguns dialogos fabulosos, o Hopkins tam bem consistente como Ford, espero que permaneça por um tempo…

    Caras, nao aguento mais ver a Maeves, foi de minha personagem favorita pra que eu mais odeio, concordo com o Henrique, que precisamos de um plot como o dela é interesantissimo, mas porra CADE AS FUCKING CAMERAS DESSA PORRA? O cara ia ser demitido pq tava fudendo com os hosts lá, ali as cameras serviram né e agora… serio, esse plot é o mais interessante, mas ta muito porco!

    Basta ler um paragrafo e vc desce pra ver quem escreveu a review e se confirma sua teoria hahaha Belo texto Henrique!

    • henriquehaddefinir

      Cesar, obrigado pelo elogio (saber que meus textos são reconhecíveis é ótimo pra mim). E eu espero que até a finale eles justifiquem melhor essa coisa toda com a Maeve.

  • Fabi Alves

    que review maravilhosa ;))) amandoooo muitooo vc aqui!! as reviews estavam super legais mas sempre achei que a profundidade que tu bota nos teus textos combina super com a profundidade do tema abordado na serie!! ahh quem eu quero enganar , falou de fé vs ciência ,falou de humanidade eu quero review do henrique rsrsrs
    otimo ep ! agora simm eu comprei de vez as historias das timelines ;)) mto empolgada para o final da temporada

    • Ricardo Gelatti

      “fé vs ciência”. Lost que o diga, os textos eram excelentes.

      • Fabi Alves

        os melhores textos de lost são os do henrique S2

      • henriquehaddefinir

        Obrigado <3

    • Jaime Guimarães

      Eu li e pensei “porran, essa semana o cara acertou a mão na review”, quando percebi era o Henrique o reviwer! Puxo saco mesmo! Não vejo a hora de nos encontrarmos nas reviews da última temporada de The Leftovers! :~~

      • Fabi Alves

        Amoo a série e as reviews :))

      • henriquehaddefinir

        Jaime, eu estou contando os minutos pra esse dia chegar.

    • henriquehaddefinir

      Fabi, sua linda. Dá cá um beijo.

  • Angelica Soares

    sobre a Maeve e o cientistinha: vcs não acham que ele poderia ser um robô também? (pq vamos combinar, depois da descoberta do Bernard qql um pode ser né?!) Controlado pelo Ford ou pelo Arnold para saber até onde um anfitrião pode ir! Vcs já viram aquele filme Ex-Machina?(SPOILER A SEGUIR>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>) nesse filme o personagem do Oscar Isaac meio que faz isso: chama o rapaz lá, pq ele quer saber qual a capacidade da robô de iludir e enganar um humano. Poderia ser algo do tipo também, não? Ou viajei? haha Em Westworld eles meio que permitem que ela controle o cientista (seja ele humano ou robô). E outra, existem cenas de outros cientistas andando pelos laboratórios, né? Então não acho que seja problema ele andar com ela para lá e para cá…SEI LÁ haha

  • André

    Gostei muito,mas muito mesmo desse ep! Acho que foi um dos melhores da temporada.
    É um prazer acompanhar o plot da Maeve,ela é muito foda que rainha ainda mais agora com habilidades que aprendeu <3
    Armistice linda matando o xerife que complimentava ela foi engraçado,e esse Hector é maravilhoso como sempre. Espero que os dois juntem ao exercito da Maeve.
    Espero que esse Logan morra logo,cara irritante…tomara que o William mate ele de vdd.
    Sabia que o Men in Black na vida real nâo deve ser uma pessoa ruim e cada vez mais a teoria de que ele seja o William no futuro fica mais provavel. De resto coitado do Teddy,ele sempre acaba se ferrado mesmo quando isso demora pra acontecer.

  • Paulo

    O mais incrível de Westworld nesse episódio foi entrar no SM e descobrir que review foi feita por outra pessoa, again, então a partir de agora, oficialmente, na torcida pra sobrar uma pro Rodrigo Canosa hahahahaha, queremos a impressão do cara que manja bem a cabeça louca e complicada do Nolan hahaha. Canosa é bom de chute, quem conhece, sabe.

    • xtrmntr28

      essa review está bem melhor que a anterior mesmo.

      • Eduardo Mello

        Melhor review da série até agora. Parabéns

        • Osmar

          Vocês são puxasacos demais, não tem grande diferença da review de hoje para as anteriores.

          • henriquehaddefinir

            hahahahha tão engraçado você incomodado com os elogios, Osmar.

  • Rayan Oliveira

    Thandie Newton está roubando a cena,cada episódio mais ela se destaca no papel da Maeve,o crescimento da personagem n para a cada episódio e tô muito ansioso para ver o chamado “exército” que ela prometeu ir formar.

  • Nina Ribeiro

    Só não entendo como a Dolores pode ser Wyatt… não vejo o sentido…
    consigo ver sentido em quase todas as teorias loucas q pipocaram desde a estreia.. mas essa, não.. rs

    • henriquehaddefinir

      Nina, se o MIB for o William, faz todo sentido que Ford tenha transformado Dolores no seu grande inimigo. Lembre-se que quando descobre de Wyatt, o MIB diz ao Ford que “agora você finalmente criou um rival a minha altura” (ou algo assim).

      • Nina Ribeiro

        Henrique, não consigo ainda assimilar essa teoria, talvez seja pq o Wyatt já tenha sido mostrado, como sendo um general, interpretado pelo Sorin Brouwers, quando os executivos afirmam não mexer com hosts que estejam em narrativa com h[ospedes e pelo fato do Wyatt não estar direitamente envolvido com o labirinto.
        Acredito que ele seja um vilão feito para parar o Mib, com um bando de hosts que não morram com balas, mas q a Dolores seja sim colocada em confronto contra o MIB, se esse for msm o William.
        A menina, filha do Lazo já disse q o labirinto não é pro MIB, entendo como humanos e interagiu com a Dolores.
        Acredito q esse confronto se dê mais na frente do Wyatt, dentro do labirinto.

  • Natália

    O que vocês acham sobre as teorias dos nomes dos personagens serem anagramas? É fato que esse é um artificio usado pelo nolan mas ainda nao vi muita credibilidade em nenhuma delas..
    Vou comentar alguns:
    Bernard Lowe = Arnold Weber
    Dolores = DELOS OR (Delos’ original host)
    Dolores Abernathy = Arnold Base Theory (teoria que um host pode ter consciencia com a “memoria bicameral”, sendo essa teoria confirmada inicialmente na dolores)

  • Isabella

    Sobre Dolores ser Wyatt pode ser a linha do tempo em que ela, teoricamente, se suicidou.
    Saiu atirando em todo mundo, viu teddy e BANG, tiro na cabeça.
    O Irmão do Thor já pescou que Bernard pode ser um anfitrião.

  • xtrmntr28

    #VoltaClementine gostava tanto dela.

  • Carlos Vinícius

    puta episodio.

  • Izidro Correia

    Também acredito que o Bernard seja uma cópia anfitriã do Arnold, talvez não na personalidade, mas na capacidade intelectual de programar e na aparência física. Quanto a foto com o Arnold, talvez o Bernard só possa ver o que foi programado nele, assim como a porta que ele não via na cabana do Ford. Acho que o Wyatt seja o Teddy, estando do lado do MIB todo o tempo, mas achei incrível essa teoria de ser a Dolores.

  • Kin Jordan

    “Se até o Season Finale as coisas continuarem se organizando da forma como vem acontecendo desde o episódio sete, teremos um exemplo de série que consegue o feito inédito de ser filosófica, intensa, cheia de ação e mistério, em medidas bem calculadas para atrair todo tipo de público.”

    O próprio Jonathan Nolan já havia conseguido isso com Person of Interest, apesar desta ter um ritmo mais lento devido ao fato de ser um drama criminal disfarçado de procedural, huehuehue

    Excelente review! Muito interessante um ponto de vista abordando mais o texto, dramaturgia e questões filosóficas do que as inúmeras teorias (mesmo sem as deixar de lado).

    • Filipe Dias

      cara, se Person of Interest fosse feito em um canal como HBO, o nível sera outro, com certeza haha

      • Osmar

        POI foi excelente do jeito que foi. Não precisaria de HBO nenhuma para mudar o nível dela.

        Se fosse assim a série de vampiros da Wandinha Adams teria sido boa.

        • Antonio

          O que mudaria pra mim seria as chances dela. Vê bem a quantidade de gente que deu uma chance pra “confusão” de WW e não quis nem passar perto da de POI, o primeiro trabalho exemplar de Nolan… uma pena, quem acha filosofia em WW vai achar muita também em POI, mas o selinho da CBS não deixa a série crescer entre os fãs brasileiros de sci fi…

          • Danilo Zanon

            Concordo contigo Antonio e ainda com a HBO seria muito possível a série chegar ao final planejado. E não ter ela encurtada como foi pela (maldita) CBS.

          • Antonio

            POI é a prova de que o Nolan é bom de organização, e de reorganização também kkkkkkkk… a série foi planejada pra 6 temporadas, teve um corte de pelo menos 30 episódios, e ele ainda conseguiu dar uma 5ª e última temporada excelente da série. Foi um bom trabalho sim, muito original, inovador e bem feito, pena que era da CBS, isso é a verdadeira maldição de POI kkkkkk…

          • Paulo HCD

            De pleno acordo com vc. Muita gente que anda empolgada por Westworld desdenhava de POI por ela ser da CBS e pelo “disfarce” de procedural. Alguns até diziam ter preguiça de acompanhar a trama da série e hoje não param de teorizar sobre WW e até arriscam filosofar um pouco sobre ela. Coisas de hype e de HBO. O fato é que existia preconceito, sim. Fato é que WW está incrível, mas seu DNA está todinho lá em POI. Aguardando ansioso o 1 x 09.

      • tati

        Desculpe, talvez eu tenha entendido errado sua colocação, mas falar em nível me dá a sensação de que teria maior qualidade. E isso seria injusto com POI. Então, prefiro dizer que o nível da repercussão e do reconhecimento, esse sim, realmente seria outro já que o nível de qualidade de Person of Interest foi estupendo. Muitos viraram a cara para POI por ser da CBS, por ser procedural (um engano total) e por não ser uma série da moda. Mas o pior episódio de POI consegue ser melhor que o de muita série incensada por aí.

    • henriquehaddefinir

      Brigado, Kin.

  • Jaime Guimarães

    Henrique fucking haddefinir + Westworld. 🙂

    • Osmar

      Puxa-saco.

    • henriquehaddefinir

      Jaime <33333

  • Caio Vinicius Viana Lima

    Caaara que episódio épico!!
    Quando acabou eu fiquei umas duas horas debatendo com o meu primo as teorias loucas e o que vai acontecer semana que vem kkkkk

  • Lucas

    Uma observação: quando o MiB fala de sua falecida mulher, ele comenta que foi “um casamento de 30 anos”. William está noivo quando conhece Dolores. Com essa diferença de 30 anos, a teoria de William ser MiB se confirma mais um pouco.

  • Danilo Zanon

    Elsie morreu, mas ninguém no parque sabe ainda… Theresa morreu e todos já sabem. Considerando que a Theresa não pode ser substituida agora, será que aquele Android que estava sendo construído pelo Ford era a Elsie!?

    • Andrea

      Sim, quando Bernard procura por Elsie é avisado q ela está de licença… e “estranha” mas fica nisso;
      depois quando o “Thor” da Qualidade pergunta dela ele responde tranquilamente q ela deve “estar curtindo a folga”.
      … e o “Thor” vai perceber as mudanças …

    • Ricardo Gelatti

      Eu sempre achei o “manequim” do robô muito pequeno pra Theresa, pensava até ser de uma criança. Mas a Elsie é pequenininha, então pode ser sim.

      • Danilo Zanon

        Tb tinha achado isso… Mas achei que era da minha cabeça… Era pequeno mesmo…

  • Danilo Zanon

    Alguns pitacos:
    – Plot da Maeve está top. E acredito que ela esteja sendo usada pelo Ford para algum objetivo que só veremos no futuro.
    – Não compreendo o sentido da teoria que Dolores é Wyatt. E nem o objetivo.
    – Tá tão na cara que o MIB é o William que agora estou achando que pode não ser. Apesar de que o Nolan pode nos surpreender, mas ele é muito sensato. Então estou na dúvida… rsrsrs
    – Cada vez acredito mais que aquele cara da Qualidade (Stubbs) vai ser mais importante no futuro. Afinal ele é o único humano que não confia nos robôs. E numa eventual rebelião precisaria de alguém assim…

      • Danilo Zanon

        Na verdade desde o início sempre tive certeza disso. Só que tá muito na cara e a ‘revelação oficial’ não sai… Então fica uma dúvida… rsrsrs

    • henriquehaddefinir

      Danilo, se o MIB é o William, está clara a razão de Dolores ser o Wyatt.

      • Danilo Zanon

        Sim. Depois entendi Henrique, com a ajuda do Rodrigo Canosa.
        Não tinha pensado nisso. Veremos os dois próximos epis né!? Muitas teorias…rsrsrs
        Aliás, parabéns pela Review. Abs

  • Valmir FIlho

    Gente, tô meio perdido com a história de Dolores, o que é que ela tá procurando com Will?

    • Nara

      Eu também estou com essa mesma dúvida…

    • Bruno

      O maze UE!? Libertação, auto conhecimento, iluminação, o nome que você quiser dar pra descoberta do sentido da vida

  • Nara

    Henrique, assumiu as reviews de vez? s2

    • henriquehaddefinir

      Yes.

      • Everaldo Possobom

        Gosto muito das tuas Reviews, Henrique e tb a velocidade q escreve.Adorei q vc assumiu WW!, Amei!!!

  • Carol Maglio

    Só não consigo aceitar as teorias que pipocam sobre as linhas do tempo distintas. Acho que a série já possui deliciosas bagunças demais para brincar ainda com duas ou mais narrativas temporais. Mas não me surpreendo com nada.
    O que percebi é que chegamos a um ponto em que é preciso voltar e assistir tudo de novo! Você tb não teve essa sensação?? Voltar agora e pegar as mínimas referências que não pareciam fazer parte do quebra-cabeça antes.
    Muita gente está dizendo mesmo que o Bernard era o Arnold e que já tivemos “flashbacks” disso antes, especialmente mesmo nos encontros dele com Dolores… mas eu não sei, acho isso “longe demais”.

    Sobre o Bernard enforcando a Elsie, sim, foi o que mostrou… como se fosse um flash… Mas na hora eu me perguntei: como? Quando ela foi abordada até então por um vulto, ela estava justamente falando com Bernard no telefone, que estava no complexo com a Theresa… enfim… essa série está explodindo minha menteeeee! hahaha

    • henriquehaddefinir

      Sim, eu acho que antes do finale vou voltar tudo.

  • Andrei Lucas

    Vcs lembram q em um momento, o Bernard estava conversando com qm supostamente seria a mulher dele? Será q não houve um verdadeiro Bernard em algum ponto, e depois foi substituído?
    Outra coisa q percebi nesse ep, seja por duas linhas do tempo, a Dolores e a Maeve já se rebelaram antes. Acho q o que estamos vendo com a Dolores e o Will é o passado, e na verdade a Dolores está presa em uma memória, e a Maeve é o presente no caso.

  • cephei alpha

    Aquele cenário da igreja tomada por areia onde tava a Dolores e o WIll, não é o mesmo cenário daquela cidadezinha com a igreja que o MIB visitou alguns episódios passados?

    • carolcorrea

      Acho que não. Acho que é o mesmo lugar em que o Ford quer construir a nova atração… No ep. 3, acho, ele encontra pela primeira vez na série o menino que matou o cachorro e era lá. Ele meio que mandou o menino imaginar uma cidadezinha com uma igrejinha branca e tal… Se não me engano foi isso…

  • carolcorrea

    Só espero que, confirmando as várias linhas do tempo, alguém faça uma compilação das cenas na ordem temporal certa….

  • Thiago luis

    O outro cara que fazia a rewieu saiu? Realmente ele demorava muito, vc eskeceu de falar de Logan, voltou a dar as caras, e parece que vai se vingar do cunhado, a Dolores estava em casa então nem sempre ela esteve na fazenda, este deve ser o primeiro papel dela, não creio que ela seja Wyatt, tem uma cena acho que no ep 5 ou 6 que Teddy tem uma lembrança que era ele quem assassinava a vila, ela estava confusa com suas memórias. e lógico o Stubbs falando da relação do Bernard com Theresa que ele já sabia do caso e do sumiço da elsie, agora ele desconfia de Bernard vai ser mais uma pedra no sapato do Dr Ford.

  • Thiago luis

    O melhor video sobre a cronologia https://youtu.be/qHGwoz8N-e0

    • tati

      Já adorei o fato dele ter se lembrado do The Animals tocando ao piano (House of the Raising Sun). Todo mundo falou de Back to Black, mas esqueceu desse rock clássico.

      • Thiago luis

        Tenho acompanhado os vídeos dele ele ta fazendo um trabalho da hora sobre a serie

    • tati

      Ótimo vídeo. O cara conseguiu defender com bastante propriedade a teoria das várias linhas temporais com simpatia e sem as tais “gracinhas e piadinhas sem graça” que alguns têm utilizado. Acredito piamente na teoria de Ed Harris = William. Para mim, está cada vez mais forte. Mas claro, já escaldada com as rasteiras que Nolan nos passava em POI, pode ser que haja outra explicação bombástica para a origem do MiB (Ed Harris). Sobre a teoria Bernard = Arnold, embora muito atraente, eu enxergava uma falha no fato de que uma cópia de uma figura tão importante como Arnold tenha passado desapercebida. Porém, em um dos epis, Logan conta a William que colocou sua equipe para investigar sobre o parque e que não havia nenhuma informação sobre o parceiro de Ford, NEM UMA FOTO! Nada! Então, juntando que Bernard só apareceu em WW há dez anos (portanto 25 anos após o desaparecimento de Arnold) e que não há nenhum registro disponível para outras pessoas além de Ford que esclareça sobre sua aparência, essa teoria se torna ainda mais viável.

  • Thiago luis

    Linha cronológica https://youtu.be/N1kMA4O8j0s

    • tati

      Gostei muito do vídeo. Ela tem um grande poder de observação. Porém, minha interpretação da cena do celeiro não implica nenhuma reprogramação ou atuação do ponto de vista técnico sobre os hosts. ACHO que o personagem de Ed Harris tentou, deliberadamente, ativar a lembrança de Dolores ao reproduzir um evento traumático. Sabe quando a pessoa sufoca uma lembrança dolorosa para não sofrer e, de repente, um determinado acontecimento similar dispara o gatilho da memória e o fato esquecido vem novamente à tona? Imagino que isso seja mais crível do que a teoria da reprogramação. O MIB já tem 30 anos de experiência no parque e, com certeza, já sabe como manipular os hosts. Veja, por exemplo, que conseguiu arrastar Teddy ao mentir que Dolores tinha sido sequestrada por Wyatt. O próprio Ford chamou atenção para esse estratagema.

  • Robson Madeira

    Eu juro que aquela imagem insistente mostrando mais um anfitrião sendo
    confeccionado no esconderijo do Ford quando do assassinato da Theresa me levou a pensar que se tratava de
    uma cópia da mesma que iria ficar a serviço do Ford…

    • Su

      Também pensei o mesmo. Fiquei surpresa com o rumo tomado pelo Ford!

  • tati

    Realmente, tudo leva a crer que Bernard fez mais um servicinho básico se livrando de Elsie. Porém, se a gente for analisar aquele suposto flash de memória que mostra o estrangulamento, a câmera apresenta o ponto de vista da pessoa que testemunhou o ocorrido (de frente) e não do agressor (que está atrás da vítima).

  • tati

    ´Parabéns pela review que conseguiu tratar de muitos aspectos e teorias que a gente já comentava por aqui e que ficavam meio que de lado nas reviews anteriores.

  • tati

    “teremos um exemplo de série que consegue o feito inédito de ser
    filosófica, intensa, cheia de ação e mistério, em medidas bem calculadas
    para atrair todo tipo de público. Eles estão com tudo nas mãos para
    isso…”. Só não concordo com uma coisinha, a palavra inédito. Quem assistiu Person of Interest sabe que esses ingredientes já faziam parte da receita de série de Jonathan Nolan há pelo menos 5 anos. Rsrsrs.
    Tratando inclusive da questão da desumanização do ser humano e da humanização de uma máquina. No caso de WW, os androides, no caso de POI, a nossa amada Machine.
    Nolan e Cia. alcançaram um feito mais difícil ainda do que o de WW quando conseguiram criar empatia e, como eu disse, humanizar, uma forma de IA que não tinha corpo, não tinha voz, não tinha tempo de tela, não era representada por ator nenhum e, no entanto, era tão cheia de vida.
    Os apaixonados por POI já sabiam o que os aficcionados por WW só estão descobrindo agora. Antes atrasado do que nunca! Abraços.

    • Danilo Zanon

      Não consigo curtir mil vezes seu comentário Tati, mas se pudesse além disso ainda assinava em baixo e registrava em cartório. Perfeito.

      Mas como POI não era HBO muitos não viam… Agora WW é mais ‘chique’… rsrsrs

  • Hugo

    Em relação ao Bernard acho que ele realmente é uma cópia do Arnold, quando aparece a foto ficamos com a impressão que vemos Arnold e Ford, mas vimos que na verdade estamos vendo Ford e o seu pai. Sabemos disso pelo android que tem a mesma aparência. Mas existe um espaço na fotografia o que nos leva a crer que seja Arnold, mas não vemos ele pois estamos enxergando a cena pelos olhos de Bernard, isso acontece para protege-lo da verdade .

  • Gleidson Oliveira

    Que notícia maravilhosa: Henrique e Westworld <3

  • Douglas Damacena

    “Não podemos definir auto consciência, porque ela não existe, os humanos gostam de crer que há algo especial no modo como percebemos o mundo, mesmo assim, vivemos em ciclos tão rígidos e fechados como o dos anfitriões. Raramente questionando nossas escolhas, em geral, satisfeitos com que nos digam o que fazer em seguida.”
    Senhores eis aqui a essência do trabalho de Nolan, aquele nó mental que te faz ficar pensando após um tempo, como aquilo faz realmente sentido.Afinal não somos tão diferente de robôs com narrativas de um ciclo infinito.

  • edujakel

    justo essa semana q eu estava viajando a review sai mais cedo…rs…
    confesso q gostei da mudança do reviewer, uma série dessas merece mais aprofundamento na analise mesmo. E como eu aprendi a nao ser mais hater do Henrique, seja bem vindo. És uma ótima mudanca.

    Qto ao episódio nao sei o q falar mais…mas senti uma coisa estranha na questao das timelines…como se fosse o contrario, o MIB estivesse no passado. Nem lembro pq pensei isso, mas lembro q teve algo com a Maeve…
    É isso, nao contribui pra nada na discussao. de nada. rs

    • Fabi Alves

      Oi migo !! Lembro que tb fiquei nessa em uma parte do ep !! :))

      • edujakel

        pois é…mas agora esqueci q parte foi…rs sera q ninguem entrou nessa tb?

  • Lucas Garibald

    E se o MIB arrastou a Dolores pro celeiro e mostrou a faca pra justamente retirar a bomba da vértebra dela? Sei q é improvável pq poderiam descobrir… mas qual motivo dele ferir ela com a faca? Senão pra abri la…

  • carolcorrea

    Tenho uma dúvida: partindo do pressuposto de que há diferentes linhas do tempo e de que a Dolores está repetindo o caminho que fez antes com o William, qual foi o motivo para ela fugir da fazenda? Tipo, na linha do tempo “atual”, a gente parece ver que ela sai da fazenda na hora em que vê o pai morto e percebe que se trata de caras diferentes. Aí, na edição, eles emendam com ela chegando no acampamento do William e falando que a família tinha morrido. Mas, minha dúvida é o que teria causado essa fuga, pois nessa época eles não teriam trocado o pai dela pq deu defeito como aconteceu na linha do tempo atual.

  • Antony

    Acho a serie tão boa e com tanto conteúdo para se conversar e a maioria do publico br fica querendo só falar sobre essa teoria da Timeline só isso importa nada mais é discutido as kids botaram na cabeça que tem que ser 2 timelines e ponto , povinho chato. A unica coisa que me irrita na serie é o comentado na review a facilidade da Maeve para fazer as coisas dentro das instalações Ótima review Henrique sempre manda bem .

    • edujakel

      nas reviews gringas q li, tb só se fala disso.

  • Caraaaaaaaaaaaaaa. Tudo que eu queria era você fazendo as reviews. Amei!

  • Rafaela

    Faltou comentar que essa não é a primeira vez que Maeve se rebela. Quando Mib mata a filha dela e ela tem que ser contida pelos funcionários, Ford (mesmo inibindo a dor dela e apagando a memória da filha) não conseguiu fazê-la parar e ela se mata. Por que será que após isso tudo Ford não aposentou Maeve?
    Amando essa série que faz pensar e quebrar a cabeça.

  • Marcos

    Uma pergunta, não era o Wyatt que aquele roteirista estava criando para o Ford, no qual a morena falou q era só pra distrair ele ou algo assim?

    Outra coisa, o cara com chifre que luta com o MiB e Teddy não apareceu nessa cena como desenho na sala desse roteirista?