Westworld 1×03: The Stray

60
4096

Em The Stray, vimos que todo País das Maravilhas possui a sua Alice.

No 2º capítulo do clássico “Alice no País das Maravilhas” a jovem encontra-se numa situação inusitada: com mais de dois metros de altura do que o normal, Alice começa a chorar por não conseguir mais passar pela portinha que iria levar ao lugar mágico que o Coelho Branco prometeu. Essa tristeza a leva para o seguinte raciocínio: “Deixe-me ver: eu era a mesma quando acordei de manhã? Tenho a impressão de ter me sentido um pouco diferente. Mas se eu não sou a mesma, a próxima questão é ‘Quem sou eu?‘”

É exatamente esse trecho que Dolores lê em voz alta para Bernard, acentuando a sua crise existencial por um nível mental jamais explorado nos outros Androids (pelo menos é o que Westworld nos revelou até agora). É notável a centralização de Dolores nessa perspectiva dentro da série. Por mais que o show siga pelo caminho “vamos lotar de storylines a cada semana que não se conectam diretamente mas julgamos interessante”, Dolores surge como um baluarte filosófico no roteiro. Ela é literalmente essa Alice questionando a realidade do País das Maravilhas e compactuando com o instinto de sobrevivência que envolve sua condição. A desenterro das memórias é atualmente sua maldição, mas no futuro pode ser (quem sabe) a chave pra sua liberdade.

“The Stray” – diferente da longa introdução que tivemos até aqui – expandiu os bastidores de Westworld. O plot mais interessante nesse mosaico foi o que envolveu a programadora Elsie investigando um Anfitrião errante pelo parque junto com seu parceiro Ashley. A ameaça que dá nome ao episódio não é o primeiro caso isolado de um robô que “perdeu”o rumo de sua identidade, Elsie e Ashley deixam isso bem claro ao caminhar com naturalidade por cenários que gritam violência mas na realidade são apenas cenários. A frieza deles é o que o show gosta de frisar e é isso que torna a produção magnífica e criativa. Esse descontrole das máquinas vem ganhando novas cores cada vez que um fato estranho como esse acontece e caminha para um paisagem caótica viciante de acompanhar.

Os androids não são tão ingênuos como eu havia imaginado, nem mesmo os humanos estão completamente ilesos contra qualquer tipo de dano e isso ficou muito claro com Elsie desesperada (no estilo mais sarcástico possível) e Ashley (o cético) incapaz de salvá-la, até que o próprio errante comete suicídio. O que deixou bem visível que algo de muito errado está acontecendo no parque.

westworld-elsieElsie Hughes (Shannon Woodward) da equipe de programação do parque. Westworld --- "The Stray"
Elsie Hughes (Shannon Woodward) da equipe de programação do parque. Westworld — “The Stray”

O episódio continuou jogando pistas nos pequenos detalhes.  A constelação de Orion cravada na pedra, por exemplo, pode ser uma sugestão dessa revolução que os androids estão alimentando. O errante pode muito bem não ter caído naquele buraco por acidente, mas sim para se auto-destruir, fugir daquele mundo violento que a cada dia consegue ser mais violento ainda. As memórias em Westworld são a principal razão para a corrupção dos personagens que regem cada centímetro daquele lugar e são elas o principal vilão desse enredo lentamente desvendado.

É nessa premissa de memórias & auto-conhecimento  que o show se desenrola desde o primeiro episódio. O que deixa a discussão entre Bernard e Ford mais firme e intensa. Enquanto Bernard acredita na realidade do parque como forma de confrontar o seu passado (leia-se a perda recente do seu filho), Ford desacredita sobre qualquer tipo de realidade que os androids possam absorver, rejeitando a ideia de tratá-los como entidades racionais. Os dois representam as duas linhas de pensamento que a série está desenvolvendo até agora. Quem será que irá ganhar no final?

E por fim voltamos para Dolores. O pecado de Bernard é simplesmente observá-la como um teste ao invés de uma chance de confrontar o raciocínio de Ford. Enquanto Bernard a usa para testar os limites racionais dos androids, Dolores aproveita cada segundo com ele para compreender cada vez mais a sua essência. A cena em que ela tenta dar um tiro e não consegue puxar o gatilho foi dentro dessa quebra de ritmo filosófico, ou seja,  o limite lógico que seu mestre tanto procurava estava ali, na mira e pronto para ser ultrapassado mas na primeira oportunidade ela manteve-se dentro da sua condição, da sua identidade pré-estabelecida.

Até que no final do episódio…

Dolores – por força desse repertório que Alice tanto questionou sobre existência & aceitação – apertou o gatilho contra todas as memórias violentas que obteve até ali. Fugitiva da sua obrigação e aluna da sua existência. Fato esse que abre portas para um novo passo na série: o primeiro passo para a liberdade.

– De quem será que é a voz que Dolores ouve com frequência toda vez que está sobre pressão?

– Muito interessante a história que Ford revelou sobre o início do parque e o desentendimento com o sócio já falecido. Certeza que tem mais coisa por aí…

– O Daniel Barcelos não pôde cobrir Westworld essa semana e fui convidado a escrever a review pra vocês. O que acharam do episódio?

  • Davy

    first

  • Lays Araújo

    Eu to achando que nessa história do sócio que o Ford contou, não é bem a verdade. Acho q aconteceu algo a mais.

    E esse nova “parte” do parque foi meio assustadora.
    Espero que o Teddy seja mais do que apenas um corajoso que morre todo dia.

  • joao henrique da silveira mont

    Roteiro muito intessante. Esperando para ver o desenvolvimento do personagem do Rodrigo Santoro (não por ser brasileiro, mas por ele ser o pistoleiro). O único personagem que não consegui encaixar na série foi o Ed Haris, não fez sentido pra mim ainda, apesar de ter adorado o personagem.

    • Alexandre Zanini

      to achando que o Ed é o Arnold só pode pois Ed Harris é um ator foda e fica ali o dia todo perdidão, andando, matando e procurando o labirinto, minha teoria é que ele possa ter surtado e está no parque por algum motivo

  • Rafael

    Não sei se sou apenas eu que penso assim, mas o ritmo da série está me incomodando muito. Me incomoda que quase todas as séries da Netflix e HBO dos últimos anos me parecem muito presas a um modelo narrativo em que a história anda sempre com uma sensação de “andar com o freio de mão puxado”.

    É evidente que esses canais tem muitas obras maravilhosos e não quero relacionar ritmo lento com série ruim, The Americans, Rectify e as séries inúmeras europeias são lentas e maravilhosas, a 1ª temporada de True Detective, The Leftovers e Game of Thrones (HBO), Bloodline, House of Cards, Sense8 e as temporadas novas de Longmire (Netflix), todas elas são ótimas, mas com desenvolvimentos lento. Será que HBO e Neftflix não podem desenvolver também séries mais dinâmicas? Acho que (em parte) o sucesso de Stranger Things passa um pouco por isso, aliando a qualidade técnica e de roteiro e elenco com uma história mais fluída.

    Já passou 30% da temporada e fico com a impressão de que muito pouca coisa aconteceu e tenho dificuldade em identificar que tramas serão realmente importantes.

    • John Chimera

      Curtir seu comentário, concordo com quase tudo, menos a parte de Stranger Things, que não acho lá essas coisas, e que só assistir todos os epis para poder critica-la negativamente com mais precisão — me julgue. Mas no resto, você está certo. Dizem que Westworld é a nova Game of Thrones, e espero que seja mesmo, gostei muito do piloto, e já é a minha preferida, vou assistir tudo, mesmo que só comece a explodir nossas mentes no último epi.

      • Rafael

        Julgo nada… Por exemplo, eu já tentei de todas as maneiras gostar de Breaking Bad, mas não tem jeito de eu me identificar com a série. Quem sou eu pra dizer que não é bom, mas não é pra mim. Talvez Stranger Things não seja pra ti. E não há nada de errado nisso. Mas acho que mesmo não achado grande coisa, tu vai concordar que ela foge desse ritmo mais devagar de narrativa que eu coloquei como padrão na Netflix e HBO.

        • John Chimera

          Reconheço a ótima fotografia, produção acima da média em relação a maiorias das séries, e boas atuações. Mas um roteiro simples e previsível.

          • Danilo Zanon

            Previsível? Cada pessoa que assiste faz uma teoria e entende algo da sua maneira.

            Por favor: Nos explique como vai terminar essa temporada!

            Tem centenas de teorias na NET (aqui e nos EUA) envolvendo vários assuntos da série. Por favor diga quais estão certas e quais erradas…

    • RenanSP

      Por enquanto em Westworld isso não me incomodou. Mas quando acabou o episódio eu fiquei pensando que talvez essa temporada seja só isso, e uma revolução dos androides só vai acontecer no ultimo episódio, e ai esse pensamento me incomodou, se eles forem enrolar uma temporada inteira só com as “aventuras” no parque vai fica maçante.
      E pra mim a Netflix deveria adotar o formato de 8 a 10 episódios toda série, veja essas séries de heróis, sempre arrastadas.

      • Rafael

        Cada vez mais eu venho priorizando assistir série com no máximo 10 episódio. Entre 6 e 10 episódios permite bastante tempo pra desenvolver a história sem precisar enrolar.

    • Cesar

      Mas aqui em Westworld isso acontece por conta da mitologia da série, em que todos os dias as coisas se repetem, e as memorias são apagadas, tudo funcionando nesse estilo pra servir os clientes do parque, confesso que a mim também bate o desejo de ver coisas novas, que já estão começando a acontecer, se forem 10 episodios, tem tudo pra “ferver” apos a metade e se consolidar como uma boa serie (que eu ja acho)

      • Rafael

        Torço muito pra isso afinal a história tem potencial enorme.

    • Raquel Alves

      3 episódios que contaram basicamente a mesma coisa. Achei o piloto ótimo, mas esses 2 seguintes bem chatos. Acho que uma hora deslancha, mas por enquanto só as atuações estão chamando minha atenção.

  • AlexSanders

    Valeu por nos salvar Natanael…rs Já estava pronto para criticar o reviwer pela demora, mas ficou explicado.
    Ótima review a sua também.
    Acho que a voz é do sócio “morto”, que colocou uma programação “a mais” na Dolores e em mais alguns hosts. E esse é o código da IA deles.

    • Natanael Lucas

      Obrigado! 🙂

  • João Carlos

    Gostando da mitologia da serie.

  • Messinho’

    Discordo do Ford acreditar que os robôs são meramente robôs, e não acreditei nadica de nada daquela história do parceiro dele. Penso que ele que acredita em algo mais para os anfitriões, tá fazendo um jogo mental no Bernard pq tá agindo detrás das cortinas e caso aconteça alguma merda o Bernard vai ser o bode expiatório.
    Ainda acredito que essa expansão vai terminar de foder todo o sistema de narrativas de westworld e deixar ainda mais difícil de investigar com clareza as ações suspeitas que Ford possa fazer daqui em diante.

    • Rodrigo Canosa

      É uma ideia. Só que o Ford mostrou uma foto do sócio morto… Seria Arnold outra pessoa? O fato é que em entrevista após o 1×03, ao ser perguntado, Nolan disse ser improvável vermos Arnold na série.

      • Messinho’

        Acho que Ford pode ter matado o Arnold, e invertido a historiahistoria, onde ele era quem acreditava na vida dos robôs

  • Magnosama

    Fiquei com a impressão de que o androide errante se auto destruiu para que não analisassem sua cabeça. Protegendo seu segredo.

    • Natanael Lucas

      Interessante esse viés e faz total sentido.

    • edujakel

      eu concordo com esse pensamento. os caras disseram q só precisavam da cabeca pra fazer a analise. qdo o seguranca foi tirar a cabeca ele saiu correndo e tratou de destruir a propria cabeca…

  • Douglas Damacena

    Episodio bem parado, porem, muito proveitoso no desenvolvimento dos personagens, como Bernard por exemplo que ficou muito interessante, e a historia do co-fundador do parque, esse episodio apesar de desenvolver bem, arrastou bastante, porem proximo episodio teremos Santoro em cena novamente, e quem sabe veremos o desenvolvimento do pistoleiro mais procurado de Westworld com muito tiro, porrada e bomba !

    P.S.: Teorias

    teoria FAIL : The man in black ser o William, as time lines da série estarem passando paralelamente contando a origem do man in black seria uma baita jogada, visto que Nolan esta nessa, mas não foi dessa vez, na cena da Dolores no celeiro sendo atacada e tendo o flashback do mesmo, e logo depois fugindo e encontrando Will terminou com a teoria.

    Teoria 1 : The man in Black ser um androide, ja que ele diz ser amigo de longa data do cara que ia ser enforcado, logo ele poderia fazer parte de um roteiro e em algum momento ter ganhado consciência antes de todos, e oque ele procura nada mais ser do que a saída do parque.

    Teoria 2: Direto do Podmaniacos, a teoria de que todos os androides ja foram pessoas de carne osso e tiveram a sua mente transferida para os androides assim como no filme do Johnny depp kkk (transcendente), como exemplo a lembrança da Maeve com sua filha antes de serem atacadas.

    • Natanael Lucas

      Essa última teoria seria bem macabro, mas genial! Tomara que seja isso! hahahah

      • Douglas Damacena

        Sim, seria uma baita de uma jogada kk, é dificil, mas não podemos esperar menos do Nolan kkk

    • Rodrigo Canosa

      Não chamaria essa teoria de Fail, Douglas. Dolores teve uma sequência de memórias intercaladas com realidade, tanto na cena da gaveta quanto no celeiro e na saída da fazenda. Nesta última, em uma ela toma o tiro, em outra não. Qual delas corresponde ao presente? E foi a partir de qual delas que ela chega ao William?

      Tem mais: algumas pessoas notaram diferenças entre o logo atual do parque e o mostrado na chegada do William:
      https://uploads.disquscdn.com/images/bad08f82bf5bc6307b87008bfbfa2d2e343135b206b88a6abc1df04b51bea905.jpg https://uploads.disquscdn.com/images/df1baeceae0febf9ef6146a0650b45cb1e3d15f4ba275b2215efd3ff907dcab3.jpg

      Em um teríamos os dois Ws um dentro do outro, em outro seria um W.

      • Douglas Damacena

        Então como respondi acima, como ela fugiria do roteiro 30 anos atrás, pegando a arma e tudo mais, sendo que o problema dos androides começou com o pai dela a pouco tempo, então pra mim na cena do presente que ela deveria seguir o roteiro igual a cena do passado em que ela toma o tiro, só que dessa vez ela foge, pois se lembrou que aquilo ja tinha acontecido outra vez. Ja a questão do logo de Westworld com a diferença no logo é interessante, mas não explica nada.

        • Jhonatas

          Poderia ser explicado como uma interferência do tal “sócio” introduzido neste episódio. Tal acontecimento teria ficado na “memória residual” da Dolores.

          Concordo com vc q essa teoria é improvável, mas não descarto ainda.

        • Danilo Zanon

          Sua visão está errada da cena Douglas, como havia falado antes.

          Veja o post que fiz agora a pouco com as fotos da cena da Dolores, que mostra o contrário do que você falou. Ela toma o tiro no presente. No passado ela não toma.

          • Milla Lobo

            Então. Eu não tinha pensado em linhas do tempo como vocês. Tô lendo sobre isso agora. O que eu achei que tivesse acontecido era por ela ter tomado consciência ela ficou imune. Pq tem uma cena que alguém fala que o que faz os visitantes nao tomarem tiro é uma linha de código. Como se fosse algo frágil. E eles falam muito sobre a diferença é que eles não tem consciência e que deveria ser assim e o Arnald pensava diferente. Num sei. Foi o que pensei quando vi mas pelo visto viajei Rsrs.

    • Danilo Zanon

      Complementando o que o Rodrigo Canosa disse sobre você dizer que a teoria é fail. Veja:

      – Antes da cena, Dolores e Bernard estão conversando e tal. Bernard pede para ela seguir o roteiro. A mesma diz que vai seguir. Vem a cena. Ela segue o roteiro igual no passado (isso fica bem claro). E aí chega na parte onde o Rodrigo relatou: há duas cenas. Uma ela toma o tiro (meu palpite é que seja o atual para seguir o roteiro) e no outro ela não toma o tiro e foge (meu palpite esse é o passado. Aí ela encontra ele e depois pode haver um desenrolar que não conhecemos).

      Destaque a conversa e ao pedido do Bernard antes da cena, pedindo para ela seguir o roteiro.

      • Douglas Damacena

        amigo,se vc prestar atenção oque ela toma o tiro é o passado, o roteiro que ela seguia, e oque ela foge é o presente, fugindo do roteiro, pois esse problemas dos androides só começou recentemente com o pai da dolores, e a 30 anos ela seguia o roteiro, então sim, pra mim a teoria ja eras.

        • Danilo Zanon

          Douglas, falar que uma teoria é FAIL porque você acredita em outra está errado. Ela tem que ser FAIL porque algo a inviabilizou TOTALMENTE.

          Em primeiro na cena da Dolores, qual a base em dizer que uma é passado e a outra presente? Nenhum. Tudo igual. A impressão apenas que fica da primeira ser passado é por causa da ordem. Apenas isso. Não quer dizer nada. Na verdade essa sequência mantém tudo em aberto.

          Agora como você diz que o problema só começou agora, te aconselho: assista novamente os 3 episódios (URGENTEMENTE) prestando bastante atenção. Você não pegou algumas coisas. Está muito claro que houve um problema no passado (envolvendo índios, Ed Harris, Dolores,etc). O problema recente é envolvendo a memoria e liberdade dos Androids.

          Cara, é Nolan. Assim como nas séries e filmes você precisa assistir mais de uma vez para entender tudo (e mesmo assim não estamos vendo nem o começo ainda). A grande chance é que no final todas as teorias (ou grande parte) estejam erradas.

          • Douglas Damacena

            Pois então, ela fugiu a cavalo no passado e encontrou Will, fugindo do roteiro no passado correto ? posso ter entendido errado, mas enfim, concordo com você que Nolan é Nolan, seja essa ou outra teoria, esse cara gosta de surpreender.

          • Davy

            não teria sentido ela fugir do loop no passado.. nolan é nolan mas ele não faz essas coisas tão mirabolantes , pode confiar, já assiste tudo do nolan.

          • Danilo Zanon

            Amnésia e Inception são coisas do Nolan e são mirabolantes sim. Principalmente considerando o cinema atual.

          • Danilo Zanon

            Cara, são todas teorias. Não dá pra acreditar ou desacreditar de nada. Tá tudo muito aberto. Mas acredito que esse fuga do roteiro no passado faz ela encontrar o Will e isso faz surgir o problema no parque citado nos outros episódios.
            Veja que o homem de preto tem alguma fixação pela Dolores. Só veremos nos próximos episódios.

        • Danilo Zanon

          Amigo veja meu último post com as fotos da cena final da Dolores.

          Sugiro ver a cena novamente, ok 😉

    • Aluiz

      Ainda creio que estamos vendo linhas do tempo sobrepostas e no final Nolan vai mostrar detalhes que comprovam isso. Quanto Ed Harris ser Android a teoria falha pois no episódio 2 vemos um segurança observando seus atos e dizendo “esse convidado matou uma guarnição inteira” a menos que convidados possam ser Androids. E no piloto ele diz para Dolores que não tinha pago uma fortuna para ela não reagir ao estupro. A lembrança de Maeve com a filha é no velho oeste sendo atacada por índios. A memória dela estaria preservada como se parece que WW se passa anos no nosso futuro? Aquilo é um plot escrito por aquele roteirista mala que pelo jeito deu muito errado. Aquele indio que a observa pela janela pode ser o mesmo que trabalhava no cassino e Ed Harris mata no piloto. Outro ponto do William é a aparição de plots que não aparecem em nenhum outro momento como a caçada ao tesouro e o exército recrutando voluntários. Enfim… É Nolan. Só o tempo responderá. E provavelmente estaremos todos errados.

  • Cesar

    A serie é exibida aos domingos? Tenho a impressão que o episodio 3 demorou mais a sair, ou to viajando? Alguem sabe como anda a audiencia?

    Bem, sobre a trama, como alguns falaram, a estrutura narrativa gera essa impressão, ate verdadeira, que pouca coisa acontece por episodio, nos continuamos a ver o mesmo plot do piloto, por diferentes pontos de vista, com algumas alterações, e assim a trama vai andando aos poucos, espero que engrene de vez, mas estou gostando muito ate agora

    • Jhonatas

      Foi o ep 2 que saiu mais cedo

  • Fabi Alves

    nossa ótima review !! esse ep foi um pouco mais morno mas estu cm expectativas lá em cima depois de ver o promo do prox!
    to super intrigada com esse jogo do ford

    • Natanael Lucas

      Muito obrigado! 😉

  • Valmir

    Pessoal, eu tenho uma dúvida. No caso dos visitantes que dormem no parque, o que acontece com os Hosts que estão com eles, já que teoricamente a memória de todo mundo é apagada durante a noite? Ou isso não acontece com todos hosts?

    • Douglas Damacena

      Acredito que eles só arrumam aqueles que foram danificados, o resto da respawn onde começa o dia kk

    • Fora que os hosts fazem sexo normalmente né? E o visitante ainda pode brincar de Sodoma e Gomorra literalmente.

    • João Paulo

      Bom questionamento. Eu não percebi a resposta disso durante os episódios e nem no filme fala.
      Talvez seja algo programado, como um sleep timer dos aparelhos de TV, a partir de “tal” hora, eles “apagam” e perdem a memória.

    • Jhonatas

      MInha teoria é que o loop não é diário, ao fim do ciclo deve haver um toque de recolher de visitantes e hosts.

      Mas como o homem de preto consegue transitar livremente não sei…

      • César

        A HBO fez um site oficial de Westworld (que infelizmente não funciona aqui) onde você pode agendar a sua estadia no parque e conferir os preços.

        Os pacotes aumentam conforme tempo e nível de jogo. Você reserva por semanas, sendo um mínimo de uma semana e um máximo de 4. Os níveis de jogo desbloqueiam mais narrativas e acesso a novas áreas e hosts, são três: standard, silver e gold.

        O Homem de Preto transita livre por ter acesso ao nível mais caro e uma estadia mais prolongada, a gente vê como ele aparece em outras cidades. A cidade do início, onde chega o trem, é a primeira e comum a todos os guests.

        Quando ele começa a matar um monte de hosts e um cara da administração sugere uma interferência o outro não acata porque sabe que o Homem de Preto tá pagando caro pra jogar.

        Então é isso, ele é um milionário ou recebeu uma herança robusta, eu acredito que ele seja filho do Arnold, isso explicaria a fortuna e o desejo de desvendar os mistérios do parque…

        Desculpa me prolongar, tu pode ver mais coisa aqui kkkk: http://www.slashfilm.com/westworld-map-and-contract/

  • lcp21

    única coisa boa nessa série é a Dolores.

  • Aluiz Henrique Marques Linhare

    O Ford na minha opinião é um sociopata que se diverte vendo seres humanos praticarem barbaridades contra suas criações. No futuro ele vai se revelar um doido de pedra.

  • Marco A

    Até que enfim um episódio que me respondeu sobre os tiros nos visitantes. Aleluia…

  • Danilo Zanon

    Pessoal, para quem acha que a cena onde a Dolores toma o tiro é o passado e desacreditou da teoria em relação a passado/presente, vejam o seguinte nessas fotos da cena da Dolores:

    Quando ela dá o tiro, ela sai correndo com uma arma (foto 1). Aí mostra ela tomando o tiro com a arma na mão ainda (foto 2).

    Depois a cena corta e ela não mais tomou o tiro e veja que não aparece arma alguma (foto 3). Ela sai correndo e sobe no cavalo e continua sem ter arma na mão (foto 4).

    Ou seja: a primeira cena é no presente e continuação do tiro que ela acabou de dar. Ela toma o tiro, seguindo o roteiro proposto pelo Bernard e dito que seria seguido por ela na sequência anterior a essa. A cena posterior é onde ela NÃO toma o tiro, foge e segue à cavalo onde se encontrará com o William (no passado).

    Se o William é o Homem de Preto não sabemos. Mas que a teoria continua de pé e que estamos vendo duas linhas do tempo distintas fica muito claro. Quem quiser pode assistir novamente e verá.

    https://uploads.disquscdn.com/images/55b9c4ae4124a7132da6a40aebf75f7873e8987d03c21c5812ee0ca78b3a75b4.png https://uploads.disquscdn.com/images/d594ef9ac26c4d00419904aa469a8cae1b2e0cafcf528e057401d689ce354846.png https://uploads.disquscdn.com/images/b38416513d558839e5844db2c8c3e655e651fcc10ced591186107cab5ce6c4f0.png https://uploads.disquscdn.com/images/d86c45f3ec0cdee3e346aa9638e65f2c005300a6cee266a470bf6a55e8258a70.png

    • Davy

      ta viajando .. , a cena que ela não toma o tiro não aparece a mão dela, só aparece depois ela indo para o cavalo, depois de largar a arma no chão.. Ela esta fugindo do seu loop por causa das interações com o Bernard, qual o sentido dela ter fugido do loop antes disso?? ela nunca teve mudança de comportamento, apenas agora

      • Danilo Zanon

        Davy, na verdade entre as várias teorias que correm é que o William ou o amigo seja o ‘Homem de Preto’. E que estamos vendo duas épocas ao mesmo tempo.

        Não fica claro que a Dolores nunca teve mudança de comportamento. Mas fica MUITO claro que no parque houve algo grave no passado (envolvendo indíos e a Dolores). Problemas. Isso é muito claro e já citado em episódios anteriores.

        Nessa teoria a série estaria mostrando o início do homem de preto no parque. Ele era bonzinho e esse acontecimento do passado (envolvendo a Dolores) teria tornado ele o que é hoje e o que ele tem buscado no parque.

        Sobre a arma, realmente a série não mostra a mão inteira dela, até porque se mostrasse ficaria muito claro. Mas também não mostra ela largando no chão.

        São todas teorias. Pode estar errado, mas está tudo aberto ainda. Só iremos saber mais para frente. Detalhes sobre a teoria na review do episódio anterior.

        • Davy

          É concordo que não da para saber .. Mas no fim do primeiro episódio , citam que a dolores foi reparada varias vezes e é praticamente a mesma, algo assim .. Então não acredito nessa teoria mas ainda é valida sim.

  • Matheus

    Uma coisa que me faz pensar é se, na verdade todas as ações da Dolores estão sendo manipuladas pelo próprio Ford, tudo pode ser um plano dele para uma “nova história”. Em alguns diálogos dele nota-se que ele não é tão descrente assim na “humanidade” dos androids, talvez tudo não passe de uma encenação do próprio.
    A série tá indo por um caminho muito bom, até agora gostei de todos os eps e espero que a série mantenha a boa qualidade…

    • edujakel

      a nova historia dele sao os robos se rebelando.

  • RS Martins

    A serie mais chata que já vi na vida, dá sono…..com episódios de quase uma hora que não diz nada com nada, verei até quando suporto tanta chatice.