Stranger Things 1×03: Chapter Three: Holly, Jolly

Um guia de como sobreviver aos problemas e obstáculos

41
1316

Uma das maiores lições que Steven Spielberg & Cia ensinaram nos anos 80 às crianças foi, sem dúvida, a necessidade do amadurecimento. Lidar com perdas, desilusões e desventuras que acontecem na vida eram obrigatórios nos filmes que marcaram a década. Por trás de cada palavra de incentivo e cada etapa vencida, havia um guia de como sobreviver aos problemas e obstáculos.

Irmãs foram abduzidas por poltergeist, amigos tiveram que dar o triste adeus e separações dos pais foram finalmente entendidas. A barreira da morte, porém, se manteve intacta. Afinal, não seria muito traumático mostrar essa triste realidade para crianças? Stranger Things cruzou essa barreira e mostrou em seu terceiro episódio que, definitivamente, não é uma série para crianças.

O episódio já começa de forma fantástica, mostrando a provável morte de Barb e (finalmente!) revelando a criatura. Nem consigo imaginar o trabalho, e o dinheiro hehe, que foi empregado para a construção dessa cena. Tudo funcionou perfeitamente, da edição e fotografia à atuação impecável da Shannon Purser.

Após esse novo ataque da criatura, fica cada vez mais subtendido que as vítimas são transportadas para uma outra dimensão ou para o próprio subconsciente do monstro. Pensando que as vítimas provavelmente morrem, seria bem possível que Will e Barb estejam compartilhando sua consciência com a criatura. A dúvida que fica é? Teriam essas vítimas a percepção de que estão mortas?

Considerando todas as cenas em que Will teoricamente se manifestou, percebe-se que o menino não tem a consciência de que está morto. Se ele estiver realmente “escondido” dentro da criatura, faz total sentido a argumentação de Eleven, o que gera outro problema. Todas as vezes que Will tentou se comunicar, houve a presença do monstro logo em seguida, provavelmente para inibir o garoto. Sendo assim, esse ser tem total noção das ações de Will. El também sabia o que estava acontecendo com o menino. Se El também compartilha sua consciência com a criatura, este pode e deve caça-la. Resumão: Eleven está com muitos problemas. #BraceYourselves

E falando na nossa esquisita favorita, fiquei com um sorriso em todas as cenas em que ela explorou a casa de Will, senti a tristeza e impotência dela enquanto estava sendo torturada e entendi toda a confusão da menina após perceber que Will havia falecido. Millie Bobby está fazendo um trabalho extraordinário e vejo que elogiá-la será uma rotina até o fim da temporada.

Outro ponto positivo foi o maior desenvolvimento de Dustin e Lucas. Os dois estavam, e de certa forma ainda estão, muito aquém de Mike e Eleven. Fazê-los interagirem mais foi importante para que se acreditasse mais nessa amizade dos meninos e ainda me fez dar umas boas risadas.

Outros plots que evoluíram substancialmente foram o da investigação do desaparecimento de Will e a busca por Barb + continuação dos dilemas da High School. A procura de Nancy pela amiga agitou a ala adolescente e conectou de vez todos os plots da série ao mistério principal. Juntar Jonathan e Nancy por motivos além do romance foi uma tática bem esperta dos irmãos Duffer, fugindo das expectativas do velho drama colegial. Difícil vai ser engolir Steve e o casal de tira a colo…

A busca por maiores informações do Laboratório Nacional de Hawkings não ajudou diretamente na busca por Will, mas certamente alavancou as suspeitas do xerife na organização. Algumas perguntas já foram respondidas, de certa forma. A instalação é realmente do governo e os experimentos são de longa data. Hopper não deve descansar até achar todas as peças desse quebra-cabeça e espero ansiosamente pelo embate entre a polícia e a instalação.

Sim, claro que deixei o melhor para o final. Winona arrasou em todas as cenas! Espero que todas as portas de Hollywood se abram novamente para esse talento. Foi incrível ver como Ryder criou uma Joyce forte e ao mesmo tempo fraca, perspicaz e ingênua, emocional e sensata. Tudo ao mesmo tempo. Ver essas múltiplas camadas em uma só personagem já é incrível, com uma atuação poderosa então…. Joyce lutou e lutou até o fim para salvar seu filho, não me parece que vai desistir após a morte dele.

Bem, Will já apareceu (pelo menos o corpo), mas os questionamentos estão só começando. Eletrizante do início ao fim, Stranger Things sai do clichê e, após um segundo episódio ok, volta a beirar a perfeição nesse 1×03.

Familiar Things

Seguindo a saga da Fênix Negra Eleven, já sabemos que ela quebra pescoços quando está nervosa. I wonder…

Experimentos com crianças e LSD? Lá vamos nós para mais uma dica, dessa vez com o titio JJ Abrams. VEJA FRINGE.

Nunca mais verei uma propaganda da coca-cola da mesma forma.

Essa cena final ao som de um cover lindo de Heroes me fez abraçar o computador. Tenho que escrever uma declaração de amor à Netflix.

  • Episódio incrível!!!
    Está difícil não devorar a série.

  • Episódio incrível!!!
    Está difícil não devorar a série.

  • Easter egg tem aos montes, o detalhe que achei interessante é que a irmã loirinha do Mike, estava vestida igualzinha a Drew Barrymore em ET, dá uma compara, até o cabelo estava identico…

  • Easter egg tem aos montes, o detalhe que achei interessante é que a irmã loirinha do Mike, estava vestida igualzinha a Drew Barrymore em ET, dá uma comparada, até o cabelo estava identico…

    • Guilherme Henrique

      Hahaha. A primeira coisa que pensei quando vi essa garotinha de Stranger Things foi na Drew em E.T. Foi claramente uma homenagem.

    • Guilherme Henrique

      Hahaha. A primeira coisa que pensei quando vi essa garotinha de Stranger Things foi na Drew em E.T. Foi claramente uma homenagem.

  • João Alexandre

    Acabei de assistir esse episódio agora mesmo e estou amando profundamente essa série! Os atores mirins estão dando um show! Já merecem indicações a vários prêmios.

    Além da fotografia linda, o que dizer desse joguinho que os irmãos Duffer estão fazendo? Eles nos fazem pensar que vai rolar um clichezão, aí de repente, nos jogam uns negócios super bem pensados e fodas. Gente!

    Sério, não achei que ia gostar tanto dessa série, mas agora já está entrando na minha listinha de preferidas.

  • João Alexandre

    Acabei de assistir esse episódio agora mesmo e estou amando profundamente essa série! Os atores mirins estão dando um show! Já merecem indicações a vários prêmios.

    Além da fotografia linda, o que dizer desse joguinho que os irmãos Duffer estão fazendo? Eles nos fazem pensar que vai rolar um clichezão, aí de repente, nos jogam uns negócios super bem pensados e fodas. Gente!

    Sério, não achei que ia gostar tanto dessa série, mas agora já está entrando na minha listinha de preferidas.

  • Nina Ribeiro

    Não aguentei…. vi os 8 episódios de uma vez só…
    Que bom que foi renovada =)

  • Nina Ribeiro

    Não aguentei…. vi os 8 episódios de uma vez só…
    Que bom que foi renovada =)

  • Juliano Guilherme

    Acabei a série agorinha e só posso dizer Uau… que delícia de série…. redondinha… já quero um season 2 como nova história nos mesmos moldes… estilo anos 80, muita nostalgia e novas coisas estranhas….

  • Juliano Guilherme

    Acabei a série agorinha e só posso dizer Uau… que delícia de série…. redondinha… já quero um season 2 como nova história nos mesmos moldes… estilo anos 80, muita nostalgia e novas coisas estranhas….

  • David Rocha

    Série perfeita, só vale assistindo numa tv de tubo.

  • David Rocha

    Série perfeita, só vale assistindo numa tv de tubo.

  • Ricardo Igreja

    https://www.youtube.com/watch?v=LsvuipGq2ns Peter Gabriel e Brian Eno…cena final desse episodio… espetacular…

  • Ricardo Igreja

    https://www.youtube.com/watch?v=LsvuipGq2ns Peter Gabriel e Brian Eno…cena final desse episodio… espetacular…

  • Dhéo

    Q série fantástica. Uma bela homenagem aos anos 80 d filmes da minha infância. Mas a série eh para adulto msm. Espetacular.

  • Dhéo

    Q série fantástica. Uma bela homenagem aos anos 80 d filmes da minha infância. Mas a série eh para adulto msm. Espetacular.

  • Joao Monteiro

    Esse episódio trouxe um gostinho do filme Conta Comigo. Enquanto a cena do montro no que parece ser um esgoto, lembrou IT. Duas produçoes baseadas no Stephen King

  • Joao Monteiro

    Esse episódio trouxe um gostinho do filme Conta Comigo. Enquanto a cena do montro no que parece ser um esgoto, lembrou IT. Duas produçoes baseadas no Stephen King

  • Antony

    Episodio fantasístico mesmo odiando o casal teen Jonathan e Nancy pelo menos ligaram eles na trama principal . o de arrepiar mesmo foi as cenas Winona (Joyce) conversando com a luzes ela brilhou mais que tudo nesse episodio .Vlw Netflix isso se chama entretenimento de qualidade .

  • Antony

    Episodio fantasístico mesmo odiando o casal teen Jonathan e Nancy pelo menos ligaram eles na trama principal . o de arrepiar mesmo foi as cenas Winona (Joyce) conversando com a luzes ela brilhou mais que tudo nesse episodio .Vlw Netflix isso se chama entretenimento de qualidade .

  • Arya Ibelin

    Que episodio maravilhoso. A resenha foi ótima adoro as dicas das referencias.

  • Arya Ibelin

    Que episodio maravilhoso. A resenha foi ótima adoro as dicas das referencias.

  • Junito Hartley

    A cena do começo desse episodio pareceu ser outra dimensão so que do mesmo lugar da dimensão original, note que a Barb esta dentro da piscina e quando sobe as escadas é a mesma “casa”, bem parecido com o filme sobrenatural de James Wan, enfim serie muito boa.

    PS: A musica tema de quando começa o episodio me lembra tron o legado e a dupla daft punk.

    • Janaina Alves

      Nossa pensei na hora em tron o legado… rs

  • Junito Hartley

    A cena do começo desse episodio pareceu ser outra dimensão so que do mesmo lugar da dimensão original, note que a Barb esta dentro da piscina e quando sobe as escadas é a mesma “casa”, bem parecido com o filme sobrenatural de James Wan, enfim serie muito boa.

    PS: A musica tema de quando começa o episodio me lembra tron o legado e a dupla daft punk.

    • Janaina Alves

      Nossa pensei na hora em tron o legado… rs

  • Ranoel

    Pra que é amante de jogos, tbm deve ter acendido uma luz ao ver a outra dimensão. Ali a galera se inspirou em silent hill, cenário escuro, uma replica da nossa realidade, distorcida e habitada por monstros e de quebra com aquela especie de cinza caindo, fantástico. Ótima serie, produção e Netflix mais uma vez arrebentando.

  • Ranoel

    Pra que é amante de jogos, tbm deve ter acendido uma luz ao ver a outra dimensão. Ali a galera se inspirou em silent hill, cenário escuro, uma replica da nossa realidade, distorcida e habitada por monstros e de quebra com aquela especie de cinza caindo, fantástico. Ótima serie, produção e Netflix mais uma vez arrebentando.

  • Aline Viana

    +- a partir de 8:37 ao fundo tem um poster de “um enigma de outro mundo”

  • Aline Viana

    +- a partir de 8:37 ao fundo tem um poster de “um enigma de outro mundo”

  • Wilton20

    Lara, no 6º parágrafo de seu texto, quando você diz “fiquei com um sorriso em todas as cenas em que ela explorou a casa de Will”, acho que você quis dizer “Mike”, não? Explorou a casa de Mike… 😉

  • Wilton20

    Lara, no 6º parágrafo de seu texto, quando você diz “fiquei com um sorriso em todas as cenas em que ela explorou a casa de Will”, acho que você quis dizer “Mike”, não? Explorou a casa de Mike… 😉

  • edujakel

    Lara, engracado como parece q vc nao estava entendendo os mistérios da série nesse ponto…sobre WIll estar morto, etc…espero q na proxima, com a explicacao da El, tudo tenha mudado pra vc…rs

  • edujakel

    Lara, engracado como parece q vc nao estava entendendo os mistérios da série nesse ponto…sobre WIll estar morto, etc…espero q na proxima, com a explicacao da El, tudo tenha mudado pra vc…rs

  • rocorby

    JEEENTE que episodio foi esse!!!!
    O jogo de cenas entre a Nancy, Steven e Barb no inicio e do Jonathan e Joyce com o Mike e a mão dele foram poesias puras.
    Fora os easter eggs maravilhosos que são uma coisa linda

  • rocorby

    JEEENTE que episodio foi esse!!!!
    O jogo de cenas entre a Nancy, Steven e Barb no inicio e do Jonathan e Joyce com o Mike e a mão dele foram poesias puras.
    Fora os easter eggs maravilhosos que são uma coisa linda

  • Celino filho

    Já quero spin off da Barb escapando da criatura e fugindo do mundo invertido