Westworld 1×06: The Adversary

115
4562

Quem diria que a ausência de Dolores era o que Westworld precisava para desenvolver a sua trama principal no ritmo perfeito?! The Adversary trouxe tanta informação, tanta teoria, easter eggs e emoções diferentes que precisei de um tempo extra para pensar e processar tudo que precisava (ergo, o atraso da postagem). Nos comentários do último episódio, alguns de vocês, leitores, comentaram que eu estava me bandeando para o clube dos que acreditam nas duas linhas temporais. Bom, digamos que as coisas evoluíram e hoje sou vice-presidente desse clube.

Maeve & Felix
Westworld --- The Adversary
Westworld — The Adversary

Mais uma vez precisamos aplaudir de pé a atuação de Thandie Newton, a nossa Maeve. Após seu despertar para a consciência, até a sua forma de caminhar já mudou. Ela anda e age como se fosse uma visitante do parque (ainda que temerosa ou ansiosa), sabendo que a vida é mais que aquele faroeste. No que parece ser mais um dia comum na Mariposa, Maeve sobe com um cliente para o quarto, mas apenas para irritá-lo a ponto de matá-la.

Desde que acordou na mesa do Felix, ao final do último episódio, parece que ela – abusando do interesse dele de se tornar mais relevante dentro da organização, com um pouco de chantagem e muito charme – se aliou a ele para obter todas as respostas que necessita e, quem sabe, escapar de Westworld.

Ela descobre que sua personagem só trabalha na Mariposa há cerca de um ano e esse é um ponto crucial a favor da teoria das duas timelines: Se a história do William se passa há 30 anos, faz sentido ele e o Logan não terem interagido com ela no saloon (e o fato de eles não terem avistado a proprietária do saloon não tem a menor possibilidade de ter sido mera coincidência). E, ao que parece, naquela época, era Clementine que conduzia as coisas por lá.

Ela ainda o convence de fazer um tour pelas dependências dos bastidores do parque. Essa sequência é, ao mesmo tempo, bastante emocionante pelo lado da Maeve, mas mostra uma frieza cortante ao perceber como a equipe lida com aquele trabalho, lavando os corpos com uma mangueirada, sem o menor dos cuidados, remendando cortes e abusos de “escravos” do prazer e do dinheiro.

O tour termina com ela se vendo em um telão, numa propaganda do parque, emocionadíssima ao se ver com a “filha” e com a certeza que suas memórias residuais foram, de fato, vividas, o que a impulsionou em fazer com que Felix e Sylvester aumentassem sua inteligência a níveis nunca antes vistos e nos passando a sensação de que, finalmente, está completamente consciente ao soltar:

“Dear boys, we’re going to have some fun aren’t we?”

Teddy & MIB
Westworld --- The Adversary
Westworld — The Adversary

Tivemos uma participação bem rápida da dupla Teddy e Homem de Preto em The Adversary, mas de forma alguma irrelevante. Alguma coisa na versão de Teddy sobre o massacre feito, segundo ele, pelo Wyatt não cheira bem. Em sua versão, Wyatt era seu sargento em Escalante, mas no flashback é o Teddy que usa o uniforme de sargento e que ele, no mínimo, ajudou bastante na matança. Isso complica confiarmos no que ele fala. Só Deus sabe o que o Ford colocou na cabeça dele para complicar a vida do Homem de Preto.

Outra coisa que não pode passar em branco de forma alguma é a explicação que o Teddy dá para o Labirinto. Vou transcrever suas exatas palavras: “O labirinto é um antigo mito indígena. O labirinto é a soma da vida de um homem. As escolhas que ele faz, os sonhos aos quais se apega. E no centro, há um homem lendário que foi assassinado muitas vezes, mas sempre voltou à vida. Ele voltou pela última vez e derrotou seus opressores numa fúria incansável. Ele construiu uma casa e fez ao redor dela um labirinto tão complicado que só ele sabe percorrê-lo. Ele se cansou de lutar.”

A primeira pessoa que me vem à mente é o próprio Teddy que, de tanto morrer, já está até sendo apelidado de Kenny (outro que morre em quase todos os episódios de South Park). Mas dificilmente Westworld nos daria uma resposta tão simples assim. Outra possível resposta poderia ser o próprio Arnold depois das revelações de The Adversary (e que comentaremos em seguida). Vocês chegaram a pensar em alguma outra possibilidade?

Bernard, Ford e Elsie
Westworld --- The Adversary
Westworld — The Adversary

Elsie fez duas grandes descobertas: Uma foi que a Theresa é que está por trás da espionagem corporativa praticada por alguns dos hosts do parque e que esses robôs, especificamente, foram alterados (talvez pelo próprio Arnold) de tal forma que seriam capazes, até mesmo, de matar humanos. Essa possiblidade cria uma possibilidade dramática muito mais profunda.

A descoberta dos droids descobertos pelo Bernard naquela casa nos dão muitas respostas e criam outras inúmeras perguntas. O homem da foto, que o Ford tinha dito ser o Arnold (e que Bernard encontrou na casa), é ninguém menos que o pai do Ford. Bom, todas as pessoas daquela casa são, na verdade, droids da primeira geração criados pelo Arnold e réplicas perfeitas de humanos de verdade.

Isso é importante porque foi possível ver que eles eram tão perfeitos quanto os atuais e o maior argumento das pessoas que não acreditavam nas múltiplas linhas temporais cai por terra. E como é possível existir versões “fantasmas”, quem sabe um deles não é o próprio Arnold (sem consciência disso) ainda atuando nos dias de hoje? Afinal, não temos ideia de como ele era/é fisicamente.

“Great artists hide themselves in their work.”

– Dr. Ford

Quem sabe Arnold não está, literalmente, escondido no meio do seu trabalho?!

> As séries favoritas do Fábio Porchat!

Easter eggs e as perguntas que não querem calar de The Adversary!

– Por que Ford decidiu não destruir Las Mudas (a cidade em que a família de Lawrence vive), para abrir espaço para a sua nova atração para o parque?

– DUAS músicas do Radiohead! Yesss

– No computador antigo usado pelo Bernard nesse episódio pudemos ver a antiga logo da DELOS (a única outra vez que me lembro de ter visto essa versão da logo foi no episódio 2, quando William chega no parque. Durante o tour da Maeve é possível ver a nova logo algumas vezes. Apenas mais um indicativo das duas linhas do tempo.

– Ainda pensando nas duas linhas do tempo, foi essencial que o Ted e o MIB encontrassem outro caminho, sem passar por Pariah! Do contrário, a gente teria uma comprovação da teoria, uma vez que seria impossível esconder os confederados procurando pela Dolores.

– A recriação da casa da infância do Ford parece com as construções das décadas de 70-80 da Inglaterra. Anthony Hopkins tem 78 anos de idade. Se a série se passar no ano de 2050, então o Dr. Ford teria nascido no ano de 1972, o que faz bastante sentido de forma geral.

– Quando o Bernard vai ao 83° andar é possível ver um modelo aposentado do pistoleiro do filme original de Westworld! Muito legal!

  • Roberto Aprigio

    E se Arnald for Bernard.. Não ele vivo, mas um anfitrião. Depois dessa deixa de Ford que grandes artistas escondem a si mesmo em sua obras, talvez Bernard seja o Arnald em versão Android… Isso explicaria a certa intimidade de Ford com ele e as omissões de informações de Ford. Não sei se alguém já pensou isso em alguma teoria, mas fiquei pensando nisso. Valeu pela review brother.

    • Tiago Lima

      Sim, já tem uma teoria assim, quando o Bernard vê a foto do Ford com Arnold, só tem duas pessoas na foto, MAS eles estão no canto da foto, tendo um espaço suficiente para uma terceira pessoa. A pessoa que está na foto com o Ford é o pai dele e não o Arnold. A teoria diz que se o Bernard for um Anfitrião, ele teria um tipo bloqueio que impediria ele de ver alguém parecido com ele na foto.

    • Ana Muller

      Sim já existe essa teoria. Segundo essa teoria tbm haveria 3 linhas do tempo: atual, 30 anos atras com William e Logan (1ª vez que a Dolores despertou e “vez o caminho da salvação”, na linha atual ela estaria refazendo o caminho que fez com o William, por isso sempre corta pra uma cena dela sozinha e pensativa), e 35 anos atras com Bernard/Arnold (o humano) conversando escondido com a Dolores (sempre com roupa), provavelmente ela teve a ver ou presenciou a morte dele (isso se de fato ele morreu). O Bernanrd atual (android) não estaria conversando com a Dolores.

      • Gabi Xavier

        Essa teoria é fantástica!

  • Flavio Batista

    A tempos q eu tinha essa sensação q havia muita atençao a Dolores… Melhor episodio ate agora, passou voando!
    Maeve rules

  • RenanRCV

    Apesar de eu gostar muito da ideia de duas linhas temporais, a logo antiga que a Maeve vê enquanto circula pelo parque é a comprovação de que NÃO existe essa teoria:
    1) Maeve está com aqueles dois caras reparadores. 2) A mulher que ajuda o Bernard já foi lá e viu esses dois caras. 3) Bernard está na linha temporal do presente.

    • Su

      Isso só mostra que a Maeve está na mesma linha temporal do Bernard, que seria o presente, mas não prova que não há duas linhas temporais.

      A outra linha temporal, que seria a do passado, seria a que inclui o William e o Logan. Penso que até agora eles não se cruzaram com a Maeve (nem com o Bernard ou a Elsie) por isso considero que a teoria continua válida.

      Aliás, penso que a cada episódio me parece cada vez mais provável!

      • Ricardo Diniz

        Isso mesmo! Exatamente isso.

        Pra mim, a teoria de duas linhas temporais, já não é uma teoria, mas sim um fato consumado.

    • Danilo Zanon

      O William e o Logan que estariam em outra época.
      Veja que o logo que o William vê no inicio do parque é o mesmo do computador antigo que o Bernard visualiza (apenas lá).
      Os outros logos estão atualizados.

  • Su

    Episódio e review fantásticos!!!

    Adorei especialmente o núcleo da Maeve e o diálogo dela com o Felix. A parte em que ele explica que ele é humano e ela não e ela pergunta como é que ele sabe que é humano…achei simplesmente genial! Principalmente porque ele não sabe muito bem o que dizer… Todo esse diálogo levanta questões éticas muito interessantes.

    • edujakel

      talvez pq ele nao seja humano.

      • Su

        Não creio que seja o caso.

        De qualquer forma é irrelevante. O que achei interessante foi a ironia da situação. Ele acaba por responder que é humano porque “sabe que é humano” e porque “nasceu e não foi criado”. A questão é que os anfitriões foram criados para acreditar que nasceram, para se lembrarem de toda uma vida feita de memórias e crerem que são humanos.

        Então no fundo ambos estão precisamente na mesma situação. Acreditam que são humanos porque é impensável para qualquer humano ou máquina criada à imagem de um humano imaginar que possa não o ser. Então a crença de um ser humano na sua própria humanidade vale tanto como a de um robô que foi desenhado para acreditar que é humano.

        • edujakel

          sim..na hora pensei bastante nisso tb. Em como ele ficou sem saber dar uma resposta pq certas coisas sao assim, pq sao. pq simplesmente estao na nossa cabeca e nem questionamos.

          Mas o fato é q num site gringo q acompanho, muita gente tava questionando a burrice dos tecnicos em aumentar a inteligencia da Maeve só pq ela pediu. Que eles poderiam simplesmente ter baixado pra zero e se livrado do problema. Um rapaz citou que os produtores falaram que o ep 8 vai falar explicar isso.
          Eu vejo 2 explicacoes. A mais simples é q eles tao se cagando de medo e querem acobertar tudo pra nao serem descobertos e por isso tao fazendo m3rda atrás de m3rda…a segunda é q eles seriam robôs tb e é uma situacao para a qual nao estao preparados, ou coisa assim.
          vamos ver.

          • Su

            Nem tinha pensado nisso! Mas penso que a sua primeira justificação está correcta, não creio que tenha ficado nada para explicar mais tarde.

            A própria Maeve falou isso, jogando com o medo dele para o manipular. O do Sylvester, digo, pois o Felix está na cara que está rendido por ela e vai fazer mais por compaixão talvez do que propriamente medo. Ela mencionou que ele estava fodido de qualquer das formas, mais valia escolher aquela em que podia lucrar com isso. Ou seja, ou se livrava dela e do emprego dele, pois o que eles já tinham feito seria descoberto e eles teriam que lidar com as consequências, ou estava nas mãos dela e ela prometeu recompensá-lo com sexo e o seu silêncio.

      • tati

        Isso me lembra Blade Runner. A Replicante interpretada por Sean Young tinha lembranças de infância implantadas e não sabia que era uma androide. A fala de MAEVE faz questionar muitas coisas, até porque algumas pessoas supõem que toda a equipe que trabalha em WW seja formada por androides. Felix teve questionada sua própria humanidade. É assustador.

  • Natanael Lucas

    Nao tem 2 linhas temporais gente, vcs estão viajando demais! rs

    • Eduardo Barbosa Barros

      tbm acho, viagem demais, mas vamos aguardar. Prefiro que chegue até o final pra afirmar alguma coisa, mas se for mesmo duas linhas temporais eu acharei isso bem ruim, pois acho que o legal da série é justamente saber que o parque tem mais de 30 anos e que estamos assistindo o presente, tipo, imagina quanto mistério e quanta coisa da pra contar ou ser explicada pelo passado sem precisar mostrar isso. E outra, o Willian conhece a Dolores como donzela e o MIB (que estaria no presente) também, os anfitriões mudam de roteiro o tempo inteiro, n faz sentido ela estar no mesmo o tempo inteiro. E na cena que ela diz que escolheu n ser a donzela e pega a arma prova que ela teve outros roteiros, pq simplesmente estaria em outro agora?

  • tavo

    “I think you’re crazy, Maeve”
    “I think you’re crazy, Maeve”

  • edujakel

    episódio genial…muita coisa aconteceu.
    sou a favor das 2 linhas temporais e nem tinha me ligado no logo do computador. E achei genial aparecer o Gunslinger no fundo.

    Mais e mais acredito que o Toninho vai pro saco no fim da temporada. Há uma certa dualidade em ele ser quem está por tras de tudo. mas a cena com ele crianca e o cachorro deixou claro que ele tb esta assustado com o q os robos estao fazendo.

    Como assim nao foi dito nada da Elsie sendo sequestrada/abduzida/whatever na investigacao dela?

    • Danilo Zanon

      Também estou achando.
      Na vdd acho que a ‘morte’ dele será o que vai liberar os androids ou mesmo o roteiro para o que virá pela frente.
      Nolan sempre começa preparando o terreno para algo ‘maior’. POI é o exemplo. Na primeira temporada nem imaginaríamos o que viria pela frente…

      • edujakel

        nao fique lembrando POI q me dá um aperto no coracao. Que a Root invada todos esses robos e resolva isso aí…

        • Danilo Zanon

          hahahahaha não tem como esquecer POI!! Nunca!! kkk
          Quem sabe o Michael Emerson substitua o Ford 😉

    • tati

      Ai, não quero que o Anthony Hopkins se vá. Mas imagino que além das necessidades do roteiro, seja muito caro manter dois astros como Hopkins e Ed Harris na mesma série. Cachês altíssimos com certeza. Mas os dois estão fazendo valer cada centavo. Principalmente o Harris.

  • Libriane

    – ACHO QUE ARNOLD E FORD SÃO IRMÃOS
    – ACHO QUE FORD É UM PSICOPATA E O IRMÃO PERCEBEU, POR ISSO ESTÁ MORTO OU SUMIDO NO TAL DO LABIRINTO.
    – NÃO CREIO QUE SEJA THERESA POR TRÁS DOS PROBLEMAS. ACREDITO QUE TENTAM INCRIMINÁ-LA.

    • edujakel

      não grita!! rs rs

      • xtrmntr28

        deixa…é o jeitinho dela.

  • Danilo Zanon

    Algumas coisas:
    – Não acho que seja Teresa a responsável pela espionagem. Ficou muito fácil de descobrir e ela não teve reação alguma quando o Bernard estava ao telefone ‘descobrindo’ algumas coisas.
    – Os logo diferente no computador antigo (o mesmo que o William foi recebido) e principalmente o logo visualizado pela Maeve no telão foi escancarado para mostrar as diferenças. Ponto para teoria das Timelines.
    – Só quem viu Person of Interest que pode entender o que foi aquela cena do Bernard no computador antigo. “Machine detected”
    – Melhor episódio até agora. Westworld crescendo significativamente a cada episódio.
    – Melhor análise até agora. Muito boa também. Parabéns Daniel!

    • Daniel Barcelos Grego

      Obrigado, Danilo! =)

    • Aluiz Henrique Marques Linhare

      Na cena de Bernard e o computador antigo as respostas da máquina as perguntas do programador são uma homenagem de Nolan a sua outra criação: a Machine de Person of Interest. Isso e a homenagem ao filme foram eggs deliciosos do episódio.

  • Dario

    Caramba, eu só queria que a dolores aparecesse pelada como a maeve aparece e outra tomará que o cara do pepino “avantajado” não volte

    • Bruno

      Eu não acho que ele é avantajado e sim que estava ‘meia bomba’ , rs

      • Sofia

        Já eu acho q estava mole mesmo, rsrs, tomará que ele volte, e a dolores já apareceu nua, não precisa ficar escrachando só pq é a hbo!!

        • xtrmntr28

          eu quero ver roulas!

        • edujakel

          verdade…apareceu e nao é tudo isso mesmo. mas os punhetinhas do site estao indo à loucura.
          E o pior é q o q esta sendo mostrado nao é nada sexualizado, é muito respeitoso. É como se fosse uma linha de producao com robos mesmo, pra mim já vejo como se fossem aqueles robos mecanicos mesmo, de ferro. mas, tem uma galera q sem empolga ainda com isso.
          Maturidade um dia chega.

    • Carcosa, the Yellow

      Pra q? Ela tem pouca coisa pra mostrar.
      Embora seja mto bonita, não cabe numa mão nem numa boca.
      Esse cara super-dotado q todo mundo fala é quem?
      É aquele robô q a Elsie tava analisando uma vez?

      • Sofia

        Sim

    • Douglas Damacena

      Dolores não tem nada de mais, quero ver a Elsie e a Tessa Thompson nuas, isso sim kkkk

    • Cesar

      Aquela outra prostituta que so aparece com ameaves, nossa aquela mulher ali é perfeita, e se nao me engano nao teve nem peitinhos dela ainda, a Dolores ja apareceu os 2 limõezinhos dela

      • Dario

        Essa outra prostituta apareceu nua no 1ep, os peitao

  • Marcelo

    Quando falam pro homem de preto que tem uma situação em pariah, já pensei na situação que era william e dolores e que a tese das 2 timelines tinham ido por água abaixo, agr estou com a pulga atrás da orelha

    • Daniel Barcelos Grego

      Eu até cheguei a pensar nisso também… mas Pariah é aquele tipo de lugar que deve ter treta toda semana! hahaha
      E a “situação em Pariah” foi citada mais ou menos assim mesmo, de forma mega genérica, justamente pra não definir nada! 😉

  • Julio C. Costa

    A ideia de Westworld se passar em dois tempos distintos pra mim faz todo o sentido, sem problema nenhum, ou esse período de 30-34 anos ser mencionado sempre não seria a toa.
    Vai indo muito bem, mais intrigado a cada episódio, e o pistoleiro de fundo do Bernard foi lindo demais.

  • César

    Ótimo episódio e review, gostei muito do foco na Maeve, já é a minha personagem preferida por todo esse processo de descoberta que ela passa! A atriz é fantástica, destaque para as cenas em que ela faz um tour pela manutenção (a trilha desse episódio está excelente) e também quando o Felix mostra a árvore de diálogos se formando enquanto ela fala.

    Aliás, isso da decisão sendo construída é muito foda, pois existem estudos de que quando a gente é confrontado com questões morais já damos respostas imediatas, instintivas, para só depois racionalizarmos, e que seria possível detectar padrões no cerébro quando isso acontece (post hoc rationalization). A cena é isso, a Maeve respondia de pronto para só depois tentar racionalizar a situação!

    Por tudo isso continuo gostando muito mais dos núcleos dos robôs do que qualquer um dos funcionários, é muita intriga e frieza, me envolvo mais com os guests.

    Outras observações:

    O complexo do parque tem o modo Aperture Science de abandonar escritórios antigos em andares inferiores, e ficaram praticamente intactos, imagino se vão explicar os motivos desse abandono.

    Eu precisei aumentar alguns pontos na minha suspensão de descrença para a cena em que os funcionários aumentam a inteligência da Maeve… O J. Nolan disse em uma entrevista que terá explicações no eps. 8 porque eles não poderiam diminuí-la. Mesmo assim não gosto daqueles dois personagens, tão servindo só pra levar a história adiante.

    Alguém duvidou de que no momento que a Elise disse que ia sozinha atrás do radar não ia dar merda?

    A produção curte mesmo o Radiohead, imagino quando vão usar a óbvia “Paranoid Android”.

    Cada vez mais crente na Teoria das Duas Linhas Temporais™. Acredito que a comprovação será mostrar que os guests na história do William e Logan são todos da primeira geração.

    • Douglas Damacena

      eu concordo e discordo com vc kk, concordo que a Maeve é a personagem mais interessante até aqui,porem discordo que o Felix e o outro cara são inúteis, eles servem para mostrar a piramide de comando do parque, alem de eles provavelmente terem participação crucial numa futura revolução, ja que deixaram Maeve super inteligente.

      • César

        Eu espero que sim, pois até então esses personagens me parecem muito descartáveis.

        Sobre o arco da Maeve, imagino se não seria pra mostrar que mesmo ela estando no ápice da inteligência permitida ainda faltaria algo para alcançar a consciência/singularidade (que seria o tal fim do labirinto).

    • tati

      O final da terceira temporada de POI foi ao som de Exit do Radiohead.Maravilhoso.

  • Carcosa, the Yellow

    Eu não tô entendendo mais nada.
    Esperar uma semana pra assistir um novo episódio eu acabo esquecendo o episódio da semana anterior.
    A bosta da Netlfix me mal acostumou.
    Esperar sair em dvd pra ver mais episódios por dia.

    • Douglas Damacena

      kkkkk eu tbm to ficando bastante perdido, pois esqueço fácil oque aconteceu no episodio anterior.

  • Douglas Damacena

    Só acho que vamos tomar um nó daqueles no final da temporada, pois estão deixando muito na cara algumas coisas, e esse é o jeito do Nolan, ele puxa a atenção para uma coisa enquanto faz outra totalmente surpreendente por trás, bem estilo fucking my mind

    • Danilo Zanon

      Exato!! #fato

    • Filipe Dias

      é isso que prefiro, um nó na cabeça.

      e se for revelar como certa a teoria das linhas do tempos diferentes, creio que ele vai revelar de uma forma incrível. Algo como foi em Mr Robot, que a teoria se fez certa, mas a maneira que foi revelado tudo foi incrível

  • André

    Eu espero que deem mais destaque pros personagens Hector e Armistice. São personagens maravilhosos e apareceram somente em 2 eps ate agora,espero que tenham mais destaque agora na reta final.

    • Danilo Zanon

      Pelas promos ainda tem bastante cena do Hector pra vir. Terá até ele em análise ainda.
      Realmente é um personagem interessante.

      • André

        Sim,fiquei bastante interessando também na cena onde parece que a Clementine esta matando alguém de verdade.

  • Aluiz Henrique Marques Linhare

    Na lounge de Person of Interest, outra bela criação do Nolan, chegamos a discutir a possibilidade de Arnold ser pai de Ford. Não sei se as idades bateriam, pois sabemos muito pouco sobre Arnold. Mas na foto antiga que Ford mostra a Bernard, Arnold parece ser mais velho. Caso isso seja verdade estamos diante de um embate entre pai e filho. Sendo grande a possibilidade de Arnold ter deixado uma versão Android sua.

    • Diogo

      Não foi isso que ocorreu? O Bernard viu a foto do Arnold com o Ford e quando encontrou o homem da foto, ele pensou que era Arnold, mas ele se revelou como o pai do Ford e que não sabe quem é Arnold.

      • Lívia Leão

        Tem a teoria q existe mais uma pessoa na foto, Arnold. Q Bernard não viu pq é sua versão androide e seu sistema não permite.

  • adrianocesar21

    A unica coisa que me incomodou nesse episodio foi como Felix e Maeve circulam por todo o prédio sem uma camera sequer… se nos nossos dias atuais a vigilância atual é uma paranoia constante, como ninguém vigia os trabalhadores?? aliás.. vigia né.. no episódio passado a Elsie pressiona um Açougueiro que praticou “necrofilia” com um robô.. ou seja.. eles vigiam só o que convêm… mas claro que isso não tira o mérito desse episódio…A Maeve já é minha heroína na série (Desculpe, Dolores)… e estou com a impressão que o Arnold já passou na nossa frente mas como não sabemos como ele se parece não sabemos quem é.. fato que a aparência dele é um trunfo da serie.. ou estão esperando um ator de peso pra interpreta-lo, que nem o Nimoy em Fringe

    • edujakel

      sobre o passeio, ficou claro pra mim que: o Felix troca o macacao comum dos acougueiros por um de tecnico de comportamento. e ele anda com a Maeve com o tablet nao mao…como se tivesse testando o robo, assim como muitos ali fazem. entao parece uma rotina normal de alguem testando o robo. tanto q ele fica tenso qdo ela comeca a sair do roteiro.
      e eles só investigam qdo precisa. qq empresa cheia de cameras as pessoas só vao olhar as imagens qdo precisa, qdo tem um roubo, etc…nao existe aquilo de todo filme de agente secreto q fica um cara na frente de um monte de monitor analisando todo mundo q ta andando. no max tem o porteiro zé q só olha a entrada do banheiro feminino…rs

      • adrianocesar21

        sua resposta faz sentido.. mas mesmo com o macacão trocado não o reconheceriam como açougueiro?? não tem um cara-crachá?? Não vejo isso como falha de roteiro… vejo mais como conveniência do roteiro.. a Maeve precisava circular pelo prédio pra história fluir.. ou nem isso.. essa “flexibilidade” nos corredores de Westworld até explica a espionagem industrial não ter sido detectada até agora.

    • tati

      Já temos uma noção sobre a aparência de Arnold pela foto antiga do Ford. Claro que 30 anos adiante, o ator poderia ser trocado. Mas como Arnold já era mais velho que Ford, é possível que sua versão humana já esteja morta, mas ele tenha criado uma versão droid.

    • Filipe Dias

      Quando revelou que o Willian Bell era o Nimoy, eu dei um pulo. E pensei. Nã teria escolha melhor.

    • Jhonatas

      Toda essa trama da Maeve é muito, MUITO, inverossímil (eu sei q é complicado falar isso numa ficção, mas putz). Esse desconforto só aumenta no decorrer desse plot.

      O cara usa o tablet ilegalmente várias vezes, ngm detecta, ngm deu falta desse device, mesmo sendo tão importante. O cara mexe indiscriminadamente no pássaro e depois em uma das “atrações principais” do parque. Ngm detecta um “tilt” no droid, uma mudança brusca nos stats (sem autenticação do usuário, aparentemente), n tem nenhum alerta…

      É uma ideia boa mas mal executada.

  • Danilo Zanon

    Enquanto isso, no nosso louge de POI (créditos para o Antonio):

    Entendedores entenderão 😉
    https://uploads.disquscdn.com/images/67ef6521f655e56efb9fe6fa0ff2888af95e46871f0e0221c9ad20314231a1f0.jpg

    • Ana

      huahuahua, rindo até o final do mandato do Trump agora, que por sinal é obra do Samaritan, muito bom.

    • Tiago Furtado

      Essa é apenas para os fortes e fãs de POI… Hahahahaha

    • Rhyan

      Nossa, que saudade disso!

    • Eduardo

      O computador acusou 5 anomalias. O Ford é uma delas. Ele parece mentalmente conectado aos robôs. Lembram de como o Teddy protegeu ele do homem de preto? Pra mim ele é o mestre dos robos e o Arnold tá vivo.

      • Anderson De Carli

        5 anomalias: os pais, os 2 filhos, e o cachorro ^^

    • Letícia Menezes

      Perdi o link dessa lounge

  • Lívia Leão

    Elsie fala q alguém está mandando msgs p os hosts faz algumas semanas. Dolores escuta essas msgs no dia q encontra o William. Ou seja, a algumas semanas. Esse domingo saberemos se os dois são a mesma pessoa.

    • Lívia Leão

      E sobre os logos, a interpretação dele um deles ser “antigo” é nossa. A comunidade americana de Westworld defende q um deles é usado p investidores e outro p visitantes normais. O q explica vermos sendi usados com William e Logan.

  • Fernandes

    Arnold é o pai de ford q Bernard encontra e reconhece pela foto, já está explicado

  • Cesar

    Que coisa não, achei esse mais fraco que o da semana passada, mas geral pareceu achar o contrario. As duas linhas temporais já é quase certeza, é quase um tapa na cara, ja ficou claro isso, apesar de que eu, sem as reviews nao teria descoberto tao cedo hauhauahauhau

    3° Episodio que acaba com a Meaves, e ja podemos dizer que a personagem mais legal da série, mas bate um vazio sem ver o rosto lindo da Dolores por um episodio todo, acho que por isso achei mais fraco, gosto mais de outros personagens. Achei algumas situações meio forçadas nas sequencias da Meaves com aqueles dois bundões, mas beleza.

    E a trilha continua ótima, começar com Fake Plastic trees ja me deixou arrepiado

  • Junito Hartley

    Melhor episodio da tempora ate agora, e quem diria a Meave>>>>>Dolores

  • Carlos

    Na suposta linha do tempo atual, onde está Dolores?

    • Danilo Zanon

      Refazendo a trilha do passado.
      No episódio anterior depois daquela cena onde eles (William, o cunhado dele e Dolores) fogem no trem, há um corte e aparece ela sozinha no trem (seria o presente).
      No episódio até fala que ela estava fora da narrativa e que há uma bagunça por causa das reformas que o Ford tá fazendo no parque.

      • Carlos

        A bagunça pelo jeito não tá só no parque, tá na produção também kk. Li uma notícia que em janeiro desse ano, a produção de WW parou por motivos de o Nolan terminar de escrever os 4 últimos episódios, exatamente esses que faltam. Pelo visto ele devia tá pensando que a essa altura as coisas estariam confusas inclusive para o público e devia tá introduzindo um final que explique toda essa bagunça. Não sei se a série será antologia ou contínua.

        • Danilo Zanon

          Carlos não acredito nisso não.
          Afinal o Nolan não tem essa tradição. Em POI a série tinha sido planejada para 6 temporadas. E só quem assistiu viu que coisas dos primeiros episódios refletiam coisas do final. E se houve algum demerito no final de POI foi pela CBS que encomendou uma última temporada (a quinta) e ainda reduzida.
          WW como já dito pelos produtores tem planejamento para 6 temporadas também.

          • Carlos

            A notícia que a produção parou para ele escrever os episódios finais é verdadeira agora quanto ao por quê, se pela necessidade de uma explicação mais razoável ou qualquer outro motivo, isso fica para especulações. http://cinepop.com.br/westworld-serie-com-anthony-hopkins-e-rodrigo-santoro-tem-producao-interrompida-111034

          • Danilo Zanon

            Sim. Mas isso pode ter sido por ‘n’ motivos.
            Mas o fato é que trabalhos do Nolan não sofre e nunca sofreu de ‘bagunça na produção’. Seja em filmes ou mesmo na série que ele criou, roteirizou e dirigiu. Então até que se prove o contrário ele tem muitos créditos.

          • Carlos

            Por isso falei que só se pode especular, inclusive sobre se por motivos de um roteiro confuso em excesso(o confuso não necessariamente é algo ruim mas sim feito para criar suspenses, expectativas, teorias, o problema estaria no excesso apenas). Nolan é muito correto nas suas produções, vide POI.

          • Danilo Zanon

            Carlos, eu entendi sim. Até comparo WW com o filme ‘O Grane Truque’ dos Nolan’s também.
            É um filme bem confuso. Tem um mágico no futuro, prestes a morrer, comentando e contando como chegou aquele momento. Então são duas estórias paralelas.
            A primeira vista o filme não é muito bom. Mas depois de descobrir ‘o porque’ e assistir novamente você entende ele muito melhor. E vê dicas que não tinha visto anteriormente.
            Acho que depois que terminar a primeira temporada, teremos que assistir WW novamente para entender algumas coisas dos primeiros episódios que não entendíamos.

          • Carlos

            Você falando desse filme me lembrei de quando estava tentando assistir Cloud Atlas. Fiquei tão confuso que não consegui nem terminar a primeira hora do filme, e são três longas horas… Quanto a WW, eu já tô pra assistir os seis primeiros episódios em sequencia justamente para me situar antes de terminar a temporada.

          • Danilo Zanon

            rsrsrs Eu também quero fazer… Mas estou sem tempo… quem sabe…
            Já assistiu esse filme que citei? O Grande Truque.

          • Carlos

            Cara assisti não,mas me interessei bastante pela história, vou pesquisar e dar uma conferida no filme. Valeu pela dica. Já vi aqui que é do Christopher Nolan, então só por isso já merece atenção hehe.

          • Danilo Zanon

            Sim. E tem grande elenco. (Batman, Alfred, Wolwerine, Viúva Negra… rsrsrs)
            Mas já aviso: não julgue a primeira vez. Nem todo mundo gosta dele a primeira vista. Mas depois do segredo revelado, assista novamente.
            Tipo ‘O Sexto Sentido’ quando no final você descobre o que não tinha se tocado ou visto o filme inteiro.

          • Ricardo Gelatti

            Eu gostei de primeira. É um dos meus filmes favoritos, junto com Amnésia(dos mestres Nolan tb).

          • Davidson Guilherme

            O grande truque é uma excelente referência. Estava tudo ali mas só percebe-se ao assistir pela segunda vez. Estou acreditando que o Logan é o verdadeiro homem de preto e que Dolores realmente está refazendo o caminho que fez com William e o Logan. Tbm acredito que o Bernard é um anfitrião que o Ford criou. Mudando de assunto, que assiste Salem sabe bem que o pequeno Ford é o Demônio na terra. Esse ator ta trabalhando em duas séries boas. Parabéns!

          • Davidson Guilherme

            Acertei sobre Bernard. E olha que escrevi isso 5 horas antes do episódio. Essa noite não vou dormir facilmente.

        • Rodrigo Canosa

          A produção parou pq ela alcançou o texto. O roteiro não estava pronto e pra não order qualidade eles preferiram parar e escrever com calma.

      • Kevin D.

        Eu acredito que a Dolores está refazendo os passos do passado, quando ela ainda estava com William, porém na linha do tempo atual ela está sozinha.

  • Marcos Bastos

    Ah eu tava esperando por essa review! Quando o Benard ligou o computador eu notei logo o logotipo que aparece no ep 2.
    Já ta na hora do nome da Thandie Newton vir primeiro na abertura, eu nem senti fata da Dolores ❤ e já é a terceira vez seguida que um episódio termina com ela 😍
    A cena do tour dela pelo parque foi tão linda!
    E sobre o que está no centro do labirinto eu só imagino que seja um host que se revoltou mas não foi destruído e sim guardado, pois o Teddy fala sobre alguém que cansou de morrer e se rebelou. Ou talvez seja o Arnold, que enlouqueceu mas não se matou e sim se escondeu (mas ele já taria bem velho né)

    • Danilo Zanon

      Acho que a resposta possa e deva ser algo do Arnold.
      O que me intriga é que o Ford pergunta para a Dolores quando foi a última vez que ela se encontrou com o Arnold.
      Mas se ele morreu ou mesmo se foi ele quem matou (como alguns sugerem) não caberia essa pergunta, certo!?

      • Barbara

        Pode ser que o Arnold esteja vivo em forma de um sistema, de uma inteligência artificial, algo que ele deixou programado antes de morrer e que exerce influência sobre os anfitriões, pode ser a voz dele que eles escutam.

      • Marcos Bastos

        Verdade, isso tbm pode ser um sinal que o Arnold não morreu, mas pode estar escondido (ou até preso) em algum lugar dentro do parque. Aparentemente Dr. Ford conhece cada centímetro daquele lugar então pode existir alguma “prisão” que não apareça naquele mapa

        • Danilo Zanon

          Pensei exatamente na prisão. O Ford poderia tê-lo prendido. Motivo!? Não faço ideia… kkkkk

          • Marcos Bastos

            A Dolores fala sobre destruir o parque. Talvez Arnold ache errado usar robôs tão parecidos com pessoas pra matar, torturar, e tenha tentado parar com aquilo. Já vimos que o Ford não considera os hosts como gente naquela cena que ele reclama com o funcionário que cobriu um host com um lençol. Talvez essa divergência de opinião tenha feito o Ford prender o Arnold e impedir o fechamento do parque (pode nem ser pelo dinheiro, mas sim pq o Ford ama aquele lugar, ele se sente um deus lá)

      • tati

        Segundo Dolores, a última vez que ela falou com Arnold foi há mais de 34 anos. Não me lembro de quando ele morreu e não sabemos ainda quando o parque foi inaugurado. Mas se esse último encontro foi imediatamente antes da morte do cientista, já dá pra cravar que Arnold “morreu” pelo menos 4 anos antes do evento que quase pôs fim ao parque. Mas será que morreu mesmo ou criou um andróide à sua imagem e semelhança? Agora, uma nova teoria (eu já promoveria a evidência): Arnold é pai de Ford (observe as fotos comparativas). São ou não são a mesma pessoa?

        • tati

          Ou ainda: Ford poderia ter mentido para Bernard ao dizer que a outra pessoa na foto (na verdade, seu pai durante uma visita a WW) era Arnold.

          • Daniel Barcelos Grego

            Pra mim foi exatamente isso que aconteceu… nem cogitei ser qualquer outra coisa.

          • Filipe Dias

            Eu também.

      • Aluiz Henrique Marques Linhare

        Mas lembre-se que Ford Júnior (vamos chamar o moleque Android assim) diz que está mentindo porque Arnold mandou. Então Dolores também pode estar mentindo.

      • Daniel Barcelos Grego

        Depende do seu conceito de morte! haha
        O pai do Ford está morto ou aquela versão droid dele supre as carências de filho do doutor de tal forma que o consideramos “vivo”?

    • Thallyson Alesandro

      Faz sentido o Arnold tá vivo.

  • Rhyan

    “– Por que Ford decidiu não destruir Las Mudas (a cidade em que a família de Lawrence vive), para abrir espaço para a sua nova atração para o parque?”

    Porque ele não quis destruir o plot do labirinto que o Arnold criou.

    A teoria das duas linhas temporais tem uma grave falha, Logan comenta para o William que o dono do parque (Arnold) foi morto ou morreu no parque há alguns anos. O Man in Black diz que estava lá quando Arnold morreu e evitou que o parque fosse destruído junto.

  • Tiago Lima

    Mais um detalhe que pode confirmar as duas linha temporais, revendo o episódio anterior, Logan conta para o William que um dos sócios (Arnold) havia se suicidado no parque e que as ações estavam caindo e que a empresa deles estariam interessados em comprar uma parte do parque e que os advogados já estavam trabalhando nisso, No final do episódio o MiB conversando com o Ford, diz que há 35 anos o Arnold se suicidou e que o parque quase fechou depois disso, e que só não fechou porque ele (MiB) havia salvo o parque.

    • Rhyan

      Eu comentei isso agora. Isso provaria que MiB e William não são a mesma pessoa.

      • Tiago Lima

        Na verdade, o MiB poderia ser o Logan, pois quando cita a morte do Arnold, fala como se fosse um passado recente e que ainda estava acontecendo. Arnorld se suicidou e o parque está em crise e que eles está pensando em comprar uma parte do parque. E o MiB fala algo parecido, mas em um passado longínquo, que o parque quase fechou e ele salvou o parque (talvez comprando)

        • Rhyan

          Acho que não, ele conta a história como se não tivesse nela, e eles não são nada parecidos.

  • joanalia ferreira

    Esse episódio deve ser visto mais de uma vez, e de agora em diante acho que devemos assistir a série com bastante atenção. O bom (ou) e o ruim de Westworld é que estão desenvolvendo muitos plots, isso torna a trama picotada e um pouco arrastada, mas está uma delicia de assistir

  • Sandra Sérgio

    Agora voltando na explicação que o Teddy dá para o Labirinto. Será que Ford não é um robô, criado por Arnold para ajudá-lo (como sócio) na criação do parque e Ford é o “homem lendário que foi assassinado muitas vezes, mas sempre voltou à vida. Ele voltou pela última vez e derrotou seus opressores (Arnold) numa fúria incansável. Ele construiu uma casa (casa apresentada no episódio 6) e fez ao redor dela um labirinto tão complicado que só ele sabe percorrê-lo ( confirmado no episódio 7 quando Bernard leva Theresa à casa).  Ele se cansou de lutar.”

  • Jefferson Silva

    ok, vamos la.
    No primeiro episódio quando começa ouvimos a voz do Jeffrey Wright falando com a Evan Rachel Wood e ele pergunta a ela sobre a natureza da realidade dela e se alguma vez ela já se questionou a respeito. Seguindo o episódio quando há a infecção com o anfitrião que faz o pai dela ela é levada pelo Luke Hemsworth e ele repete as mesmas palavras, palavras essas que sempre são repetidas todas as vezes que vemos a equipe técnica iniciando um anfitrião. Contudo ao analisarmos as conversas entre Dolores e Bernarnd/Arnold notamos uma mudança sutil de tom, explico: todas as vezes que o Bernard conversa com um anfitrião ele está nu e o Bernard está OK com isso, mas todas as conversas do Arnold com a Dolores (primeira anfitriã) ela está vestida e é sempre em um ambiente cercado de concreto. Quando Dolores no terceiro episódio pergunta a Arnold sobre seu filho a resposta é: “Ele não está em lugar algum que você entenderia” e se compararmos com as respostas dadas para os Anfitriões por parte do Bernard isso não se encaixa, uma vez que ele nunca é evasivo. Essas conversas acontecem 35-40 anos atrás quando ele e o Ford viviam apenas com a equipe de desenvolvimento no parque, antes mesmo do parque abrir. O súbito ataque de consciência que ele tem ao dizer que “foi longe demais com isso e que vai fazer ela voltar a ser como era antes” são os experimentos para darem consciência plena aos robôs e possivelmente o fato de ter gasto praticamente todo o dinheiro pra viver em um mundo de fantasia levado pela perda do filho e agora notou que monetarizar o parque é a única saída. Ele, então é surpreendido pela resposta da Dolores e conta a ela a história de como ensinou seu filho a nadar e que o medo de soltar o Charlie é o medo de seu filho não ser mais dependente dele pra ser seguro, mesmo medo que tinha de perder a Dolores caso ela tivesse consciência de si e fosse embora, mas ao final decide correr esse risco.
    A segunda linha do tempo se passa poucos anos depois disso, depois já da morte de Arnold e depois do parque ter sido aberto, mas estar “sangrando dinhiero” nas palavras do Logan para o William, esse é o motivo da ida dos dois até o parque, analisar se vale a pena comprar esse investimento. Quando Eles chegam a logo de WW é totalmente diferente da atual e consistente com a logo nas roupas dos técnicos no flashback contado por Ford no episódio 4, e se analisarmos a logo que a Maeve vê no episódio 6 antes de entrar no elevador ou mesmo no episódio 2 quando o Lee Sizemore está fazendo apresentação da sua nova narrativa ao fundo, vemos que a logo mudou e se tornou mais moderna. Por falar em Maeve ela não é dona do Mariposa quando o Will e o Logan estão lá, apenas Clementine e outra menina, e no episódio 7 ao perguntar a Clementine se ela já sonhou com outra vida sua resposta é: “essa sempre foi minha vida”, reforçando a ideia de que ela como anfitriã nunca teve outro papel, inclusive no episódio 3 Stubbs diz que se os números dela não melhorarem ela vai ser descomissionada e o papel vai passar pra Clementine que segundo ele: “já fez essa função antes”. Quando a Dolores foge de casa e encontra o Will e o Logan ela está fugindo dos bandidos e sequer foi estuprada ainda. Há uma pausa quando ela leva o tiro no estômago (que mais na frente em um flashback é explicado que eles consertaram ela em loco e continuaram a narrativa) e em seguida ela lembra de ter sido atingida, mas não há nada lá. Então ela corre e se depara com os dois amigos e segue adiante com eles. No final do episódio 4 quando Logan descobre que o Slim trabalha pra o El Lazo ele usa a seguinte expressão: “Ele é nosso passaporte para o melhor brinquedo do parque, achamos um easter egg”. No episódio 5 descobrimos que o easter egg em questão é que assim que o MIB mata o Lawrence para pegar o sangue dele e infundir no Teddy na cena seguinte Dolores, LOgan e Will encontram Lawrence, mais novo e líder de uma gangue do outro lado do parque e o easter egg é o fato de mostrar definitivamente a segunda linha do tempo. Voltando a linha do tempo do Will e da Dolores. Ela tem uma visão de si mesma dizendo pra se encontrar e sai correndo da sala, repare que ao entrar tem muitas pessoas no corredor que dá acesso e muita orgia nas salas vizinhas, quando ela começa a desconfiar que algo está errado ela encontra uma sonda que envia dados a um satélite e começa a arrancar, quando a imagem volta ela está sozinha e reparada (igual na cena na fazenda) e sai correndo, desta vez não há mais ninguém em lugar algum e já está quase amanhecendo, depois que os Confederados descobrem o plano do Lawrence eles saem correndo embarcam no trem e deixam o Logan pra trás, mas não antes da Dolores conseguir tomar conta da própria narrativa e matar todo mundo. No trem o Will confessa a ela que ela destravou algo dentro dele e ela diz não ser uma chave (mas ela ainda não sabe que é a chave pra destravar o jogo e libertar todo mundo) e logo em seguida tem um “sonho” onde desenha a entrada do Labirinto.
    A terceira linha do tempo é a atual, com o Teddy acordando todo dia no trem, a Maeve indo trabalhar no Mariposa e a Dolores sendo estuprada. O Teddy é uma versão anfitrião de como o Will era assim que ele chegou e se apaixonou pela Dolores, por isso o MIB diz que não entende pq os dois sempre são colocados juntos e completa que pra alguém ganhar (no caso ele) alguém tem que perder e por isso ele diz a Dolores: “há 30 anos eu venho aqui e você ainda não me reconhece”. Ele soube da existência do Labirinto pela Dolores e certamente tentou libertá-la da primeira vez, mas o Ford deve ter frustrado o plano deles, muita gente deve ter morrido e o MIB procura o labirinto desde então, e começa juntando as peças. A primeira dela está dentro de um mestiço (índio e branco) e sabemos que os índios idolatram os humanos que fazem as programações dos anfitriões por pensarem que são Deuses. A segunda pista é a filha do Lawrence que diz “o Labirinto não é pra você” significando que o jogo foi projetado pra ser vencido por um anfitrião e não um humano, mas o MIB quer realizar a vontade do Arnold de toda forma, a terceira pista é a cabeça da cobra (Wyatt) vilão que foi inventado pra dar sentido à história do Teddy, mas também pra ser o principal obstáculo no caminho do MIB, como ele mesmo pergunta ao Ford no episódio 4. Nesta conversa o MIB diz estar atrás do fim do jogo, do significado de tudo, anteriormente diz ao Lawrence que seu desejo é libertar todo mundo. Ford diz que bastaria ele perguntar e o MIB responde que precisaria de uma pá, pois o cara que fez tudo isso morreu há 35 anos e só ele saberia responder. Curioso que ao centro do mapa além de ter o desenho de um homem lê-se DIG (cavar) e esse fato já foi sugestionado várias vezes. Em um determinado momento no episódio 5 uma mulher fala ao Stubbs que a filha do fazendeiro se desviou muito da rota e não tem certeza se ela está com um convidado pq o Ford tem redirecionado vários anfitriões por causa de sua nova narrativa. Isto é por dois motivos: 1 pq eles querem dar uma desculpa pra continuar com a outra linha do tempo sem explicar pq a Dolores não está dentro do seu loop; 2 pq o Ford chama ela pra conversar sobre Arnold, ela mente dizendo que a ultima conversa se passou 35 anos atrás no dia em que ele morreu, diz também que nesse dia ele confessou a ela que destruiria todo o parque (libertando assim todos os anfitriões) e termina perguntando se eles são velhos amigos, ao que Ford responde: “não Dolores, eu não diria isso. Não diria isso de forma alguma”. Mencionando que há um ressentimento na história dos dois. Ao Ford sair ela fala pra Arnold dentro de sua cabeça que não revelou nada a ele, mostrando que ela tem plenos poderes de suas funções.
    Maeve é a correspondente atual do Dolores do passado e talvez a Dolores se torne a porta-voz de Deus (Arnold) na liderança da Revolução das Máquinas. Bernarnd é a versão anfitriã de Arnold, razão essa por ele não poder ter visto a terceira pessoa da foto quando Ford passou a ele, inclusive se notarem quando Bernard devolve a foto a Ford ele para por uma fração de segundo e olha da foto para Bernard como se estivesse comparando a semelhança física do amigo com o anfitrião. A teoria da Mente Bicameral é a base do controle futuro do Ford para todos os anfitriões, ele vai recriar a narrativa incial (ou original como ele diz no segundo episódio) e no centro dela vai se colocar como o Deus da religião dos indíos, bem como para todos os anfitriões, pois somente assim ele julga ser capaz de tomar o poder de volta e vencer o Arnold. Delos quer o código para aplicar principalmente em fins militares e médicos. Não por acaso havia uma simulação de guerra em um setor do parque que agora serve para história de fundo do Teddy, e no episódio 4 um homem se aproxima do MIB e começa a agradecê-lo pelo que sua empresa fez pela irmã, pois salvou a vida dela (possivelmente aplicando conhecimentos de tecnologia desenvolvidos no parque). No episódio 3 quando Elsie e Stubbs estão indo atrás do Desgarrado (lenhador) Elsie pergunta a Stubbs se conhecimentos de astronomia são parte das habilidades dele, ao que ele responde: “talvez isto esteja na minha histórico narrativo”, e com a informação que Bernard é na verdade um anfitrião talvez Stubbs também seja e possivelmente a mando do Ford capturou a Elsie no episódio 6 para evitar que ela fosse descoberta pela Theresa. O que também me leva a pensar que o Lee Sizemore (chefe da narrativa) possa ser só um anfitrião e que aquela briga na verdade foi apenas para justificar ele construindo outra narrativa, pois no episódio seguinte que ele parece (6) uma de suas primeiras interações é se aproximar de Charlotte Hale (representante do COnselho) e até “advininhar” a narrativa que ele mais gosta, bastante parecido com o trabalho de espionagem que o Bernard fazia com a Theresa e o Ford deixa bem claro que ele conhece tudo sobre os convidados e sobre os funcionários, então seria fichinha conhecer a narrativa favorita dela. Outro ponto que reforça isso é na primeira conversa do Lee com a Theresa que começa de forma bem banal e termina com ele insinuando que o Conselho tem um interesse diferente naquele lugar, como se quisesse engajar Theresa numa conversa onde ela dissesse a ele (e também ao Ford) o que realmente eles desejam do parque. Na minha opinião, assim como o Arnold conseguiu infundir sua consciência no sistema do parque e conversar com os anfitriões, Ford também conseguiu chegar ao ponto de passar sua consciência, mas para um anfitrião com a mesma fisionomia dele, afinal perder todo esse mundo onde ele é Deus apenas por ser mortal não parece atraente. E por fim, a ideia do Arnold é fazer a Dolores chegar ao centro do Labirinto pra se libertar. Como mencionei antes no centro do mapa do labirinto tem a palavra DIG e se formos ao site oficial de WW tem um tutorial dizendo que existem “Anfitriões Funerários” eles são responsáveis por enviar os anfitriões mortos de volta a Chapada através de túmulos pré-configurados com o nome de cada um dos anfitriões. Dolores foi vista em frente a um túmulo com seu nome. Juntando essas duas informações, mais a informação que o Teddy deu ao MIB (que o Labirinto é a soma da vida de um homem que cansou de morrer e venceu a morte e construiu uma casa cercada pelo Labirinto) que de início pensei se referir ao próprio Teddy por falar em homem, agora penso que pode ser a Dolores, os muros podem ser a proteção e a casa pode ser a liberdade e o cansou de morrer pode ser alcançar a vida eterna através da consciência de existência. E o desejo do Arnold era destruir aquele lugar que antes era de pura criação, mas agora se perverteu e virou diversão as custas de seus filhos, e pra isso ele conta com um exército inteiro de anfitriões descomissionados no B83 só aguardando para serem despertados no melhor estilo Skynet. Enfim, essa é a minha modesta visão dessa série. Nunca mais tinha feito nenhum tipo de teoria desde Lost.

  • Fernando Bemerguy

    Tem como não amar a Maeve?? Vem se destacando como uma das melhores personagens da série!!!!!
    Quanto a Elsie, pensei até que seria morta antes de dar a informação para o Bernard!!! 🙂