Veep 5×10: Inauguration [Season Finale]

10
190

Estava tudo certo. Tudo encaminhando para voltarmos ao temido status quo e dar jus ao nome da melhor comédia da atualidade. Com o empate ocorrido na câmara dos deputados, que se deu por um plano bem arquitetado de Tom James, a decisão vai para o Senado que terá que escolher entre os dois candidatos à vice-presidência quem seria o novo chefe de Estado americano. A escolha era óbvia: Com a vitória de Tom, Selina voltaria ao cargo de Veep e poderíamos desfrutar de mais 12 temporadas de suas trapalhadas no cargo.

Porém, quando eu encho a boca pra dizer que essa é a melhor comédia da atualidade é porque ela tem colhões pra fazer o que qualquer outra série não tem coragem, ela se desvencilha de tudo aquilo que a prende e se desnuda em frente aos nossos olhos. Quem disse que precisamos ganhar uma eleição pra Veep funcionar? Foi um passo ousadíssimo e, nas mãos de outra equipe, tenho a certeza que já estariam gritando que foi a série estaria jumping the shark, mas aqui não. A confiança que David Mandel passou nessa espetacular temporada e o igualmente fantástico trabalho de todo o cast são suficientes para não deixar nenhum fã com medo do futuro.

Veep é tão ousada que nem deixou a votação para o final do episódio, ou como um cliffhanger para ser desvendado na próxima temporada. Antes da metade do episódio Mike já tinha jurado que Selina nunca mais seria Veep, Selina já tinha rejeitado o cargo e voltado atrás, única e exclusivamente para libertar o Tibet e, enfim, deixar o seu legado, e a votação encerrada, com o Veep de Selina, Doyle, pregando o último prego em seu caixão pra ganhar o cargo mais disputado da temporada: Secretário de Estado.

Toni Hale, inspiradíssimo, nos presenteou com um Gary no meio de um meltdown, culpando tudo e todos num desabafo há muito esperado. O texto simplório é extremamente condizente com ele, mas o que ele diz é infinitamente menos importante do que quem disse e a intensidade de que tudo foi dito. Isso é tão verdade que os próprios receptáculos dessa explosão tiveram que filmar tudo o que ele dizia.

Finalmente Richard recebeu de Selina um pouco do valor que merecia na última noite dela na Casa Branca. Realmente, se ela tivesse se cercado de mais pessoas como ele (altruístas, positivas e inteligentes), quem sabe ela não tivesse conseguido a presidência? Fora que ele é muito engraçado!

Na sequencia vamos toda a equipe de Selina devolvendo seus crachás, um chá no salão vermelho bem awkward, com direito a uma tentativa de Selina de descreditar a nacionalidade da nova presidente e, por fim, a posse. Como se não bastasse ter que aturar a cerimônia ao lado de Doyle, Selina ainda descobre que estão dando à presidente Montez toda a glória da libertação do Tibet!

A despedida da Selina com sua equipe é rápida, mas ainda assim tocante. E, realmente, ela não é muito boa em se despedir nem em ganhar eleições presidenciais. O sequestro da Amy foi muito bom e acho que ela esteve prestes a dizer que está namorando aquele carinha que ficou com a bolsa dela. A frustração e a sensação de derrota que a Julia Louis-Dreyfus consegue transmitir, em silêncio, em poucos segundos naquela chuva já valeu o episódio pra mim.

PS: Catherine ficou muito bonita com o novo visual! No entanto, só acho que o sumiço de seus vídeos dela ainda vai dar muito problema!

PS2: Pelo menos a Sue conseguiu segurar seu emprego.

PS3: O Jonah acaba a temporada como o mais poderoso de seus colegas e ninguém consegue entender como isso pôde acontecer!

  • Marcel

    Quando vi a notícia que o criador tinha deixado a série me preparei para a pior temporada, mas queimei a língua bonito. A temporada foi genial.

    Não seria injusto se Veep ganhasse tudo que está concorrendo no Emmy. E eles estão devendo um Emmy pra Anna da temporada passada. Foi tão épico que nem a Selina esqueceu.

    Pontos positivos da temporada: TUDO. Mas Catherine e Richard merecem destaque porque brilharam em todo tempo de tela que receberam.

    Negativo: Não chegou a atrapalhar, mas achei esse romance da Amy e do Dan muito CW pra uma série da HBO. Gostava mais dos dois quando ficavam ambos se xingando.

  • Marcel

    Quando vi a notícia que o criador tinha deixado a série me preparei para a pior temporada, mas queimei a língua bonito. A temporada foi genial.

    Não seria injusto se Veep ganhasse tudo que está concorrendo no Emmy. E eles estão devendo um Emmy pra Anna da temporada passada. Foi tão épico que nem a Selina esqueceu.

    Pontos positivos da temporada: TUDO. Mas Catherine e Richard merecem destaque porque brilharam em todo tempo de tela que receberam.

    Negativo: Não chegou a atrapalhar, mas achei esse romance da Amy e do Dan muito CW pra uma série da HBO. Gostava mais dos dois quando ficavam ambos se xingando.

  • edujakel

    uma pena a review ter demorado a sair…mas fico feliz pelo menos pra relembrar como foi sensacional essa série nesse ano.e com certeza tenho plena confianca no q vao fazer pro proximo ano, os caras tem meu voto.

    • Daniel Barcelos Grego

      Eu ia escrever sobre o atraso na review mas achei melhor nao…
      Precisei fazer uma cirurgia e tanto antes quanto depois fiquei por conta da minha saúde, então infelizmente acabei atrasando a maioria das reviews.
      Peço desculpas a todos pelo inconveniente!

  • edujakel

    uma pena a review ter demorado a sair…mas fico feliz pelo menos pra relembrar como foi sensacional essa série nesse ano.e com certeza tenho plena confianca no q vao fazer pro proximo ano, os caras tem meu voto.

    • Daniel Barcelos Grego

      Eu ia escrever sobre o atraso na review mas achei melhor nao…
      Precisei fazer uma cirurgia e tanto antes quanto depois fiquei por conta da minha saúde, então infelizmente acabei atrasando a maioria das reviews.
      Peço desculpas a todos pelo inconveniente!

  • Alan

    Não foi a melhor temporada, mas foi muito boa

  • Alan

    Não foi a melhor temporada, mas foi muito boa

  • CoopLc

    Mas que temporada linda! Simplesmente genial em todos os aspectos.

  • CoopLc

    Mas que temporada linda! Simplesmente genial em todos os aspectos.