Tudo sobre a estreia de 3%, a primeira série brasileira da Netflix

10
3383

A Netflix anunciou hoje, a data de estreia para 3%, sua primeira série original brasileira, confirmada para o dia 25 de novembro.

3% se passa num mundo pós-apocalíptico, depois de diversas crises que deixaram o planeta devastado. Num lugar não especificado do Brasil, a maior parte da população sobrevivente mora no Continente, um lugar miserável, decadente, onde falta tudo: água, comida, energia.

A trama em 3% da Netflix

Aos 20 anos de idade, todo cidadão tem direito de participar do Processo, uma seleção que oferece a única chance de passar para o Mar Alto, onde tudo é abundante e há oportunidades de uma vida digna. Mas somente 3% dos candidatos são aprovados no Processo, que testa os limites dos participantes em provas físicas e psicológicas e os coloca diante de dilemas morais. Morar em Mar Alto, no entanto, não é o objetivo de todos os candidatos: alguns têm outros planos.

Dirigida por Cesar Charlone, que concorreu ao Oscar pela fotografia de Cidade de Deus e também é um dos produtores executivos, 3% foi criada por Pedro Aguilera, também produtor executivo, e foi produzida pela Boutique Filmes. A série, estrelada por João Miguel e Bianca Comparato, foi rodada em São Paulo e é a primeira produção brasileira da Netflix.

Os personagens em 3% da Netflix

Ezequiel (João Miguel) é o atual chefe do Processo. Intenso, misterioso, pavio curto, vive em conflito por extremos ideais: “Em seu quinto ano nessa posição, ele é questionado sobre seu poder”, diz João Miguel.

João Miguel em 3% da Netflix
João Miguel em 3% da Netflix

Michele (Bianca Comparato) é uma jovem ingênua, que tem um senso de justiça muito forte. Não tem família e foi criada pelo irmão, aprovado para ir para o Mar Alto. Sua missão é ser aprovada no Processo. “Ela não está no Processo com o objetivo único de passar, ela quer mais. E, com isso, enfrenta muitos conflitos internos.”, diz Bianca.

Bianca Comparato em 3 da Netflix
Bianca Comparato em 3% da Netflix

Fernando (Michel Gomes) tem uma fé religiosa no Processo. Seu pai é um pastor que o criou com o único objetivo de passar no Processo. Cadeirante, é desdenhado por alguns candidatos, que não acreditam em sua chance de ser aprovado.

Michel Gomes em 3% da Netflix
Michel Gomes em 3% da Netflix

Rafael (Rodolfo Valente) está disposto a fazer tudo para passar – até trapacear. Egocêntrico, egoísta e sarcástico, esconde seus mistérios e acredita que os fins justificam os meios. “Ele tem seus ideais, sua utopia”, diz Rodolfo Valente.

Rodolfo Valente em 3% da Netflix
Rodolfo Valente em 3% da Netflix

Marco (Rafael Lozano) é um líder nato, que sabe comandar as multidões. É super confiante em relação ao Processo porque a porcentagem de pessoas de sua família que passaram é alta. Sente-se parte de uma elite e, assim, muitas vezes quer exercer seu poder. “Quando as pessoas não estão do seu lado, fica doído, violento, agressivo”, diz Rafael Lozano.

Rafael Lozano em 3% da Netflix
Rafael Lozano em 3% da Netflix

Joana (Vaneza Oliveira) foi criada à margem da sociedade, nas ruas do Continente, e sobreviveu por conta própria. Inteligente, capaz, interage pouco com os outros candidatos e não demonstra interesse no Processo. Está lá mais para fugir do que para passar para o Mar Alto.

Vaneza Oliveira em 3% da Netflix
Vaneza Oliveira em 3% da Netflix

Aline (Viviane Porto) é uma jovem e ambiciosa Funcionária com a missão de avaliar o Processo de Ezequiel e…também tem outros planos. “Ela é determinada em alcançar seus objetivos”, diz Viviane.

Viviane Porto em 3% da Netflix
Viviane Porto em 3% da Netflix

Júlia (Mel Fronckowiak), mulher de Ezequiel e funcionária do Processo, acaba ficando deprimida e em dúvida sobre suas ações. “Júlia vive presa entre a moralidade e obrigações”, diz Mel.

Mel Fronckowiak em 3% da Netflix
Mel Fronckowiak em 3% da Netflix

Todos os 8 episódios de 3% serão disponibilizados na Netflix dia 25 de novembro.

  • Samuel

    Parece bem promissora. Confesso que estava achando a premissa muito “mais do mesmo”, mas depois de ler essa descrição deu pra ver que a série tem potencial de construir algo bem próprio. Vou conferir!

  • G Factor

    Que tiro

  • A série chega depois de uma onda de filmes distópicos norte-americanos que desgastaram o gênero, o que de certa forma a prejudica, mas tem tudo para ser ótima!

    Adorei esse elenco, João Miguel e Bianca Comparato são ótimos.

  • Adriano Cardoso

    O legal disso é que a série por ser “Original Netflix” será lançada em todos os países onde a Netflix opera.

  • Matheus Ramos

    Ansioso por essa estreia, e torcendo pra que não peque pelo excesso, assim como Supermax da globo.

  • vinland

    A Sinopse me lembrou o filme The Island com a Scarlet Johansson.

  • Reader

    Eita que tem até a sra. Santoro metida nisso… Para ser bem sincera, não gostei nada da premissa – parece que já vi tudo isso de novo e de novo – e da cara de supermax das imagens, mas netflix está anos-luz a frente do resto da humanidade, então ainda há esperança. Esperar pra ver.

  • Michel Bazzo

    A Mel já está com rosto de mulher madura, lembro dela em Rebelde. Santoro é um cara de sorte.

  • Caio Vinicius Viana Lima

    O projeto dessa série tá em desenvolvimento desde faz é tempo quando o tema ainda não estava tão batido…
    Mas sendo da Rainha Netflix vale uma conferida com certeza, aliás quebrei meu recorde de séries nacionais por ano kkkkkkk

  • João Carlos

    Fui atras para saber mais. Vi a web serie e estou ansioso para assistir a versao da netflix