Timeless 1×06: The Watergate Tape

6
467

O revelador 6º episódio de Timeless!

Voltamos! Depois de duas semanas estamos de volta com mais um episódio da nossa série de viagens no tempo e que episódio viu minha gente? Mesmo sem muita ação, foi um episódio que cortou umas pontas soltas, respondeu algumas de nossas perguntas e colocou mais dúvidas em nossas cabeças.

“Flynn: o maior vilão sofredor que você respeita”
“Flynn: o maior vilão sofredor que você respeita”

Lembro que na nossa última review, ter dito que os vilões (ou a falta de suas motivações) era o maior pecado de Timeless e nessa semana parece que os deuses ouviram a nossa prece e o Garcia Flynn (eu quase sempre esqueço o nome dele) abriu a boca e nos contou uma pouco da sua versão da história. Descobrimos que Flynn trabalhava na NSA e estava investigando algo relacionado a contas bancárias e impostos, nessa investigação ele se depara com uma conta com valores estratosféricos em nome de Connor Mason e tais valores eram depositados nessa conta por um tal de Rittenhouse. Após reportar a descoberta aos seus superiores e estes ter lhes dito que cuidariam do assunto, Flynn tem sua família assassinada quatro noites depois e por pouco não foi morto também. Desde então, ele tem feito de tudo para apagar o Rittenhouse da história e com isso mudar a linha do tempo salvando assim sua família. E mais importantes minha gente, ao contrário do que muitos imaginavam Flyyn NÃO É o pai da Lucy! Deus, Alá ou Xuxa nos poupou de mais esse clichê! Achei a história aceitável, de certa forma simples, mas coesa com tudo que nos foi apresentado até agora. A motivação: vingar a morte da minha família é batida, mas é válida. A série tentou humanizar o personagem…, mas será realmente que os fins justificam os meios como dizia Maquiavel? Me surpreendeu a edição da série não ter feito um melodrama ainda maior enquanto Flynn contava sua história. O ator também merece elogios por não ter caído no caricato na cena, apesar do personagem está emocionado, não houve exageros. Parabéns aos envolvidos.

“Wyatt: o maior galã sofredor que você respeita”
“Wyatt: o maior galã sofredor que você respeita”

Mas não é todo mundo que está bem quando o quesito é clichê, não é? Sério gente, eu tento não ficar falando do Matt e sua magnifica atuação em toda review, tento não criar birra com ele, mas eu não consigo. Parece que ele leu o manual do estereótipo e está seguindo fielmente e o roteiro também não ajuda. Nesse episódio foi adicionado mais uma camada na história do personagem que tem a profundidade de um pires. Descobrimos no dia da morte da mulher, Wyatt encarcou o dente na pinga, ficou louco com a catuaba, brigou com ela, botou a coitada para fora do carro e a deixou numa estrada deserta. Vinte minutos depois ele voltou e ela tinha desaparecido. Seu corpo foi encontrado duas semanas depois. Então como agora sabemos que ele se senti culpado pelo que ocorreu, será que os roteiristas usaram isso para aproximar Wyatt e Flynn? A cena dos dois deixou um certo ar de cumplicidade, eu não descartaria isso.

“Lucy: a maior mocinha sofredora que você respeita”
“Lucy: a maior mocinha sofredora que você respeita”

É de fato, para que olhar para o nada e fazer cara de sofrimento foi uma regra nesse episódio. E se estamos falando de sofrência não poderíamos deixar Marília Mendonça Lucy de fora. A coitada que já vem a duras penas sofrendo perdas desde o piloto, nesse teve que aguentar a desconfiança e indiferença dos colegas, pelo fato dela não ter contado os “encontros” que teve com Flynn e nem que conversou com o mesmo. Mas Lucy nem sabe o que a aguarda. Já que, ao que tudo indica, seu verdadeiro pai é o poderosão da Rittenhouse. É claro que, numa série que toma caminhos fáceis como Timeless o pai da mocinha tinha que ser o grande vilão. Resta saber agora a conexão que Flynn tem com ela, já que como muitos imaginam ele seria o pai de Lucy. Outra teoria que caiu por terra, era a de que Flynn viria do futuro já que sua esposa morreu em 2014.

“Ruffus: o maior mocinho sofredor que você respeita”
“Ruffus: o maior mocinho sofredor que você respeita”

Então é isso gente, depois de um intervalo de uma semana, Timeless voltou nos fazendo algumas revelações e mostrando um pouco do passado dos personagens. A série pode não ter grandes inovações narrativas, mas ainda assim, continua divertida de se acompanha. No seu próximo episódio o a série nos levara para o século XVIII seu período mais longínquo até agora. Por favor deixem suas teorias nos comentários, amo discuti-las com vocês. Até semana que vem 😉

Watergate 1: O Greg Brady que o Wyatt diz estar parecendo nesse episódio é o personagem do ator Barry Williams na série “The Brady Bunch”, uma série de comédia do canal ABC que foi ao ar na década de 60 e durou cinco temporadas.

Watergate 2: Para quem gostou do acontecimento histórico abordado nesse episódio recomendo o filme: “Todos os homens do presidente” com os implacáveis Robert Redford e Dustin Hoffman. O filme ganhou quatro Óscar.

Nota Histórica:

img5

O Caso Watergate foi um dos maiores escândalos da política estadunidense. Em 1972 cinco homens foram presos por tentarem instalar escutas da sede do partido Democrata. Dois repórteres Bob Woodward e Carl Bernstein (os mesmos citados no episódio) investigaram o caso e descobriram o envolvimento da casa branca no ocorrido. O informante desses dois repórteres informou que o então presidente republicano Richard Nixon sabia dessa operação. Para se safar do processo de Impeachment, Richard Nixon se tornou o primeiro presidente estadunidense e até o momento o único a renunciar ao cargo. Vamos torcer para que Donald Trump se torne o segundo!!

  • Bruno

    Um bom episódio com reviravoltas importantes, que finalmente colocou um motivo (válido, até porque Wyat e Lucy também querem trazer alguém morto de volta) para Flynn. Bem que “Doc” podia ter entregue algum nome para Lucy, não?

    Perguntas: 1) será que o chefão do Rittenhouse sabe que Lucy é sua filha?

    2) Como Flynn conseguiu o diário que Lucy vai escrever no futuro? Eles disseram várias vezes que não podem viajar para onde eles próprios já existem…

  • Ramon Vitor

    A motivação de Flynn não é bem vingança. Ele quer eliminar Rittenhouse da história para trazer sua família de volta.

  • Rei Gelado

    Os acontecimentos com a família do Flynn são dos tempos atuais? Por ele falar do futuro e saber tanto da vida da Lucy, inclusive possuir o seu diário, me veio a cabeça que ele poderia ser filho dela, viajei?

    • Marcelo Henrique

      Ao que tudo indica sim. Além de todos no presente saberem que Flynn supostamente “matou sua família”, no túmulo da esposa e filha dele constam que elas morreram em 2014. Com relação ao diário não sei o que pensar…

  • DarkAngelblue

    do jeito que está a audiencia dessa série até desanimei da NBC ainda..

    • Marcelo Henrique

      De fato para uma série pós-The Voice a audiencia é bem preocupante!!