Timeless 1×05: The Alamo

7
436

Timeless apresentou seu episódio mais interessante até o momento com The Alamo.

Continuando sua curva ascendente de bons episódios, Timeless sobe mais um degrau no quesito qualidade com o seu quinto capitulo. The Alamo, foi um episódio interessante e cheios de nuances.

Depois de nos ter levado a Alemanha Nazista de 1940 com Party at Castle Varlar, a série mais sua vez visita o século XIX, retratando dessa vez o Texas, mostrando que a rivalidade entre México e Estados Unidos possuem raízes históricas e tem como pano de fundo um dos acontecimentos mais polêmicos da história desses dois países: A Batalha do Alamo. Novamente ilustres “personagens reais” dão as caras abrilhantando o episódio e o deixando muito coerente. As referências históricas continuaram, a drama pessoal de Lucy foi aprofundado e, pasmem, Wyatt parece ter ganhado um plot próprio.

“Advogado, tenente e coronel: Esse era William Barret Travis, ganhou 5 estrelas na categoria importância histórica” 
“Advogado, tenente e coronel: Esse era William Barret Travis, ganhou 5 estrelas na categoria importância histórica”

Abrindo o episódio temos a figura de William Barret Travist, que foi o comandante do Texas na Batalha do Álamo e autor da famosa carta “To the people of Texas & All Americans In The World” a carta é considerada o documento mais famoso da história do Texas. Depois dele tivemos Jim Bowie, Davy Crockett, General Santa Anna, dentre outros. Todos, figuras importantes da história Americana-Mexicana e com papeis fundamentais na Batalha do Álamo. A curiosidade fica por conta de William Barret Travis ter morrido a batalha aos 26 anos e a série colocar um ator de 45 anos para interpreta-lo, uma licença poética desnecessária.

“Político, militar, presidente e conhecido como Napoleão do Oeste: Esse era o General Santa Anna, mais um que ganha 5 estrelas na categoria importância histórica” 
“Político, militar, presidente e conhecido como Napoleão do Oeste: Esse era o General Santa Anna, mais um que ganha 5 estrelas na categoria importância histórica”

Até o momento todas as épocas históricas que Timeless visitou foram espetaculares, como eu repito em todas as reviews anteriores, apesar dos efeitos visuais deixarem a desejar, os demais aspectos técnicos impressionam com destaque para sua ambientação, cenário e figurinos. A fotografia também dá uma repaginada a cada episódio, isso muito se deve a troca dos diretores de fotografia conforme os capítulos vão passando. Se na semana passada tivemos aquelas cores vivas para poder exaltar o vermelho da bandeira nazista, nessa temos algo mais puxado para o amarelo e ocre nos remetendo facilmente ao Texas do século XIX e aquela coisa “velho oeste”. O que eu sinto falta é dos motivos que fazem os antagonistas da série visitar essas épocas. Já sabemos que a principal causa é varrer o tal Rittenhouse da história, mas fica aquela vontade de sabermos explicitamente quais impactos Flynn e sua equipe acham que o mundo teria, se eles mudassem os acontecimentos daquele determinado ponto da história. Alguns episódios como O Assassinato de Abraham Lincoln fica fácil prever e fazer teorias sobre esses impactos históricos, em outros episódios nem tanto. Timeless tem seus pontos que precisam melhorar, mas essa questão dos vilões, por enquanto, tem sido seu maior pecado.

“Político, militar, herói nacional e talvez caçador de ursos: Esse é Davy Crockett, por causa da mentira levou duas estrelas de muito bom grado no quesito importância histórica”
“Político, militar, herói nacional e talvez caçador de ursos: Esse é Davy Crockett, por causa da mentira levou duas estrelas de muito bom grado no quesito importância histórica”

Com nossos protagonistas a coisa continua fluindo. Lucy além de tentar resgatar sua irmã (coisa que ela nem citou nesse episódio) agora também tenta desvendar sua arvore genealógica e descobrir quem é seu pai. Aquela história de professor-aluna que a mãe dela contou não me convenceu. Acho que esse assunto ainda vai render, mas tomara que não renda muito porque, pelo que parece, essa trama é bem limitada. Wyatt, que comparado a Lucy e Ruffus era profundo como um pires, ganhou uma certa notoriedade nesse episódio. O cenário de guerra durante sua estadia no forte do Álamo, trouxe dolorosas lembranças sobre seu tempo no Afeganistão, com o coitado tendo até alucinações. Achei isso bem bolado pelo roteiro, já que a tentativa de um plot com a questão da esposa falecida, pelo menos por enquanto, não surgiu efeito. Matt Lanter não é um ator de drama e sim de comédia, ele protagonizou besteiróis como Super Heróis: A Liga da Injustiça e Os Vampiros Que Se Mordam, mas sua atuação apesar de fraca, não comprometeu a narrativa, só esperou que ele surpreenda ou não exijam demais do rapaz.

“Soldado, herói, dono da famosa Faca Bowie e já tive até série de TV própria: Esse é Jim Bowie, que também levou 5 estrelas no quesito importância histórica #ChupaCrockett” 
“Soldado, herói, dono da famosa Faca Bowie e já tive até série de TV própria: Esse é Jim Bowie, que também levou 5 estrelas no quesito importância histórica #ChupaCrockett”

E se os vilões são o maior pecado de Timeless, o uso de personagens reais a serviço da série continuam sendo seu maior trunfo e também meu maior prazer em escrever as reviews da série. Logo depois de assistir o episódio e de ter anotado várias datas, nomes e acontecimentos no meu bloquinho, eu me jogo na pesquisa de todas essas informações. Ou seja, cada episódio é um aprendizado que eu tenho, por isso é um deleite escrever sobre essa série para vocês.

No mais é isso, O Álamo foi o melhor episódio da série até agora e parece que muitos concordam com isso já que esse episódio tem a maior nota da série lá no IMDB. No episódio de amanhã a série se transporta para a década de 70! Uma outra boa notícia é que a série, que já tinha recebido a ordem de temporada completa, ganhou a encomenda de três novos episódios. Até semana que vem 😉

Versão Brasileira Álamo 1: Não entendi aquela cena no final entre Wyatt e o soldado Bam Bam. O cara convida ele para uma missão e cita o nome de vários outros caras…, mas a equipe do Wyatt não tinha morrido?

Versão Brasileira Álamo 2: Depois de eu ter reclamado da mínima intervenção do governo nessa confusão toda, me aparece nesse episódio um diretor adjunto que entrou mudo e saiu calado… Ok!

Nota Histórica: 
“Acima a verdadeira carta To the people of Texas & All Americans In The World de autoria de William Barret Travis”
“Acima a verdadeira carta To the people of Texas & All Americans In The World de autoria de William Barret Travis”

Quando disse que a batalha do Álamo era um episódio controverso entre México e Estados Unidos não houve exagero, como dito na série todos os defensores texanos foram mortos pelo exército de Santa Anna, a crueldade percebida durante a batalha e também a carta de William inspirou muitos Americanos a se juntarem a vencerem a batalha. O Álamo também foi o motivo da guerra Mexicano-Americana ter acontecido, guerra essa que durou dois anos e que foi iniciada pelo México que não aceitava perder o território do Texas para os Estados Unidos.  Só que além de ter novamente perdido a guerra, o México acabou perdendo outras partes do seu território para os Estados Unidos, dentre as quais, a Califórnia e uma imensa área que corresponde aos atuais estados do Nevada, Utah e parte do Arizona, Novo México, Colorado e Wyoming.

  • Letícia Menezes

    O vilão (what’s his name again?) é o pai da Lucy sim ou com certeza?

    • Bruno

      Flynn?

    • Andre Ramos

      Eu ia escrever exatamente isso – professor, bonito e etc … Toda essa proteção do Flynn com a Lucy.. Ta meio na cara , neh…

      • Denia Karru

        Mas ele teria a idade certa para ser pai da Lucy? Eu também já pensei nessa teoria, mas estou achando ele jovem perto da mãe dela. A menos que ele tenha vindo do passado. É possível? Afff, minha cabeça deu um nó, kkk

  • Bruno

    Mais alguém passou o episódio todo querendo que Wyatt ficasse no Alamo e que um novo personagem entrasse no lugar dele na série???

    Quanto a equipe, provavelmente alguém que sobreviveu a batalha mudou o futuro e a equipe do “Barbie de Timeless” não morreu mais…

    • Marcelo Henrique

      Passei sim. Por mim ele tinha ficado lá 😂😂😂😂

  • Mia Fernandes

    Que bom que vai ter temporada completa!…

    Eu acho que o Flynn com certeza é o pai da Lucy.