The Middle 8×01: The Core Group [Season Premiere]

7
855

Será que o núcleo central segura as pontas nessa oitava temporada?

Após uma reta final espetacular na temporada passada, com pistas deixadas sobre o futuro do show e uma inesperada troca para as terças-feiras, ficou uma dúvida sobre a continuidade da qualidade de The Middle e, até mesmo, de sua manutenção na grade da ABC. Pois esta premiere veio pra confirmar que os Hecks não só têm um lugar cativo em nossos corações, como também consegue, após tanto tempo, manter uma qualidade poucas vezes vista em comédias.

Em The Core Group, tivemos todos os elementos que são constantes e que melhor definem essa nossa amada série e, junto a isso, a inclusão de novos que já demonstram um incrível potencial. Confesso que não esperava um episódio tão bom, especialmente após alguns sinais de desgaste durante a temporada anterior, mesclados a momentos espetaculares. Foi neste período onde a série, pela primeira vez, mostrou certa instabilidade que acabou me deixando com um pé atrás com em relação a seu futuro.

Mas, felizmente, tal futuro chegou e mostrou o quanto The Middle ainda é um espetáculo e tanto. E o primeiro ponto que preciso citar é referente ao arco do Axl. Como fico feliz com seu crescimento nestes últimos dois anos. E ele já estava merecendo uma evolução maior ainda, e vejo em sua relação com April um arco com grandes possibilidades pela frente. Impossível não ter gostado dela, que é quase uma Dory de tão adorável. Aliás, acho que é o par perfeito para Axl, e espero que ela realmente seja a menina citada na finale passada.

A transição de Brick para o high school também foi feita de maneira magistral. Mostrar os avanços necessários para a evolução do personagem, sem que ele perdesse sua essência foi fundamental para que acreditássemos em tudo o que acontecia, afinal, as esquisitices do caçula precisam manter-se em algum nível para que não se perca a identidade do personagem. Mochila nova e “normal”? Ok, mas põe uma pizza inteira pro lanche (saudosa mochila de delivery). Interações com o garoto popular? Sim, mas um pouco de isolamento e tiques que, agora, são conscientes.

Mike e Frankie também se apresentaram em grande estilo neste retorno. Não é a toa que Frankie é a grande protagonista da série, pois é ela que personifica todas as características da família. Desde as gambiarras, passando pela necessidade de controle e as frustradas demonstrações de carinho, toda a vulnerabilidade dos Hecks é notada nos comportamentos de Frankie, e o valor cômico da série passa diretamente por estas situações. Mas lindo mesmo foi ver Mike todo empolgado com a volta de Sue e sento team Frankie durante o jantar.

Por falar em jantar, foi ali que tivemos o clímax do episódio. A inclusão de Cindy (que parece ser a salvação entre os pretendentes, como bem pontou Frankie), Jeremy e April para dar uma agitada na dinâmica familiar foi extremamente inteligente. Apesar de que considero que Sue foi o único elo fraco do episódio, não por estar sem graça, ao contrário, o plot da escolha da profissão foi bacana e ainda deve render muita coisa boa, mas meu problema é nessa insistência em Jeremy, um dos personagens mais avulsos desde Logan. Espero que aquele ponto de interrogação que Sue escreveu ao lado do nome dele seja para pôr em dúvida seu interesse no rapaz, para talvez investir no menino motorista do safe ride do campus, que surgiu lá em The Man Hunt e mal conhecemos, mas já considero pacas.

Apesar da mudança de data na grade, felizmente nossa The Middle não se abateu. Manteve-se sólida na audiência, mesmo batendo de frente com The Voice e, acima de tudo, manteve o nível de qualidade que esperamos da série. Talvez todas as mudanças tenham vindo para o bem e, independentemente de uma futura renovação, teremos pela frente muitos outros ótimos momentos para dividir com a família mais querida da TV americana.

P.S.: por razões pessoais, tive que me afastar das atividades aqui no SM no semestre passado, mas estou de volta e aguardo a participação de todos novamente nesta fase. Não se esqueçam: we do it for the family.

  • VALERIANA BARROS

    Achei fofo demais o Axl colocando o casaco na April.
    Excelente review. Bom retorno.

  • João Carlos

    O retorno foi ótimo. Estava com saudades dessa família. Essa será a primeira temporada, salvo alguns episódio da temporada, que eu irei acompanhar semanalmente. Quero mais episódios.

    Será mesmo que a April é a garota citada na finale? Sei não, mas amei o casal.

  • Laís F.

    The Middle com uma volta sensacional. Eu gostei desse episódio e veio para mostrar que infelizmente a família não será mais o mesmo, os filhos já estão na idade de trazerem agregados e Frankie lidando com isso exageradamente como ela sempre faz é hilário. Também sou #teamfrankie.

  • Hélen Ívina

    Adorei o amadurecimento do Axl, achei uma coisa tão linda de se ver, que fiquei pensando o quanto que mudaram nesses oito anos!!! Cade o carinha do carrinho ruivo com a Sue? Me amarrei nele tbm, só que nem deram moral pra ele… A Frankie e o Mike falando indecências na frente do Brick foi uma graça, só lembrei dos meus pais comigo qdo eu era mais nova, foi igualzinho kkkkkkkkkk…. Adoro The Middle não enjôo nunca, é daquelas séries que vc milhares de vezes e ri sempre da mesma piada kkkkkkk

  • Fabi Alves

    morta com a piada team aniston!!! afinal quem do mundo das series não é tb né ?!rsrsrs

  • LUIS HEBER

    TM voltou com tudo….

  • Jr Habnov

    Só falo uma coisa… Quero mais April.