The Fosters 4×03/04: Trust/Now for Then

10
207

A vida é uma caixinha de surpresas.

Já dizia o narrador da sorumbática história de Joseph Climber e bem antes dos Melhores do Mundo, nossos avós já nos contavam que a vida é uma caixinha de surpresas. Mas quem constrói a surpresa não é o acaso, são as escolhas (não apenas as nossas) que pesam e temos que enfrentar as consequências dessas decisões.

Escolhemos nos afundar em problemas ou nos esforçar para sair do fundo do poço, é claro que nada é simples quando se trata da complexa mente humana, mas o que The Fosters coloca à mesa nesta temporada é o conflito real entre a confiança e o medo.

Mais uma vez, o roteiro é coerente em apresentar a evolução dos personagens, que enfrentam seus gigantes mesmo tendo em mente que podem sair derrotados da batalha. Esse caminho funciona perfeitamente com Mariana, mas nem tanto com Brandon. Para Jude fica o seu próprio receio de não saber em que solo está pisando ou que inimigo estará enfrentando nesta guerra.

A insegurança de Callie a faz conhecer Aaron, um estudante de direito interpretado pelo ator transgênero Elliot Fletcher (Faking It). Acredito que o envolvimento entre eles fará a relação de Callie e A.J. estremecer um pouco e acho ótimo quando a série segue esta direção sem Brallie. Ao mesmo tempo, o novo projeto de Callie para conseguir o diploma desenterra alguns fantasmas de seu passado como o estupro de Liam e a rejeição da casa de Kyle. Parece que teremos mais um episódio de CSI: San Diego estrelando Capitã Callie Fosters.

O plot de Brandon continua desagradável, mas pelo menos ele mudou de ares saindo de casa e agora, tenta assumir o papel de marido e padrasto no auge de seus 18 aninhos. Provavelmente, o rapaz vai levar na cabeça ao fim dessa briga judicial pela guarda do filho de Courtney. Pelo menos ele sabe que a família reprova a sua fuga, porém o aceitará de braços abertos quando tudo der errado.

O que mais me surpreendeu nestes episódios em The Fosters é ver que Jesus pode ser um personagem interessante de vez em quando. O papo de amizade colorida com benefícios com Emma não me convence em sua exclusividade, o meu lado conservador diz que isso é apenas uma forma infantil de fugir de um compromisso e das responsabilidades envolvidas em uma relação. A cena que achei tocante envolveu a sua relação com o pai biológico, quando os dois percebem que sentiram falta um do outro durante os 16 anos que se passaram, traduzido em um abraço.

A empatia com Mariana é algo inevitável, afinal quantas vezes não nos amarramos em nossa omissão para evitar machucar alguém que amamos. A garota faz um ótimo discurso anti-bullying, mas continua acorrentada a Nick como a luz no fim do túnel de esperança do rapaz. Quero saber se ela irá se abrir com as mães e com Matt a respeito do seu papel na recuperação mental do ex.

Finalmente, The Fosters foge dos clichês e faz uma base interessante para o desenvolvimento da temporada. Na vida da família Adams-Foster, cada semana traz um novo aprendizado aonde é possível o telespectador se conectar. Enfim, a vida é uma caixinha de surpresas que abrimos diariamente, é importante saber que a embalagem não revela o conteúdo.

  • VALERIANA BARROS

    Gostaria de ver a relação da Callie com o pai.

    • Tiago Vaz

      Eu tbm quero ver mais dessa relação, achei excelente o episódio de Dia dos Pais da temporada passada, e parece que os Quinns darão as caras nesta temporada.

      • VALERIANA BARROS

        O episódio do Dia dos Pais foi muito bom mesmo. Que bom saber que eles irão aparecer, já pensava que tinham sidos descartados de vez.rs

  • VALERIANA BARROS

    Gostaria de ver a relação da Callie com o pai.

    • Tiago Vaz

      Eu tbm quero ver mais dessa relação, achei excelente o episódio de Dia dos Pais da temporada passada, e parece que os Quinns darão as caras nesta temporada.

      • VALERIANA BARROS

        O episódio do Dia dos Pais foi muito bom mesmo. Que bom saber que eles irão aparecer, já pensava que tinham sidos descartados de vez.rs

  • Thais B

    Brandon é aquele adolescente que quer chamar atenção fazendo todas as coisas erradas possíveis e se achando o independente.Sinto que ele vai acabar apanhando de novo nessa temporada, dessa vez do ex da Courtney (que por sinal é completamente diferente dele).

    Estou achando linda essa jornada da Callie, acho que pode a ajudar muito a ter uma perspectiva diferente da própria infância, principalmente agora que ela tem idade suficiente para entender os diferentes pontos de vista das pessoas que passaram pela sua vida. As fotos que ela tirou do quarto fizeram todo sentido, fotos tremidas, em movimento, profundas, quase chorei. Foi onde ela teve um dos piores momentos de sua vida, e as fotos mostram bem a confusão e sentimentos bagunçados que ela teve e ainda tem por causa do evento.

    A grande beleza por trás desta série é a possibilidade de mostrar os diferentes jeitos de lidar com cada situação e cada problema que aparecem na vida, desde um relacionamento disfuncional, como já aconteceram várias vezes e ainda acontecem na série (Brandon e Callie, Mariana e Nick) até a dificuldade de lidar com os próprios sentimentos, como vemos com Jude.

    PS: espero que Callie pare de tentar cuidar dos outros e cuide mais de si mesma, essa história de tirar o menino da cadeia só vai trazer mais problemas para ela.

    • Tiago Vaz

      Realmente, Brandon está pedindo mais uns petelecos. Quem sabe assim, o personagem não desestaciona na série. As fotos de Callie ficaram ótimas e com a trilha sonora, criou um momento bem marcante no episódio.

  • Thais B

    Brandon é aquele adolescente que quer chamar atenção fazendo todas as coisas erradas possíveis e se achando o independente.Sinto que ele vai acabar apanhando de novo nessa temporada, dessa vez do ex da Courtney (que por sinal é completamente diferente dele).

    Estou achando linda essa jornada da Callie, acho que pode a ajudar muito a ter uma perspectiva diferente da própria infância, principalmente agora que ela tem idade suficiente para entender os diferentes pontos de vista das pessoas que passaram pela sua vida. As fotos que ela tirou do quarto fizeram todo sentido, fotos tremidas, em movimento, profundas, quase chorei. Foi onde ela teve um dos piores momentos de sua vida, e as fotos mostram bem a confusão e sentimentos bagunçados que ela teve e ainda tem por causa do evento.

    A grande beleza por trás desta série é a possibilidade de mostrar os diferentes jeitos de lidar com cada situação e cada problema que aparecem na vida, desde um relacionamento disfuncional, como já aconteceram várias vezes e ainda acontecem na série (Brandon e Callie, Mariana e Nick) até a dificuldade de lidar com os próprios sentimentos, como vemos com Jude.

    PS: espero que Callie pare de tentar cuidar dos outros e cuide mais de si mesma, essa história de tirar o menino da cadeia só vai trazer mais problemas para ela.

    • Tiago Vaz

      Realmente, Brandon está pedindo mais uns petelecos. Quem sabe assim, o personagem não desestaciona na série. As fotos de Callie ficaram ótimas e com a trilha sonora, criou um momento bem marcante no episódio.