The Exorcist 1×06: Star of the Morning

31
1064

Desde que iniciou, a série sempre teve a ingrata missão de agradar os fãs saudosistas do filme, bem como atrair uma nova parcela de espectadores que ansiavam por uma nova série de terror, já que as atuais não cumpriam com o que prometia. E devo dizer que depois deste Star of the Morning, até a própria The Exorcist não está de fato cumprindo sua proposta.

Após a revelação de que Angela era Regan, e o retorno de Chris, começamos a ver quais as motivações de Angela para ter evitado ao máximo contato com a sua mãe. Uma adolescente, que tinha acabado de ser possuída por um demônio, ser submetida a entrevistas e declarações na qual duvidavam do que ela havia passado e bem como deixando claro que a partir daquele momento ela seria “a garota do diabo”, não tinha como crescer sem sentir uma raiva latente de quem a submeteu a todo aquele circo. E alguém pode culpa-la por tentar fugir todo aquele estigma e tentar ter uma vida normal? Todos a julgaram por ter escondido, mas ninguém parou para pensar no que a fez ter essa atitude, somente Chris a compreende, e de certa forma Angela sabia disso.

Por mais que a relação entre mãe e filha seja algo conturbado, é nítido que uma não conseguia ficar longe da outra. Chris se sentindo culpada por tudo que aconteceu e o que causou a Angela, e Angela por não ter o suporte da mãe, e de certa forma sentindo falta da mesma, já que ela pesquisava por onde sua mãe andava.

Não foi só a relação entre mãe e filha que foi desenvolvida neste episódio, mas tivemos também Tomas e Jéssica sucumbindo aos sentimentos que um tem pelo outro. Tomas ainda resiste aos sentimentos por conta dos dogmas religiosos, mas não consegue dizer “não” aos pedidos da amada.

Vou chorar. Desculpe, mas eu vou chorar
Vou chorar. Desculpe, mas eu vou chorar

E na outra parte tivemos a descoberta de quem está por trás dos assassinatos e do Vocare Pulvere, alguns já era bem previsível, como no caso da Maria e do Padre que apareceu no primeiro episódio, mas alguns foram até interessantes ver que estavam trabalhando a favor dos demônios. A questão agora é o que Maria vai fazer, já que ela nitidamente ficou revoltada por não ter sido a escolhida

Marcus e Bennett formou a dupla dinâmica de caça aos demônios, mas praticamente este episódio ficou um tanto restrito neste ponto. Apenas tivemos os dois descobrindo que está por trás do ritual, e Marcus achando a Casey, e tenho que dizer que achei muito legal a cena da transformação da água em água benta, até soltei um “nossa, que foda”.

Muito bem, até agora eu falei do episódio sem tecer nenhum comentário de fato, e vou falar de cada ponto da mesma forma que foi escrita acima. A começar por Angela e Chris. Me desculpem aqueles que defendem a Geena, mas ela comprometeu, e muito, este episódio. A atuação dela foi precária, justamente nas que exigia uma maior carga dramática. A cena entre ela e Chris, após a expulsão do repórter, foi constrangedora, pois se percebia um acerto de contas entre elas, mas Geena não conseguia esboçar nenhuma reação. Entretanto as cenas entre Chris e Kat eram bem mais interessantes, pois assim conhecíamos ainda mais do passado da família Macneil.

Mas tenho que admitir que quando Angela foi atormentada pelo demônio, as cenas foram bem interessantes, tanto a dela ouvindo as vozes, quanto ela sonhando que está falando com o mesmo no telefone. Mas também foi só isso. As minhas esperanças de uma Angela mais ativa e que teria um destaque positivo dentro da série só estão se desfazendo a cada novo episódio.

A relação Tomas e Jéssica é ótima, mas não para a série. Eu assistia a cena e pensando “isso tá tão fora do lugar”. Não tinha uma conexão com a história principal. Já sabemos que Tomas não consegue lidar com a situação e que o demônio usou isso contra ele, e de certa forma o venceu, então realmente se faz necessário todo esse plot? Daria um ótimo enredo para uma outra série, esse amor proibido, mas para The Exorcist não funciona.

All we are is dust in the wind
All we are is dust in the wind

No que tange o Vocare Pulvere, foi muito bacana a série já mostrar quem está por trás de tudo, mas só fui que eu achei o ritual extremamente fraco? A série vendia que o ritual era algo grandioso, e eu já estava pensando em um apocalipse, com as bestas infernais correndo por Chicago e tudo mais, e no final tudo se resume a um “pó de fada”. Sério isso? Foi simplesmente frustrante. Espero que mostre que essa porcaria vai servir para algo maior.

A Casey aranha subiu pela parede, veio o Padre Marcus e a derrubou.
A Casey aranha subiu pela parede, veio o Padre Marcus e a derrubou.

A união de Marcus e Bennett foi infinitamente melhor do que com Tomas. E espero que os dois que deem conta dos demônios e Tomas fique só com a Jéssica mesmo. Mas o problema em si não foi nem na união dos dois, mas na busca de Marcus por Casey. A cena do corredor cheio de pessoas possuídas, que a princípio fiquei em dúvida se eles tinham problemas mentais, foi bem tensa, mas eis que vem a cena da “Casey Aranha”, e posso dizer que dessa vez eu senti vergonha do que vi.

A série em si tentou homenagear o filme, mas já está ficando algo extremamente gratuito. Todo episódio temos uma cena que remete ao original. Eu achava interessante quando ficava só na sutileza, como na escada no primeiro episódio, mas agora está um tanto quanto forçada a situação.

A série é tão feita para os fãs dos filmes, que acaba afastando novos espectadores, o que está sendo visto na audiência da série. Mas não somente isso, a história em si está se mostrando como algo fraca. Eu gosto muito da série, mas ela já iniciou fadada a ser uma série que teria muita coisa a provar, e até agora não disse de fato a que veio. Infelizmente essa é a realidade.

Uma história fraca, uma protagonista que não faz jus ao peso que carrega, efeitos especiais péssimos e uma série que foi feita somente para os fãs, só mostra que não é só de nome que uma série vive, mas de bom conteúdo.

> Veredito da 3ª temporada de Black Mirror!

PS: Não entendi a razão dos peixes terem morrido quando a água ficou benta. Os peixes também estavam possuídos?

  • Paola Di Castro

    Aquilo não foi um batismo? Pelo que eu entendi achei que fosse. Pelo fato do Padre Marcus ter expulsado o demonio(que não é pouca coisa) isso causou a morte dos peixes, por ser tipo uma energia ruim demais, como naqueles filmes onde as coisas vão morrendo com o passar da pessoa possuída.

    • Paola Di Castro

      Ah e, sim, aquela cena foi DEMAIS.

    • Iury Viana

      Não tinha feito a analogia ao batismo. Gostei desta informação.

      E quanto a questão dos peixes, olhando o que você disse, eu concordo com o que aconteceu.

      Obrigado por comentar.

  • netohemp

    Também achei a cena de invocação FRAQUISSIMA, estava com um certo hype e foi frustante….a cena dos peixes foi excelente, e em relação as referencias ao Original, nao tenho nada contra, to curtindo demais a série! =)

    • Iury Viana

      O problema é que a série vende algo e no final não cumpre o que promete. Isso acaba frustrando, como no caso do Vocare.

      Obrigado por comentar.

  • sau

    Eu acho que a atuação atual da Gena, de maneira morta e completamente contida, é bem relacionada ao futuro da série, para vermos ela mais livre e bem fluida quando tiver – se vier a ser – possuída. Tanto que falam na entrevista dela ser “tímida” e ela se irrita, diz que não é tímida e sim quieta.
    Gaga fez isso em AHS, salvo engano, começou bem morta e depois o personagem foi ganhando um pouco mais de vida a medida que ia mostrando e mexendo com suas emoções realmente. Concordo que Gena já deveria ter expressado bem mais emoção, mas espero que seja isso.

    Ps:. também achei que fosse um batismo.
    E não expulsou o demônio, expulsou? Ela falou que eles tava voltando.

    • Iury Viana

      Na realidade, já tivemos grandes oportunidades para a Geena elevar o patamar com Angela, mas isso simplesmente não acontece. E não acredito que teremos grandes mudanças daqui pra frente. Espero que eu esteja enganado

      E ele não expulsou, apenas conseguiu ganhar um tempo com a Casey

      Obrigado por comentar.

  • André

    Eu estou vendo muita qualidade nessa série,alias nem entendo porque a audiencia está assim mas até que ta ok sendo que toda a Fox ta com audiencia péssima e esse é um show de seixta feira. E outra a série ta me dando a sensaçâo que as coisas estâo acontecendo mesmo que em algums eps a trama avança mais lentamente.
    Eu nem lembro de ter assistido o filme até porque é bem antigo mas nem precisa ter assistido pra se envolver com a historia sendo que é uma trama de terror e suspense bem construida e os personagens principalmente Casey,Marcus e Tomas estâo sendo interessantes e bem interpretados.
    Sobre a Angela concordo que a Geena Davis ta fraca em atuaçâo mas sinto que ela tem presença sabe. Kat e o pai que precisam de um gás a mais,mas até eles sâo legalzinhos.
    Vejo potencial na Maria também

    • Iury Viana

      Na realidade está muito longe de estar sendo bem construída, pelo contrário se mostra bem fraca. É uma série que realmente foi feita só para agradar os fãs de fato. E isso não está funcionando. Até assisti o filme recentemente de novo, e vejo que a série tá ficando abaixo do original. As atuações estão deixando a desejar, os plots estão estranhos, os efeitos especiais bem fraco. Eu adoro a série, mas tá realmente cheia de falhas.

      E concordo que Casey e Marcus são os que dominam a série com tudo. Se não fossem eles, aí sim que a série estaria de fato fadada ao fracasso.

      A Geena era uma atriz excelente, até agora não entendi o que raios aconteceu com essa mulher pra ter uma atuação tá pífia. Mas fazer o que né?

      Obrigado por comentar.

  • Geee eu achei o episódio anterior bem mais constrangedor. Esse eu gostei pra caramba, tirando a atuação da Angela que não engata quando precisa emocionar e o Padre taradão que não consegue segurar o pinto na batina.

    • Iury Viana

      Ah, eu gostei do episódio do exorcismo, mesmo tendo uns efeitos especiais bem capengas. Ri demais com essa história do padre taradão, não tinha pensado por esse lado até agora.

      Obrigado por comentar
      PS: eu lia e muito o site “amiga, tou bonita?”

  • Coruja Store

    quando chegou o senhor comendo uma baita maça verde (eu adoro maças verdes) comecei a matar que ali era o Vocare Pulvere, po no final sai todo mundo rindo achei que o capiroto iria tocar o terror. achei meio fraco o ritual mas como terminou o episódio vou deixar para o próximo episódios

    • Iury Viana

      Na realidade, tudo ali foi fraco, o Vocare só foi o ápice de tudo de negativo

      Obrigado por comentar

  • Cazilda

    Acho que a Jessica está do lado negro da força…

    • Iury Viana

      Espero que não… Nem o diabo merece essa

      Obrigado por comentar.

      • Andrea

        Antes do Vocare perguntam pelo padre…, Maria responde q já tem alguém cuidando dele…

  • ROGER JANSEN BASCHI

    Sena final na praia , lembrei de uma série clássica (Carnivále) quando o personagem Ben Hawkins (Nick Stahl) curava alguém ,tudo que estava em volta morria !

    • Fernando d.S.

      Eu também lembrei de Carnivale quando vi aquela cena.

    • Iury Viana

      Eu não assisti Carnivále, então não saquei a referência =/

      • ROGER JANSEN BASCHI

        Recomendo ela teve duas temporadas HBO !

    • João Carlos

      Verdade agora que falou lembro dessas cenas.

  • Libriane

    Geena sempre foi uma atriz fraca. Tá todo mundo bem, mas ela, que sono que dá quando ela está em cena.
    Acho que não terá uma segunda temporada.

    • Iury Viana

      Na realidade já é quase certo o cancelamento da série, infelizmente

      Obrigado por comentar.

  • LUIS HEBER

    Larguei uns dois episódios atrás…achei tudo bem méh!

    Geena já não era boa atriz e ainda colocou 2 litros de botox na cara…aí lascou.

    • Iury Viana

      Ah não, eu tenho que defender ela, afinal ela era uma boa atriz, mas agora tá toda congelada.

      Obrigado por comentar.

  • Matheus Ramos

    The Exorcist faz de tudo, menos terror. Eu até dou boas gargalhas com a série. Os efeitos e as cenas que tentam homenagear ao filme, chegam a ser cômicas! Ainda assisto pra ver onde isso vai dar. rs

  • Rei Gelado

    Ah, eu tenho que dizer que gostei bastante da cena da aranha, aliás, é uma cena que no original deveria estar na edição original rs. Há duas cenas da aranha, a mais pesada que ela para no meio da escada e solta sangue pela boca e outra que ela desce toda a escada e vai atrás da assistente da mãe… Gosto mais da segunda.

    Eu sinceramente preferia a série como algo fechado, o exorcismo da filha da Regan, focando a história ali, na família, tô tão cansado dessas tramas de conspiração pra trazer o chifrudo à terra que não me animo com a galerinha do mal na reunião.

  • João Carlos

    Estou gostando da série, mas vou falar a real: Casey e Marcus são os que estão segurando a série.
    A cena do vocare pulvere foi deliciosa de se ver mais pelo fato da cara de revolta da Maria. Outra personagem sensacional.
    Fora isso não sei se aguenta mais uma temporda.
    E também acho que não deveriam fazer referencias ao filme toda hora. A cena da aranha ate achei legal só o efeito que foi meio tipo pombo. Se tirassem a Jessica da serie teriam verbas para fazer efeitos decentes.

  • Gaspar Carlini

    A melhor matéria a respeito da série. Concordo com tudo o que li e nos comentários da galera. E acho que não tem mais o que inventar a respeito de exorcismo e por isso que não tem audiência que achavam que teria. Ah e tem o horario que é exibida. Muito tarde e isso também espanta o povo. Essas referencias ao filme chega a ser falta de criatividade né? A Geena eu não curto, entã pra mim ja começa sendo um erro, mas acho que é a personagem dela que me faz pensar assim, o padre RBD aff…sem comentários, e esse romance dele tbm não rola, sei lá acho dispensável. Só vejo mesmo pq sou fã do filme. Li que a cada temporada eles querem fazer uma nova história. Ah outra coisa q me incomoda, já reparou no estilo da abertura da série que lembra muito Penny Dreadful e Outcast, não sei se é moda ou “mais uma referência” rs…

  • Aris

    Os peixes morreram porque o demônio saiu do corpo da Casey.