The Affair 3×01: Episode 1 [Season Premiere]

6
713

Nós escolhemos o que nós queremos ver.

The Affair está de volta e, com ela, mais mudanças na narrativa. Três anos se passaram após o julgamento da morte de Scotty e da supostamente altruísta e protetora atitude de Noah de confessar culpa pelo crime. Foram três anos preso e que já pudemos observar o quanto este tempo na cadeia deixou marcas. Houve muita crítica negativa quanto a possível fuga do tema principal da série, que é o caso entre Noah e Alison, mas acredito que é justamente o contrário. Tudo o que vem acontecendo é reflexo da história dos dois. E creio que as tantas subtramas que surgiram nesta première serão importantes para o prosseguimento da história. Ou, no mínimo, a série tem créditos com o público para darmos um voto de confiança.

Devido os acontecimentos na vida de Noah, tivemos o episódio inteiro sob sua perspectiva, ao invés da divisão costumeira. Foi muito interessante ver o ponto que o personagem chegou e após o turbilhão de mudanças foi necessária esta aproximação de seu ponto de vista, afinal, a maior parte do que aconteceu neste tempo, ocorreu só a Noah que, finalmente, começa a mostrar um lado mais frágil e vulnerável. Talvez a aparição de mais fraquezas e feridas expostas seja o início da redenção tão necessária ao personagem. E embora ainda seja cedo para falar, desde já temos muito potencial para dramas mais profundos e, especialmente, sombrios.

Chegando aos acontecimentos em si, descobrimos que após sua soltura, Noah passa a viver com a irmã e trabalhar lecionando numa faculdade em New Jersey. Mal o episódio começa e já temos a notícia que o pai de Noah morreu e que, além de Nina, apenas Helen se mantém ao lado dele, embora não fique claro o porquê de sua atitude aversiva à ex-esposa. O contexto onde o personagem está inserido mostra o quanto ele perdeu e está lidando com uma realidade muito distante daquela em que ficou na temporada passada. Noah chegou num fundo de um poço, onde nem seus filhos conseguem manter o mínimo de apreço e, aparentemente, respeito por ele. E mesmo considerando que o que vimos foi sob sua perspectiva, fica claro que aquilo tudo faz bastante sentido.

Mas foram outros dois pontos que chamaram mais a atenção neste retorno. O primeiro e, possivelmente, mais relevante para a trama, foi o aparecimento do guarda observando o personagem. Não sei até que ponto aquilo tudo realmente aconteceu, visto que o ápice do plot foi a sequência final, onde ele é apunhalado pelas costas (cena esta que merece todos os créditos pela eficácia em manter o suspense). Fico em dúvida se aquilo não foi alguma alucinação, já que foi justamente no ombro onde ele já vinha sentindo dores e levando em consideração que ele parece estar dependente dos remédios para dor. O trauma vivido por Noah na prisão parece ir muito além da “simples” privação da liberdade.

Outra situação muito importante foi a inclusão de Audrey. Não sei até que ponto sua presença será relevante na prática na vida de Noah e espero que ele não venha a se envolver com a aluna. Porém, fico muito satisfeito de ver alguém enfrentando Noah e cobrando respostas sobre suas atitudes machistas e dominadoras. Aquela cena da temporada passada, em que ele força Alison a transar é uma das tantas atitudes horrendas do personagem e ele precisa tomar um choque de realidade mesmo para perceber o quanto agiu errado com sua(s) esposa(s). A explicação de que aquilo não foi um estupro é uma grande furada. E, infelizmente, as pseudo justificativas de Noah e dos alunos que participavam do jantar são corriqueiramente vistas em nossa sociedade, portanto o assunto precisa ser abordado mais e mais, até que esta cultura do estupro seja superada.

the-affair-2x01-img2

Após tantas reviravoltas, tivemos mais uma mudança na narrativa da série onde, ao final do episódio, em vez de termos um flashfoward da investigação, visto que esta já se encerrou, agora temos flashback de quando Noah esteve na cadeia, e ali observa-se um vínculo muito mais forte entre Noah e Helen. Fica claro que algo aconteceu entre eles neste meio tempo. Fora que descobrimos que Alison não quer contato com ele, o que, provavelmente, tenha alguma conexão com sua relação com Cole. Óbvio que quaisquer previsões agora soam precipitadas, porém, é muito bom ver que The Affair retornou com toda a sua qualidade intacta e a curiosidade do que vem pela frente só aumentou ao fim deste episódio.

Alguns outros olhares:

– A mudança também caiu sobre a abertura da série que, neste ano, apresenta-se com um tom bem mais sombrio. Mais um detalhe bacana que a série nos presenteia.

– Após toda a contextualização do cenário que veremos nesta temporada, espero que os episódios retornem ao formato de dois pontos de vista, ou corre-se o risco de ficar cansativo.

– Aplausos para Dominic West comandando o episódio com maestria. Despertou todo tipo de sentimento a seu respeito durante esta uma hora de show.

– Apesar de o episódio ter sido liberado antes, na internet, a estreia oficial foi neste domingo, por isso a review agora.

  • alexandre12000

    Não seria 3×01* ? uahsuahsuhasuhaushaushaushs

    • Barbara

      Já tinha bugado aqui! rs

  • Vitor Tavares Barbosa

    Impressionante o quanto essa série conseguiu se reinventar depois da primeira temporada. Acho as críticas sobre a série ter fugido do caso dos dois muito sem fundamento, já que na segunda temporada a série mostrou que tinha muito mais a oferecer. Mesmo não tendo se focado muito mais só no caso, sabemos que tudo que desenrolou foi devido a ele e o que aconteceu em seguida só foi uma consequência de tudo. Não sei mais como vai ficar a divisão dos episódios, mas apesar de sempre ter achado muito interessante os Pov de cada um divididos por episódio, ainda arrisco que essa mudança só vai acrescentar nesse salto que a série tá dando.

  • Outsider

    Achei o retorno maravilhoso, e concordo que essa temporada tem tudo para explorar dramas ainda mais sombrios e profundos. Confesso que senti um pouco de falta de um outro POV, mas Dominic West soube segurar bem o texto em todas as suas cenas. Gostei muito também da introdução da Audrey, pois, acredito que ela vem para somar a história, apesar de achar que, infelizmente, ela irá ceder ao Noah e irá se envolver com ele. Mas, fora essa suposição, a cena do jantar foi ótima, com Audrey dizendo muitas verdades sobre o machismo e a cultura do estupro (debate importantíssimo que a série conduziu perfeitamente). Ainda acredito que a redenção de Noah terá que passar por uma longa jornada, mas foi interessante saber que somente Helen ainda está apoiando ele, e fica também no ar, o porquê de Alisson não querer mais contato com ele.

    Não entendo como as pessoas criticam a série dizendo que ela fugiu do tema, provavelmente, elas não estão assistindo a mesma série que eu, afinal, tudo que aconteceu e que está acontecendo na vida das personagens é o desdobramento do caso de Noah e Alisson, e como todos foram afetados.

  • carla machado

    Gente, que retorno horrível, que episódio horrível. Que narrativa chata.
    Mas adoro a série e já vi que no próximo ep , tudo voltará ao que era…

  • João Carlos

    Achei um episodio bom. Esse foco no Noah foi interessante e queremos saber o que ele passou na prisao. Aguardando os proximos episodios.