Imagine se a história de Westwold se passasse em duas linhas temporais diferentes. Imagine se esse parque temático fosse em outro planeta. Imagine se dois personagens que você está acompanhando, na verdade forem a mesmo pessoa. Venha pirar com as teorias bizarras de Westworld.

Ah sim, não se esqueça de inscrever-se no canal do Série Maníacos no YouTube agora mesmo, para não perder nenhuma novidade. Basta clicar aqui e depois no botão vermelho do YouTube escrito “Inscrever-se”.

  • Gleibson Acácio

    muito bom o video!

  • Pablo Rossi

    Michel…tem o endereço virtual da loja onde vc comprou este quadro dos STARKS? Muito bacana!!! Valew

  • André

    Nossa seria incrivel se essa teoria de passado e futuro seja real,assim como a do Homem de preto sendo o William no futuro e Bernand robô.
    Só nâo entendi se o viajante em teoria é um humano porque ele iria querer acessar o labirinto ja que ele nâo ganharia nada com isso? Ele quer usar os androides como maquinas de guerra?
    E o labirinto é algo permitido pelo Dr.Ford ou é uma forma de burlar o jogo?

    • Pois é, essas questões envolvendo o labirinto e as reais intenções do MIB, são as mais complicadas de tentar prever. Mas estou na torcida para as teorias da timeline e do Bernard robô se concretizarem 🙂

      • André

        Michel ta curtindo o papel da Ingrid Bolsø Berdal? To achando ela de longe a mais interessante,logo depois o Hector e a Maeve.

  • Karllos Silva

    Michel, mto bom o video. Sobre o Bernard, já desconfiava q ele seja um robo.

    Só nao havia parado pra pensar nessa possibilidade de ser duas timelines, acho q vc matou a questão, faz todo sentido.

    • Brigadão Karllos. De todas as possibilidades, essa da timeline é a minha favorita. Boto muita fé.

  • Cristhianny Abreu

    É tudo muito louco p minha cabeça, só espero não ficar decepcionada, como fiquei no fina de LOST.

    • Eu acho que aqui eles já estão com um plano bem alinhado. Vai dar tudo certo. Espero. rs

  • Fábio Santos

    Não tinha pensado nisso do Bernard, é bem interessante. Mas sobre as timelines, tenho uma dúvida. Talvez eu tenha deixado passar algo, mas… No episódio 3, quando a Dolores usa a arma e foge da fazenda, ela está no presente, certo? Porém, logo em seguida da fuga ela se depara com o Billy, também no presente, certo? E nos episódios anteriores, quando o MIB encontra com a Dolores, ela parecia ser a Dolores pré-memórias. Sendo assim, pode ser que MIB e Billy estejam na mesma timeline.

    E eu espero que inventem algo diferente de “rebelião das máquinas”. Não faço ideia do que poderia ser, porque não sou criativo, kkkkkkkk. Mas seria sensacional ver algo diferente.

    • hanna

      Eu acreditava na teoria das timelines, mas essa cena me deixou com a pulga atrás da orelha. Acho que tá todo mundo no mesmo tempo.

      • Meu palpite é que a Dolares passou por dois eventos traumáticos e eles estão sendo contados de formas similares nas duas timelines.

    • Lucas

      Tem uma cena no episódio 4 que me deixa em dúvida de onde Dolores está atualmente. Um dos carinhas que controla os anfitriões do parque recebe a informação que a filha do fazendeiro se desviou muito do seu ciclo narrativo. Pela lógica é porque ela está com o William. Não descarto a possibilidade de estarmos falando de timelines diferentes, é algo bem tradicional da família Nolan, mas nesse episódio me pareceu bem difícil acreditar que o William é do passado. Todos os conflitos que Dolores vive perto dele, a maneira como ela se comporta… Acho que a justificativa para ela conversar com o Bernard logo antes de acordar ao lado do William é dada no começo do episódio, quando Bernard pergunta para ela onde ela está e ela responde: “Estou num sonho”. Talvez seja uma programação que Bernard tenha feito, ela se lembra de acontecimentos na forma de sonhos.

    • Tiago Lima

      Tem um detalhe nessa cena, quando a Dolores está no celeiro, ela lembra do MIB dizendo “Porque não voltamos a nos conhecer, Dolores? Desde o começo”, ela usa a arma e foge de cavalo. no final, vemos a Dolores encontrando o Billy.

  • edujakel

    nao consegui terminar de ouvir o podcast ainda…mas alguem comentou sobre a nova história do Ford? Depois do final do ep 4, com aqueles tratores gigantes fazendo grandes modificações, me pergunto se ele nao está criando a Roma Antiga ou o outro parque do filme, q esqueci o tema.

    • Não falamos sobre isso, mas pode ser a Roma Antiga ou o Mundo Medieval mesmo. Seria um ótimo gancho para a próxima temporada.

  • Natanael Lucas

    Se tudo isso for verdade então a série tem tudo para ser mais incrível! Ótimo vídeo!

  • Su

    Adorei o video! A primeira teoria já tinha lido aqui nas reviews e achei genial, não tinha

    pensado nisso antes, mas depois de ler acho que há uma alta probabilidade de ser isso mesmo!

    A teoria do outro planeta não sei que pensar. É possível que sim e que tenha muito impacto no futuro, mas para já em que tudo se centra no parque, acaba por ser um pouco irrelevante onde este se situa.

    Só não concordo de todo com a teoria do Bernard ser um robô. Eles fazem manutenção frequente nos robôs, tratam como objetos. Não acredito que haja uma possibilidade de terem um robô a trabalhar com eles sem saberem e a saberem nunca lhe dariam um cargo de chefia e responsabilidade como ele tem. Pode parecer que ele não é muito respeitado ou que o tratam mal porque o Ford e a “mochinha lá do board” (também não me lembro do nome dela) são superiores hierárquicos dele e têm personalidades muito fortes, então falam de forma a reforçar a sua dominância enquanto ele é uma pessoa mais calma e conciliadora, mas não vejo nada disso como um indicador de que ele possa ser um robô. Embora não se explore ou veja muito isso nos episódios, pois não se mostra ele a contracenar com os subalternos, ele é o chefe do departamento de IA! Não vejo grande sentido em por um robô nessa posição. Além do que com todo esse conhecimento do funcionamento dos robôs, acho que não seria muito plausível ele ser e não saber.

    Também reparei na frase igual dita por ele e pela Dolores, mas em vez de interpretar como sendo devido à possibilidade de ele ser um robô, pensei precisamente o contrário, que era para mostrar o quanto o pensamento da Dolores se assemelha ao de um humano. O amor e o sofrimento que ele traz quando se perde alguém têm dessas contradições, nós próprios não conseguimos bem explicar esses sentimentos e pensamentos, então para mim o foco foi ela responder aquilo e o “não sei” quando ele pede a análise da resposta. Para mostrar que munidos das memórias eles reagem de forma muito humana às situações, reforçando que realmente eles têm sentimentos e por isso deixando no ar a questão ética de até que ponto é justo eles tratarem-nos como objetos substituíveis quando os muniram da capacidade de sentir emoções de forma tão humana.

    Quanto ao comentário do Ford interpretei como referindo-se à raça humana mesmo. Penso que ele quis dizer que os erros de código que os fazem explorar novas vias com os robôs são no fundo como as mutações de DNA que permitiram a evolução das espécies ao longo do tempo, incluindo a humana.

    Quanto ao que levará a busca pelo labirinto, penso que é possível que seja o tal código que ele estava a testar que permite maior liberdade de pensamento dos robôs, ou alguma espécie de teste de Turing que mostrasse que estes atingiram um nível em que já não é possível distinguir as suas reacções das de um humano na mesma situação e caso eles passem o teste, alguma forma de fuga do parque. Ou seja, acredito que está ligado a uma evolução por parte dos robôs, só não sei se será em forma de alteração de código ou em forma de ajuda caso eles “provem” que desenvolveram uma consciência ao cumprir a busca.

    • Ae Su, que legal. Você também está completamente envolvida igual eu 🙂 No caso do Bernard, minha suspeita é que apenas o Ford sabe que ele é robô. Nem mesmo o próprio Bernard está ciente disso, da mesma forma que os anfitriões também não sabem que são robôs. O Skype com a mulher dele pode até ser parte da rotina repetitiva na narrativa e ele está falando com uma gravação todas as vezes ou algo do tipo. Vamos ver 🙂

      • Su

        Tudo é possível, não descarto nada nessa série 😉 quem sabe se você não tem razão e essa pode mesmo vir a ser uma reviravolta! Mas minha aposta continua para ele ser humano. Os robôs não sabem mas as suas memórias são descartadas no fim de cada ciclo e a programação deles só garante a continuidade da duração do ciclo. O Bernard teria que ter uma programação extremamente evoluída para enganar um grupo enorme ainda para mais especializado em inteligência artificial! Mas se alguém conseguiria esse feito seria sem dúvida o Ford! Não se sabe muito a respeito dele mas dá para ver desde logo que ele tem um grande complexo de Deus!!

  • Kico Moraes

    Tbm passei a acreditar em duas timelines (ou mais) a partir do E04. Só que para mim o MIB era o Logan no passado, por ele já ter demonstrado ser obsessivo com o parque e suas linhas narrativas.
    Achei que alguns dos protagonistas era um robô mas não tinha pensado profundamente em quem. Depois de ver seu vídeo realmente apostaria todas as minhas fichas em Bernard.
    Sobre o parque ser em outro planeta não acredito muito já que nenhuma pista foi dada sobre isso… mas seria interessante. Não se esqueça que os parques e Orlando foram construídos em áreas enormes onde antes não havia praticamente nada. Então, no deserto, por exemplo, não teria problema de espaço!

  • Jord Son

    é cedo para tirar conclusões, mas aqui estão algumas teorias:

    Todos são robôs…talvez nem todo mundo. Mas, depois que Teddy, personagem interpretado pelo ator James Marsden, é chocantemente morto no começo do episódio — lembrem-se, as balas em Westworld podem matar apenas robôs —, ficamos nos perguntando quem é real e quem não é. É quase certo que alguém não é quem pensamos que é.

    O Homem de Preto esteve envolvido na “pane geral” 30 anos atrás. Bernard conta que o parque não apresenta uma “pane geral” há mais de 30 anos. O Homem de Preto é um visitante assíduo do parque há 30 anos.

    O Homem de Preto reprogramou Dolores. Depois que o Homem de Preto mata Teddy, ele arrasta Dolores (Evan Rachel Wood) para um celeiro. Fica fortemente implícito que ela foi estuprada. Mas, e se ela não foi? Não vemos o que acontece no celeiro. Este é o momento que dá início a toda série. E, agora, Dolores, que está programada para não prejudicar nenhum ser vivo, está golpeando insetos a torto e a direito.

    Ford está intencionalmente fazendo com que os robôs apresentem defeitos. E lembrem-se, ficamos sabendo que o pai de Dolores também apresentou problemas técnicos. Ford está deliberadamente tentando introduzir falhas com o intuito de fazer com que seus robôs evoluam. Fomos informados de como ele é persistente, e o último código que introduziu foi o que permitiu aos robôs começarem a ultrapassar limites. Acho que esse cara se vê como o deus da vida artificial.

    O Homem de Preto é um androide e a pane geral foi o filme original.o personagem de Brynner era um androide que começou a matar pessoas. Parece que a nova versão do Homem de Preto é uma pessoal real, já que Teddy não conseguiu matá-lo. Mas, e se ele for realmente um androide, como o original Homem de Preto/Gunslinger, e tomou conhecimento do fato de que Westworld não é real? se o Homem de Preto é um robô, também seria aceitável que ele seja o exato robô do filme original. Isso significa que os eventos naquele filme fazem parte da misteriosa “pane geral” sobre a qual ouvimos falar no episódio de estreia.

  • Renato

    Michel, vc ficou muito bonito nessa foto…

  • Ed Primo

    AHHHHH MICHEL LIGEIRO, você acertou que Bernard é um robô. Ainda bem que vi esse vídeo depois que assisti o episódio 7, não teria sentido o impacto que senti se tivesse visto você falando sobre as teoria !!!!

    • Rá! Agora se tudo der certo eu acerto mais duas! rs