Teen Wolf 6×02: Superposition

5
808

Remember, remember, of Stiles Stilinski.

Sem tempo a perder com enrolação, a trama de Teen Wolf avança satisfatoriamente nessa segunda semana.

Stiles nem sequer deu as caras em Superposition, o que foi uma pena. Imaginei que já iriam explorar ele preso em outra dimensão, sem poder se comunicar com aqueles que estão na dimensão principal. Mas isso provavelmente será explorado no futuro da temporada.

Vários temas, personagens e tramas foram trabalhados em tela, demonstrando equilíbrio e evolução. Scott já prepara Liam para ser seu sucessor, tanto no lacrosse quanto à frente da equipe sobrenatural de Beacon Hills. Já prevejo que Liam terá que lidar com isso durante a temporada: sua hesitação e falta de confiança em si mesmo. São temas clichês, pertinentes à tradicional jornada do herói, mas ainda assim bem humanos. Também será abordada a convencional relação entre mentor/mestre e aluno/aprendiz.

E o que vocês acharam da justificativa de Scott para deixar o posto de líder/capitão, de se dedicar mais tempo aos estudos?! O coach pareceu indignado, o que foi bem hilário. Foi bom tê-lo de volta, com seu humor afiado e sarcástico. Fiz a pergunta, pois já na premiere Scott joga tudo pro alto (mata aula) para investigar mais um mistério. Mas o que são questionamentos perto dos vários shirtless gratuitos que o personagem brindou o fã em tela, não é mesmo?!

Ainda no que se refere a Liam, o roteiro mostrou um conflito até então inexistente pra mim: do filhote de Scott com Corey. Não considerei a inimizade gratuita, apenas me pegou de surpresa. Ainda assim achei a resolução rápida. A implicância entre os dois e Mason no meio do fogo cruzado poderia render bons momentos, nem que fosse de alívio cômico.

Mason e Corey foram bem eficientes na investigação, além de protagonizarem vários momentos fofos no episódio. Apreciei bastante o destaque recebido por Corey no capítulo. Aparentemente seu poder de invisibilidade permite enxergar a dimensão habitada pelos Ghost Riders, o que se provou bem útil já aqui.

Lydia permanece envolta em tantas camadas de mistério que realmente tem sido bastante cansativo para mim. Pelo menos ela, Scott e Malia já perceberam que há alguém faltando em suas vidas, sem enrolar ou enganar o telespectador por muito tempo. Mas não seria um furo de roteiro eles lembrarem dos Ghost Riders e de seus poderes ?!

A mãe de Lydia, Natalie, assume o papel de Melissa McCall, de sempre repreender o time de adolescentes e trazer os personagens e o telespectador de volta ao chão, de certas “realidades” e inconveniências do dia a dia. Ao menos serve como cenas de passagens para alívio cômico e respiro do telespectador.

Deaton retornou, sendo já útil para ajudar nossos heróis a desvendar algumas camadas do mistério envolvendo os novos vilões da temporada. Só espero que eles lembrem logo de Stiles. Percebi que o personagem já teve mais relevância na série, hoje está relegado ao papel de mentor de Scott, mas que pouco aparece.

Malia protagonizou uma cena de (final de) sexo bem ousada para os padrões MTV. Curti. A única utilidade que percebi para a cena ali foi para reafirmação da personalidade dela, de independência e de fugir dos padrões. Ela não aceita ser abraçada pelo carinha aleatório. É ela quem abraça. Percebi uma bandeira pró-feminismo levantada aí? Apoiado! Além disso, ela parece estar enfrentando problemas para controlar seu instinto animal, um eficiente artifício de roteiro para criar conflito interno para a personagem trabalhar nos próximos episódios.

Parrish voltou a dar o ar da graça, mas apenas para ser ríspido com nosso casal de investigadores intrometidos. Espero que ela volte a adquirir importância durante a temporada, se não qual seria o sentido de se manter o personagem na série, não é mesmo?!

Um acontecimento intrigante foi o surgimento da esposa do Xerife Stilinski, que nem ele mesmo parece se lembrar. Será a mãe de Stiles? Ela morreu ou o abandonou? Não lembro. Com esse fato, me questiono se a inexistência de Stiles fez com que o casamento durasse? Mas aí os poderes dos Ghost Riders afetam a linha do tempo também? São questões que os próximos episódios devem e tem de nos responder!

Estiveram ausentes na aula dessa semana de Teen Wolf Seleninha Gomez (não fez falta) e o papai Argent (Chris). JR Bourne ainda não apareceu e me questiono como os roteiristas irão conseguir encaixá-lo na trama. Será que apenas como o caçador, o fator humano na trama novamente?! Entretanto considero importante nossos heróis teens possam contar com adultos para auxiliá-los, deixando a trama fantástica e sobrenatural mais “crível”, com perdão da contradição.

Superposition (em referência à sobreposição de dimensões/universos) foi um episódio equilibrado, que dedicou um pouco de tempo de tela à extensa gama de personagens que compõe a série. Seu mérito principal foi andar com a história, de modo a manter ainda um suspense/mistério que instigue o telespectador retornar na próxima semana. Se continuar nesse ritmo, a sexta temporada tem tudo para deixar o fã de Teen Wolf bem satisfeito com seu final.

  • Julio C. Costa

    E o professor que trombou o Scott ” arrombando” o armário do Stiles?, esse cara tem alguma coisa a esconder, tem sim.

  • Diego Gomes

    O Stiles não apareceu, mas tudo se referia a ele. A cena de sexo da Malia, faz referência não ao feminismo, mas como ela dormia com o Stiles…interessante como o personagem dava equilíbrio a tudo ali. Sobre a mãe do Stile, acho que são obra dos Ghost. E aquele cara que apareceu gratuitamente… tbm.

  • Rodrigo Cardoso

    Se não estou enganado, lá na terceira temporada é dito que a mãe do Stiles morreu, não lembro a causa, mas eu lembro de Stiles se culpar por isso. Se os ghost rider alteraram a linha do tempo e apagaram Stiles da existência, então tudo que ele causou ou fez foi desfeito, tipo a morte da mãe dele. Não sei, talvez esteja errada, é provável que eu esteja errado, mas acho que o caminho é por aí.

  • Nadia Maria

    “Mas não seria um furo de roteiro eles lembrarem dos Ghost Riders e de seus poderes ?!”
    Eu pensei a mesma coisa. Afinal como eles se lembram dos Ghost riders?
    Tirando isso to adorando o começo dessa temporada.

  • Clark Jornalista

    Na terceira temporada, foi revelado que Claudia, a mãe de Stiles, (que inclusive apareceu em flashback e é a mesma que apareceu agora), morreu por conta de uma doença no cérebro quando jovem adulta, que o Nogitsune fez Stiles pensar também possuir.