Survivor Millennials Vs. Gen X 33×04: Who’s the Sucker at the Table?

46
1202

Que Survivor é um jogo estratégico, social e físico todos sabem, mas, ao contrário do que muitos pensam, a capacidade de ser mega evil e bolar planos mirabolantes não é o mais importante para vencer. Na opinião de Jeff Prosbt, a qualidade que une os vencedores e grandes jogadores é o autoconhecimento e também a noção da percepção dos outros em relação a si mesmo. Conhecer a si mesmo, suas qualidades, seus defeitos e saber como os outros te enxergam, é uma tarefa muito mais complexa do que parece e são poucas pessoas que têm esta capacidade. Num jogo em que o seu destino, praticamente sempre, está nas mãos de terceiros e que os interesses sempre são conflitantes, coloco a experiência de vida ao lado do autoconhecimento como uma característica chave.

Não é atoa que, ao longo de 32 temporadas, os participantes mais jovens normalmente não têm tanta personalidade e maturidade para um jogo tão brutal. Assim, tivemos vários participantes novinhos que foram plantas, tímidos no jogo ou que foram massacrados por participantes mais experientes. Acredito que é neste aspecto que a temática de Millennials Vs. Gen X acerta e se afasta de um repeteco de Nicaragua, que opôs novos e velhos. A geração do milênio é realmente diferenciada e seus membros são mais ousados, mais irresponsáveis e vivem um momento em que os jovens têm uma capacidade maior de mobilidade social, de criar suas próprias empresas e de se afastarem das escolhas de seus pais. Isto só é tão bem refletido na temporada porque a seleção do elenco foi incrível e trouxe jovens que realmente tem uma certa experiência mesmo com a pouca idade. É aqui que Millennials Vs. Gen X se afasta do Australian Survivor por exemplo, desfilando uma diversidade de ótimos cativantes personagens. Bem diferente das pessoas genéricas e sem vida da versão australiana.

Adam, provavelmente, é o maior representante dos Millennials e de alguém que, além de conhecer o jogo muito bem, possui uma trajetória interessante e diferenciada. Tenho certeza que administrar um abrigo para moradores de rua é o tipo de ocupação que traz uma bagagem enorme e já diz muito sobre o seu lado idealista. Como vimos muito bem no segundo episódio, Adam é um super fã de Survivor e sabe exatamente tudo que deve fazer e não fazer, mas ele vai além disto. É comum termos participantes com o mesmo perfil de Adam que, apesar de conhecer o jogo muito bem, pecam na interação com outros, muitas vezes, porque passaram a vida fazendo coisas de nerd e não viveram o mundo fora da TV e internet como poderiam. Adam não vai por este caminho, vai bem na teoria e na prática também. Assim, vejo ele como o pacote nerd completo, alguém que tem conhecimento do jogo, vivência e que tem uma motivação e uma paixão que podem levá-lo bem longe.

img2

A jornada de Adam em busca do idol foi muito boa e acredito que a edição cumpriu muito bem o objetivo em fazer a grande maioria dos fãs torcer para que ele encontrasse esta importante ferramenta no jogo. Algumas pessoas levantaram suspeitas em relação ao idol encontrado por David, uma vez que Adam encontrou primeiro uma pista para depois achar a concha em que o idol estava. Eu até acredito que a produção pode ter facilitado as coisas para que David, um ótimo personagem em perigo, encontrasse o idol. Entretanto, na minha opinião, nada impede alguém de encontrar o idol antes mesmo de achar uma pista, que, provavelmente, estava em algum lugar e não foi encontrada por ninguém. A reação de Adam ao encontrar o idol foi emocionante e achei bem bonito a paixão demonstrada em relação ao jogo e, sobretudo, quanto a sua mãe. Adam sempre sonhou em entrar em Survivor e, justamente quando ele conseguiu realizar este sonho, sua mãe foi diagnosticada com câncer. A situação poderia fazer outras pessoas desistirem do programa, mas Survivor serviu como motivação para a mãe de Adam continuar vivendo e possivelmente vê-lo encontrando um idol ou até mesmo ganhando a porra toda. Acredito que Adam está no caminho certo e tem boas chances de ter feito os últimos dias de sua mãe mais feliz, contando como ganhou ou, pelo menos, o quanto foi bem no jogo. Para quem não sabe, a mãe de Adam faleceu em maio, pouco tempo depois dele ter retornado de Fiji, e ele resolveu usar Survivor e a história da sua mãe como uma oportunidade para angariar fundos para a luta contra o câncer, criando uma fundação com o nome de sua mãe. Este é o espírito Millennial que os produtores queriam para a temporada e, surpreendentemente, eles acertaram em cheio.

Eu quis começar a review falando de Adam não, apenas, porque ele é um dos meus favoritos e teve um momento bem marcante no episódio, mas também porque ele traz um bom contraponto com o que aconteceu com Tia do Botox. Ao contrário de Adam, tia do botox usou a sua experiência de vida de forma a prejudicá-la, fazendo um jogo bem desastroso. É óbvio que Lucy foi bem mais ativa do que pareceu nos 3 primeiros episódios e sua edição invisível foi uma escolha narrativa de quem precisava contar bastante coisa em pouco tempo. Entretanto, Tia do Botox acreditou que poderia ser em Survivor o que é fora dele, não sabendo que bancar a ditadora não funcionaria num jogo em que as pessoas são livres para tirar quem bem entender.

Já vimos um participante impor uma ditadura e ser recompensado com o título de Sole Survivor, mas isso foi feito de uma maneira bem mais complexa. Se trata de um jogo de alguém diferenciado e que não é facilmente imitado. Muito diferente do que Tia do Botox fez, as regras arbitrárias foram vendidas como algo bom para a coletividade, em prol da aliança toda e costuradas por um jogo muito forte em que todos confiavam cegamente no líder da tribo. Já Lucy claramente mostrou que quis tomar conta do jogo e ser a ponte de comunicação entre Ken e David e o resto da aliança. Algo que beneficiaria apenas ela e concentraria todo o poder em suas mãos. Ao contrário do que acontece na vida, não existe hierarquia em Survivor e posições de poder podem mudar muito rapidamente. Lucy jogou Jessica aos leões para tomar o seu lugar sem sutileza nenhuma. Pecou muito no social e na maneira que tentou impor as suas estratégias. Para piorar, ela meio que entregou muito fácil sua sede por poder e seu desejo em mandar. Se tem uma coisa que um participante de Survivor não deve querer é ser visto como o líder e Tia do Botox fez justamente o contrário sem sutileza nenhuma.

Lucy está acostumada a mandar nos seus filhos, no marido e em seus empregados, muitas vezes sendo a vilã da história, mas fazendo as coisas acontecerem. Na nossa vida, são muitas as situações que precisamos bancar o chato para chegar num resultado, mas Tia do Botox tinha que entender que os colegas de tribo não são obrigados a obedecê-la como os seus filhos. Uma fórmula de sucesso na vida não se aplica tão facilmente em Survivor. Era óbvio que alguém não ia concordar com a sua postura e, ao menos, tentar criar uma resistência.  Ken fez um plano muito bom, um tanto quanto motivado pela sua insatisfação de aceitar ordens da Tia do Botox, mas, mesmo assim, um bom plano para quem ainda precisava sair do bottom da tribo. O problema foi que Jessica não acreditou que Tia do Botox estava armando o seu blindside e contou tudo para ela.

Fiquei um tanto quanto impressionado primeiro com a falta de noção de Jessica e depois com o fato de Ken não ter virado alvo depois de assumir que tentou tirar Lucy. O Tribal Council foi sensacional e corou mais um bom momento da tribo Gen X. Quando Jessica perguntou para Ken se ela deveria confiar em 100% de tudo que ele fala, Ken deu uma resposta simples “Yes”, mas com o olhar ele consegue passar verdade de uma maneira impressionante. Não foi o suficiente para Jessica, que votou equivocadamente sozinha em Cece.

O Big Move de David foi um tanto quanto polêmico e dividiu opiniões. Na minha visão, David fez certo e virou o jogo de cabeça para baixo com uma jogada ousada e arriscada. Ficou claro que, apesar da saída de Paul, a aliança principal se manteve unida e só queria eliminar Jessica. Assim, depois que Jessica fosse eliminada Cece, David e Ken voltariam a ser os alvos. É óbvio que o ideal seria colocar Jessica a bordo sem usar idol, mas é justamente para isso que serve um idol, para usar estrategicamente visando uma posição mais confortável no jogo. Acredito que os críticos de David estão se apegando demais no fato de que teremos uma Swap no próximo episódio, porém, além de não ter como David ter certeza de que isso aconteceria, mesmo após a Swap a sua jogada ainda traz benefícios.

Jessica foi burra, foi enganada pela própria aliança e não soube identificar quem estava falando a verdade. Entretanto, depois deste Tribal Council ela não tem mais motivos para não confiar em David e Ken e pode ser uma aliada importante no decorrer do jogo. Uma swap costuma ser “salve-se quem puder” e David, Ken e Cece podem ser divididos pelo sorteio. Assim, ter Jessica com eles a partir de agora pode ser determinante para a sobrevivência da aliança nesta etapa do jogo. Além disso, por mais que David não saiba, ao usar o idol em Jessica, ele se torna o favorito para herdar a Legacy Advantage caso ela seja eliminada, algo que pode ser muito importante para alguém que está na briga pelo título de Sole Survivor.

Vi comentários de que David usou o idol muito cedo e poderia eliminar Jessica e usá-lo no próximo Tribal Council. O problema dessa interpretação, ao meu ver, é que David encontrou uma oportunidade de usar o idol com certeza do resultado. Sem Jessica na tribo, ele Ken e Cece voltariam ao bottom e ele não teria como saber em quem a aliança majoritária iria votar para usar o idol com precisão. O idol é uma vantagem individual que dá uma certa segurança para quem lhe possui, mas o mais inteligente mesmo é usá-lo como uma ferramenta para mudar sua posição no jogo, garantir os números e conquistar novos aliados. Neste sentido, David deu um show de coragem, arriscando bastante e jogando como gente grande. A jogada mais brilhante de todos os tempos de Survivor envolveu usar idol em favor de terceiros e, ao meu ver, foi uma jogada tão (ou mais) arriscada do que a de David. Survivor é um jogo individual, mas em que cada um depende do coletivo para ir mais longe e David deu uma grande demonstração de maturidade estratégica, mostrando o quanto pode ser valioso para uma aliança.

Não foi a primeira vez que alguém usou um idol para salvar uma outra pessoa, mas muito se surpreenderam porque David usou o idol para salvar alguém que não era sua aliada e ainda votou contra Cece. Para mim, isto é mais um motivo para usar o idol. David não usou o idol para salvar um aliado, mas para ganhar um, um número importante que faria falta contra Chris, Bret, Sunday e Tia do Botox se a tribo continuasse com esta formação. O que não ficou claro foi se David mudou de ideia durante o Tribal Council. Fiquei com a impressão de que ele não teve tempo de combinar com Cece o voto em Jessica depois que esta contou tudo para Lucy e se aproveitou da situação numa reação tomada nos 48 do segundo tempo. Por isso, talvez Ken tenha votado em Jessica, o que não deve ser um problema.

Estou falando que quero uma Swap desde que a temporada começou, porém agora que ela realmente vai acontecer fico com a sensação de que a temporada nem está precisando dela. Millennials Vs. Gen X vem se consolidando com um ótimo início e as duas tribos mostraram que não estão a passeio em Fiji. Tudo está tão bom que a swap nem é tão necessária como imaginávamos e o desenrolar dos fatos nas duas tribos seria interessante num próximo Tribal Council.

Minha reclamação é, mais uma vez, a previsibilidade. Sobretudo com os “Next Time on” e “Previously”. Está fácil demais saber qual tribo será a derrotada no Immunity Challenge e até mesmo quem será o eliminado assim que um episódio começa. Estou pensando seriamente em pular o “previously” do próximo episódio, porque realmente deixa tudo muito previsível. Eu amei o Tribal Council e toda a confusão, mas com certeza seria ainda melhor se eu não tivesse certeza que a Tia do Botox seria eliminada no final.

Ranking da Semana Sem Vergonha Nenhuma de inverter tudo:

img3

1- David. Foi o principal nome da temporada na fase Millennials Vs. Gen X, é extremamente carismático e o favorito para vencer no momento. Como já disse, acredito que ele fez um Big Move muito bom e que acertou ao ousar ao invés de se agarrar na falsa segurança que um idol pode dar. Quem arrisca não petisca e é este tipo de jogo que eu sempre valorizei. David ainda é o participante que tem tudo para se dar bem com os Millennials e acredito que ele se colocará numa posição de poder até a merge.

2- Ken. É um ótimo jogador, o pacote completo, e teve bastante airtime. Ken é, com certeza, um dos favoritos ao prêmio e para voltar como herói numa futura temporada. Ken está fazendo um jogo honesto e de bom moço e gosto de como ele se apresenta aos outros. Achar alguém ponta firme como ele seria o meu sonho se eu estivesse participando. Eu confiaria nele e por isso respeito bastante a sua postura. O problema para Ken será a merge e o alvo que alguém tão forte, prendado e gostável sempre tem.

3- Adam. É o único participante a ter um idol no momento e teve aquele tipo de confessional falando da vida pessoal que os vencedores costumam ter. A grande maioria dos vencedores recentes encontrou um idol em sua trajetória, o que mostra um pouco como os jogadores mais agressivos são aqueles que procuram mais o idol e consequentemente tem mais chances de encontrar. Acho que Adam está bem cotado no momento e espero que ele ainda dure bastante. Depois da história com sua mãe, duvido que ele não tenha conquistado uma torcida bem grande. É outro que eu penso que participará mais uma vez num futuro próximo.

4- Michelle. A Louca da Bíblia continuou sumida e isso não quer dizer muita coisa. Continuo colocando Michelle entre os favoritos e entre aqueles que tem potencial para fazer grandes jogadas. Talvez ela tenha se reservado um pouco devido a Sexta-Feira Santa ou algo do tipo.  Vamos ver como ela se porta após o swap.

5- Jay For Pay. Outro que apareceu bem pouco, mas que não tem motivos para cair muito no ranking. Estou apostando que os Millennials vão se manter unidos após a mistura de tribos e Jay ainda é uma pessoa forte nos challenges, o que pode fazê-lo não ser o alvo de Chris, Bret ou Ken, pessoas que valorizam a força da tribo.

6- Cece. Dependendo da sorte ou falta dela, acho que Cece corre um risco de não chegar até a merge, porém acredito que ela continuará sobrevivendo mesmo sem fazer muito esforço e será arrastada por um bom tempo ainda.

7- Hannimal. Realmente acreditei que Hannah não viu que Adam estava com o idol, mas pelo visto, mesmo que ela visse, isso não seria um problema tão grande. Ela desejou boa sorte na busca.

8- Michaela. Rainha dos challenges apenas. O Reward challenge foi espetacular e Michaela mostrou que além de ter uma força bruta descomunal é uma pessoa prática e de atitude. Ela traça um objetivo e passa por cima de qualquer obstáculo. Com certeza uma das personagens principais da temporada. A minha favorita de Millennials Vs. Gen X. Continuo achando que ela ainda não sossegou e vai flipar mais algumas vezes ainda. Não vejo a hora de vê-la interagindo com os Gen X.

9- Will. Não sou capaz de opinar.

10- Zeke. Dá um belo salto no ranking, mas não foi por nada que ele fez e sim por que outros tinham que cair um pouco. Zeke ainda é a decepção da temporada para mim, mas estamos muito no começo e ainda acredito que ele vai se destacar.

11- Jessica. Mulher, melhore. Que a jogada de tirar Paul era ruim a gente já sabia, mas Jessica continuou a fazer más escolhas e precisa agradecer a David pela sua tocha ainda estar acesa. Ela mereceria ficar numa posição pior pelo seu desempenho, mas como ela está na maioria dos Gen X fica acima dos demais.

12- Chris. Acho que eu não tinha dado conta o quanto este cara é grande e forte. É tipo o abominável homem das neves. Chris é uma das minhas apostas de eliminação no próximo episódio, já que existem grandes chances de Jessica, David, Cece ou Ken entregar a sua cabeça para os Millennials.

13- Bret. Está numa posição ainda pior que Chris, que pode ser poupado por ser forte demais e mais útil nos challenges.

14- Sunday. Eu comecei a perder minha paciência com esta mulher. Monday é muita inexpressiva. Talvez o jogo comece para valer com a Swap e Sunday seja mais ativa, mas até agora ela vem sendo uma decepção também. Será que teremos a aliança Deus é Fiel com Monday, Will, Michaela e Michelle?

15- Taylor. Acredito que Taylor e Figgy são os dois que mais precisam torcer por uma boa sorte no sorteio. Se eles caírem na mesma tribo e conseguirem manter os Millennials unidos, estarão seguros, mas em tribos separadas aquele que for ao Tribal Council correrá um risco enorme.

16- Figgy. Me impressiona o quanto Figgy é inteligente e boa nos puzzles. Sua dupla com Michelle já garantiu dois challenges para a tribo e em ambas as ocasiões elas começaram o quebra-cabeça depois dos Gen X. Sinceramente, eu não desgosto dela como a maioria, detesto apenas o casal como um todo. Torço para que ela e Michaela caiam na mesma tribo por motivos de quero barraco. Acho que ela faz um jogo péssimo e tem tudo para se ferrar o quanto antes, mas não torço para que saia antes da merge.

PS1: Por que vocês ainda não eliminaram a Figgy?

img4

PS2: É segunda-feira.

img5

PS3: O retorno de um clássico dos anos 90. A Banheira do Gugu está de volta. Uba uba ubaê uba uba uba ubaê.

img6

PS4: Ken fazendo cosplay de Tia do Botox.

img7

PS5: Uma Gen X mais participativa que Sunday.

img8

PS6: CBS vai produzir remake de Amigas e Rivais.

img9

PS7: Sobre Sierra voltar em Survivor Game Changers

img10

PS8: E, por fim, o que achamos da jogada de David.

img11

  • Arthur

    Sierra é aquela de Worlds Apart(?) que ficou só na promessa?

    • diogopacheco

      Esta mesmo.

      • Arthur

        Que desperdício de vaga.

  • Que review incrível, Parabéns Diogo!

    Concordo com você quanto ao big move do David, acredito que foi algo muito estratégico e ao mesmo tempo arriscado, porém acho que David vai ser beneficiar com a jogada.

    Quando a rainha Michaela, só espero vida longa a ela.

    Obs. dei muita risada no challenge na hora que a rainha Michaela vai para cima da Jessica com tudo, e esta fica com uns olhos arregalados e assustados, iguais a de personagens de desenhos animados quando estes percebe que algo vai atingi-los.

    • Felipe N

      Jessica sempre está com os olhos arregalados né? kkkkkkk no TC foi demais a cara dela . Pelo menos os olhos dela voltaram ao normal !!!!!!

      • Sim, aqueles olhos arregalados dela está muito engraçado. kkkkkkkk
        Graças, imagina assistir uma temporada inteira com uma participante com olhos bugados, iria incomodar demais.

    • diogopacheco

      Michaela é só amor.

  • Anderson Reinert

    Diogo, parabéns pela review 🙂

    Com bem dito na semana passada, seu top 4 não poderia ser melhor.

    Torço para que a temporada mantenha o nível, pois vem em uma crescente que chega a surpreender.

    • diogopacheco

      Acho que pode melhorar agora pq ta bem mais difícil de saber o que vai acontecer.

  • Rafael Tietz

    Adorei a Review.

    Mas já sabe que sou do time que acha a jogada do David equivocada. Esse Idol faria muito mais diferença agora na swap, deixando o jogo ainda mais imprevisível (entendo que pra ele isso seria um problema, mas pra mim seria Gold TV hahaha).

    Quanto a questão da pista do idol de Adam: Em um outro episódio, já haviam mostrado os Millennials bem próximos da concha, aparentemente ela estava em uma área de circulação. Creio que na tribo da GenX isso também deve ter acontecido.

    Michaela, Rainha dos challenges.
    Jessica, melhore.
    Hannimal, melhor pessoa desejando boa sorte na procura do Idol, eu ri haahahahaha.
    David, ainda não consigo gostar tanto dele, tenho a impressão de que ele vai ser tombado em breve.

    • diogopacheco

      Acho que Gold Tv teremos de qualquer jeito. Vc não gosta tanto do David, mas eu acho que ele sem o idol pode render ainda mais interagindo com os Millennials. Não consigo imaginar como ele e Michaela se darão por exemplo.

    • Fabi Alves

      paraaa miggooo to torcendo mtooo pro david kkkk

  • Artur Montenegro

    Excelente Review, Diogo! Concordo com boa parte do que foi abordado, principalmente com a previsibilidade do ”Next Time On” porque a nossa planta ganhar um destaque do nada não é um bom sinal, certo? Mas, ainda assim, tenho que dizer que não esperava a jogada do David, foi surpreendente! Estou em cima do muro em relação ao uso do idol, foi uma jogada muito boa porque, como você bem disse na review, ele conquistou Jéssica, mas talvez tenha sido em vão por conta do Swap, vai que ele cai em um grupo desfavorável? Um idol em situações do tipo faz falta, mas também há a chance dele cair na mesma tribo que a Jessica, então é esperar para ver… sobre a Tia do Botox, meus pêsames, foi uma jogada horrível e ela quis mudar o jogo de uma maneira muito agressiva e, caso não houvesse o idol de David, conseguiria. Agora não teremos mais sua foto nos finais da review, uma pena. Podemos eleger Sunday como a nova planta da temporada?

    PS: Que vontade enorme da Michaela de vencer o challenge! Adorando ela!
    PS2: Adoro o Adam e irei protegê-lo!

    • diogopacheco

      Quando o previously mostra a pessoa encontrando o idol as chances dele ser usado são mto grandes. Infelizmente eu saquei isso em Cagayan e de lá pra cá não falhou nenhuma vez.

      Sunday e Will são os candidatos a planta na ausência de Tia do Botox.

      • Diego Rodrigues

        Voto na Monday ganhar o Legacy Planta da Tia do Botox hahaha

  • Gleibson Acácio
  • Felipe N

    Parabéns pela Review …… Excelente !!!!!!

    Sobre o episódio só não foi melhor porque Lucy foi invisível o tempo todo nos episódios passados, o que já acabou com toda s surpresa do episódio. se ela tivesse uma edição meia boca como Cece e Sunday tiveram poderia até surpreender e deixar mais ansioso e mais tenso no conselho tribal.

    O episódio também deixou mais claro ( pelo menos da forma que foi passado) de que Jessica traiu sua aliança e manipulou as outras eliminando Paul por motivos próprios devido a fala dele e que só se aproveitou que o alvo do excluídos era o mesmo em beneficio próprio.

    Gostei da visão de Lucy de como Jessica realmente estava se tornando a cabeça entre as avulsas e como soube que foi manipulada por ela e quis elimina- lá. Embora estava obvio que nada daria certo, seu erro foi incluir mais gente quando não era necessário. Bastava usar os 4 votos da aliança restante e orientar Jessica a queimar seu voto, isso já garantiria a maioria e o Blindside.

    Jessica foi burra por não ver que estava sendo enganada, mas não a julgo por confiar em uma aliada, principalmente porque Lucy tinha mostrado até esse momento ser uma aliada fiel e a edição não deixou claro o relacionamento entre as três mulheres; uma vez que Sunday também quis eliminar a aliada o mais rápido possivel sendo que até então ambas eram um forte trio. As coisas complicam se olharmos que Ken poderia também estar mentindo para garantir a maioria e escolheu Jessica para plantar a semente da discórdia em uma aliança já desestruturada. Achei mais complicado o fato de como ele se sentiu ao alertar alguém em quem confiava e ela traiu sua confiança, uma vez que analisarmos a situação, Jessica nunca apareceu próxima dele e muito menos de David.

    Enfim … o texto já ficou gigante … mas o episódio foi excelente !!!
    PS: Jessica no primeiro episódio queria fazer um acordo pelo idolo de David. Bom, ela já deu o ídolo agora só falta ela pagar com a vantagem.

    • diogopacheco

      Eu não concordo mto com vc. Acho que este raciocínio de Lucy de que Jessica fez as coisas sozinhas e tava mandando em td foi meio nada a ver. Para mim, pareceu que Lucy é controll freak e viajou na paranoia. Não achei um bom raciocínio e nem uma boa ideia se livrar de Jessica.

      Nossa, isso é verdade. Jessica queria o idol e agora David usou em seu favor hahahahahahahahahahahahahaha.

      • Felipe N

        Com tanta coisa acontecendo nesse episódio ao redor de Lucy…. sua péssima edição nos três primeiros episódios me faz achar que algo pessoal aconteceu entra ela e a produção …. porque é muito difícil isso acontecer mesmo com os avulsos, pelo menos um confessionário aleatório sempre tem.

        • diogopacheco

          Acho que esta temporada a edição está sofrendo um pouco. Tem mta coisa para ser contada por episódio e pouco tempo. Acho que foi uma escolha em priorizar outras histórias a longo prazo e iniciar e fechar o ciclo da Tia do botox de uma vez só. As vezes a gente critica, mas não deve ser nada fácil editar um episódio.

          • Felipe N

            Com certeza….. Deve ser muito difícil mesmo …. e eles querendo ou não tem que priorizar as temporadas de uma forma que atraia e agrade a audiência americana, como a história de Adam… que agrada todos pois além de ele ser super fã do programa que agrada a parte mais geek do reality, tem uma história emocionante que tanto os americanos adoram. Pelo menos nos últimos anos os Alpha não estão roubando todo o airtime como era na época de RUPERT

  • Phillip

    Concordo com tudo!

    O problema da Lucy foi não entender que a empresária bem-sucedida, mãe de família dedicada e bodybuider campeã tem o mesmo poder de decisão do estudante no High School em Survivor.

    David continua como minha winner pick! Mas confesso que não tem como não torcer pelo Adam!

  • Estou impressionado que os Gen X conseguiram ser puro entretenimento essa semana. Eu sou um dos que acha que o uso do Idol do Davi um pouco precoce, entendo todas as vantagens do uso agora, mas mesmo assim eu no lugar dele nunca que teria feito, eu ia rezar loucamente por uma swap e guarda-lo pra usar na merge. Esta muito difícil de defender a Jessica, mas talvez agora ela consiga acordar pro jogo.

    Com a Tia do Botox eliminada nós perdemos um meme, mas a esticada mereceu mesmo, ela me lembrou muito a Sherri d caramoan, mulher de negocios que achou que poderia ser controladora e fazer o mesmo no Survivor, e só se ferrou hahaha.
    Espero que com a swap, Crish, Brett , Sunday e Cece tenham um pouco mais de airtime, porque eu não estou me importando nem um pouco com eles e já to achando que os episódios com as suas eliminações vai ser um saco.

    Sobre os Millennials to achando bonita a história do adam, mas não acho ele carismático o suficiente pra ganhar a minha torcida, e além de achar o idol ele ainda não fez nada estrategicamente, pode ser que eu mude a minha opinião sobre ele nos próximos eps.
    Michaela rainha dos challenges, ela não é bodybuilder, mas tenho certeza que chutaria a bunda da Cindy hahaha.

    PS 1: Acho que essa temporada era a que tinha mais japas, e as 3 foram eliminadas antes da swap, é muito azar mesmo =/

    PS 2: Jessica não perdeu os olhos pra infecção, mas achei que ia perder no TC de tanto que arregalou de espanto, segura esses olhos na cara mulher.

    PS 3: Diogo, tu comentou que estava com dificuldade de fazer essa review, mas ela ficou perfeita como sempre.

    • Felipe Jerez

      “Diogo, tu comentou que estava com dificuldade de fazer essa review, mas ela ficou perfeita como sempre.”

      Pode dar RT aqui?

      Quando estava acabando de ler pensei exatamente isso, se essa review foi feita com dificuldade, imagina quando tiver facilidade!

      • diogopacheco

        Valeu Jerez. Eu tava completamente sem foco e diferente do que ocorre normalmente eu não sentei e comecei a escrever feito doido. Foi uma review meio travada, pensei mto antes de escrever. Ainda bem que vcs gostaram do resultado.

    • diogopacheco

      Michaela chutaria a bunda de Cydney e Crystal juntas hahahahahahahaha.

      As vezes a dificuldade me faz perder mais tempo relendo e rescrevendo as coisas. Que bom que não ficou o desastre que estava ontem a tarde.

  • Alisson

    Haha, muito bom. Concordo com você de ter gostado do que aconteceu, mas ter achado o episódio previsível. Se eles parassem com essa de deixar gente que sai por idol invisível, os últimos episódios teriam sido bem melhores montando Lucy como uma vilã. Acredito que agora é um momento muito bom pra swap, porque as alianças tão todas quebradas e quero ver os Millennials no jogo. Survivor é bom quando tem pessoas muito diferentes trabalhando juntas e separá-las por idade interfere nisso, o que deve acabar em breve. Acho que esse episódio, apesar de fraco/previsível serviu pra finalmente dar um foco pros participantes e criar umas torcidas. E era uma vez 3 asiáticas nesse programa.

    #1 – Ken: Por enquanto acho que ele tem as melhores chances. Nos próximos episódios devemos descobrir se a sua edição de vencedor é troll ou não.

    #2 – Michelle: A sua edição tá seguindo exatamente o mesmo padrão da última vencedora, então não me surpreenderia. Só queria que ela aparecesse mais pra eu gostar dela.

    #3 – Jay: Ele aparece em todos os episódios sempre fazendo comentários desnecessários quando ele não precisava. Isso cheira a vencedor pra mim também. Muito mais Malcolm do que Ozzy/Joe.

    #4 – Adam: Deu uma crescida muito grande e assim como você disse espero que não seja gamebot e tenha noção de se socializar e tal. Me emocionei porque também sabia sobre o falecimento da mãe dele.

    #5 – David: Não acredito que tenha chance de vencer porque sua edição no primeiro episódio foi muito a de desastre, naquelas cenas dele trabalhando no acampamento com música de comédia e tudo. Igualzinho a premiere do Fishbach em Cambodia. Os únicos vencedores que começaram de forma negativa assim foram o de Vanuatu (devido a um acontecimento no episódio) e o de Cagayan (porque não tinha como mostrar essa criatura de outro jeito que não o supervilão que ele é).

    #6 – Michaela: Amo ela mas não consigo torcer. Falta um pouco de graça, talvez seja que nem Aubry e Cydney, que só fui gostar a partir da merge. Ela dominando os desafios é muito bom também.

    #7 – Hannah: Melhor momento do episódio foi ela com o Adam.

    #8 – Will: Purple assim só indica que não vai a lugar algum tão cedo.

    #9 – Zeke: Tem um ou outro comentário em cada episódio, acredito que vá se tornar um bom jogador mesmo a partir do próximo episódio (se não só na merge).

    #10 – Jessica: Do mesmo jeito que por uma razão desconhecida odeio o Will eu amo ela. Acho ela um desastre como jogadora até agora é quero que continue esse trainwreck maravilhoso.

    #11 – Chris: Concordo com você.

    #12 – Bret: Também concordo, só acho que Bret é mais sociável (vide o que os eliminados acham dele nas entrevistas), então não terá problemas em jogar amiguinhos debaixo do ônibus.

    #13 – Sunday: Ela apareceu na preview na finale de Kaoh Rong, então ainda acredito que será um nome grande na temporada lá na frente, tá na mesma situação que o Zeke, mas acho que tem mais chances de se ferrar numa swap (mas não acredito que isso vá acontecer).

    #14 – CeCe: Gosto dela também, mas acredito que a sua situação é mais ter se aliado com as pessoas certas que podem salvá-la do que trabalho próprio. Quero que dê sorte porque meu sonho é ver os underdogs da Gen X na merge.

    #15 – Taylor: Apagadíssimo, graças a Deus.

    #16 – Figgy: Não quero ela/Taylor na merge não, mas quero ela e Michaela tretando numa nova tribo sim.

    • diogopacheco

      Eu não achei fraco não. Achei um ótimo porém previsível episódio.

      Foi impressionante como as 3 asiáticas rodaram uma atrás da outra. Revela como a sociedade americana se porta sim.

  • Danilo Andrade

    Tô feliz com o episódio e com a jogada que David fez. Além de ganhar uma aliada ele tirou um possível alvo das costas ao se desfazer do idol.
    A mãe do Adam parecia ser uma pessoa espetacular. Quanta alegria e energia! Espero que ele tenha voltado de Fiji com boas notícias.
    Michaela é demais! Espero que ao invés de “flipar”, ela nos surpreenda com estratégias bem elaboradas.
    Acredito que temos melhores jogadores nessa temporada do que na temporada passada.
    Acho que a edição para “Next time on” é baseada no que o público infantil vai assimilar ou não, só pode.

    • diogopacheco

      Hahahahahaha uso este gif sem moderação no telegram. Aqui eu não sei colocar Gif.

  • Outsider

    Ai Diogo, tenho que discordar de você. Eu entendi os motivos que você explicou, mas simplesmente não acho que seja uma boa jogada, o que David fez. Achei muito apressada, lógico que eu não sei como as coisas estão se passando de fato dentro do jogo, mas como David é super fã do jogo, ele teria mais ou menos noção da contagem dos dias e quando uma provável swap aconteceria, e ter uma posição mais segura dentro da swap com seu idol, afinal ele não é uma ameaça direta a ninguém e poderia ficar bem under the radar, e no final das contas um idol play pra outra pessoa, não garante 100% a lealdade de alguém, e ainda mais tão perto de uma swap, já que o outro pode cair na tribo adversária e a jogada ter garantido absolutamente nada. Ter o idol pra uma fase mais acirrada é muito melhor, ao meu ver só a chance de ter o legacy da Jessica pode ser bom, mas fora isso não tem muita coisa boa não.

    Gostei muito de ver o Adam achando o Idol ele é uma das pessoas que eu estou mais gostando nessa temporada e espero que ele vá longe. Mas tô achando que se o Ken chegar na merge ele tem tudo pra ser de fato o vencedor da season. Eu ainda não escolhi ninguém pra torcer de fato, mas essa temporada está com personagens excelentes que eu estou gostando mais do que os outros: Ken, David, Adam, Zeke (mesmo flopando aos poucos), Michaela (Rainha dos challenges e dos barracos). Mas, enfim, falando da parte importante, R.I.P. Tia do Botox, essa mulher era um meme ambulante e mudo, adorava olhar pra cara dela e me acabar de rir hahahahaha.

    • diogopacheco

      Eu simplesmente prefiro quem joga agressivamente, vê uma oportunidade e agarra. Se td mundo for cauteloso a temporada fica um saco e como tivemos vencedores bem ousados nos últimos anos (tirando Kaoh Rong) acho que é o jeito certo de jogar.

      Tia do Botox vai fazer falta. De quem riremos agora???

  • Fabi Alves

    nossa concordo com tudinho @diogopacheco:disqus !!!!!!
    então só vou dizer três coisinhas..
    -que homem esse ken!!! rsrsrsrs
    -esse ep torci pelos gen
    -sunday who ?

    • diogopacheco

      Saudades Fabi. Apareça mais.

  • Lucas

    Parabéns pela review!
    Eu também acredito que tenha sido uma boa jogada do David. Vai saber se no próximo episódio não vai ser ele que vai encontrar o idol novamente? Aliás, é difícil analisar a jogada por enquanto. Ninguém sabe como as tribos irão se dividir, o quanto Jessica será necessária para David, a importância de eliminar a Tia do Botox mais cedo, se David não perderia o idol com uma divisão de votos… Tantas análises que podem ser feitas, ninguém pode afirmar com convicção que foi uma jogada ruim ou uma jogada boa.
    Quanto a Jessica, eu meio que discordo de ti. Não que eu ache ela uma boa jogadora, longe disso, mas entendo os motivos dela ter contado para a japa. Ela acreditava que tinha uma aliança forte com as mulheres e que Ken poderia estar tentando abalar isso. O que me surpreendeu pra valer foi a Tia do Botox não tentar eliminar Ken após o acontecido. Ela detinha um controle grande sobre a tribo (tanto que até Sunday votou na Jessica) e poderia fazer isso acontecer facilmente. Eu no lugar dela jamais confiaria no Ken. Ponto positivo para ele por não ter virado alvo.
    Eu não suporto Taylor e Figgy e não sinto a menor empatia por Zeke e Will, por isso prefiro os Gen X. Vamos ver com as novas tribos se o meu ranking muda, mas por enquanto é esse:
    1 – Ken
    2 – David
    3 – Michelle
    4 – Adam
    5 – Jessica
    6 – Cece
    7 – Michaela
    8 – Hannah
    9 – Jay
    10 – Chris
    11 – Brett
    12 – Sunday

    13 – Zeke
    14 – Will

    15 – Figgy
    16 – Taylor

    • Lucas

      Ah, outra coisa que deixou o episódio previsível é que nem comentaram sobre a vantagem da Jessica, nem no previously. Lógico que ela não seria eliminada.

    • diogopacheco

      Vc acertou em cheio o que aconteceu com David em seguida. Quanto a JEssica, acho que conversar com Lucy até era bom, o problema é que ela fez isso de maneira cega e sem cogitar a possibilidade de Ken ter dito a verdade.

  • Diego

    Eu também discordo de algumas Diogo, eu colocaria Ken bem abaixo, ele não quis tirar Lucy usando Jessica por estar no botton, e sim por não ter gostado da forma que a botocada falou com ele. Pelas entrevistas dos eliminados Ken não esteve na aliança dominante por ser bem anti social e não falar de estrategias com os outros.

    E também não achei que Jessica foi burra, Lucy sempre esteve com ela desde o começo, juntas deram blind no Paul, então porque confiar em alguém que está no botton? Ela pecou na forma de abordar, deveria ter observado melhor, e ver se arrancava alguma coisa da Sunday.

    Falando sobre ela, discordo que seja purple, pode não estar recendo tanto airtime, mas o fato dela ter votado sem pensar duas vezes nos seus aliados mais próximos um TC atrás do outro. Jeff a destacou muito na entrevistas pré-game, dizendo que ela não vai hesitar de trair em se juntar a outra tribo e trair seus aliados, eu sinto que a velha vai trazer o caos em breve

    Finalizando, realmente Lucy podia ter sido bem mostrada, ás cenas secretas mostrava que a tia do botox estava numa ótima posição, tinha um bom relacionamento com os underdogs, voz ativa na aliança dominante, e David ter a escolhido para idolar ao invés de Sunday que era bem mais fraca no desafios mostra que a velha estava jogando muito bem até aquele ponto. Seu grande erro foi na forma de tentar tomar o poder da tribo, eu entendo ela ter que usar David e Ken para destronar Jessica já que a mesma não confiava que Sunday não ia dedurar tudo para o Ciclope, mas a forma foi realmente ruim, mandando eles não falarem com ninguém. Pelas entrevistas ela ter recebido essa edição nos três primeiros capítulos foi por ela ter causado alguns problemas em Ponderosa e foi ounida por isso, mas prefiro acreditar que como sua historia era a curto prazo eles preferem edita-la como a nova Liliana.

    • diogopacheco

      Diego, ele diz claramente pro David que se eles tirassem a Jessica eles voltariam pro bottom e acho justo querer eliminar alguém que quer concentrar td o poder em suas mãos sem dar confiança para receber confiança. Ken tem um perfil mais introspectivo, mas sobrevivendo ao início acho que isto não será um problema.

      Jessica confiou cegamente em alguém que não deveria, logo algo errado ela fez.

      Sunday não é Purple pq apareceu bem mais que Tia do Botox por exemplo, mas está extremamente apagada independente do que faz.

  • Mais um excelente episódio! E o que me alegra é que não teve episódio ruim ainda nessa temporada. O final promete e espero que essa temporada entre no nosso hall de favoritas.
    Tem muita coisa para se processar nesse episódio. É difícil determinar o que foi certo ou errado num jogo como esse. Mas podemos julgar a partir de um ponto de vista.
    Jessica poderia escutar Ken e tirar Lucy evitando a toda a treta. Mas para nossa alegria, ela não fez isso. Isso contribuiu para apimentar o TC. Ken queria ela como aliada e ela já foi espalhar a merda toda no ventilador. Amamos? CLARO. E pra salvá-la dessa confusão eis que aparece David com seu idol. Foi arriscado? FOI. Pode dar certo? O futuro dirá. Mas também sabemos que Survivor exige que você arrisque em alguns momentos, e David buscou, nesse move, trazer Jess para o seu lado. Se não tivesse Swap no próximo episódio, as relações dos dois poderiam determinar o quinto eliminado na Genx. Mas quem sabe o fator sorte apareça e David saia na mesma tribo que Jessica. Aliás, sorte também é fundamental.
    Se Ken foi deixado de lado no move do David só vamos saber nos próximos episódios. Se caso a resposta for positiva, problemas para David se explicar.
    Michaela maravilhosaaaa no reward challenge…ala Sugar em HvsV. Chris também se destacou demais. Segurou dois com até certa facilidade hahahaha.
    Adam achando o idol foi legal demais. Isso vai ser fundamental se o azar tiver do lado dele na swap.
    Os Millenials não tiveram tanto destaque dessa vez..e já quero essa turma indo para TC para avaliarmos melhor o potencial.
    Amei essa história do Adam e do vídeo…não sabia disso e ele já tem perfil de sole Survivor.
    PS5: Uma Gen X mais participativa que Sunday. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    PS6: CBS vai produzir remake de Amigas e Rivais. keroooooooo

    • diogopacheco

      Valeu Juli. Realmente a temporada está muito boa. Surpreendendo aqueles que estavam desanimados.

  • Vinicius Zambianco

    Amo as reviews, é um complemento para os episódios, e concordei com quase tudo.

    Achei a jogada do David arriscada, mas visto que tem swap foi pontual e creio que ele vai colher frutos, só se alguma coisa der muito errada pra ele nessa mistura de tribo. Ken permaneceu o mesmo e acho a edição dele bem positiva.
    Jéssica tu é muito burra cara

    Adorei o desafio de recompensa, fazia tempo que não ficava tão *coração batendo freneticamente* por causa de um desafio. Acho que foi um dos melhores das últimas temporadas.
    #TeamKenDavidCece #TeamZeke

  • Marcos Gouvêa

    Suas reviews são tão maravilhosas <3 E pra mim são complementos do episódio, assim como o Edgic semanal do Inside Survivor.
    A jogada do David foi arriscada demais, mas é isso que gostamos de ver em Survivor, um jogador que esteja disposto a realmente jogar, não importa em qual fase o jogo esteja. Essa acho que foi a jogada pré merge com idol mais memorável desde Russel em HvsV. Como você falou, David não sabia que no próximo episódio rolaria um swap, então ele jogou pensando na longevidade em sua tribo, já que tem Ken e David como aliança certa, e agora Jessica que confia 100% nele, fora que sem saber ele pode ganhar a vantagem.
    Eu estava meio desanimado com essa temporada, mas depois desse episódio, e de todos arcos em aberto eu espero que a temporada suba muito de nível.
    Agora é torcer pra termos uma swap justa e que uma tribo não seja muito inferior a outra e role igual a Agknor na temporada passada.
    Até então eu chuto que os vencedores serão Ken ou David, com Michaela, Michele e Adam correndo por fora.

    • diogopacheco

      Valeu Marcos. As suas apostas estão bem parecidas com as minhas. Por conta do episódio 5, acho que talvez Chris tenha entrado na briga, mas tmbm correndo por fora.

  • Diego Rodrigues

    Gente amo ler as reviews e os comentários da galera, me acabo de rir.
    Achei que a Jessica fez certo em falar pra Lucy o que estava acontecendo, afinal, elas estavam juntas desde o início e podia muito bem ser o Ken inventando mentiras pra sair do chopping block. O erro dela foi não identificar que a Lucy tava mentindo pra ela.
    Tô meio decepcionado com a Cece que é um projeto de Cirie que deu bem errado, a mulher não faz nada pra sair do bottom.
    Minha torcida pela Michaela só fez aumentar depois da mitagem que ela deu nos challenges.
    E por último: o que foram aqueles 45 minutos pra resolver uma frase?! #chocado

    • Diego Rodrigues

      Esqueci de comentar sobre aqueles olhos esbugalhados da Jessica, me dá agonia, tenho vontade de enfiar o dedo auhhuaehuehua