Survivor Millennials Vs. Gen X 33×06: The Truth Works Well

57
926

Depois de mais um ótimo episódio de Millennials Vs. Gen, uma temporada que mal conheço e já amo pacas, finalmente chegou a hora de falar mais a fundo sobre o relacionamento de Figgy e Taylor. Pensando que Survivor já ultrapassou a marca de 32 temporadas, podemos perceber que o número de casais é bem baixo e de casais que assumiram a relação durante a temporada é menor ainda. Não é de se estranhar que isso ocorra num jogo em que as relações interpessoais são, ao mesmo tempo, a chave para o sucesso e o atalho para o fracasso. Afinal, depois de algumas temporadas, todo mundo percebeu que as conexões mais fortes são aquelas que têm mais força para vencer o jogo. Assim, por mais que o objetivo seja formar uma relação verdadeira de confiança para que duas pessoas ou mais se beneficiem, existe uma grande necessidade de não deixar esta conexão exposta para todo mundo ver.

Se estivéssemos falando de um casal na quarta ou quinta temporada, a coisa seria menos absurda, mas formar um casal em plena trigésima terceira temporada é com certeza suicídio. Survivor é um jogo que envolve as particularidades do elenco em questão, mas que também carrega uma história e uma certa mitologia construída ao longo de tantas temporadas. Assim, ao assistir ao programa, os participantes vão aprendendo o que não deve ser feito e o que deve ser combatido, fazendo o jogo sempre evoluir e se manter interessante depois de tanto tempo. Depois que um casal dominou uma temporada toda e ainda chegou na final um contra o outro, formar um casal passou a ser visto como algo forte demais e tudo que é uma força muito clara em Survivor vira fraqueza. Dessa formar, formar um casal se tornou um verdadeiro tiro no pé. Figgy e Taylor, o lugar de vocês é BBB.

Usar o flerte e a sedução são estratégias extremamente válidas e consagradas por grandes jogadores. Como não aplaudir de pé as técnicas de sedução e manipulação de Parvati por exemplo? Entretanto, acredito que ficou mais do que claro que Figgy não estava jogando com Taylor, mas realmente se envolvendo romanticamente com ele. Parvati é uma jogadora que usa todo o seu apelo sexual em prol do seu jogo, mas, ao mesmo tempo em que ela não tem vergonha de flertar com qualquer coisa que ande, ela mantém uma certa distância emocional e nunca deu a entender que poderia priorizar um romance em detrimento do seu jogo. Figgy e Taylor vão pelo caminho oposto, formando um casal inconsequente, irresponsável e até mesmo imaturo. Na minha visão se trata de um romance de BBB, que duraria enquanto os dois estivessem no jogo como se fosse a coisa mais importante na vida de ambos e se extinguiria instantaneamente após o fim da temporada. O mais engraçado é ler entrevistas em que Figgy disse que saiu porque estava jogando como Boston Rob e Taylor era a sua Amber. Figgy, querida, acorda para vida.

O que mais impressiona nesta história toda é que Figgy e Taylor realmente pareciam acreditar que não estavam fazendo nada demais e que o romance era equivalente a uma aliança comum. Sinceramente, eu acredito que uma aliança entre dois amigos pode ser ainda mais poderosa e sólida do que a de um casal. Entretanto, ao manter uma relação amorosa aberta em Survivor, Taylor e Figgy jogam na cara do mundo as suas prioridades e uma certa falta de comprometimento com o jogo. Assim, não é apenas o fato deles serem um casal, mas, principalmente, o fato deles serem um casal formado por jogadores ruins e que não estão 100% focados no jogo, o suficiente para destruir o jogo de uma aliança toda. Não adiantaria se Figgy tivesse mais chance de vencer Jay ou Michelle, de qualquer forma ela se manteria junto de Taylor e esta conexão é algo nada bem vindo em Survivor.

img9

Analisando Figgy e Taylor, fica a clara sensação que fazer um casal nem foi o motivo principal da sua queda e que apenas acelerou um processo certo. Precisamos lembrar que Figgy, Taylor, Jay e Michelle deram muito na cara um vínculo muito forte entre eles e que Figgy só sobreviveu a um Tribal Council porque Michelle foi extremamente inteligente e provou para todo mundo que o casal não representava ameaça nenhuma diante de Mari, Zeke e Adam. Figgy e Taylor pecaram principalmente pela falta de noção, uma certa arrogância e ao subestimar a inteligência alheia. Isso fica mais do que claro em dois momentos distintos de “The Truth Works Well”.

No primeiro momento, Figgy, como uma verdadeira amadora, mostrou toda a sua felicidade ao ver que Michelle havia sobrevivido ao Tribal Council e para piorar não conseguiu convencer que se importava nem um pouco com o destino de Zeke. Esse é um erro clássico e comum (principalmente antigamente) após uma swap. Independente de ser verdade ou não, acredito que seja imprescindível que os integrantes das novas tribos façam juras de amor entre si e demonstrem que aquelas pessoas da configuração atual são as mais importantes em seu jogo, uma vez que são elas que vão decidir se o participante sai ou vai fica para a próxima etapa. Depois de todo o estrago feito por Figgy, acredito que Michelle fez o certo ao não tentar disfarçar a óbvia conexão entre elas e a Louca da Bíblia fez uma tentativa honesta de vender verdade, o que pode funcionar em Survivor, mas normalmente joga tudo por água baixa. Eu não acredito que tenha funcionado e Michelle está em apuros ainda maiores do que já estava, mas ela sabe que a percepção dos outros em relação a ela é importante e tenta moldar uma imagem de honestidade, sinceridade e transparência é algo positivo e que pode funcionar a longo prazo. Ela não tinha muita escolha e negar seria ainda pior.

O segundo momento ficou por conta de uma confessional de Taylor em que ele afirma que sabe que Adam ficará ao lado dele e de Figgy e que a possibilidade do colega de tribo ser inteligente e estar enganando os dois era improvável. É completamente bizarro que a gente tenha que ver Taylor julgando a inteligência alheia. Eu realmente fico surpreso com a sua falta de noção e percepção da realidade. Taylor e Figgy estavam completamente cegos pela arrogância, sem entender que Adam também é uma pessoa e tem suas próprias motivações e intenções no jogo. O casal deveria ao menos considerar o que Adam ganharia e perderia flipando ou não. O mestre Yul Kwon (Cook Islands) já dizia, o participante precisa constantemente analisar qual seria a melhor jogada para cada um dos seus rivais, assim sendo capaz de evitá-las, neutralizá-las ou combatê-las . Quando você está envolvido no seu próprio jogo é realmente complicado ter a capacidade olhar de fora e compreender que para os outros uma mudança de estratégia pode ser o mais inteligente. Acho que a grande maioria dos jogadores realmente acredita que o mais inteligente para os seus aliados é permanecer ao seu lado e são poucas as pessoas que tem esta capacidade de se distanciar da questão para fazer uma análise mais precisa. De qualquer forma, Figgy e Taylor mal consideraram a possibilidade de Adam ir com os Gen X até o Tribal Council e foi lindo ver as reações a mais este blindside. Uma temporada que tem 5 blindsides em 6 episódios não está para brincadeira, pena que a previsibilidade continua alta para o telespectador.

Em relação a Adam, como ele mesmo disse, a decisão parece ser óbvia para quem vê de fora, mas para quem toma nunca é fácil. É impossível que ele não tenha questionado suas próprias convicções e imaginado os caminhos que cada opção o levaria. Qualquer coisa de errado que aconteça Adam pode se culpa desta decisão. Entretanto, no final das contas, ele tomou a decisão certa, ao meu ver, indo com pessoas mais confiáveis e que realmente precisam dele no jogo. Adam poderia pensar em não comprometer a sua relação com os Millennials de forma geral ou enxergar Figgy e Taylor como rivais mais fracos que Ken e Jessica, mas voltar para o bottom dos Millennials seria uma decisão covarde e que provavelmente o levaria de volta a uma posição desconfortável no jogo. Assim, Adam, como um bom fã sabe, fez um Big Move que tem potencial para leva-lo mais longe. No final das contas, Survivor é aposta e Adam apostou no caminho mais ousado, mas mais promissor.

O grande jogador do episódio, na minha opinião, foi Ken, que, sob a orientação de Jessica, conseguiu vender muito bem o seu peixe para Adam. Ele meio que repetiu um move de Queen Parvati, fazendo uma aliança entre pessoas que nunca se falaram antes, o que o coloca na melhor posição possível caso esta aliança vingue mesmo. O ponto forte de Ken é quem ele é e como se comporta. Se The Truth Works Well (“a verdade funciona bem neste jogo” para quem não é Sasha), Ken tem uma vantagem enorme sobre os outros porque tudo que sai da sua boca soa como verdade. Quando ele promete que nunca vai escrever o nome de Adam, Ken fala realmente de coração, ele quer de verdade honrar esta aliança e ele mostra que realmente se importa com Adam. Isso não quer dizer que ele não pode mudar de ideia e trair Adam no futuro, isso só significa que Ken conhece seus pontos fortes e joga da melhor maneira possível com as suas qualidades e fraquezas. Existem poucos Tonys, Boston Robs e Russels e saber que você não é um deles já é um grande passo para fazer um jogo próprio e competente.

Ranking da Semana após “The Truth Works Well”:

img10

1-Ken. É o favorito à vitória então nem preciso falar muito, porque já falei ao longo do texto. Além de um ótimo jogo e uma boa posição dentro dele, Ken tem uma edição muito boa para vencer. Soube bem vilanizar Figgy e Taylor ao passo que se aproximou de Adam ao invés de ressaltar a diferença de idade.

2- David. As coisas estão indo a seu favor e Figgy facilitou muito a sua vida no sentido de ajudar na argumentação para a eliminação de Michelle. Impressionante como o universo parece conspirar para uma aliança entre David, Ken, Jessica, Adam, Chris e Zeke. Acredito que o próximo episódio será crucial para David e a eliminação ficará entre ele e Michelle. Contar sobre o idol para Zeke é um move arriscado, tem tudo para dar certo, mas Zeke pode fazer uma besteira e querer se manter no bottom dos Millennials, dando um blindside em David. Seria lindo de ver, mas não quero.

3- Adam. Para mim, o jogo está entre Ken, David e Adam e vai ser difícil alguém diferente deles se sagrar Sole Survivor. Confiar numa aliança com pessoas que nem conhece é arriscado, mas é melhor do que confiar numa aliança em que já se sabe que não é favorável.

4- Jay For Pay. Jay tem um jogo muito bom e aumentou ele ainda mais encontrando o idol. Adoro a energia positiva e o entusiasmo de Jay, que canta o tema de Survivor a cada acontecimento marcante. Estou apostando que Jay será o primeiro eliminado após a merge e que marcará a virada no jogo, com Ken e David finalmente estando no controle da maioria. Uma grande possibilidade para facilitar este processo tem nome e sobrenome, Furacão Michaela, que pegou Jay no flargra encontrando o idol e pode fazer um big move contra ele a qualquer momento.

5-Michaela. Uma deusa, uma louca, uma feiticeira, ela é demais. Quando manda shade para as inimigas, meu deus Michaela é demais. Não tem como não entrar para a igreja de culto e veneração à Michaela, dona proprietária da temporada. Estou achando engraçado que todo comentário sobre o episódio normalmente começa com “Michaela Rainha”. A menina se destaca cada vez mais e em diferentes aspectos. Pegou Jay e Will no flagra com um idol na mão, liderou a tribo mais uma vez para uma vitória esmagadora, foi dura com Hannimal para manter todos os integrantes da sua tribo no jogo, ajudou Michelle e Zeke a evitar o Tribal Council e ainda soltou o quote da temporada até então: “If you can’t figure out how to work together, you deserve to go home”. Já quero Michaela participando de mais temporadas que Rupert e Boston Rob juntos.

6- Zeke. Entendeu que Michelle é uma ameaça muito grande e que precisa ir com os Gen X para consolidar uma posição mais favorável. Zeke cresce no jogo, mas não está sendo tudo o que eu imaginava. É o problema com expectativas, eram muito grandes em torno dele e não estão se cumprindo.

7- Chris. Apareceu pouco, mas fez questão de ressaltar que Figgy ama Michelle e que não está tão preocupada com Zeke. Well done. Vamos ver se Zeke e David realmente vão se aproximar, isto pode não ser muito bom para Chris.

8- Jessica. Finalmente começou a mostrar um bom jogo, provando que ainda está viva na competição e pode surpreender. Não acho que ela foi essencial para que Ken falasse com Adam e convencesse o garoto a ir com eles, mas, com certeza, ajudou.

9- Michelle. É inteligente e brilhante nos quebra-cabeças, mais uma vez foi capaz de reverter um começo ruim da sua tribo no puzzle. Cai porque está bem na cara que a melhor jogada para todos da sua tribo é se livrar dela.

10- Hannimal. Gosto muito de Hannah, que é bastante carismática e divertida. Fiquei um pouco tocado com a história da síndrome do pânico e não deve ser fácil ter que conviver com algo assim, ainda mais durante de um jogo tão estressante e mais intenso que ouvir Maria Bethania. No momento, não a vejo como uma ameaça e acho que tem possibilidades grandes de ir longe, mas não vencer.

11- Will. Participante decorativo.

12- Bret. A edição não dedica tempo nenhum à situação numérica de Bret e Sunday dentro da sua tribo e isso só pode ser ruim.

13- Sunday. Apareceu ouvindo Hannah, já é melhor do que nada.

14- Taylor. Se sem desejo de vingança já fez um monte de cagada, imagina com. Adorei a cara dele ao ver a namorada sendo eliminada. Momentos que só Survivor nos proporciona. Ao meu ver, Adam deveria entrar no modo Sudoku e entregar o próximo challenge para se livrar de Taylor. A permanência dele não favorece nem um pouco o jogo de Ken, Jessica e, principalmente, Adam. Perder de propósito é sempre arriscado, mas seria importante para Adam se livrar de um inimigo, diminuir a diferença de Millennials e garantir a sobrevivência de David. O risco seria uma swap ou a merge não acontecer tão cedo, mas no caso de Adam isso nem seria grande problema, uma vez que ele tem um idol caso precise ir ao TC com apenas Jessica e Ken. Um risco que eu correria no seu lugar.

Se alguém disser que não gosta da Michaela:

img2-2

Uma temporada chamada Game Changers com Sierra no elenco:

img3

I thik Survivor is the best reality in the world:

img4

True Detective Season 3:

img5

Michaela na final:

img6

Quem aqui vai dar um blindside no casal mala?

img7

Quando você diz que vai, mas não liga no dia seguinte:

img8

  • Lord

    Review perfeita e claro, divertida de ler. Diogo deve ter escrito de madrugada rs. Sim, quero final Michaela e David. Me julguem, gostava do casal fake. 😉

    • diogopacheco

      Hahahahahahahaha na verdade fiz no sábado a tarde, pior que madrugada. Te julgando horrores por gostar do casal, mas vc se redime por torcer por Michaela e David na final.

  • Diego Rodrigues

    A marcação do episódio no título da review não tá errada? Não seria 33×06??
    Acho que tomei um spoiler do episódio por causa do início do texto, não tava entendendo nada sobre o porque de estar falando do casal BBB da temporada…

    • diogopacheco

      Já alteramos o número do episódio. Eu errei o número. Nunca leia nada da review antes de assistir.

      • Diego Rodrigues

        Pois é, eu tinha assistido o 33×05 e quando comecei a ler o texto que tava com o título errado, percebi que o título tava errado. Já era tarde… haha

  • Anderson Reinert

    Diogo, mais uma vez mandou muito bem, que Review maravilhosa.

    Eu acredito que a Michaela tem sim chances reais neste jogo visto que é subestimada, por não ser das mais simpáticas porém, como sempre tem um mas que pode mudar tudo, a menina sabe como explorar este fator sinceridade. Em um tc, com as palavras certas, isso pode ser algo positivo demais. Há, e não nos esqueçamos que a moça é advogada, sabe trabalhar bem com as palavras.

    • Felipe N

      Nossaa … não sabia que Michaela também é advogada. Achei que apenas Chris e Jessica fossem

    • diogopacheco

      Valeu Anderson. Pelo o que eu sei ela trabalha com vendas e não é advogada.

  • Lucas

    Muito boa a review, concordo bastante com os comentários sobre Figgy, Taylor, Adam e Ken. Apenas dois participantes caíram pra mim nesse episódio: Michaela e Zeke.
    Michaela: Por mais que eu goste muito de Michaela (e gosto pra valer, aliás, torço pra estar na final), eu não consigo apoiar a maneira como ela agiu no immunity challenge. Não consigo defender alguém só pra reverenciar que “está causando”. O comportamento que ela teve com Hannah, logo após uma prova que Hannah teve ataque de pânico, foi bem desnecessário e grosseiro. Se fosse um homem no lugar dela já estariam caindo em cima. E, logo após essa prova, ela também pecou para mim, falando como a outra tribo devia agir. Sorte que o Adam fez o seu jogo e ignorou o que ela disse sobre Millennials se manterem unidos, ele está no bottom e não tem porque se manter fiel a eles. Dito isto, ainda gosto muito dela e estou na torcida, só não quero que a competitividade dela façam eu torcer contra.
    Zeke: Sabe aquela pessoa que entra em Survivor pronta pra fazer comentários maldosos sobre como os outros são burros de estarem jogando do jeito deles enquanto na verdade essa pessoa não está fazendo nada? Esse é Zeke pra mim. Prepotência define bem.
    Não consigo julgar Michelle pela frase dela, eu acho que foi dita no impulso, nem sei se ela pensa isso mesmo. Ela dizendo isso soou falso. Essa frase funciona bem mais com Ken, como você bem pontuou. Aliás, gostei dessa frase que disse sobre Ken: “Existem poucos Tonys, Boston Robs e Russels e saber que você não é um deles já é um grande passo para fazer um jogo próprio e competente”. É bem isso, ele não entrou querendo ser um personagem que já existia, ele veio com a intenção de fazer o jogo dele e está sendo muito inteligente em passar confiança para as pessoas com esse jogo.
    Taylor tem que durar mais um pouco só pra gente ver sua falta de noção em analisar as pessoas e o jogo.
    Uau, Will é tão invisível que eu não sabia se Jay estava falando com o cameraman ou sozinho. Alguém tem que fazer um gif com a cara dele quando o Jay acha o idol. Haha
    “Uma temporada que tem 5 blindsides em 6 episódios não está para brincadeira, pena que a previsibilidade continua alta para o telespectador.” Frase perfeita.

    • Felipe N

      Realmente …. também fiquei confuso se Jay estava falando com o Will ou com o Câmera …. kkkkkk

    • diogopacheco

      Obrigado Lucas. Entendo os seus pontos. Eu realmente gosto de pessoas que causam, então não consigo reprovar Michaela. Acho que é algo da personalidade dela e ela não consegue evitar. Eu tmbm acho prejudicial ao jogo dela, mas neste aspecto comparo ela com Sandra. Ela faz o que está afim sem pensar nas consequencias, isso costuma não dar certo mas para Sandra deu, vejo mta semelhança entre as duas em como elas encaram o jogo. Parecem não se importar mas na verdade se importam mto em salvar a si mesmo.

      Zeke eu gostaria que ele fizesse comentários maldosos tipo Courtney, mas to achando ele bem sem sal. Tmbm não julgo Michelle pela frase, ela não tinha o que dizer naquela situação, mas a leitura de que ela precisa sair é boa ao meu ver.

      Ri mto de vc achar que Jay tava falando com o cameraman.

      • Lucas

        Aham, como você falou em outra review, Michaela pode ser uma Sandra da nova geração. Apesar de eu também achar que a temporada está na mão de um dos 3 que você comentou, vamos torcer pra que a subestimem e assim ela consiga chegar a final.

    • Kelly

      Concordo sobre a Michaela. E o fato de a personalidade dela ser assim não é justificativa.

    • Discordo de você quanto a Michaela, ela não esta causando por que quer, ela está causando porque é assim, portanto não é uma forma de marketing, é somente a personalidade dela. Ela ter gritado com a Hannah é muito compreensivo, se ela deixasse não controlasse a situação, elas teriam perdido e alguém da sua tribo ir embora, ela gritou por estar no calor da emoção e durante o desafio mesmo, ela disse que amava a Hannah, desencorajou o sentimento de frustração da mesma.
      Já sobre ajudar a outra tribo, ela quer números na merge, não se engane ela não quer millennials unidos, ela quer vencer.

      E pela amor, PARE de comparar as atitudes que uma mulher teve como sendo um homem no lugar, sério, isso não justifica nada, além de ser sexista ao achar que mulher é tão sexo frágil, que não pode ouvir gritos de um homem, ou machista, no qual o homem não pode gritar para uma mulher, pois ele esta ali para protege-lá.

      • Lucas

        Em nenhum momento falei que é uma forma de marketing, pelo contrário, eu também acredito que é a personalidade dela. Disse que um dos motivos das pessoas terem costume de gostar de personagens assim é por eles estarem causando. Não concordo que foi necessário gritar com Hannah e mandá-la calar a boca. Existem diversas maneiras pra tentar manter alguém calmo e essa não é a melhor delas. Nunca achei que isso resolvesse com ninguém e se Hannah for do tipo sentimental pode ir contra Michaela depois.
        Claro que ela queria números na merge, mas ela demonstrar isso para os integrantes dos Gen X não é algo positivo. Se eles conseguirem recrutar alguns dos Millennials para fliparem em outros, ela pode ser uma das primeiras a ser considerada, já que levantou a bandeira “Millennials unidos”. Essa foi minha crítica a ela, não acho que seja algo positivo apontar como uma tribo deve agir, quem deve ser eliminado. Acho que você teve alguns problemas em interpretar meu comentário.

        Você não percebeu que meu comentário é justamente pra apontar como somos (a sociedade no geral, incluindo eu e você) sexistas? Como consideramos normal uma mulher ter determinadas atitudes e recriminamos quando homens a tomam e vice-versa? E se formos analisarmos mais profundamente, eu segui uma lógica mais feminista que a sua. Eu busquei equidade nas reações a ações dos sexos. E você? Acha um absurdo comparar as ações de homens e mulheres, como se fossemos conseguir direitos iguais sem comparações.

        E, POR FAVOR, ao ler um comentário não vá para extremos a ponto de tentar ridicularizar o outro. Como você pode julgar que eu acho que mulher é tão sexo frágil ou que homem está ali para proteger a mulher por uma simples comparação?

  • Patrícia Salomão

    Ótima review, Diogo.
    Esta temporada está se mostrando surpreendentemente boa. É pedir demais um F3 com Michaela, Ken e Adam ?! Torcendo por isso !

    • diogopacheco

      Eu acho que é pedir demais sim, mas quero. Survivor, nunca te pedi nada, faça acontecer (mentira, peço toda semana) kkkkkkkkkkkkkk.

    • Steffi

      Tb quero esse top 3 Paty!

  • Débora Albuquerque

    Só para não perder o costume: Michaela rainha o resto nadinha. Eu que estava ansiosa esperando por game changers, consegui esquecer que em breve teremos o retorno dos melhores furacões que já passaram neste jogo e já quero Sandra, Cirie e retornante da 33 trabalhando juntos. Meu Deus!!! Como não delirar com essa jogadora maravilhosa que é Michaela? To nem me importando com quem ganha, só quero ela até a final derrubando todos. E se esse povo for esperto, essa mulher sai assim que não ganhar um IC pós merge, pq ela será o Joe da nova geração. 😍

    • diogopacheco

      Eu adoro quando temporada sem retornante se provam boas. Já quero tda esta aliançajunta. Não posso esperar para ver como esta pessoa vai se comportar diante de Sandrão.

      Por mais que Michaela seja beast nos challenges, acho que as pessoas não vão sentir esta urgência em tirá-la. Conto que ela vai ser subestimada.

  • Felipe N

    Infelizmente a previsibilidade é a unica coisa que vem estragando a temporada. Apenas Cece e Mari não tiveram suas eliminações desenhadas antes de suas eliminações, uma vez que os outros, principalmente Figgy e Paul, suas eliminações já tinham sido traçadas em episódios anteriores.
    Sobre o episódio, torcia para que Takali e Vanua não fossem a TC, uma vez que todos os seus membros são ótimos jogadores ou pelo menos ótimos personagens. Na Ikabula tirando Jay e Michaela, todos os outros não tem nenhuma história própria dentro do jogo.
    Se essa configuração de aliança entre Zeke, Adam, Ken, Jessica, Chris e David se formar será muito legal, embora previsível. Michaela e Jay não se beneficiariam por essa configuração e acredito que deveriam entregar o próximo Challenge e se livrar de Bret ou Sunday e garantir Taylor e Michelle como possíveis aliados
    Só espero que Michelle não seja a próxima, sua eliminação é a unica pré desenhada e seria horrível perder outra mulher, principalmente que pode render muito enquanto os invisíveis da Ikabula continuam no jogo.
    Creio que um homem ganhará a temporada, principalmente porque Jeff ama a temporada, e dos 9 remanescentes masculino, 7 vem tendo uma ótima edição ao decorrer dos episódios, já as cinco mulheres, Michaela vem dominando o time e Michelle e Jessica vem tendo edições boas mas circunstanciais. Tenho observado pelo menos que a edição sempre da uma certa levantada em Jessica; na eliminação de Paul foi retratado que ela foi a responsável pela eliminação e manipulação das outras, e também foi de grande ajuda na eliminação de Figgy, como se ela foi a responsável pela conversa de Adam e Ken.
    Embora tenho grande torcida por David e Adam, adoraria realmente ver um grande Blinside que mexeria as estruturas e evitaria uma Merge com domínio de uma aliança pré formada e espero que a Merge venha com três tribos.

    Ótima review como sempre Diogo !!!!!!!!!

    • diogopacheco

      Felipe ótima observação. Realmente Jay poderia entregar um challenge para se garantir Michelle e Taylor no jogo. Seria uma ótima jogada, tipo Mike em Worlds Apart.

      Ta incrível como só sai mulher, mas surpreendentemente estou gostando mais dos homens nesta temporada. Tmbm torço para que Michelle não saia não.

      Sempre que puder eu vou zoar Sierra, mas caso ela venha a surpreender estarei de coração aberto para aceitá-la. Acho o caso dela bem diferente de Wentworth e ela já teve mto tempo e espaço para se provar interessante, mas ela pode calar a nossa boca. A maioria é zoeira mesmo, porém tenho um recalque forte que era para ter Natalie e acabmos com Sierra no lugar.

    • as

      É bom que você comentou sobre a estranha edição da Jessica. Ela claramente tem uma edição complexa e boa(porém super circunstancial,obviamente não vence),to chutando que ela vai ser uma finalista perdedora considerada cabra. Sierra a melhor winner que você respeite q-

  • Lybio Jeffersom

    Ótima review, tava aguardando ansiosamente a saída da figgy ou da porta, pois era um bot previsto e seu adiamento me deixava frustrado, agora que aconteceu, eu fico agora mais ansioso pra quem vai sair no próximo episódio. Michelle é boa em puzzles ( em puzzles) tem um social ok, é esperta mas a Figgy só aumentou o seu alvo nesse episódio, não vejo a hora de ver a cara dela quando descobrir que ela saiu hahahaha.N aminha opinião, Adam vez certo em flippar com os Gen X, pois: se você ta no bottom de sua atual aliança, e vai eliminando membros da outra aliança, que podem ser números valiosos pra vc, porque elimina-los? Adam deve ter pensado desse jeito.

    Obs1: Top players: Ken, David, Jessica e Adam

    Obs2: Jay tá muito bem, mas também o vejo saindo no inicio da merge, contudo, ele é bem editado, não duvido que possa chegar mais longe que isso.

    Obs3: Amo a Michela, doutrinadora d+, contudo, apesar de a amar muito, foi visível que os Millenials tem algo contra ela, visto a reação do Jay e Will de frustração quando ela pegou eles encontrando o idol, me preocupo com ela na merge, pois seu temperamento apesar de ser good tv, pode a prejudicar.

    • diogopacheco

      Eu esqueci de falar isso na review mas se vc pode flipar antes da merge, em que a pessoa não vá pro júri, faça.

      Acho que ninguém tem nada contra Michalea mas ninguém confia nela. Acho que isso vai ser bom, pq a vejo como Free Agent subestimada. Acho que as pessoas do bottom sempre vão procurá-la para flipar e acho que ela sempre vai aceitar.

  • Pedro

    Diogo, acho que você deveria procurar sobre toda a treta de FigTails e Zeke. Caso esteja com muita preguiça, eu resumo aqui:
    .
    .
    .
    Taylor namorava uma garota Z antes da temporada ser filmada, e engravidou-a em fevereiro. Abril aconteceu, e FigTails também. Quando eles voltaram em maio, Figgy descobriu da existência da garota, e o Taylor disse que “não tinha problema, FigTails forevah”, bem, duas semanas depois a garota descobriu que estava grávida, Figgy não aguentou, e boicotou Taylor. Taylor vai ser pai de uma criança que nascerá mês que vem, e tem a audácia de falar que seu amor é a Z, a Figgy ele só gostava no jogo.

    O Zeke aparentemente (quase confirmado) é transsexual, o quê só torna ele mil vezes melhor. Não posso falar muito, pois não quero invocar os transfóbicos nem falar algo que esteja errado e nem quero contruibuir para um assunto que talvez seja desconfortável para alguém.

    • diogopacheco

      Sobre o Zeke eu ouvi e não sei se eu acredito. Acredito que em breve saberemos se é verdade ou não.

      Sobre Taylor e Figgy eu digo que a história é bem autêntica e super coerente com o que eles apresentaram em Survivor.

  • Outsider

    Como sempre, ótimo texto. Lembro que você falou em uma das reviews passadas como o Previously e Next time on survivor estavam entregando demais o desenrolar das coisas, e nesse episódio foi , e de fato, tá na hora do povo da edição dá uma parada.

    Minha aposta pra vencer é realmente Ken. E esse episódio só provou como ele consegue inspirar confiança, e com o olhar passar tranquilidade . Espero que ele não vire um target tão grande na merge. E Adam também cresceu bastante, e pra mim foi de fato a jogada certa em ir com Ken e Jessica, porque ali, pelo menos, ele vai está jogando com pessoas estáveis e não vai ficar preso a um bottom eterno, a jogada foi certeira que ele mudou seu status no jogo e ainda deixou um jogador burro pronto pra ser burro e ser o próximo eliminado. Sobre a preview do Zeke e do David formando uma aliança, adoro a ideia, só não sei se realmente será uma boa ideia da parte de David, mostrar o Idol pra Zeke. Acho too soon demais, porém só o tempo dirá. A eliminação da Figgy nem tem muito o que comentar, já foi tarde, não suporto gente como ela, e ainda mais em survivor.

    Pra não perder o costume, Michaela é DONA desta temporada mesmo, temos que começar a tag #MichaelaF3 pra gente ver essa rainha na final. Dominou o challenge botou hannimal no lugar dela e praticamente venceu o challenge pra Michelle e Zeke. Mas o melhor mesmo foi ela vendo Jay achando o Idol, agora eu só tô esperando ela explodir e dar um blindside em Jay que vai sair com seu idol no bolso. You go girl, Slay Queen.

    • diogopacheco

      Concordo bastante com vc em relação a David. Acho que semana que vem sai Michelle ou ele.

  • daniloanndrade

    Você acredita que David pode se virar contra Ken, Jéssica e Adam? Vejo possibilidades. Mas acredito também que teremos várias eliminações causadas por “voting blocs”.

    A Merge acontecerá no 8º episódio, certo? Espero que sim.

    “Já quero Michaela participando de mais temporadas que Rupert e Boston Rob juntos”. HAHAHA Por favor, eu também quero!

    • diogopacheco

      Acho que no começo da merge não, mas com o tempo ele pode usar Chris e Zeke para se livrar de Ken.

  • LucaSP

    Bom ver que não sou o único gostando da temporada. O consenso geral é que a temporada tá chata, que o elenco é ruim, que só Michaela salva e etc. De fato, tá bem previsível e isso não tem o que discordar, mas eu, particularmente, acho que essa previsibilidade uma consequência da experiência de trinta e poucas temporadas, que permite pegar as manhas da edição e enxergar além, nas entrelinhas. Não vejo isso como algo necessariamente negativo.

    Não acho que David está tão bem posicionado assim. Tudo que ele faz parece contar mais pontos para Ken do que para ele – Jessica que o diga – o que aponta que para ganhar ele tem que eliminar o aliado. Só que para se dar esse luxo, ele ainda tem que subir muito no jogo. Por enquanto, só o vejo na frente de Taylor, Michelle e do matagal, o qual não me importo o suficiente para memorizar os nomes, da tribo verde. Aliás, cor bem representativa do papel dessa tribo na temporada.

    Ken é o vencedor óbvio que mais me deixa com um pé atrás. Pelo que a edição mostra, ele está fazendo tudo certo rumo a vitória. Porém, se deu para Figgy e Taylor cogitar o nome dele para eliminação, eu não me surpreenderia com ele sendo o primeiro membro do júri. Seria um twist que eu adoraria ver, mesmo sendo contra um dos meus favoritos. Com Adam também tenho um pé atrás. A edição parece gostar muito dele como personagem e não sei se ele se sustenta como jogador – eliminar Figgy não me convence, especialmente se ele insistir em manter Taylor.

    Michaela tá me surpreendo bastante. Achei que seria só entretenimento, mas ela sabe se posicionar e reverter as coisas a seu favor, como na pequena discussão com Hannah e depois ainda ajudando a outra tribo – passa uma imagem de leal e confiável para os demais. Se ela não se destacar demais nos challenges individuais, ou seja, se tornar uma ameaça física, acho que pode chegar longe. Dependendo do social, até ganhar sim.

    Jay, não suporto, me lembra um monte de participantes que eu detestava. Porém, também tá razoavelmente bem. A melhor coisa para ele é manter a aliança com a Michaela e desapegar do Taylor. Se der certo a aliança com Michaela e a plantinha e a depender do social da primeira, também o vejo como um possível ganhador.

    Já quanto ao Chris e ao Zeke, ainda não me decidi se gosto ou não, mas definitivamente as chances deles chegarem na merge são grandes e, estando no meio dos dois grupos, tem boas chances de durarem bastante – ganhar já são outros quinhentos.

    Jessica é muito tonta – mas uma tonta bem cotada pela edição – e Michelle todo mundo quer ver fora. A primeira, se durar, será nas costas de algum participante. A segunda já está eliminada.

    Pra mim, o ranking tá 1) Ken; 2) Michaela; 3) Jay; 4)Adam; 5) Chris e Zeke; 6) Jessica; 7)David; 8) resto da tribo verde; 9) Taylor; 10)Michelle.

    • diogopacheco

      Engraçado ouvir que o consenso é que ta chato. Td mundo que conheço ou comenta aqui está amando. Vi uma ou outra viuvinha de Mari e não vejo o menor sentido nisso.

  • Alisson

    Achei esse episódio muito bom, foi um de falldown, a la Drew Christy, então não tinha como não ser previsível. Até concordo com o pessoal que diz que o cast é meio bland, mas tem bastante gente exagerando tbm. Figgy não vai fazer muita falta, mas acredito que preferiria ela à Taylor. De qualquer forma vamos ver o que ele faz daqui em diante. E coitada dela, sabotou o próprio jogo pra nem continuar o namoro depois.

    #1 – Ken: Ah, o de sempre. Achei muito conveniente o comentário da Michelle sobre como a verdade funciona, sendo que estamos vendo esse cara se dando super bem aqui.

    #2 – Adam: Tá muito bem também e tô começando a ver um pouco mais de graça nele. Fez a decisão certa.

    #3 – Jay: Melhor momento foi ele e Michaela, sem dúvida. Muito bom ver ele falando da família. Se tem uma coisa que Michele fez por Survivor foi equilibrar os winner edits, porque um monte de gente tá recebendo um.

    #4 – Michelle: Tô tremendo um pouco na base sobre a próxima semana mas ainda acho que ela tem chances de ganhar.

    #5 – Michaela: Não achei legal ela gritar com a Hannah, mas isso foi meio necessário, porque já vimos que falar com calma com ela só deixa ela mais desesperada ainda, vide Zeke e Adam. Fora isso realmente ela foi genial, uma das melhores participantes dos últimos tempos.

    #6 – David: O maior nome da temporada até aqui. Acho que ele sai perto da final ou perde pra Ken/Adam. Ou então já recebe aquele blindside semana que vem mesmo.

    #7 – Chris: Nunca passou pela minha cabeça ver ele aliado com as pessoas que ele tá agora.

    #8 – Jessica: Minha torcida por sabe-se Deus lá que razão, vejo ela fazendo burradas na merge e mal posso esperar.

    #9 – Zeke: ZZZ. Ele é muito boring/genérico, apesar do visual dizer o contrário. Pelo menos tá certo em querer tirar a Michelle.

    #10 – Hannah: Uma bagunça, mas uma bagunça muito fofa.

    #11 – Bret: Purple de novo então dura mais um pouco. Acredito que Ika Bula não vá ao TC, apesar de eu querer que sim.

    #12 – Sunday: Vítima de idol número 1.

    #13 – Will: Vítima de idol número 2.

    #14 – Taylor: Queria vê-lo saindo em seguida mas acredito que esteja prestes a se tornar o vilão da temporada.

    Tô pressentindo que um dos favs vai sair semana que vem, espero estar errado porque tem muita gente avulsa ainda. Cadê o Double TC, por favor? E Figgy no reward me lembrou muito Scout. Só faltou Twila/Michelle esculachando ela no confessionário por ser a maior burrice fazer isso. Até a semana que vem e parabéns pela review, muita boa como sempre, Diogo!

    • diogopacheco

      Obrigado Alisson. Eu concordo praticamente com td, só discordo da parte do elenco bland. Acho este elenco mto e cheio de personalidade. Existem uns 3 bland mas isso sempre teve mesmo. Estou temendo por David na semana que vem tmbm.

  • Camilla

    Só vim aqui dizer que DIOGO, MEU FILHO, QUE REVIEW É ESSA!!! A profundidade e qualidade da sua análise do episódio, e do jogo Survivor como um todo, é sensacional e eu sinceramente me senti fisgada e convencida enquanto lia. É como ver uma palestra de alguém que tem Doutorado no assunto e você fica impressionado com o conhecimento do palestrante. Meus parabéns, o Dalton Ross brasileiro, viu?

    • diogopacheco

      Muito obrigado Camila. Fico até sem graça com tanto elogio hahahahahahahaha. Fico mto feliz de saber que vocês gostam do que eu escrevo.

      • Patrícia Salomão

        Eu gosto só porque sei que você escreve de madrugada.

  • Steffi

    Diogo vim aqui só p dizer que seu texto tá ótimo como sempre. Concordo com tudo. Michaela rainha demaaaaais! Mas minha torcida é Adam e fiquei extremamente feliz vendo ele flipar nesse episódio. Ele e Ken juntos <3
    Que venha o tombo de Taylor agora!

  • Leonora Miguel Mattos

    Essa era um temporada que tinha deixado minhas expectativas bem baixas, mas vem me deixando feliz a cada episódio! Temos várias pessoas com edições decentes o suficiente para acharmos que irão longe no jogo, o que é bem melhor em relação a temporada passada que deixava bastante claro quem ia vencer.
    Acredito num F3 que vai envolver 2 dos meus 3 favoritos (Ken, Adam e David). Penso que eles vão chegar num ponto em que acharão necessário eliminar alguém da própria aliança para aumentar suas chances de vencer, e será nessa hora que as relações “secundárias ” ( Jessica, Chris, Zeke) vai fazer a diferença.
    Temos 3 idols em jogo, porém com 3 pessoas que pensam de maneiras distintas em como eles devem ser usados. David claramente acha que o ido deve ser usado para fortalecer alianças, enquanto me parece que Adam só vai usar em último caso mesmo. E Jay, melhor ficar na linha se não Michaela vai te dedurar!
    Ótima review Diogo!

    • diogopacheco

      Tmbm acho que David, Ken e Adam tem grandes chances de chegar na final. Acredito que um ou mais deles vai sofrer uma grande traição, talvez Ken ou David.

  • Kelly

    “Adam deveria entrar no modo Sudoku e entregar o próximo challenge para se livrar de Taylor. ”

    Torcendo para que seja uma profecia e isso aconteça mesmo…. ou a ideia que tiveram nos comentários de Jay e Michaela entregarem pra salvar Taylor e Michelle. Por mim tanto faz, com tanto que salvem Michelle #SaveMichelle.

    Ansiosa pra ver como Ken vai conseguir chegar a final e vencer com essa cara, corpo e personalidade de alvo.

    • diogopacheco

      Eu realmente acho que eles deveriam entregar o challenge.

      Ken tem td para ser alvo. Ele é o favorito para vencer, mas ainda está mto cedo para ter ctza de alguma coisa.

  • Aécio

    A cobertura dessa season tá excelente, Diogo! E que season foda. Pensar que quando ela começou eu meio que torci o nariz na esperança que Game Changers chegasse logo, mas agora tô no espírito de “manda mais que tá pouco”

    Não quero soar repetitivo mas soando, Michaela se consagrando a dona dessa temporada. Ela tem se mostrado uma pessoa divertidíssima de se assistir e uma peça fundamental pra que essa temporada funcione. Quero ver ela dando blindside no pessoal, até porque até o momento ela só esteve em um Tribal Council.

    Sobre Figgy: foi tarde. As promessas de vingança de Taylor soam ridículas, confesso que não quero que ele seja eliminado logo de cara porque vou simplesmente amar mais episódios dele sendo completamente isolado na tribo dele.

    Que venha o próximo episódio! Ansiosíssimo.

    • diogopacheco

      Valeu Aécio. Com ctza Michaela vem sendo fundamental mesmo.

  • Marcos Gouvêa

    Mais uma excelente review como sempre, acho que fico até chato pq sempre antes de comentar a review sinto necessidade de falar isso haha
    Esse episódio foi excelente, previsível, mas nem por culpa da edição, e sim pelos erros de Figgy e Taylor.
    Mas to com medo do decorrer dessa temporada, ta tudo bom e “fácil” demais para Ken, David e Adam daqui pra frente, acho que eles vão dominar fácil a merge com seus fieis escudeiros (Jessica, Chris e Zeke) e Sunday e Bret se não rodarem nos próximos episódios. Torço muito para que os Milennials (tirando Zeke e Adam) não sejam eliminados um após o outro na merge. Espero que os bottoms da aliança façam algo.
    E Michaela, o que falar de Michaela? Acho que nunca gostei e torci tanto para um participante iniciante igual torço por ela, que mulher maravilhosa, quero que vá muito longe e que ganhe muitos IM no caminho.

    • diogopacheco

      Isso é verdade, Figgy e Taylor fizeram tanta merda que tava na cara que eles iam se ferrar. Eu fico puto com o previously que deu um destaque para Adam estar no meio entre Millennials e Gen X e deu na cara que a tribo perderia o challenge.

      Michaela, pelo visto, veio para entrar para história como uma personagem icônica.

      • Rodrigo

        Ouvi dizer que Michaela e Zeke estarão na próxima season tentando tirar o 3° título de Sandrão. É verdade? Porque se for já podemos esperar mais desses 2 (Michaela nem tanto, já que é destaque absoluto so far)

        • diogopacheco

          Existem duas pessoas de Millennials vs Gen X na próxima temporada. Não vou confirmar se são estes que você falou ou não pq muitas pessoas consideram isso spoiler e não querem saber quem volta por enquanto.

  • Michaela Rainha! (para não perde tradição, como disse na Review).

    Sobre Zeke dar um Blindside no David na semana que vem, é algo que eu quero muito ver, e acredito que tem muita chances de realmente acontecer, pois focaram ele segurando a mão da Michelle no TC, ele tem bastante destaque e até agora não deu motivos para tal e suas falas nos confessionários deixou meio exposto que ele pode se tornar um vilão.

    Sobre a tribo da Michaela perder para não eliminar um millennials, acho muito pouco improvável, principalmente depois que descobrirem que o Adam flipou para os gen x, além do mais a DONA DA TEMPORADA não se arriscaria assim, e ela já disse que não gosta de perde, e a gente já viu que não gosta mesmo neste último episódio.

    Adam, Ken são bons competidores, mas não me anima nem pensar neles ganhando, por isso a ideia da união dessa aliança com a aliança do Chris não me agrada.

    Michelle falando sobre a Figgy me soou muito vilanesco, não me entendam mal, eu adoro ela e amei o comentário, mas que soou como uma vilã, soou.

    Identifiquei-me com a Hannah, pois eu já sofri com ataques de pânicos e algumas vezes ainda tenho crises de ansiedade, e imagino que ela deve ter lutando muito contra essa ansiedade durante o todo o período em que esteve lá, espero tudo de melhor para ela, porém para o jogo ela ta sendo muito sem utilidade, pior será se ela guardar magoa da Michaela, pois a rainha só estava querendo o melhor para todos da tripo.

    E parabéns pela Review, Diogo, está formidável.

  • Fabi Alves

    DIOGOOOO tua review é mais esperada da semana por mim ;)))
    como a michaela brilhouu nesse ep mais que nunca!! ela falando que se eles em tres não dessem um jeito de permanecer é pq n mereciam, eu fico tipo uhhhhhhhhhhh
    rsrsrsrs e o jeff botando uma pilha e ela tipo nãnã eu gosto da hanna vamos lá hanna kkkkk morta

    • diogopacheco

      Michaela é rainha. A temporada já é dela.

  • Diego

    O melhor aconteceu pós ep, com Foggy dizendo que era Rob e Taylor a Amber kkkk.
    Só lembrem a ela que Amber ganhou do Rob no fim, e BR precisou de 4 temporadas e uma comprada para ele vencer.

    Outra coisa que me chamou a atenção foi Jeff dizendo que ama Michaela e que teria orgulho se ela fosse filha dele, coisa que ele nunca disse sobre uma mulher.

    • Onde você leu ou ouviu ele falando isso dela?
      Quero muito ver a matéria completa <33

      • Lucas Miranda
        • Lucas já ouvi essa entrevista e só me fez amar ela mais ainda, porém o que Jeff falou sobre a Michaela que o Diego comentou, aconteceu antes desta entrevista, portanto não pode ter sido ali que ele escutou ahhahaa
          No entanto, obrigado mesmo assim 😀

          • Lucas Miranda

            “O melhor aconteceu pós ep, com Foggy dizendo que era Rob e Taylor a Amber” foi essa informação que eu achei que vc tivesse procurando.
            A entrevista que eu mandei era da Figgy ahahhaah

            Mas aparentemente vc tá procurando por:”Outra coisa que me chamou a atenção foi Jeff dizendo que ama Michaela e que teria orgulho se ela fosse filha dele, coisa que ele nunca disse sobre uma mulher.” certo?

            Foi mal, entendi errado o que vc tava atrás.