Survivor Millennials Vs. Gen X 33×02: Love Goggles

84
1157

Depois de 32 temporadas, a imprevisibilidade continua sendo a força motriz de Survivor. Nada que uma semana não possa destruir.

É por episódios como este que Survivor continua tão forte depois de tanto tempo no ar. Fico realmente impressionado com a qualidade deste inicio de temporada e como nada é certo num jogo que vale 1 milhão de dólares. Só Survivor faz o reviewer montar cuidadosamente e minuciosamente um ranking só para um episódio depois virar o jogo de cabeça para baixo e fazê-lo correr atrás de tudo. Para os apostadores, a tombo tour começou bem cedo.

Este episódio traz de volta uma velha discussão que muitas vezes eu já abordei nas reviews. Muitas pessoas se agarram demais em torcidas e acabam não sendo capazes de aproveitar bons episódios, apenas porque torciam pelo eliminado. Lembro de isso ter acontecido nos episódios que eu julgo como os melhores de Worlds Apart e Kaoh Rong, episódios alucinantes com ótimos blindsides, mas classificados como ruins apenas por conta do resultado do Tribal Council. É óbvio que é bastante normal a gente se apaixonar por um personagem e ficar decepcionado com a sua saída. Entretanto, não existe um participante que já passou por Survivor que eu trocaria por uma temporada alucinante e cheia de reviravoltas. Mais reviravoltas, menos fanatismo nas torcidas. Ainda mais tão no começo, quando a gente nem conhece os participantes direito.

Mari era sim a minha favorita e eu adoraria vê-la continuando no jogo, dado o seu enorme potencial, mas gostei muito do episódio. Além de ter sido emocionante, o episódio também ampliou o número de participantes que eu gosto na temporada. Se a premiere havia falhado um pouco na apresentação de personagens, este segundo episódio foi capaz de vender muito bem os competidores, principalmente entre os Millennials. Assim, sai uma pessoa que poderia render muito, mas ficam outras que, pelo visto, darão conta do recado. Garanto que a partir da merge, a gente nem vai lembrar ou sentir falta de Mari.

O grande tema do episódio com certeza foi o consagrado “just when you think you’re safe, oops, there goes anorther blindside ” ou para quem não é Sasha “bem quando você pensou que estava seguro, oops, lá vem um outro blindside”. A verdade é que em Survivor ninguém nunca está a salvo e em hipótese alguma alguém deve se sentir confortável ou tranquilo. Nem quando uma pessoa faz a cagada de se envolver romanticamente com outro participante. Nem quando uma pessoa se envolve em brigas e discussões desnecessárias. Nem quando uma pessoa é extremamente fraca nos challenges. Nem quando uma pessoa já tinha tudo para ter saído no episódio anterior e só foi poupado para sair em seguida. Nem quando existem pessoas que não se encaixam no padrão da tribo. Survivor é um jogo muito complexo e completamente imprevisível e é sempre importante lembrar que como todos disputam o prêmio com todos as forças viram fraquezas e as fraquezas viram forças.

O simples fato de alguém fazer uma série de jogadas questionáveis já é um ótimo motivo para que ela não seja eliminada. Survivor é um jogo de expectativas. Como os próprios participantes se auto eliminam é como se eles colocassem as suas fichas em quem tem mais chance de ajudá-los e menos chances de derrotá-los. Pensando assim, fica um tanto quanto fácil entender os motivos de uma tribo ao eliminar Mari e manter Figgy. Disse aqui na review passada, que Mari era o pacote completo, uma jogadora perfeita na teoria e se eu consigo fazer esta leitura é muito provável que os seus adversários também sejam capazes. Não que eu ache que chegar ao topo é fácil, mas tenho a impressão que, num jogo em que as expectativas moldam o destino de cada um, o mais complicado é se manter no topo. Mesmo com 32 temporadas transmitidas, são raros os casos de jogadores que dominaram o jogo do começo ao fim e tiro o chapéu para cada um deles, porque esta não é uma tarefa fácil

O raciocínio inverso também nos auxilia a entender as motivações no voto em Mari. Figgy é alguém que não aparenta ser tão inteligente quanto Mari, colocou um grande alvo nas próprias costas ao começar um relacionamento com Taylor e ainda tem explosivas divergências com outros membros da tribo. Assim, eliminar Figgy pode ser visto como um tremendo desperdiço, uma vez que eliminá-la em qualquer outra ocasião parece ser algo muito fácil de ser atingido e acredito que realmente é. Entretanto, nada como um dia após o outro e, ao ser subestimada por todos, Figgy pode muito bem usar isto a seu favor e ter bastante sucesso no jogo.

Acho que nunca tinha visto tanto em Survivor pessoas apontando uma ameaça que ninguém realmente acreditava ser uma ameaçava. Mari, Zeke, Adam e todos que diziam que Figgy estava controlando o jogo, tinham certeza do oposto disso e foram pegos completamente de surpresa pela reviravolta no Tribal Council. Era tudo uma desculpa para votar em alguém que não fosse um deles. Na minha opinião, Figgy continua sendo uma péssima jogadora, alguém que não tem maturidade e malícia para entender o que deve ser feito em Survivor, apesar de eu até simpatizar com ela em alguns momentos. Uma pessoa que expôs demais seus truques como bem pontuou Michaela. A mágica deve acontecer nos bastidores e não na frente de todo mundo. O mágico tem que tirar o coelho da cartola e não chegar logo com o coelho fora da cartola com todo mundo vendo. E existem dois Millennials que parecem estar dominando os bastidores do jogo.

img2

Ao contrário dos péssimos jogos de Taylor e Figgy, Michelle e Jay fazem o oposto. A realidade em Survivor com certeza é bem mais complicada do que a edição nos conta. Nada é tão preto no branco. É ingenuidade acreditar que numa tribo existiam 4 jovens populares e 6 jovens misfits de uma forma tão fechada, homogênea e estereotipada. Na verdade, “Love Goggles” nos faz entender que tudo é muito mais complexo e que existem relações fortes fora desta noção de Cool Kids Vs. Nerds. Durante todo o episódio, pude perceber o quanto Jay está ativo no jogo e realmente mantendo as suas opções em aberto. O cara está me surpreendendo muito e parece distante do mundo maconhado e sem noção de Taylor e Figgy. Mari, Zeke e Adam não ficaram surpresos apenas com as viradas de casaca de Michaela, Will e Hannah, mas ficaram bem surpresos desde que Jeff contou o terceiro voto em Mari. Jay e Michelle foram extremamente bem no jogo e destruíram qualquer possibilidade de reação para os seus adversários.

O grande combustível para trazer explodir o jogo de Mari veio em duas partes. Primeiro, Jay, que tinha acesso aos planos de Adam e Zeke, contou para Michaela que ela seria a próxima a ser eliminada assim que Figgy saísse, sabendo usar os argumentos certos diante de uma jogadora que é prática e só pensa em se salvar. O segundo momento foi todo feito por Michelle, que, ao perceber o quanto estaria vulnerável caso a amiga fosse eliminada, resolveu vender uma ideia muito sedutora num jogo como Survivor. A louca da bíblia provou que é uma ótima recrutadora de fieis e mostrou para Will o quanto Figgy não representa ameaça alguma, principalmente quando comparada com Mari. O mais legal na abordagem é que Michelle conseguiu convencer o estudante mostrando que os objetivos dos dois convergem e que ela não será conivente com Figgy por muito tempo. Michelle mostrou muito bem os dois caminhos para Will e, apesar de não impor nada, ficou claro que ele escolheria seguir com ela no caminho mais fácil. Além disso, eu sabia que a relação de Michelle com Hannimal seria importante e realmente foi. Sendo que a louca da bíblia foi muito esperta ao avisar a sua aliada da reviravolta antes que ela se consumasse de fato, mantendo a confiança de uma pessoa que pode fazer toda a diferença no futuro.

img3

Agora precisamos falar daquela pessoa que já desbancou o ciclone, Furacão Michaela. Para começar, Michaela é o tipo de participante que eu não consigo não amar. Ela é extremamente expressiva, não foge de um barraco e faz comentários hilários zombando dos seus companheiros de tribo. Uma Millennial que destoa da vibe da tribo e parece um tanto quanto isolada do núcleo das decisões. Mesmo assim Michaela é muito importante para o grupo, sendo uma competidora feroz nos challenges e uma trabalhadora muito dedicada no acampamento. Acho que ela não fará um jogo campeão, uma vez que tem uma personalidade forte demais e já demonstrou que não está nem um pouco preocupada com valores éticos e morais, o que pode prejudica-la diante do júri. Uma pessoa pragmática que vai me divertir muito a cada revirada de olhos e a cada traição.

No caso de Will, fica difícil a gente opinar se ele fez o certo ou não, uma vez que nem sabemos com quem ele se dá melhor na tribo e quem são seus verdadeiros aliado. Entretanto, é possível analisar com mais profundidade a escolha de Michaela. Na minha opinião, ela fez certo ao escolher mudar de aliança mesmo que isso signifique ficar ao lado de alguém que detesta. Ela ficou sabendo de um fato verdadeiro que coloca seu futuro em risco e não pensou duas vezes em jogar a japa embaixo do ônibus para ganhar mais tempo no jogo. Não era uma escolha fácil, afinal quem sabe o que pode acontecer? Entretanto, Michaela escolheu o caminho em que ela não é a próxima a ser sacrificada e isto é realmente legítimo. Tenho a impressão que este é o primeiro de muitos flips de Michaela e que ela não vai sossegar por muito tempo em nenhuma aliança. Isso com certeza tem tudo para destruir qualquer chance de vencer, mas, por outro lado, deve nos divertir bastante.

Muita gente sentiu muito a eliminação de Mari, mas na verdade nem deu tempo dela provar que realmente vai fazer falta. Desde sempre existia um medo muito grande que ela saísse cedo e eu a classifico como mais uma participante que tinha potencial, mas que não chegou a acontecer. Nem precisou de um Swap para ela ser precocemente eliminada. Não sei se consigo apontar erros enormes, Mari não foi eliminada por algo que fez, mas foi mal no challenge e parece ter destoado um pouco do tom dos demais. A pessoa mais velha da tribo foi eliminada e isto pode ter sido um fator que pesou, uma vez que eu a vejo se dando muito bem com algumas pessoas da tribo rival. Acho que Mari não investiu no relacionamento com Michelle e pode ter pagado caro por isso.

img4

Na tribo Gen X, tivemos também uma grande virada e o início de uma aliança que tem tudo para dominar o jogo. Eu já imaginava que David iria put his shit together e fazer um jogo mais inteligente e compatível com o seu conhecimento a respeito de Survivor, mas a virada até que veio rápida demais. Pouco tempo após estar em risco no Tribal Council, David deu a volta por cima fazendo fogo para a sua tribo e encontrando o idol dentro de um coco. Gostei que ele soube inventar um álibi para o seu sumiço, como provavelmente aprendeu com a linda Kelley Wentworth. Esse twist de esconder os idols na natureza é uma babaquice tremenda e não acrescentou em nada para a temporada. Não vi graça nenhuma do idol estar dentro de um coco e, inclusive, foi muito fácil de encontrar. Adoro Survivor tentando se renovar em vários aspectos diferentes, mas esconder o idol nos challenges foi uma ideia fenomenal e que funcionou muito bem e deveria ser repetida, pelo menos, uma vez. Ao passo que, esconder o idol dentro de um coco foi sem graça, sem vida e sem a capacidade de trazer qualquer tipo de emoção nova ao jogo.

O melhor foi ver David indo além de achar um idol, encontrando um forte aliado que pode ajudá-lo e muito no jogo. Já adoro a relação de David e Ken e acredito que os dois podem ser uma espécie de JT e Stephen. Uma dupla de opostos, que se dão muito bem e se complementam ainda melhor no jogo. A decisão de revelar logo o idol para Ken foi sábia, estabelecendo rapidamente uma relação de confiança. Idols são valiosos quando são usados e ninguém fazia ideia que a pessoa tinha, mas o poder de trazer aliados para perto é muito maior e não é todo mundo que se aproveita disso. Quando alguém lhe mostra um idol, a mensagem passada é que aquela pessoa é realmente um aliado, alguém que confia em você e que tem objetivos iguais pelo menos até o F5, a última oportunidade de usar o bendito idol. Eu estou apostando bastante em Ken, David e Cece e vejo os dias de hegemonia de Chris e Paul serem tão curtos quanto os de Mari.

img5

No próximo episódio, uma twist promete chacoalhar o jogo e algumas especulações já estão sendo feitas na internet com base no que foi mostrado na promo ao final do episódio. A especulação que achei mais interessante e coerente com a proposta da temporada seria o sorteio de 3 membros de cada tribo, que quando somados formariam uma nova tribo, configurando Millenials Vs. Gen X Vs. Tribo mista. Acredito que uma twist assim é tudo que a temporada precisa para ser imprevisível e arrebatadora, ao mesmo tempo que preserva a abordagem da dualidade entre as gerações. Seria muito interessante ver se o combinado de Millennials e Gen X seria uma tribo mais completa ou se as diferenças e a possível guerra de alianças seriam tóxicas. O que é um fator maior de sucesso a homogeneidade ou a diversidade? Além disso, a ideia de proporcionaria logo cedo uma dinâmica de 3×3 e ao retirar 3 membros de cada tribo muito provavelmente teríamos 3 tribos com destinos imprevisíveis. Uma garantia de mais reviravoltas, que exigiriam um grande poder de adaptação dos competidores. É realmente o que eu quero ver a seguir nesta temporada, que já está ótima e está apenas começando.

Ranking da Semana Sem Vergonha Nenhuma de inverter tudo:

img6

1- Ken. Neste momento é a minha aposta para vencer, o que significa muito pouco. Ken é um cara muito forte e que tem muita experiência no aspecto da sobrevivência para agregar a sua tribo. Entretanto, ele se torna um personagem mais interessante e promissor na medida que conseguimos ver as suas semelhanças com David. Os dois são completos opostos, mas têm uma certa timidez e dificuldade no trato social como semelhanças que os unem. Uma dupla que pode muito bem ir até o final e comandar o jogo. Ken até então tem a melhor edição para vencer e é um dos poucos alpha males que eu consigo gostar e simpatizar. Quem diria?

2- Michelle. Já havia dito que havia gostado de Michelle mesmo com ela se metendo com a Triforce e neste episódio ela mostrou que sabe jogar e que tem uma habilidade enorme para convencer pessoas. Michelle possui uma grande vantagem, além de ter uma vibe meio hippie paz e amor, o seu bom desempenho no jogo pode ser camuflado muito bem pela sua fé e profissão. É difícil imaginar que uma menina devota e aparentemente inofensiva seja capaz de controlar o jogo, mas vejo potencial para que ela seja uma forte candidata ao prêmio. Estou louco para vê-la interagindo com os Gen X  e acho que se dará bem com Cece e Sunday. A menina já está pronta para fundar a sua própria igreja na ilha. Vamos acompanhar quanto será o dizimo exigido.

3- Jay For Pay. O participante que mais odiei no pré-show está se destacando e me conquistando. Jay é rápido, sagaz, inteligente e, apesar de não ter um perfil que eu gosto, está me conquistando com seu carisma. Adorei ver Figgy e Taylor dizendo que os Millennials não ligam para a ficada deles, enquanto Jay dizia desesperadamente o contrário, dando um verdadeiro choque de realidade em pessoas sem visão de jogo. Vejo muitas pessoas dando mais crédito para Michelle do que para Jay em relação ao blindside em Mari, mas, para mim os dois foram igualmente bem. Jay só está atrás porque não é um lobo em pele de cordeiro como a louca da bíblia.

4- David. Estou muito feliz de David estar cumprindo o protocolo, sendo o participante que começa mal, mas que, aos poucos, vai crescendo. Acho que David vai chegar ao topo e que tem sim boas chances de vencer. Apesar do resultado da última temporada, acredito que Survivor está pronto para ter um nerd vencendo o Golden boy (ou seria guy) numa possível final, especialmente se tivermos um júri recheado de Millennials.

5- Hannimal. Não cai tanto quanto poderia porque foi salva de ir para o bottom com Zeke e Adam, justamente, pelo seu jogo social. Adoro que Hannah é capaz de se inserir na tribo, quebrando o estereótipo e vejo que ela será constantemente subestimada por todos. Hannimal ainda está no jogo e ao lado de Michelle pode pegar muita gente de surpresa. O que foi Mari dizendo que Hannimal estava apenas sendo Hannimal e falando sobre filhotes ou algo estúpido? Sabe de nada inocente.

6- Adam. Poderia estar bem mais abaixo no ranking por estar numa situação difícil, mas Adam é editado como uma pessoa que sabe o que está falando e acho que a twist veio numa ótima hora para salvá-lo. A verdade é que Adam está numa posição alta porque quem está baixo não está merecendo estar a sua frente.

7- Chris. Coloco ele em sétimo porque seu status não mudou de um episódio para outro, mas vejo a edição construindo uma queda bem próxima. Ele continua sendo o líder dos Gen X ao meu ver, apesar de Ken e David falarem que é Paul. Estou com uma forte sensação que ele será um dos maiores prejudicados na twist que vem a seguir.

8- Zeke. Cai bastante por levar um blindside e por ter sido o autor da frase que nunca passa impune. Uma dica para quem pretende ir para Survivor, nunca em hipótese alguma diga que você está feliz por finalmente ter que votar em alguém e jogar a parte mais legal do reality. Nem precisa de um estudo para sabermos que isto nunca dá certo para quem fala. Acho que Zeke está bonzinho demais e um blindside talvez seja bom para acordar seu lado mais feroz.

9- Will. Começou a temporada um tanto quanto apagado, mas pode crescer. Chega ao nono lugar porque de certa forma fez um Big Move e não me parece alguém que será alvo antes da merge. Quero ver como ele vai se comportar com Adam e Zeke daqui para frente e pode ser um bom indicativo se ele tem o necessário para ir longe ou não.

10- Bret. Irrelevante neste episódio. Descobri que ele é gay nos comentários da última review e fiquei bem surpreso. Gosto que isto não é um grande tópico e é tratado por ele como se fosse apenas uma parte da sua vida, não algo que lhe define por completo.

11- Monday. Ao invés de ser irrelevante apenas no episódio, podia ficar sumida na minha vida, né Monday. Não acho que ela ficará tão passiva por muito tempo e quero vê-la crescendo ao longo da temporada.

12- Cece. Continua no bottom, mas agora com uma boa perspectiva. Pode ser a maior beneficiada pela twist que está por vir.

13- Michaela. Já amo furacão Michaela e quero mesmo que ela cause muito, traia todo mundo, xingue, grite, revire os olhos e não se segure. Acho que ela já é a minha favorita. Provavelmente, não vou querer que ela vença, mas quero tê-la causando até o fim.

14- Jessica. Eu sei que você em casa ficou reparando no olho de Jessica e ficando com nojo do que nem consegue entender, mas acho que Jessica só teve um destaque bom no começo por conta da vantagem mesmo e já sumiu. Ouvi pessoas desejando uma espécie de maldição para quem estiver com a vantagem e adorei a ideia. Não vejo a hora que ela rode.

15- Paul. Não morreu de ataque do coração e nem foi evacuado justamente quando foi mais irritante. Adoro que ele é o alvo de Ken, David e Cece, mas, apesar dele ser controlador e realmente acreditar que está no comando, acho que a opção por tirar ele está ligada à necessidade de ganhar challenges. O trio precisa convencer mais pessoas de aderir ao plano e Paul é uma opção muito mais viável do que Chris ou Bret. Isto só se agravou com o incidente do seu coração.

16- Figgy. Mira em Parvati, mas nunca será. Inclusive, achei completamente bizarro Will comparando ela com Parvati e, pior ainda, com Cochran. Se salvou da eliminação, mas todo mundo de casa percebeu que foi Michelle e Jay que fizeram tudo, enquanto lá ela fica cada vez ainda mais exposta. Até gosto de Figgy, mas ela não está bem no jogo não.

17- Taylor. Odeio tanto a sua falta de noção e visão estratégica. Adorei Jay e Mcihelle, mas continuo odiando Taylor. Vem Michaela, ferra com este idiota agora que parece ter saído de um filme sem noção escrito pelo Seth Rogen e protagonizado pelo James Franco.

18- Tia Japa do Botox ou ET de Varginha. Boatos que ela não falou, mas deu para ouvir um grito seu.

PS1: Quando alguém fala que não gosta de Survivor.

img7

PS2: Quando eu percebi que Sierra de Worlds Apart vai retornar na próxima temporada ao lado de verdadeiras lendas de Survivor.

img8

“Natalie de San Juan Del Sur foi cortada por problemas pessoais e chamaram ela no lugar”.

img9

“A produção já provou que às vezes escolhe as pessoas certas para voltar e ninguém imaginava o potencial que elas tinham”.

img10

PS3: Eu votando para prefeito e vereador no domingo.

img11

PS4: É revelada a trama da segunda temporada de Strangers Things:

img12

  • Steffi

    Diogoooo! Primeira vez que comento nas suas reviews, já que as tenho lido com anos de atraso kkkkkk

    Sério, seu texto é muito divertido e adoro toda a análise que você faz. Parabéns mesmo! 🙂

    Gostei MUITO desse episódio e amei Michelle sim, mesmo com a saída da Mari que me parecia promissora. Aliás morri com Mari dizendo que Hannah deveria estar falando de filhotes e blá-blá-blá na conversa paralela, toda segura de si e PAH, mal sabia o que tava rolando de verdade. Como minha mentora Manu já me falou: o maior erro em Survivor é se sentir seguro.

    As imagens da temporada estão de tirar o fôlego. E Furacão Michaela e David tem rendido os melhores momentos kkkkk

    Por enquanto minha única torcida é muito tombo, reviravolta e blindsides

    Ahhh, amei a sua especulação sobre o twist e já preciso que seja isso mesmo!

    Bj Bj

    • diogopacheco

      Aeeee, que felicidade ver vc por aqui, super ativa na igreja de Survivor.

      Tenho uma visão mto parecida com vc. Tenho torcidas, mas sou team tombo, reviravoltas e blindsides.

      Valeu por comentar.

  • Lucas

    Episódio muito bom! Apesar de eu achar que a Mari era uma das mais promissoras, esse episódio fez eu me animar com a temporada. Eu dou mais créditos a Michelle do que ao Jay (ainda acho o cara muito sem noção e provavelmente vai mostrar sua burrice ao longo da temporada). Aliás, esse episódio inteiro serviu pra eu me apegar a dois personagens: Michelle e Ken. Michelle por mostrar que está no jogo, mesmo que seja para defender quem não está (o que é ótimo para ela, se chegar numa final com Figgy e Taylor, ganha fácil). Ken pelo carisma. Ele se equiparando ao David e dizendo que é socialmente esquisito e tímido foi muito bacana. Era o que mais poderia se achar na tribo e aparenta ser o mais humilde.
    Amo blindsides, mesmo em bons jogadores, e sempre vou agradecer quando eles ocorrerem. Meu único receio é que eles eliminem esses bons jogadores precocemente e tenhamos uma merge sem graça, com uma possível pagong de uma turma sem carisma. Claro que é muito cedo pra prever isso, só não quero uma Figgy e um Taylor protagonizando uma nova Nicaragua. Acho que pelos candidatos que vão reaparecer na próxima temporada já dá pra dar uma animada (se isso significar que eles vão longe).
    PS.: Curti muito seus PS.
    Natalie pela Sierra? Que frustrante.

    • Celino filho

      pior que tem gente defendendo comparando ela a Wentworth, mas a Kelley em SJDS tinha mostrado um grande potencial e foi eliminada por causa da Swap e do pai dela e a Sierra foi a penúltima eliminada da temporada e não fez nenhum big move e só seguía os votos da nova Pagong

      • diogopacheco

        É bem difícil de Sierra render alguma coisa. É bem o que vc falou, ela durou mto e não rendeu nada, ao contrário de Wentworth que havia saído mto cedo por causa de azar na swap. Tem sempre gente defendendo planta, nem liga.

        • Felipe N

          Concordo que Sierra tem miseras chances de render alguma coisa. Mas acho que ela pode surpreender assim como Andrea( que também esta no elenco) em caramoan.

          • Lucas

            Mas Andrea sempre arrisca nas jogadas e já é uma excelente jogadora. Tanto que ela era uma das mais cotadas a vencer em Caramoan. Não consigo nem comparar com Sierra. :/

          • Felipe N

            A comparação com Andrea é de status na qual ela entrou em Caramoan ….. Nesse ponto que eu comparo Andrea a Sierra porque Andrea não fez nada em RI que justificasse seu retorno e foi otima em Caramoan … o mesmo que pode acontecer com Sierra…( embora eu nem queira que aconteça …. antes Sierra flop do que Ciera ) .

          • Lucas

            Ah, entendi. Acho que Sierra teve mais oportunidades que Andrea em RI, mas mesmo assim não tomou nenhuma atitude (nenhuma mesmo). Ela gosta de seguir o lema: go with the flow.
            Sim, Ciera não pode flopar, por favor! hehe

          • diogopacheco

            Claro que ela pode surpreender. All-Stars dá sempre mtas condições para aqueles que não se destacaram na primeira vez. Veremos.

      • Lucas

        Sim. Se fosse pra trazer uma candidata que foi taxada como planta mas que tivesse chance de render, que trouxessem a Jefra (Cagayan). A Trish sempre defende ela dizendo que ela era bem melhor do que foi mostrado. Ninguém defende a Sierra.
        Obs.: 2 Ciera/Sierra (como o som é o mesmo, poderiam taxar a segunda como planta mesmo)

    • diogopacheco

      Lucas, pela distribuição de airtime pela edição estou bem seguro que os sem carisma da Gen X não vão ter mto sucesso não. Acho que este episódio deu uma ideia melhor do que pode rolar no futuro.

  • Survivor é isso ai, e esse episódio é a prova de que a temporada pode surpreender e muito. Gostei muito de ver esse blindside épico, mas discordo que Jay teve o mesmo peso na eliminação que Michelle. Apesar dele ter entregado para ela todo o plano da tribo, foi ela quem estava por trás de toda estratégia. Sugeriu que Michaela e Figgy deixassem as diferenças de lado e trabalhassem juntas, falou com o Will e escolheu o melhor momento para comunicar o voto para Hannah, conhecendo a instabilidade emocional da garota.

    Perder qualquer um dos Millenials vai ser dificil, mas Mari realmente mereceu perder. Senti nela que ela estava mais preocupada que Figgy tomasse um blindside, do que preocupada em garantir que Figgy realmente fosse a eliminada. Michelle foi lá e deu uma rasteira silenciosa.

    De qualquer forma um otimo episódio, que começou a apresentar alguns participantes como favoritos e começou a deixar as coisas mais interessantes.

    PS: Michelle dessa temporada fez mais em um episódio, do que a Michelle de Kaoh Rong a temporada inteira HAHAHA.

    • diogopacheco

      Sim Michelle >>>>> abismo >>>>> Michele. Provavelmente este L a mais é um diferencial tão grande quanto o E de Kelley Wentworth.

      Eu acho que Michelle e Jay trabalharam em dupla e um sem o outro não seria capaz de colocar este plano em ação.

  • Celino filho

    nossa me lembro quando já era confirmado que a Natalie A ia lta esda season ai soube que a particioante aleatória ia substituir ela nem dormir direito essa noite

    • diogopacheco

      Triste. Natalie seria senacional. Eu iria amar a interação dela com Tony e Sandra.

      • Débora Albuquerque

        Imagina uma aliança entre os três? Sonho de consumo.

  • QUE TOMBO! O flop me acompanha. Apostei na Mari e ela já é a segunda eliminada. O discurso no final dela foi muito legal. O poder que Survivor tem de surpreender e até machucar é realmente intenso. Odiei que ela saiu, mas amei o episódio. Survivor feelings.
    Reality show tem dessas coisas e o fanatismo nas torcidas pode prejudicar muito o aproveitamento de uma temporada.
    Amei Michelle e amei Team Biblia….ainda comentei sobre possíveis tombos e surpresas dessa trupe hahaha.
    Mari e Anna (S32) são ”promessas” que não se cumpriram. Acontece! Além do mais, chegar em um jogo sendo tachado de ”mastermind” ”perigoso” é horrível. Tem tudo pra ser foco….e nem preciso citar nomes de all-star aqui porque está claro de quem estou falando kkkk
    Figgy ou Parv 2.0 do Paraguai tem seu ratinho no controle até o momento….Que Zeke, Michaela ou Michelle destrua isso! Amém!
    Podemos julgar a decisão de Hannah, mas sem saber se isso será realmente positivo ou negativo no futuro, por mais que eu acredito que seja negativo. Além do mais, arriscar no primeiro TC é extremamente perigoso. Mari arriscou e já tomou um contra-ataque lindo. Uma pena, pois tinha muito potencial. Mari pecou muito em não desenvolver uma conversa com Michelle e Jay….ficou mais na bolha.
    Dave achando o idol foi engraçado, assim como ele tentando fazer as coisas pra tribo hsaushausahusa

    MORTO COM OS MEMES NO FINAL kkkkkk Esse TC foi lindo e louco.

    • Débora Albuquerque

      Mari sair é culpa apenas sua! Kkkkkkk

    • diogopacheco

      Eu acho que Hannimal fez o certo sim. Se empatasse a sua jogada teria sido desastrosa, mas ela fugiu do bottom aceitando a sugestão de Michelle. Acho que as duas formam uma aliança mto interessante, principalmente pq Michelle não parece satisfeita de manter Figgy e Taylor até o fim.

      • Eu ainda prefiro não colocar muita fé nessa aliança entre Hannah e Michelle. Hannah tava bemmmm confusa no TC e Michelle pode ser bem imprevisível ainda. Por enquanto vejo ela só com Jay mesmo. Mas iria amar as duas juntas. (da última vez que falei isso veio tombo)

  • Helena

    Ótima review.
    Concordo com quase tudo, então vou comentar bem pouco (para os níveis de Survivor) para não ser repetitiva.
    Só discordei mesmo da semelhança com JT & Stephen porque o Ken já mostrou que sabe pensar sozinho. Aliás, muito fofo ele falando das semelhanças com David que, por sua vez, se acha um c*c* em relação ao novo aliado. Essa foto da review ilustra bem a questão.
    Sobre as novas tribos, seria bem legal se fosse essa divisão em 3. Acredito que a tribo mista dependeria muito dos participantes selecionados. Uma tribo com Paul, Figgy e Michaela provavelmente seria o caos na terra; uma com Ken e Jay já seria mais interessante; já uma com David e Zeke seria hilária.
    Achei o primeiro episódio apenas ok, mas esse novo já me agradou bastante, já que tem muita gente promissora. A cara final de Mari representa o que muitos fãs pensariam se estivessem no lugar dela. Você tem a chance de participar de um show que adora, mas é a primeira eliminada, o que significa que além de ter jogado muito pouco, dificilmente vai ser convidada a retornar.

    • diogopacheco

      Eu discordo de vc que JT não saiba pensar sozinho. Inclusive, apesar de ver um grande potencial em Ken, acho que nem é justo compará-lo com JT, que mostrou mtos predicados nas duas vezes que participou e acaba sendo lembrado apenas pela sua jogada ousada e desastrosa.

      Se a twist for esta mesmo, a sorte vai definir o que teremos. Sinceramente acho que continuarei torcendo contra os Gen X mesmo que Cece, David e Ken continuem na tribo pq assim eles podem tirar os outros 3.

      • Helena

        Sem problema, respeito a sua opinião. Eu tenho implicância com JT porque queria que o Stephen tivesse vencido e pela grande burrada em H vs V também, claro. É bem difícil comparar alguém que participou de 2 episódios com alguém que participou de 2 temporadas, mas quem trouxe a comparação foi você, o que nem vejo problema já que arriscar nos palpites é uma das partes divertidas de assistir ao show.
        Ainda não tenho opinião formada sobre os Gen X. A maioria parece que vai fazer um jogo oldschool, mas ainda acho cedo pra dizer.

  • Luiz GustavoCristino

    Ótima review, como sempre, Diogo! Eu concordo com praticamente tudo o que você escreveu e não vou ficar chovendo no molhado, mas a discordância fica em dois pontos. O primeiro é o fato de Michaela ter feito a jogada certa nesse episódio, principalmente porque você justificou que ela soube de um fato verdadeiro, mas ele não era tããão verdadeiro assim. A conversa entre Jay e Zeke foi:

    Zeke: Hopefully, with Figgy being gone, we can bring Michaela into the group, but if she doesn’t…
    Jay: Next?
    Zeke: Yeah…
    Jay: I’m okay with that.

    Quanto Jay foi falar com Michaela, ele aumentou BASTANTE isso – e fez certíssimo. Mas pelo lado dela, acreditar nessa aliança com Figgy não foi necessariamente o melhor move entre os dois que ela tinha pra escolher. Sabemos muito pouco sobre a dinâmica da tribo e é arriscado cravar o que é melhor pra ela. Entretanto, eu concordo com você que é uma escolha difícil e que ela não estaria segura em nenhuma das duas hipóteses, então no fim foi ótimo vê-la tomando a decisão que tomou. Não chego a achá-la burra, mas, dos três que “fliparam”, vejo Michaela como a que mais corre o risco de se dar mal por conta dessa decisão, mas algo me diz que nenhum dos três ficará prejudicado.

    A segunda questão é o suposto equilíbrio entre o gameplay de Jay e Michelle. Pra mim, está bem claro que Michelle é bem superior. Ele estava totalmente conformado com a ideia de que Figgy ia sair, foi falar com ela lamentando “poxa vida, eles querem tirar a Figgy primeiro”, e foi ela quem engendrou todo o plano. Ele foi basicamente o executor. Um ótimo executor. O grande mérito de Jay, e que me fez me surpreender muito positivamente com ele, foi ter ficado por dentro de todos os planos dos nerds mesmo sendo um dos membros da Triforce. Alguma coisa muito certa ele tá fazendo em termos de social pra conseguir isso, e como Survivor prova temporada após temporada que o social é muito mais importante do que o estratégico, pode ser que ele esteja de fato sendo mais eficaz que Michelle nesse jogo. Mas o que podemos dizer é: Jay JAMAIS teria conseguido salvar Figgy sem Michelle, mas Michelle, ao que tudo indica, muito provavelmente teria conseguido fazer o que fez com ou sem Jay. Por conta disso, ela está muito mais bem ranqueada do que ele na minha lista e é tranquilamente minha favorita da temporada.

    Meu top 4 é o mesmo que o seu, mas numa ordem diferente: primeiro Michelle, depois David, Ken e por fim Jay, mas tenho por esses 4 o mesmo respeito que você. A decepção fica por conta de Zeke, não só pela leitura totalmente incorreta do jogo (por mais próximo que ele possa ser de Jay, não é possível que ele não tenha notado a afinidade o cara com Taylor e Figgy ao menos pra pensar “talvez não seja uma ideia tão boa assim conta pra esse cara logo de cara o meu plano…”), como também porque a maior burrada do episódio foi dele e ele ainda vai soltar os cachorros na pobre da Hannah no pós-tribal, como se ela fosse a culpada. Ser um jogador ruim a gente perdoa, mas ser um jogador ruim e depois ficar cheio de prepotência em cima de outra pessoa que jogou melhor que você mas parece ser uma “presa” fácil pra atacar, alienando de vez essa pessoa e a empurrando com força para uma aliança mais sólida com a Michelle? Complicado!

    Depois da premiere, eu via a Michelle com olhos enormes e ela inclusive foi minha winner pick em um dos bolões por aí, e fiquei feliz por vê-la me deixando tão satisfeito com a temporada. Apenas rainha! E lembra que eu comentei que estava sentindo “Anna feelings” quando senti a edição da Mari na premiere? Bom, nem mesmo com esse sentimento eu imaginaria que ela cairia tão rápido, mas AMEI essa queda e essa inversão completa da dinâmica da tribo! Que episódio maravilhoso!

    Nossa, que saudades de vir aqui fazer textão que só vc vai ler, Diogo! hahahah.

    • dan_atwood

      hey eu li haha
      Não posso ver comentários longos que já corro para ler

    • Anderson Reinert

      Haha, eu li seu textão tio. Já conversamos bastante sobre este episódio e entendo seu ponto de vista sobre Michaela apesar de não concordar em partes.
      Mas é de episódios assim que precisamos, é ótimo quando nossas opiniões divergem, mostra o quanto o jogo está em aberto.

    • Débora Albuquerque

      Eu leio textão tbn! Kkkkk

    • diogopacheco

      Eu realmente não cravo que foi a melhor decisão. Pode ser um pouco como em Second Chance que Peih Gee escolheu votar com Abi e a longo prazo e um pouco de azar se ferrou, mas eu acho que Zeke deu armas para Jay trabalhar (nunca fale de um aliado que vc conta na votação para alguém de fora da aliança) e ele usou a informação mto bem.

      Eu vejo que os dois trabalharam em dupla. Acho que é a edição de Michelle realmente passa esta ideia de que ela está melhor. Pq ela é mais contida, mais pessoal e Jay está tendo um airtime mto grande mto cedo. Ele é mais executor mesmo e ela pode ser o cérebro da operação, mas não acho que a jogada fosse possível sem a atuação dos dois. Eu adoro este jogo em duplas em que duas pessoas trazem qualidades distintas agregando à aliança ao invés de se atacar. Lembro principalmente de JT e Stephen, da aliança F3 de Micronesia e de Aubry e Cydney e vejo que Michelle e Jay podem seguir por um caminho semelhante, principalmente se agregarem Hannimal como um terceiro elemento.

      Sobre Zeke concordo mto com vc, mas acho que existe um grande terreno para recuperação. Eu quero que ele vire vilão. Era o que eu esperava dele e acho que será mais divertido se acontecer.

      Venha sempre fazer textão. É sempre mto bem vindo.

    • Kelly

      Super concordo com você sobre a Michelle. Ela foi a mastermind da operação e surpreendeu depois da aparencia de quietinha no episódio passado. E também concordo quanto ao Zeke que foi muito burro tanto em dar ideia para o adversário usar contra ele quanto por contar o plano para a segunda pessoa mais próxima a Figgy. Decepcionou.
      Já quanto à Michaela o raciocínio tem sentido, mas mesmo que o Zeke não tenha dito que ela é a próxima, mas jogou o nome dela na roda. O problema dela mesmo é que agora ela fez inimizade com uma aliança ao mesmo tempo que tem uma briga homérica com a aliança com a qual votou.

  • dan_atwood

    Michelle falar para Hannah sobre o voto no meio do TC nem acho q foi algo programado que ela pensou e sim pois ela ficou tensa com as respostas da Michaela e resolveu buscar um voto meio q emergencial, algo tipo: ela pode estar falando um bando d merda e votar com a gente ou não, então vou eu arranjar mais um voto extra para não dar merda.
    E acho q isso foi extremamente inteligente se pensarmos que isso foi o q ela fez.

    Ken, qm diria q um dia iria começar a torcer por um alpha male (Caleb não conta pq foi med evac), gostei demais dele, porém penso que o jeito que a edição passou do Dave se diminuindo perante ao Ken e o Ken se colocando como igual siginifica q em algum momento Dave vai acabar se sentindo ameçado, qm sabe até se sentindo inferior ao Ken e por isso vai dar um blind no Ken por insegurança, espero q seja coisa da minha cabeça pq ficaria muito puto.

    Mari saiu mas nos deu Michelle e Michaela, então está tudo ok.

    (qlqr coisa desculpa os erros de ortografia e pontuação ainda não me recuperei da bebedeira haha)

    • diogopacheco

      Com ctza Michelle foi bem inteligente. Diferente de vc eu vou ficar mto feliz se num futuro distante David dar um blindside em Ken.

      hahahahahahahahahaha boa ressaca para vc.

      • dan_atwood

        Não é raro gostar de Alpha Male, não qro q o único q estou começando a gostar se ferre haha quero aproveitar esse momento único até onde posso.

        Que ressaca ? Já começou a hora d beber d novo hahaha

        • diogopacheco

          melhor estrategia.

    • Luiz GustavoCristino

      Sua análise da jogada da Michelle pra cima da Hannah me parece muito correta, eu não vejo margem para dúvida de que foi exatamente isso que aconteceu, e eu tiro o meu chapéu pra Michelle pela coragem e pela estratégia. Tô apaixonado na louca da bíblia, não tem mais jeito! hahah

  • Anderson Reinert

    Adorei sua Review Diogo, concordo com praticamente tudo o que foi dito.
    Episódio maravilhoso, Michelle e Michaela brilhando, Zeke sendo o bobinho (e este pode ser de fato o ponto de virada de seu jogo), Jay e Hanna se mostrando competidores no mínimo interessantes…
    Acho que o único da tribo jovem que na minha opinião não mostrou a que veio foi o Will, acredito que o rapaz foi facilmente manipulado e não tem esse senso de urgência necessário para sobreviver.
    Abraços.

    • diogopacheco

      Valeu Anderson. Concordo bastante com vc. A impressão que fica de Will é que ele vai ser apenas um número, vai durar mas não será mto relevante.

  • Artur Montenegro

    Acho que a Purple Kelly da temporada ainda vai me render muitas gargalhadas durante suas reviews, Diogo! Isso se ela não for eliminada já no próximo, é claro. Achei esse segundo episódio de Millennials vs Gen X bem surpreendente em algumas partes, além de revelar o potencial de alguns participantes que não tiveram um destaque na premiere. Devo confessar que achei completamente desnecessário aquele idol dentro de um coco marcado, foi bem sem graça. Já podemos levantar um abaixo-assinado pedindo o retorno de idols nos challenges?
    Michaela ainda vai render ótimos momentos, e já é a minha favorita. Contudo, acredito que sua personalidade possa afetar em seu jogo social, mas acredito que ela conseguirá contornar essa situação. Nesse episódio, por exemplo, vimos ela formar sabiamente uma aliança que garantiu sua permanência no jogo, digo isso porque acredito que se não houvesse tal aliança, ou Mari ou Michaela estariam no bottom. Hannah mostrou ser uma ótima jogadora, e me surpreendi positivamente com a decisão dela no tribal, mas você acha que ela não será a primeira a ser cortada da aliança? Fiquei pensando nisso após o tribal, mas ai vi a promo e percebi que teremos um ótimo plot pela frente, então talvez nossa Hannimal esteja segura, por hora. O que dizer daquela indecisão na hora de votar? Sensacional, hahaha
    Acho que Michelle mostrou ser bem astuta, Figgy deve agradecer e muito ao jogo social dela e do Jay! Não tem muito o que falar do Gen X, apenas aquela virada surpreendente do challenge, e a aproximação de Cece e Ken. Essa tribo continua com vários personagens sumidos, Jéssica, por exemplo, mostrou ser outra plana da temporada em alguns momentos e, como você bem disse, ganhou aquele foco anterior só por conta da vantagem, não sei o que esperar dela…
    O QUE? A SIERRA???

    • Felipe N

      Não vejo carisma nenhum em Jéssica e ero ela fora para que a vantagem circule umas três pessoas pelo menos …. mas acho que ela não apareceu neste episódio por motivos de suspense. Ou ela levará o Blienside pela tribo dos Gen x ou será a peça chave para a configuração da nova aliança dominante….. Acredito que Cece também teve pouco destaque visto a importância do seu papel na aliança …. pareceu ser uma simples massa de manobra de ken .

    • diogopacheco

      Arthur, eu acho que Hannimal não será a primeira a ser cortada da aliança. Michelle parece estar no centro da aliança e Hannah, ainda mais depois do que aconteceu, deve ser bem leal a ela. Acho que Michaela continua no bottom, mas Michelle, Jay, Hannah e Will vão usar o casal e depois se livrar dele.

      Sim Sierra estará na próxima temporada intitulada Game Changers ao lado Sandra, Cirie, Tony, JT…

  • Felipe N

    Primeiramente …… No post de apresentação do Cast …. ironicamente brinquei com a possibilidade de ver vc Torcendo por Ken e Michelle ….. só não esperava que fosse se concretizar…kkkkk
    Esse episódio deixou bem claro que o programa fará um ótimo trabalho de edição, que será impossível se quer prevermos ao certo o que irá acontecer … O que é mais divertido é que Rachel saiu simplesmente porque era meio delusional assim como Figgy …. e que Mari saiu porque tem grandes qualidades que poderiam se encaixar bem mais com os Gen X.
    Sobre a jogada em si ….. Michelle esta de parabéns …. principalmente por incluir Hannah no plano quando pareceu que michaela poderia não seguir com o combinado. Michelle, Hannah e Jay podem formar uma poderosa aliança levando Taylor e Figgy juntos.
    Sobre os Gen X, não consigo definir muita coisa porque as peças decisórios da possível nova aliança não apareceram neste episódio para garantir uma boa surpresa … uma vez que Sunday, Lucy e Jéssica serão o trio que provavelmente mudará a configuração da tribo.
    O que dificultará para a aliança de Ken de certo é que não acontecerá nenhuma mistura de tribos….. e David e Cece foram uma bosta no Challenge, dificultando um possivel flip das mulheres mais fortes.
    Não existe motivos que justifique Sierra de volta ….. mas acho que pode surpreender no melhor estilo Andrea …….Sinceramente eu até engulo esse retorno do que Ozzy de novo. PORQUE ?????? .

    Otima Review como sempre …. Jéssica coitada …. ainda bem que não apareceu pois só enxergaria seus olhos coitada …… Conjuntivite em Survivor … ninguem merece … kkkkk

    • diogopacheco

      Não lembro desta praga que vc jogou em mim na apresentação do cast hahahahahaha. Eu não sei se torço por eles mas acho que o maior choque mesmo é eu gostar do Jay. Acho que hj meus favotiros são David, Michaela, Zeke, Jay e Adam. Michelle e Ken estão mto em e com edições mto boas e são os favoritos para vencer neste momento.

    • Celino filho

      se não for pra levar um blindside da Cirie então era melhor nem ter entrado

  • Gleibson Acácio
  • Phillip

    Gosto muito da Michaela, Sunday e Adam! Apesar do meu palpite pra ser o vencedor desde antes da temporada começar é o David! Vamos ver no que vai dar.

    Michaela realmente é uma participante muito legal de desistir! Ela me parece uma versão mais bruta da Cydney que é outra participante que gostei bastante!

    Ri muito dessas imagens no final! KKKKKKKKKK

    PS: Cadê a Lucy hein? Já podemos chamá-la de Purple Lucy?

    • diogopacheco

      Sim podemos chamá-las de Purple Lucy.

      O meu winner pick tmbm é David, antes mesmo da temporada começar e acho possível de acontecer.

      Gostei da sua comparação com Cydney.

      Valeu por comentar.

  • daniloanndrade

    Mari não devia ter dito que é uma jogadora profissional.

    Acho que a melhor jogada na fase tribal é transitar entre as alianças e evitar se destacar pelo estratégico. E procurar conhecer todo mundo. Assim como fez Wentworth. Porque ninguém sabe quando a swap chega.
    Não acho que Michaela será o furacão. Acho que Zeke é quem vai assumir esse título de descompensado. Não acho também que ela “flipou” quando decidiu votar em Mari. Ela tinha mais afinidade com a aliança de Mari, mas era bottom.

    Quem diria que David e Ken formariam uma aliança, hein? Acho que eles precisam de mais um jogador estratégico pra fechar um F3 bem bacana.
    Não vejo outra opção de twist. A ideia é ótima e necessária ao mesmo tempo. E acredito que os jogadores que formarem a nova tribo terão uma grande vantagem no aspecto social na merge – se souberem aproveitar as conexões, claro.

    E lembrem-se: Don’t judge a ̶b̶i̶b̶l̶e̶ book by its cover;

    ps.: a edição de Survivor ainda não aprendeu e continua deixando jogadores apagados; Por mais que eles serão irrelevantes é uma grande sacanagem.

    • diogopacheco

      Danilo, concordo. Talvez Mari deveria dizer apenas que era bailarina.

      Tenho para mim que Michaela vai causar mto e já estou amando.

      É verdade as pessoas da tribo mista podem ter uma vantagem grande mas ela virá (se vier mesmo) depois de um momento difícil.

      Quanto a edição, realmente ta deixando algumas pessoas bem apagadas, mas, por mais que eu ache ruim, eles tem pouco tempo para trabalhar. Não vejo alguém com airtime demais em detrimento dos outros.

      • daniloanndrade

        Depois desse segundo episódio, se eu fosse a Lucy ligaria para CBS e pediria pra me colocarem pelos menos comentando o clima ou a quantidade de cirurgias plásticas/botox que ela fez.

        • Diego Rodrigues

          hahahaaahahah socorro, estava até agora tentando lembrar o nome dela.

  • Lybio Jeffersom

    Ótima review!!!! eu amei o episódio por motivos de imprevisibilidade,Michelle subiu MUITO no meu conceito e fico feliz por não ser planta como a de KR hahaha, o Jay tambem foi bem, mais mas na parte do jogo social,e é por isso que acho ele melhor posicionado na tribo que a Michelle por exemplo, porem, acredito que o domínio da Michelle nos Millenialls é grande o suficiente pra se manter em uma situação ok ( não dá pra ficar tranquilo em survivor). Zeke me desapontou nesse ep, mas ainda acho que essa blindside vai dá uma acordada nele; Adam em teoria ta no bottom, mas ele tem capacidade de mudar isso ( ele é bem editado). Já os burros, Figgy é lindissima! mas é bem lesa, e ainda conseguiu fazer barraco, ela não tem leitura alguma de jogo e só foi salva por que a Michelle viu que seria ruim pra ela, mas entre ela e a Porta ( Taylor) acho que ela é a mais fav pra sair; sobre o Taylor, que idiota, tá lá pra passeio mesmo e já quero blindside pra cima dele, Figgy pelo menos rende como good tv, ele não.

    Nos Gen X, curti muito o Ken e o David em uma aliança, Ken é um alpha male legal, e na dele, mas precisa convencer mais gente pra pensar em dá uma blindside no Paul; pelas secret scenes, Chris e Paul e os outros tão ok, mas o fato da quase medevac do Paul pode sim ser um motivo pra voto, mas ainda acho q não.

    Obs1: Michaela melhor pessoa, quero ela indo pro FTC por motivos de barraco com o juri hahahaha

    • diogopacheco

      valeu Lybio. O importante é Michaela estar no júri ou diante dele, garantia de um momento maravilhoso.

  • Nabia

    OMGGGGGGGGGGGGGG QUE EPISODIO FOI ESSE??????????? TOMBO TOUR EM SURVIVOR COMEÇOU CEDO!!!!

    Como muitos já falaram aqui, Mari era aquela jogadora que prometia de mais e vimos de menos! Jamais imaginaria que o tombo dela viesse cedo! E eu achei isso espetacular. Uma das coisas que mais gosto em Survivor é ver a flutuação de poder. Nem sempre é preciso dominar o jogo do começo ao fim para ser foda. Gosto de campeões que sabem atacar na hora certa, e sabem se poupar na hora certa…

    Zeke cometeu um erro terrível de leitura de jogo. Sem Jay (e sua triforce) ele teria tido números para eliminar a Figgy! Estou curiosa para ver como ele reagirá a esse PAH na cara dele.

    Me surpreendeu bastante o momento que a Hannah tomou sua decisão de flipar. Isso mostra que a conexão que ela tenha construído com mari e cia não era tão forte assim> Mas acredito que ela tomou uma decisão correta, afinal, outras flipagens existiram, e só o fato dela ter ido junto com a Michelle e cia, faz com que ela tire um target das costas dela

    Michelle rainha da porra toda! Excelente move, e diferentemente da Figgy (que era a mais interessada) mexeu os pauzinhos e conseguiu evitar a eliminação da miguxa! Jay, claro tem seus méritos tb. Mas Michelle se mostrou uma ótima articuladora, e com um excelente poder de dominância

    Já no GenX, não tem mais jeito! AMO David. Tomei um PAH atras de PAH com ele fazendo o fogo, achando um idol e ainda encontrando um aliado poderoso pro jogo! David é aquela pessoa que tava numa clara posição de bottom e todos esses acontecimentos desse episódio podem ajuda-lo e muito a irem longe no jogo! Quero muito mais dessa aliança maravilhosa que ele arrumou com o Ken! (Alias, Ken era uma pessoa quem tinha me chamado zero atenção na premiere, e depois desse episódio desaponta como um dos favoritos)

    Quero demais a twist! Gosto da ideia de surgir uma nova tribo (e acho que será isso mesmo) Se for uma tribo mista, diante de duas uniformes será melhor ainda! Que o deus dos 39 dias nos ajude nesse sorteio!

    ahhhhhhhh diferentemente de você eu não achei tão idiota assim a ideia de colocar o idol no coco. É o tipo de situação que a pessoa vai passar diversas vezes pelo local, e só um olhar mais atento perceberá que existe um “coco” diferente! Gostei da simplicidade! E apesar de gostar de idols que acrescentam algo na season, não acho que isso precise ser sempre assim. Pois isso trás imprevisibilidade de como ele pode ser achado.

    excelente review, Diogo!!!! Tava muito ansiosa pela sua leitura apos esse episódio fantástico! Contagem regressiva para a próxima quarta feira!

    • diogopacheco

      Concordo com quase td, mas Ken já havia me chamado a atenção na premiere. Ele teve aquele tipo de confessional característico de quem vence, foi discreto, mas certeiro e a edição se esforçou para, de maneira sútil, fazer o público gostar dele.

  • Parabéns pela review, está incrível.

    Também adorei o episódio, e estou achando que está vai ser um temporada muito boa. 😀

    Uma pena que a Mari saiu, gostava dela, e estava torcendo para ela, como 90% das pessoas que assiste Survivor.

    Gostei muito do jogo da Michelle, mas ela ainda não conquistou minha torcida, contudo quero muito ver o que mais esta mente maquiavélica tem a oferecer.
    P.S. Você tirou “a louca da bíblia” do SAD?

    Já sobre a Hanna, não acho que ela vai longe não, mesmo sabendo que ela fez o certo votando na Mari, algo dito pela própria Mari no Rob has a Podcast, ela perdeu três grandes aliados, o que pode ser complicado no futuro.

    E para finalizar, já amo a furacão Michaela, na premier já tinha gostado das caras e bocas dela, mas nesse episódio quando ela disse, que a boca dela pode ate ficar em silêncio, porém seu rosto e olhos falarão por ela, tive certeza que quero ver ela indo longe, contudo concordo que é bem difícil ela chegar no final 3.

    • diogopacheco

      Pior que não. Louca da Biblia veio naturalmente quando eu tava escrevendo as primeiras impressões. Bom que ela está mostrando um outro lado.

      Eu acho que Hannah tem chance de ir longe justamente pq Michelle é quem controla a tribo e as duas parecem ser bem próximas.

      Michaela maravilhosa mesmo.

  • Vinicius Zambianco

    Episódio delícia, e essa review também. Gostei bastante do episódio e to achando que essa temporada vai chegar pra acabar com nossas vidas.

    Figgy e Taylor muito burros, com certeza não viram nem uma temporada de Survivor pra perceber que casais nunca duram e espero que isso se aplique a eles também. Michelle muito esperta, Jay também, fiquei embasbacado com ela virando o jogo.

    David correndo com o coco, claramente eu tentando me esconder. Ri muito.

    Quero muito essa twist, porque eu li uma outra e muchei porque achei bem sem sal

    PS – Sobre Sierra “Num tinha nem que tá aqui linda”. Eu li em um fórum que [SPOILER] as tribos serão divididas em Pessoas que mudaram o jogo vs Pessoas que poderiam mudar o jogo e não mudaram. Mas mesmo assim acho ela muito chata.

    • Celino filho

      Acho que não pq eu já vi a divisão das tribos e tem pessoas lendárias no survivor junto com ela

      • Vinicius Zambianco

        Vdd. Tinha até esquecido. Bom, alguém tem que sair primeiro. rs

        • Luiz GustavoCristino

          E não vai ser a Sierra pq ninguém vai estar preocupado com ela como uma ameaça. Ela vai longe.

          • Celino filho

            vdd agora espero que ela realmente jogue dessa vez

          • diogopacheco

            a chance dela sair cedo é ridicula. Só tenho esperanças pq aconteceu em Second Chance mas os perfis são bem diferentes.

    • diogopacheco

      Valeu Vinicius. Pelo visto as tribos não serão dvididas assim não. Cirie ta mesma tribo que Sierra.

  • Kelly

    Ótima review!

    Mari foi eliminada por algo que fez sim. Ela disse “sou jogadora profissional”. Confessar que ganha a vida com estrátegias de jogo dentro dum jogo estratégico é colocar um alvo gigantesco nas costas. Ela é fã de Survivor mas esqueceu a lição de não se mostrar uma pessoa estratégica desde o início? E o segundo foi subestimar os adversários. Ela não esperava que os outros fossem reagir. O terceiro nem foi propriamente um erro, mas é um defeito, que talvez seja exatamente por causa da sua experiência com jogos virtuais e não reais. Ela não soube fazer uma leitura das pessoas nem tampouco das situações: O próprio Jeff meio que tentou dar uma dica para ela que o cochicho entre Hannah e Michelle era alguma coisa e ela não pegou?

    P.S. Acho o apelido “louca da Bíblia” bastante ofensivo.

    • Celino filho

      eu acho engraçado esse apelido dela pq no vídeo de apresentação dela ela só fala sobre a Bíblia e quantas versões da bíblia existem

    • diogopacheco

      É óbvio que ela foi eliminada por algo que ela fez, mas eu não acho que foi um erro capital não. Nada de especial.

      A minha intenção não é ofender ninguém.

  • Alisson

    KKKKKKKKKK meu, ri tanto com esse fim da review. Muito boa, como sempre. Mas minha opinião tá bem diferente.

    Achei o episódio mais uma vez bem qualquer coisa e vejo que a edição ainda tem problemas em definir que rumo a narrativa deve tomar. Foi feito um trabalho podre em mostrar por quê Mari foi eliminada só pra poder por um hashtag blindside no fim. Tipo, compara o blindside dela (que a gente não sabia nada sobre além do fato de ela ser youtuber profissional) com o Garrett, de Cagayan, ou a Jenny de KR. Eles tiveram exatamente a mesma quantidade de tempo no jogo, mas foram desenvolvidos suficientemente bem pra que pudéssemos nos importar com a sua saída (gostando ou não). Com Mari fiquei indiferente, tipo “tá, ok, dane-se”, apesar de achar que ela tinha potencial. Acho que fiquei até puto por não aguentar mais Figgy fazendo qualquer coisa. A temporada não parece muito promissora pra mim, porque metade do cast tá invisível e a outra metade me dá náusea de tão irritantes que são. 2 asiáticas fora e rumores de que tem 1 perdida ainda na temporada, mas eu não a vi.

    #1 – Ken: Uma das duas únicas pessoas que estou gostando/torcendo e é meio que por eliminação. Teve um segmento pessoal interessante, claramente não é um modelo burro como esperado e é o mais sociável de uma aliança de tímidos, então é quem tem mais chance de se dar bem numa final.

    #2 – Michelle: Claramente a jogadora da semana e quem usa seus relacionamentos pra controlar e mudar completamente o rumo dos votos. Me lembra muito o Varner em Cambodia. E justamente por isso não a coloco em primeiro.

    #3 – Jay: Muito surpreso por ele porque achei que ia ser um Ozzy total. Acredito que possa ser o vencedor da temporada. E eu ter escolhido Taylor no lugar dele como winner pick me assombrará pelo resto da vida.

    #4 – David: Agora tem um idol, parece muito mais centrado e calmo. Definitivamente consigo me ver gostando mais dele e fez certíssimo ao compartilhar a informação com Ken. Sua neura ainda pode ser o seu pior inimigo. Se voltar o David da premiere, quero ele fora.

    #5 – Michaela: Caras e bocas, apareceu um pouco mais nesse episódio. Não acho que tão cedo assim você deve seguir a cabeça ao invés do coração, porque Figgy pode muito bem ter ela como alvo na próxima. Foi o mesmo caso de Peih-Gee votando em Vytas quando claramente ela e Abi não se davam bem. Espero que isso não a ferre lá na frente e ela continue flipando sempre.

    #6 – Hannah: A única burrada dela foi ter demorado tanto pra votar. Vai dificultar pra que os outros confiem nela se acreditam que ela é fácil de ser convencida na hora.

    #7 – Paul: Supostamente o líder dos Gen X, apesar de eu não conseguir ver isso. Acho que ele fica tranquilo dependendo da sua nova tribo. Espero que não, sinceramente.

    #8 – Zeke: Ainda é de longe meu favorito mas foi apagadíssimo nesse episódio, talvez pra não manchar a edição dele tomando blindside em pleno episódio 2. Que a sorte esteja a seu favor, porque é uma das únicas pessoas que prestam nesse cast.

    #9 – Chris: Pra mim é quem realmente comanda a Takali. Se quiserem cortar a cobra pela cabeça, ele sairá na swap.

    #10 – Adam: Who? Acho ele simpático, só precisa parar de gritar nos confessionários.

    #11 – Bret: Who?

    #12 – Sunday: Who?

    #13 – Jessica: Who? Mesmo assim gosto desses últimos 3. Seu sharingan tava me dando nervoso.

    #14 – Will: Who? Engraçado comparar Figgy (?) com Parvati, quando a mais parecida com a Parvati tava bem na frente dele (Michelle).

    15 – Lucy: Maior Who? de todos.

    16 – CeCe: Who? porém sabemos que tá ferrada.

    17 – Taylor: Irritante.

    18 – Figgy: MUITO irritante. Juro, não tem nada nela que me interesse ao mínimo. Michaela, acaba com a raça dessa louca, por favor.

    Ainda tenho muitas esperanças porque só foram dois episódios, mas não tenho ideia do que possa ser a twist. Espero que não enrolem e que seja mesmo a swap, porque quero essas alianças se misturando e o jogo ficando mais interessante.

    • diogopacheco

      Que pena que você não está gostando. Eu estou gostando muito. Está superando facilmente as minhas expectativas. Eu to achando o cast de Millennials incrivel. Os Gen X na grande maioria ainda não mostraram a quem vieram.

  • Vinicius

    Eu ri alto com a última frase da review.
    Muito bom!
    Nem doeu a saída da Mari, já tava irritado com ela em pleno segundo episódio, tudo o que ela falava era “I play video games…” e continuava com uma frase genérica. Acho que foi a Rachel de Survivor que ficava pedindo comparação com video game e tal, mas isso me irritou.
    Eu pensei que você tinha destestado a Michelle, mas caralho, ela foi muito bem nesse episódio. Gostei da virada de mesa que rolou no jogo e isso fez a temporada ter potencial em ser boa. O que é legal é que a tribo dos millenials parece um elenco rejeitado de Are You The One ou qualquer outro reality show ruim-bão da MTV e isso deu MUITO CERTO em Survivor.
    Eu detesto a produção forçando essa coisa de genX e Millenials, mas acho muito cedo pra acabar com o tema, por isso, se três de cada tribo formarem uma nova, vou achar bem legal, inclusive quero Figgy e Michaela indo pra outra tribo.
    A temporada melhorou muito. Ansioso pelo próximo.
    E em meu edgic, os top contenders são Ken, Michelle e Sunday (surpreso, mas a edição dela tá muito boa).
    E, nossa, eu DETESTO o David. Inclusive quero DEMAIS que ele rode de minha TV pre-merge, porque não me desceu a Rachel de Survivor jogando o coco marcado na frente dele para que ele encontrasse o idol.

    • Fabi Alves

      kkkkkkkkkkkkkkkk parece mesmo uma vibe are you the one

    • diogopacheco

      Eu gostei da Michelle desde o rpimeiro episódio. Achei ela carismática, não tinha aprovado ela se juntar aos outros 3, mas esta semana tanto ela quanto Jay mostraram que sabem o que estão fazendo e nao se isolaram numa aliança de 4 como a premiere tentou vender.

      Ken e Michelle acho que têm as melhores edições para vencer. Sunday corre por fora,

      Também achei que suspeito de uma Boninhada no idol pro David mas gosto dele e achei ótimo.

  • Rafael Tietz

    Morri com esses PSs. KKKKKKKKK
    Também estou gostando bastante de Michelle e Jay for Pay acho que eles tem tudo pra ir muito longe. Só espero que eles não deixem o ego atrapalhar o seu jogo (Jay tem muito cara de quem vai fazer isso).
    Espero que realmente exista uma twist pra movimentar as duas tribos, aguardo ansiosamente.
    Mais uma ótima review, Parabéns Diogo.

    • diogopacheco

      Valeu Tietz. Eu tmbm acho que Jay for Pay pode ficar se achando e tombar por isso. Espero que não, pq surpreendentemente eu gosto dele.

  • Diego

    Pessoas deram mais credito para Michelle do que Jay, porque ele parecia ter desistido, e ela não.

    E a burrice começou com Zeke falando para Jay que iam tirar Figgy sendo que tinham números para dar um blind nela, e de quebra ainda falou que votaria em Michaela na seguinte.

    Michelle ainda foi mega esperta de ter só contado para Hannah no TC, se fosse antes ela podia ter tentado salvar Mari

    Michelle dessa temporada >>>>>>>> Michelle da season passada

    • diogopacheco

      Condordo mto.

  • Carol Geaquinto

    Ah Diogo que review deliciosa kkk tô adorando poder acompanhar seus textos. Parabéns, de verdade. Amei o tombo tour, amando meus zeros nos bolões e amando mais ainda essa season, gostei muito de Michelle, mas ainda to com dificuldade pra ver Jay com esses olhos, espero que ele continue nesse bom caminho. Torcendo pra Michelle e Hannah formarem uma dupla, porque Michelle merece uma sidekick melhor que Figgy kkk

    Espero que essa semana seja tão boa quanto a passada e que a twist seja tudo que esperamos, até :* #PoP

    • diogopacheco

      Obrigado Carol. Tbm to torcendo por Hannah e Michelle juntas.

  • Kico Moraes

    Eu voto por mais reviews maravilhosas como essa!

  • Whateverson

    Diogo eu comecei Survivor nessa temporada, queria ver as outras, qual ordem você recomenda?

    • diogopacheco

      Olha. Vou te indicar uma temporada recente realmente mto boa para vc viciar de vez. A 28, Cagayan, é uma temporada foda e normalmente td mundo adora. Espero que vc goste. Se gostar depois eu te recomendo temporadas mais antigas.

      • Whateverson

        Tô vendo a 32, mas não to curtindo tanto, mas vou terminar dai eu vejo a 28.
        Brigadão. XD

  • Diego Rodrigues

    Viciei tanto em Survivor que tô assistindo desde o início. Tô na S20 – Heroes vs Villains.
    Acho que vou assistir a temporada atual em paralelo pra poder ler as reviews sem tomar spoiler.

    • diogopacheco

      Boa ideia. Survivor nunca é demais. Vai vendo a atual e maratonando.

      • Diego Rodrigues

        Assisti 33×02 e já estou de luto pela saída da Mari, me identifiquei com ela por causa dos games.
        Não consigo gostar de nenhum dos participantes da GenX, principalmente já estou torcendo pro David ser eliminado o quanto antes.

        Adorei a Michaella e o papel de ser a Eliza da temporada <3