Shameless 7×03: Home Sweet Homeless Shelter

9
695

Mudanças são mais que bem vindas em Shameless.

Existe um receio como telespectador em assistir determinada produção e ter que lidar com a troca de enredo brusca que algumas séries ousam em obedecer. No caso de Shameless essa interpretação vem por um viés de identificação tão grande que quando algo é alterado, seja na situação de determinado personagem ou no cenário de determinado grupo – a velocidade em aceitar o fato é rápida. Assim que novas histórias são introduzidas nós já imaginamos (e tentamos adivinhar) por qual caminho isso vai levar, e com a ajuda do carisma de cada integrante da família Gallagher essa experiência chega a ser encantadora. Shameless é acima de todo drama & tragédia, uma história divertida. E o show vem aceitando essa diversão com maior frequência nessa temporada, o problema é que em algum momento (quem já está familiarizado com a série sabe) tudo pode desmoronar e virar uma catástrofe.

E dentro dessa pegada de modificações e novas atitudes, Fiona finalmente percebeu que mudanças são muito bem-vindas para evitar transtornos futuros e (quem sabe) garantir uma vida melhor. Eu, como um bom fã das suas atitudes, reconheço que fiquei super feliz com a decisão dela em dividir as despesas com os irmãos, mas também acabei questionando a realidade oportuna que os escritores da série utilizaram dentro do contexto que o episódio revelou. Os jovens Gallaghers sempre foram os freios na vida de Fiona que, além de ter que lidar com os relacionamentos complicados e sua carreira pós-cadeia, acabavam impedindo a mesma de crescer e viver independente. Todo mundo sabe que uma hora cuidar dos outros cansa, mas a impressão é que achei oportuno demais fazer ela perceber isso só agora, mesmo que a narrativa estivesse caminhando para tal fim.

shameless-frank-7x03
Frank na contramão de Fiona. – Shameless ‘Home Sweet Homeless Shelter’

Na contramão de todas essas mudanças tivemos Frank e sua tentativa em reestabelecer a relação familiar que tanto destruiu. Ele passou o episódio inteiro recrutando uma nova família usando os residentes de um abrigo para sem-tetos, claramente resultado de um Frank que não consegue calcular um futuro promissor. A ideia de construir um plano a longo prazo nunca foi seu estilo de vida e nunca será. Esse plot não teve tamanha importancia neste momento mas auxiliou para alimentar a ideia de que existe um fator decisivo no DNA dos Gallaghers quando se encontram numa crise extrema e realizam de forma abrupta uma intervenção para si mesmos.

Ian, por exemplo, mantém o foco no seu trabalho como distração para o recente término. E claro que no final – por conta do histórico mental e etc – as pessoas ao seu redor iriam estranhar as atitudes impulsivas. Acredito fielmente que ele está saudável e ciente das consequências que suas ações podem levar, e por isso mesmo que ele aceita essa “intervenção”, mesmo que o cenário pareça que ele está aceitando se recuperar de uma crise existencial. O problema foi que a série falhou em construir uma perspectiva humana em relação a ele e deixou o plot raso demais, transparecendo apenas frustração com a vida e isso vem acontecendo desde que Mickey partiu. Quem sabe com as mudanças ocorrendo na história central o contexto que envolve Ian (e Lip também) sejam evoluídos e tragam mais drama na melhor qualidade.

Narrativamente falando “Home Sweet Homeless Shelter” serviu para mostrar que os personagens precisam provar algo para si mesmos e para o mundo, o que ajudou a Fiona perceber que ela precisa de um plano para o seu futuro, e já passou da hora do Lip e Ian compreenderem isso. O melhor é ver que todo mundo ficou sem argumento, já que está bem claro que os problemas deles não são os problemas dela. Ponto.

PS1: A nova casa de Frank não parece ser algo promissor e acredito que vai dar muita dor de cabeça para o resto do elenco. Entretanto serve muito bem para encerrar aquelas invasões irritantes na casa dos Gallaghers.

PS2: Que cena hilária foi a Svetlana reencontrando o pai! Mais Shameless que aquela luta seguida de um “meu pai irá morar conosco” impossível!

PS3: Debbie e seu plot sobre roubo foi o ponto mais fraco do episódio, espero que após a decisão de Fiona ela passe a fazer algo mais concreto e interessante.

PS4: Após anos acompanhando Shameless através das ótimas reviews de Henrique Haddefinir, o SM me passou o bastão de cobrir essa nova temporada. Espero que tenham gostado do texto e lá vamos nós!

  • Ricardo Diniz

    Concordava tudo das reviews do Henrique e agora suas também, Natanael. 😀 Estou curtindo os rumos dessa temporada, não está o mais do mesmo da últimas.

    • Natanael Lucas

      Opa, obrigado! 🙂

  • Amanda

    Cara, sempre chato ver uma personagem decair tanto a ponto de se tornar insuportável acompanhar as cenas como aconteceu com a Debbie. Quando ela aparece eu reviro tanto os olhos que dá até dor de cabeça.

    Sdds qdo ela colava os olhos dos outros e tinha ótimas cenas com a Sheila. Aliás… sdds Joan Cusack. :/

    • João Carlos

      Sdds Debbie criança. Hahaha

    • duh13

      Antes era minha personagem favorita, e mais favorita até que a Fiona USHAUSHAUSHAUSAUSHAUSH, nunca pensei que estaria assim.

  • João Carlos

    Finalmente Fiona se tocou, mas ela deveria ter se tocado quando se casou pela primeira vez, porém agora ela esta decidida a cuidar dela sem pensar nos irmaos. Vamos ver ate quando.

  • Matheus Ramos

    Confirmado que o Noel Fisher (Mickey Milkovich) volta ainda essa temporada!!
    Sentirei falta das reviews do Haddefinir, mas vc está mandando super bem, Natanael. (=

    • Natanael Lucas

      Valeu! o/

  • João Pedro

    Achei esse episódio bem divertido e fiquei entusiasmado com a volta de noel fisher. Tomara que a série opte por bons rumos esse ano. Parabéns pela review Natanael, ainda bem que shameless n vai ficar desamparada com a saída do Henrique.