Scream Queens 2×04: Halloween Blues

12
1138

A comédia continua on point, mas “Halloween Blues” mostrou que nem tudo deveria ser riso em Scream Queens.

Eu sou o primeiro a dizer que a afirmação acima é bastante contraditória. Se tem alguém que defendeu com unhas e dentes a linguagem tresloucada de Scream Queens, esse alguém fui eu. Até o final da primeira temporada, estava muito claro para mim que por trás de toda a insanidade textual, estava uma história planejada que reverenciava e renovava o gênero slasher dos saudosos anos 80. Iann Brennan, Brad Falchuk e Ryan Murphy sempre foram muito coerentes na fusão de referências clássicas e modernas em todas as suas obras. A série era doida, mas ela tinha uma mitologia.

A passagem para o segundo ano veio tomada de expectativas. Eles decidiram abortar a ideia de uma nova antologia e repetiram os personagens, dando a eles um novo cenário para interagirem. A sorte é que o show sempre permitiu esse tipo de liberdade. A iniciativa era uma união de amor com negócios. Eles não queriam abrir mão daqueles personagens tão bem construídos e também tinham medo de perder a discreta audiência se o fizessem. Contudo, para que a decisão fosse positivamente justificada, ela precisaria se refletir justamente nela, a mitologia.

A segunda temporada, até agora, tem sido uma bagunça (e não no bom sentido). Chegamos ao episódio 4 e não há nenhum sinal de dramaturgia central para ser explorada. Como apontei no texto anterior, o show não consegue fazer seu novo assassino funcionar e isso é um reflexo direto do fato de que o novo “mistério” é completamente frouxo, vazio e sem apelo. Não é como se o mistério do primeiro ano fosse tão complexo assim, mas havia um investimento muito maior na figura do Red Devil e no seguimento de pistas que pudessem levar até uma especulação. Esse ano não temos nada com o que especular… A fonte secou.

O jeito então é se jogar no riso, porque esse a série sempre privilegiou. O texto da segunda temporada é igualmente inspirado no que diz respeito a humor, provocação e referência. Halloween Blues foi o mais engraçado até aqui, o mais cheio de momentos icônicos, que embora isolados ainda valem nosso tempo diante do show. Toda a coisa com o “padrão” do monstro, com a participação de Hester, com o inadmissível sumiço de Kirstie Alley… Tudo isso acaba precisando ficar dentro de uma gaveta, porque até agora os roteiros não nos deram nada com o que trabalhar.

Pelo menos temos diversão. Se nunca vimos uma aula sendo dada de verdade na faculdade do primeiro ano, também pouco importa que aquele hospital esteja sempre muito escuro e vazio. O que importa é ver Denise chorando por Chad ao lembrar da HILÁRIA encenação que os dois faziam de Brokeback Mountain. E esse foi o episódio de Denise (porque provavelmente foi o último). Sempre haverá a chance de que ela, Chad e as próximas vítimas assombrem o hospital, mas não vou ser incoerente comigo mesmo e reclamar caso essas mortes sejam mesmo definitivas. Se Scream, da MTV, não tem coragem, eu aplaudirei Scream Queens se ela tiver.

Scream Queens --- "Halloween Blues"
Scream Queens — “Halloween Blues”

Da mãozinha de Denise passando de novo pelo corpo de Chad até a sequência genial que se inspirou em Ghost, o roteiro deu um banho de sagacidade. Denise citou Quantico várias vezes, fez piadas hilárias com Chanel e ainda apareceu no Halloween vestida de Khaleesi. A responsabilidade de “Halloween Blues” ter sido tão divertido é muito dela e de Chanel, que também brilhou com sua nova versão do Chanelloween, com seu surto vestida de Jackie Kennedy e sua intoxicação em tom de azul. As duas são duas grandes musas para os roteiros e juntas, fizeram desse capítulo um grande momento da temporada.

Até Hester teve mais importância que o Green Monster dessa vez. A ideia de fazê-la sair pelos corredores atacando as pessoas com uma fantasia de Ivanka Trump foi genial. O conceito do Green Monster é tão chato que em dado momento eu me peguei pensando em como não seria maravilhoso que a fantasia oficial do segundo ano fosse a da herdeira Trump. A sequência final que colocou Denise e Number 5 no limiar da morte foi ótima porque Ivanka estava lá e porque Denise é sensacional até quando está morrendo. A falta dela será incomensurável, mas prefiro que seja ela a Number 5, porque essa só pode morrer quando tivermos provas de sua vagina dentada.

Semana que vem o Halloween continua e espero que seja o momento de organizar mais a trama e dar a ela uma costura. Amamos a loucura do show, mas ainda que ele não vá ter uma terceira temporada, merecia acabar com tudo se complementando e não com uma coisa compensando outra.

> 5 Bombas da Fall-Season 2016

Red Devil Memories: Ivanka Trump é como Chelsea Clinton numa realidade paralela em que Hittler ganhou a segunda guerra mundial. Hahhahhaahaha.

Red Devil Memories 2: Brock ter ido para a festa vestido de “roteiro de Batman Vs Superman” me fez ganhar a noite.

Red Devil Memories: A moça vestida de Katy Perry no corredor tendo um ataque psicótico com abelhas invisíveis foi um toque tão sutil do roteiro que muita gente não deve ter percebido. Katy tentando afastar a Queen B (nesse eterno jogo entre a primeira letra do nome de Beyoncé e a palavra bee).

  • André

    Eu to gostando dessa segunda temporada mais que a primeira,é mais leve,divertida e trash!
    Amei a Ivanka Trump,e realmente a Denise vai fazer muita falta,ela era a estrela dessa série. Pelomenos ainda temos a Ingrid pra ser desenvolvida que é super bizarra.
    Mesmo a série acabando nessa temporada eu a considerarei como finalizada,nâo cancelada pois nâo vejo como poderia ter um terceiro ano com esses mesmos personagens indo para um novo lugar novamente.

  • Lucas Porto

    Eu estou quase abandonando essa segunda temporada por que a história por traz dessa segunda temporada é fraca demais. O “grande vilão” monstro verde é sem graça e toda a mitologia por traz desse mal até agora não foi explicado, e as pistas são fracas e sem graça diferentemente da primeira temporada que tinha mistérios, suspense e um monte te enigmas. Os atores são o que salva, Simone é (ou era) a alma da série, roubou o show para ela, suas cenas cômicas principalmente com Chaz são hilárias, só que isso não basta. Está na hora da história desenrolar e mostrar para que veio.

  • Lucas Kitans

    Justamente pelo fato de ter me apegado por Scream Queens pelo humor, que é tão único e característico da série, eu tô AMANDO essa 2ª temporada (mais do que a 1ª) e todo essa comédia que só tem crescido com os episódios… E Também é isso que faz com que a Denise seja a minha personagem preferida, queria que ela fosse uma daquelas personagens que fosse ficando viva a cada temporada, conforme os outros fossem morrendo haha. Então essa morte me deixou bem triste, mas depois da declaração do Ryan Murphy (mini-spoiler: Ele falou que a partir de agora todo episódio vai morrer 1 personagem principal, o que significa que no fim não deve sobrar praticamente ninguém). Então isso sígnica que numa possível 3ª temporada vá haver outro elenco, ou, o que acho mais provável, que os mesmo atores possam voltar fazendo outros personagens (já que Ryan não se livra assim tão fácil de elenco, ainda mais um estelar como esse de SQ, e ainda pelo fato da série ser antológica), então ainda tenho esperança de ver a Niecy atuando em SQ. Quanto as mortes, eu realmente fiquei feliz do Ryan ter tido coragem de matar os personagens, que foi algo que ele não fez na 1ª temporada, isso deiuxa a série mais instigante, (coisa que falta em Scream-MTV como apontado na review)!

  • Vitner Santos

    Nossa eu prefiro o Green Devil com aquela gosma e tom mais sombrio que o simples Red Devil…

  • João Carlos

    Tambem nao me apeguei ao assassino, sinto essa temporada um pouco perdida. Mas os monentos comédias sao ótimos, Denise e o Channlleoween foram sensacionais.
    E acha que o Doutor Maozinha e a Dean Munch sao os responsaveis pela morte de Chad.

  • G Factor

    Esse foi um dos episódios que eu mais ri durante a série inteira, dei 10 a ele! Foi genial! As piada sutis, as fantasias, os trocadilhos! SQ provando que apesar dos erros, pode acertar em cheio qnd quer.

  • Matheus Ramos

    Triste pela série está em cancelamento iminente, merecia ser renovada só pela sua comicidade!

  • Diego

    Não sei como conseguem ver graça na Channel, personagem beira o insuportável, só serve pra reclamar e humilhar a número 5. Aliás, eu devo ser um dos único que torço pra número 5 dar um soco nela.

  • Matheus Brito

    Scream Queens é uma das minhas séries favoritas. Toda a loucura e “babaquice” me fazem rir e pedir por mais, muito mais. Toda vez que a Denise cita Quantico ou se chama de “Agente Especial Denise Hemphill” eu me acabo na gargalhada. A cena dela passando a mão no corpo do Chad, hilária! E a reencenação de Brokeback Mountain, sem palavras.

    Agora, a cena que me fez pausar o episódio pra poder gargalhar sem perder nada foi a fantasia de “BvS”. Fiquei quase um minuto rindo, juro, e com a cena só pude confirmar a sagacidade do Ryan em fazer crítica a tudo e todos em momentos que sequer se espera.

    A Hester de Ivanka e toda a confusão entre Ivanka e Ivana me fez rir bastante também. Idem, a coloração azul da Chanel e sua edição “escrota” do Chaneloween. O Chad incorporado na Denise também, eu ri demais com a protelação dele pra dizer o assassino. “Também fiquei chocado, acredita? Sabe quem é o assassino? Melhor, vou te fazer adivinhar”. Ótima maneira do Ryan “sair pela tangente” sem revelar o mistério.

    Torço muito pra que SQ não seja cancelada. Acho-a muito mais engraçada do que as comédias assumidas, como TBBT, e apesar da baixa audiência, queria muito que os executivos dessem prosseguimento a essa história gostosa e deliciosamente ácida.

  • Clébio Cabral

    Estava quase abandonando a série… Estava chata, sem sentido e principalmente, sem humor. Mas com esse episódio dei tantas gargalhadas que já estou completamente envolvido naquela insanidade toda!

  • Fernando Hemétrio

    Green Devil tão ZZZ que eu to torcendo pra um Freddy vs. Jason (que ia funcionar aqui, diferente de Scream com a assassina nudista) com a tetézinha metendo a faca nesse demonio

  • Lais

    Esse ep foi mravilhoso…ri mtooooooo