Primeiras Impressões: The Exorcist

39
4120

 “Não costumam dizer que onde tem um, provavelmente tem um monte deles?”

The Exorcist, de 1974, é um dos maiores clássicos do filme de terror que existe, isso devido a sua temática que era um tabu em sua época, e que ainda provoca um misto de curiosidade e terror em várias pessoas.

Ao falar sobre demônios e possessão demoníaca, temos duas vertentes, aqueles que acreditam que realmente aquilo pode vir a ser real, como aqueles que acreditam que tudo não passa de um problema mental, como o próprio padre Tomas utiliza em um dos seus argumentos. Mas o medo que esse tema causa é algo que afeta a boa parte dos humanos, independente de qual sua crença.

Mas como um clássico do terror, que assustou muitas pessoas, inclusive esse que vos escreve, pode virar uma série? Essa era uma das perguntas que eu fazia assim que anunciaram que existiria uma série sobre “O Exorcista”, e acreditem, eu comecei a olhar a série com certa desconfiança.

Como seria abordado esse tema em vários episódios sem virar um “Supernatural” ou um “Outcast” da vida? E após ver o piloto posso dizer que a série conseguiu me trazer de volta ao filme, de forma que comecei a observar que toda a essência está ali, sem necessariamente copiar toda a história.

Para aqueles que esperam ter uma nova Regan, já devo adiantar que não é assim que vai funcionar. Por mais que tudo esteja lá, o roteiro também imprime seu próprio estilo. Se em 1974 acompanhamos Regan definhando aos poucos, e sua mãe começando a notar manifestações estranhas na casa, na série isso cai por terra. Angela já tem noção do que acontece na casa e já joga na nossa cara que acredita que tudo ali é causado por um demônio, e ainda acredita que a sua filha, Katherine, está sendo possuída por um, devido a seu estado um tanto quanto “estranho”.

Até mesmo Padre Tomas e Marcus nos remente a dupla de 1974, Karras e Merrin. Um é novato e inexperiente no ramo do exorcismo, e acredita que a situação da família de Angela pode ser por causa de algum outro problema, já que demônios não existem, em sua opinião. Já Marcus é experiente no assunto e já viu de perto como é perder a vida de uma pessoa possuída. E isso mostra que a série bebe da fonte original, mas sem necessariamente fazer uma cópia completa.

E isso é o diferencial de “The Exorcist”, já que a série busca fazer uma nova releitura do clássico de terror, mas respeitando as bases que o inspira, afinal, o seriado surge para satisfazer tanto os fãs antigos do filme, como uma nova base que gostam desse estilo de terror.

A série foi bem ousada em nos revelar quem vai ser a pessoa possuída, pois passamos boa parte do tempo, sendo guiados por um caminho, e quando já está quase lá, temos um plot twist, e tenho que admitir que foi muito legal a revelação. E espero que a série continue nessa questão de surpreender cada vez mais.

Mas nem tudo são flores no seriado. A utilização de jumpscares em algumas cenas, acaba tornando tudo meio irritante, pois é uma tentativa preguiçosa de assustar a audiência. E o teor da série não é causar sustos, mas sim fazer com que a audiência durma de luz acesa a noite.

The Exorcist tem tudo que o filme de 1974 tinha e está nos dando um pouco mais. Espero que eles transcendam e consigam ir mais além. Uma série agradável, que no final mostrou que minhas desconfianças estavam erradas.

PS1: A música tema do filme está lá, e foi muito bem colocada na cena final

PS2: Espero ansiosamente pela cena do vômito verde

PS3: Que aflição a cena em que o Gabriel roda a cabeça. Mas eu esperava que ele conseguisse fazer o giro de 180 graus e ainda começasse a conversar com Marcus, igual a Regan.

PS4: A escada de Georgetown apareceu e na hora me fez recordar de toda cena que ocorreu nela.

PS5: Emily Rose também aparece.

PS6: Onde está Pazuzu?

  • André

    Plot muito interessante com uma boa atmosfera. Gostei muito da atuaçâo do Alfonso Herrera e do Ben Daniel,agora Geena Davis anda meio sem expressâo,deve por causa do excesso de botox.

    • Iury Viana

      Realmente, a cara da Geena praticamente não mudou em um só instante. Agora tenho que admitir que Alfonso foi uma grata surpresa pra mim, pois eu não sabia o que esperar dele, e fiquei bastante satisfeito com o que vi.

      Obrigado por comentar.

  • vinland

    Serio que vc achou que essa serie tem tudo que o filme de 1974 tem ? Eu achei que essa serie tinha tudo…… Tudo de ruim, e nao me fez lembrar do filme em nenhum sentido.

    Pra mim, pareceu mais um daqueles trocentos filmes ruins de terror, sobre possessao que sai todo ano aos milhares. Nao trouxe nada de novo pro genero. Teve certas partes que foram um tedio, de fazer querer desligar a TV. Pelo menos para mim nao rolou. Espero que tenha agradado mais aos outros.

    • Iury Viana

      Não conseguiu parar de associar a imagem do Alfonso ao RBD? Será que é só o passado dele que o condena? auhauhauhauhauhahuauhhuauau #zoando

      Bom, como eu disse, a essência do filme tá ali, realmente você sente aquela sensação de estar vendo algo associado ao filme. E realmente, o ritmo desse piloto foi bem frenético, ele jogou muita informação, e eu, particularmente, adorei isso, pois não perdeu tempo com explicações arrastada. O grande chamariz do filme é a possessão, então quanto mais rápido vier, melhor para a série, mas claro isso no meu ponto de vista.

      Concordo com você quanto a questão da Geena, tem algo muito errado com a cara daquela mulher.

      Pelo promo do próximo episódio já começaremo com a trama da possessão, por que não dar uma chance com mais um episódio?

      Obrigado por comentar.

      • vinland

        Talvez assista mais um. Mas sao tantas series, que preciso começar a garimpar ja kkkkkkkkkkkkkk

  • Toq #1

    Primeiro que o filme pode ter assustado a audiência da época, pois eu ri do começo ao fim. Eu adorei a série e adorei ainda mais passar no FX com legendas, o virar de cabeça do menino foi sensacional, pois convenhamos, que ser humano mesmo possuído, conseguiria girar a cabeça à 180?!
    A cena da menina flutuando foi AMAZING, achei de uma percepção bárbara, porque ninguém nunca havia pensando naquela forma de aproximação. Resumindo minhas sextas estão sagradas!

    • Iury Viana

      A Regan conseguiu girar a cabeça, e eu ainda espero por uma cena desse estilo, pela nostalgia mesmo.

      Espero que você continue acompanhando as reviews conosco.

      Obrigado por comentar

      • Toq #1

        Entendo completamente seu ponto. Eu diria que hoje em dia esperamos mais “realidade” das séries, coisas que se mostrem plausíveis no dia a dia, mas como você exemplificou, a cena seria bem vinda como forma de homenagem.
        Ps. Pode ficar tranquilo, vocês são minha referência em termos de reviews e coisas pra se assitir, adoro aquele calendário!

    • Castiel The Angel

      Gente, como assim tu DEU RISADA com o filme? O_O

      • Toq #1

        Sério? Eu achei muito engraçado, nem de longe aquilo lembra uma possessão de verdade, aquele vômito verde bem massinha, as insinuações de teor sexual, claro que como eu disse, pode ter assustado a audiência da época, mas hoje não funciona mais, não pra mim por exemplo

  • Nossa, o que foi aquela cena no sótão?! Me deu medinho hahaha

    • Iury Viana

      Se a série ir por essa pegada, vai ser uma ótima série de terror.

      Obrigado por comentar

  • lcp21

    Foi satisfatório a estréia, vamos ver como se comporta daqui para frente.

    • Iury Viana

      Eu tô torcendo pra série, de verdade. Eu espero que ela evolua cada vez mais.

      Obrigado por comentar

  • Rei Gelado

    Tava com pé atrás com esse negócio de reviver clássicos do horror desde o péssimo Damien, mas achei um piloto bem agradável de assistir. Os atores estavam muito bem e curti a tentativa de nos enganar sobre quem era a possuída. A música clássica tocando no final de um charme pra coisa toda.

    Remeteria mais ao clima do filme se a série se passasse nos anos 70 e tivesse uma filmagem parecida com a época, algo mais frio.

    Vamos ver no que vai dar.

    • Iury Viana

      Se fizesse isso que você falou, não seria uma releitura, mas sim uma cópia do filme, o que a série já deixou bem claro que não será. E é nos pequenos detalhes que The Exorcist mostra a força de toda a mitologia que o filme tem e que a série vai usar e quem sabe expandir.

      Mas eu ainda quero as cenas clássicas e o pazuzu aparecendo na série

      Obrigado por comentar

      • Rei Gelado

        Nada a ver, querer que a série tivesse um ar mais setentista não é pedir uma cópia do filme, pelo amor.

        • Iury Viana

          Ok, agora você me pegou huahuahuahuahua. Mas pensando, não sei se uma pegada mais anos 70 seria tão legal por se aproximar mt do filme. Não digo que seria algo ruim, mas acredito que a inserção na nossa época pode trazer desdobramentos mais interessantes. Utilizar redes sociais, Internet, a gama é muita ampla. Mas não acho uma versão anos 70 algo ruim

          • Rei Gelado

            Então, mas o lance do anos 70 seria pra dar certo diferencial, já que todas as séries que tratam ou trataram do tema nos últimos anos, se passam em épocas atuais.

            Eu não sei explicar, talvez seja coisa minha, um estilo de filmagem mais velha poderia um clima mais sombrio, aterrorizante, como Invocação do Mal é.

            Mas como eu disse, é coisa minha rs. O piloto é bom e parece que será uma temporada pequena, então dá pra manter uma qualidade boa.

  • ROGER JANSEN BASCHI

    Vômito…vômito…vômito …!!!

    • Iury Viana

      #queremosasopadeeervilha

      Obrigado por comentar

      • João Carlos

        Eu sempre imagino a cena do filme Todo Mundo em Panico 2. Hahahahzh.

  • Carolina Alvarenga

    Outcast achei muito ruim não acho dificil conseguir ser melhor

    • Iury Viana

      Eu só consegui assistir acho que uns 4 eps de outcast e abandonei. Espero que o The Exorcist não decepcione

      Obrigado por comentar

  • RenanSP

    Pior que eu gostei do piloto, as jumpscares eu tmb achei desnecessária ja que Exorcista não é filme de susto. E apesar de gostar muito do filme eu espero que a série se baseie mais no livro do que o filme, espero algo mais real e menos vômitos verdes e giros de cabeça impossíveis.

    • Iury Viana

      Mas como assim sem o vômito ou a cabeça retorcida? São cenas clássicas, querendo ou não, são aquelas que todo mundo lembra quando se fala do filme. Mas pelo menos da cabeça já vimos que não vai rolar.

      Obrigado por comentar

      • RenanSP

        são clássicas mas muito irreais, esses dias revi o filme e apesar do clima de terror esses elementos são risíveis. Prefiro a ambiguidade do livro, que nunca fala se a menina ta realmente possuída ou é doença, fica a critério do leitor, ja que ambas possibilidades são possíveis.

        • Michel Bazzo

          tu ta reclamando de algo irreal numa série que fala sobre exorcismo.

          • RenanSP

            como eu disse no meu comentário q parece q vc não leu, quero algo mais parecido com o livro, que nunca fala se é sobrenatural o que acontece ou se é agora real, uma doença. Como o titulo da série mostra ela é sobre o exorcista e não o exorcismo, não precisa ser sobrenatural, ja que isso tem aos montes na tv.

  • Marco A

    Gostei do piloto, o fato de nos mostrar tudo logo de cara pode ser estranho num primeiro momento, mas não é errado, é que estamos acostumados com séries enrolonas demais.
    O jumpscare do corvo eu gostei e os efeitos especiais também achei melhor do que de muito filme de Hollywood.
    A única pulga atrás da orelha, na minha opinião ainda é como transformar isso em série, sem virar um Outcast.

    • Iury Viana

      Mas tiveram outros jumpscares, como a escada do sótão. E isso me irritou, pq eu quero ter medo e não me assustar. E tenho que concordar, os efeitos especiais foram muito bons.

      E eu acredito que a cada temporada terá um novo arco de possessão, o que me faz ter medo. Eu espero que o roteiro derrube essas ideias e mostre que a série vai conseguir ter uma identidade própria, sem acabar sendo comparada com uma outra. Mas admito que me preocupa que ela vire um Supernatural religioso ou um Outcast.

      Obrigado por comentar

  • Castiel The Angel

    Dos pilotos que vi dessa fall season até agora, esse foi, sem dúvidas, o melhor. Achei que conseguiram captar bem a atmosfera do filme, sem soar repetitivo. Sobre os sustos, provavelmente colocaram ali por ser uma série de Tv aberta e esse recurso, querendo ou não, ajuda a torna o episódio um pouco menos monótono para a maioria das pessoas (sem contar que eles precisam dessas cenas para colocar no trailer também, né?), mas o único susto que achei forçado mesmo foi o do corvo. De resto, vamos ver com a série vai se sair, embora o fato de ter 20 e pouco capítulos encomendados me desmotiva um pouco – não tem como eles enrolarem a história durante todo esse tempo, a não ser que queiram fazer uma antologia ou caiam no erro de começar a levar a possessão para outros personagens também (como as péssimas sequências do clássico fizeram).

  • Paola Di Castro

    Emily estava lá? donde?

  • Matheus

    A série não é ruim, ela teve um bom ep. piloto, mas ela está entrando em um mercado já saturado, espero que a série inove ou faça bem aquilo que foi proposto e que não se torne mais uma na lista de séries sobrenaturais que caíram na mesmice

    • João Carlos

      Também espero isso. Tem que saber inovar.

  • João Carlos

    Era umas das poucas series que eu estava aguardando e esse piloto nao me decepcionou. Sem duvidas voltarei para mais episodios.
    As referencias ao filme. A aparição da escada foi sensacional. E me surpreendi quando o menino morre ao girar a cabeça. Deu agonia de ver.

  • Carol

    Assisti ao piloto com o pé atrás também, mas gostei muito! Bem como você disse, faz jus ao original sem ser totalmente copiado.
    Quanto a menina possuída, logo que ela sentou conversar com a irmã eu cantei a pedra. Pensei “ihhh, é a irmã boazinha que tá com o demo no corpo”.. Mas a cena da revelação foi ótima mesmo!
    Assisti de madrugada, sozinha em casa, e não precisei dormir de luz acesa. Mas, no geral, curti bastante! Terror é meu gênero favorito e estou muito satisfeita com esse início de Exorcist e AHS Roanoke! Que venha mais!

  • Acredito que não será Pazuzu dessa vez…

    De qualquer forma, a série está muito boa. Com muito clima do filme.

  • Bruno

    Não consegui me sentir a vontade com o Alfonso Herrera de padre. Achei que não combinou. Espero que me acostume logo