Os 10 Melhores Filmes de 2015

O ano das mulheres nos blockbusters

122
250

2015 foi um ano que vai ficar marcado no cinema. O ano em que vários blockbusters arrasaram nas arrecadações nas bilheterias, quebrando recordes. O ano em que franquias bem estabelecidas retornaram com o pé direito para a tela grande. E principalmente um ano marcado pelo protagonismo feminino no cinema. Nunca houve tantos filmes com tantas protagonistas fortes, decididas e que não necessitam da figura masculina como norte ou que agissem apenas como apoio para o papel masculino. As mulheres esse ano chutaram bundas!

Esse top 10 tem como objetivo escolher os melhores filmes de 2015, aqueles que se destacaram de algum modo em meio à tantos lançamentos que tivemos. O principal critério de escolha foi o de filmes lançados comercialmente em 2015 (e com comercialmente digo nos cinemas, as estreias exclusivas em festivais não contam). Não é levado em consideração bilheteria ou apelo popular e sim o contexto geral da película para a colocação nessa lista. Sem mais delongas vamos aos colocados.

10A Espiã que Sabia de Menos (Spy, 2015)

É difícil encontrar uma comédia que realmente faça rir. Em meio a tantas lançadas anualmente é uma missão hercúlea encontrar um exemplar genuíno do gênero. Felizmente 2015 nos trouxe “A Espiã que Sabia de Menos” um dos melhores exemplares da safra. O novo filme de Melissa McCarthy é uma comédia espirituosa que parodia os filmes de espionagem “padrão 007”. Uma agente de suporte que se vê como agente de campo repentinamente, em meio aos detalhes da espionagem. O filme de Paul Feig consegue arrancar risos genuínos (principalmente na versão sem cortes) e ainda prestar uma boa homenagem ao gênero da espionagem. Destaque para a atuação hilariantemente surtada de Jason Statham no seu primeiro papel de comédia, como um agente secreto nada discreto.

9Eu, Você e a Garota que Vai Morrer (Me, Earl and the Dying Girl, 2015)

Muitos podem conhecer Alfonso Gomez-Rejon como o diretor que contribui constantemente nas séries de Ryan Murphy (Glee e American Horror Story). Mas em sua segunda empreitada com diretor ele consegue criar um filme com apelo pop sem perder as raízes indies, num feito digno das películas de Wes Anderson. “ Eu. Você e a Garota que Vai Morrer” é um daqueles filmes que você começa a assistir sem muito valor, mas que lhe ganha com pouco tempo. A história de dois amigos, neutros na escola, que são especialistas em fazer parodias de grandes clássicos do cinema (uma das melhores sacadas do filme) e que acabam conhecendo uma garota recém diagnosticada com leucemia é um filme que demonstra aquelas amizades puras e verdadeiras, além do batido (mas aqui bem tratado) amor adolescente. Além disso a participação de figurinhas carimbadas das séries (Connie Brighton, Nick Offerman, Molly Shannon, John Bernthal) abrilhanta ainda mais a trama. Mesmo com o final agridoce o filme vai lhe cativar e fazer você ponderar sobre algumas coisas que pensa serem problemas e no final não são tão importantes assim. Uma jornada de amadurecimento, frente as adversidades da vida adolescente.

8Sicario: Terra de Ninguém (Sicario, 2015)

Denis Villeneuve é um diretor curioso. Seus filmes são sempre repletos de um tom soturno, sombrio e claustrofóbico. E talvez ele tenha atingido o ápice do “soturno” em “Sicario: Terra de Ninguém”. A trama sobre a dimensão e atuação dos cartéis mexicanos na fronteira México/ USA é um daquele filmes tensos, sombrios e pesados. Acompanhamos a situação através do ponto de vista de Kate Macer (Emily Blunt), uma agente do FBI que se vê envolvida na disputa entre o governo e os cartéis. Desde sua abertura chocante com corpos em paredes ao seu final cru e realista, vamos acompanhando as situações em que ninguém parece ser o que realmente é e onde as intenções veladas são mais poderosas do que as ações. Destaque para Emily Blunt que consegue transmitir a confusão que a personagem requer e a força também quando necessário. Destaque também para Benicio del Toro no papel de um misterioso consultor do governo americano que é responsável por uma das cenas mais memoráveis do filme. Remetendo ao clima de “Traffic”, “Sicario” é um daqueles filmes que expõem as vísceras do crime sem nenhum pudor. Tem boas chances de concorrer ao Oscar de 2016.

7Homem-Formiga (Ant-Man, 2015)

Com “Vingadores: Era de Ultron” sendo o mais visado filme do ano, porque “Homem-Formiga” está aqui no top 10? Simplesmente pelo fator de repetir o feito de “Guardiões da Galáxia” e mostrar uma nova faceta do Universo Cinemático da Marvel. Mesmo com a confusão envolvendo a troca de diretores, o filme consegue se sair bem, roubando os holofotes do “irmão maior”. Contando a história de Scott Lang, um ladrão, que se vê transformado num herói em meio a uma conspiração industrial, o filme demonstra o surgimento de um dos novos heróis da “casa das ideias” e utiliza a estética do “filme de assalto” para criar um tom de comédia no ponto. Destaque para Michael Peña, como o amigo de longa data de Scott e Evangeline Lilly, como Hope van Dyne e futura Vespa. O visual também foge do já utilizado, contando com boas cenas de miniaturização e uma luta interessante em meio ao um quarto de criança. Será que em 2016 teremos outro exemplar da “surpresa” nos filmes da Marvel? Bem, em 2015 já tivemos “Homem-Formiga” e foi uma grata delas.

6Kingsman: Serviço Secreto (Kingsman: The Secret Service, 2015)

Talvez o filme mais divertido da lista. A nova adaptação de HQ capitaneada por Matthew Vaughn é um filme que não só diverte, mas leva tudo à um nível tão grande de galhofa que não é possível passar incólume numa exibição da película. A história do rapaz do “gueto” que se vê com descendente de um superespião é um dos melhores filmes de ação desse ano. Vaughn e sua parceira de escrita Jane Goldman sabem como ninguém aliar um diálogo ágil e ácido com cenas de ação tão inspiradas que beiram ao non sense. Um filme que preza também pelos coadjuvantes, com um Samuel L. Jackson com uma língua presa e pavor de sangue e Sofia Boutella, como Gazelle uma assassina com pernas de lâmina, uma das melhores coisas do filme. Junte a isso uma crítica a sociedade e o consumo intenso de informação pela internet e você tem um filme perfeito. Mais perfeito ainda por ver Colin Firth chutando bundas como se não houvesse amanhã! Num ano que o exemplar de 007 foi bom, mas não foi tão bem assim, “Kingsman” é uma opção e tanto para substituir a ação inteligente que faltava na sua vida.

5Star Wars: O Despertar da Força (Star Wars: The Force Awakens, 2015)

Qual o pior temor para grande parte dos fãs de uma franquia tão aclamada por gerações do que a notícia do lançamento de um novo filme? Foram notícias e mais notícias sobrea a produção, segredos mantidos a sete chaves, mas no final das contas foi um grande respiro de alívio saindo dos fãs. J.J. Abrams pegou a já consagrada franquia de George Lucas e conseguiu dar um frescor para a geração internet. O “remake/ reboot/ sequência” traz novamente a jornada do herói para uma galáxia tão, tão distante. Antigos personagens encontram novos que igualam ou superam os grandes ícones das duas trilogias anteriores. E ainda nos apresentou Daisy Ridley, a já aclamada Rey. A nova queridinha dos fãs da saga é uma das melhores coisas do filme. Uma personagem feminina forte, segura de si, que se envolve, mas não se deixa levar pelos acontecimentos da trama. Com certeza uma das melhores adições ao novo cânone e talvez um dos melhores personagens da saga. Tivemos também um vilão bem construído: Kylo Ren (Adam Driver), um novo Sith que mesmo em treinamento talvez seja mais poderoso do que os antecessores e o novo androide mascote mais querido de 100 entre 100 pessoas que viram o filme, BB8. O filme tem seus defeitos, mas nada que abale a grandiosidade atingida pela franquia em seu retorno. Diversão na mais plena definição da palavra.

4Perdido em Marte (The Martian, 2015)

O retorno de Ridley Scott para a ficção científica não poderia ser mais diferente. Acostumados a ver o diretor transitar por ficções sombrias (Alien) e cerebrais (Blade Runner), “Perdido em Marte” acaba por ser um “feel good movie” com uma das melhores atuações da carreira de Matt Damon. Mark Watney (Damon) um cientista em missão para marte, se preso no planeta após uma tempestade de areia na qual a equipe é obrigada a partir e ele dado como morto. Com uma missão de resgate possível somente daqui a quatro anos, ele vai ter de fazer o possível e o impossível para sobreviver até lá. Mesmo com a sinopse pessimista, o filme é carregado de um otimismo latente em todos os momentos. A fotografia soberba da superfície marciana, junto ao apuro cientifico criam uma ambientação perfeita. A separação de núcleos também, com destaque para aqueles na terra, na estação espacial e com o maior de todos para o que acontece em marte. Repleto de referências pop e com uma trilha recheada de clássicos da Disco setentista que casam perfeitamente com as cenas (vai ser difícil tirar Spaceman de Bowie da cabeça por um bom tempo), “Perdido em Marte” já é um dos clássicos do gênero e um dos melhores filmes de carreira de Scott e Damon. Ficção cientifica com coração. Emoção do começo ao fim.

3Ex-Machina: Instinto Artificial (Ex Machina, 2015)

O temor de que as máquinas um dia subjuguem a humanidade é latente no cinema, que diga a saga “Exterminador do Futuro”. Mas para que ataquem é necessário a ideia de uma inteligência artificial refinada o suficiente para tal. E nesse ponto que “Ex_Machina: Instinto Artificial” acerta. A estreia de Alex Garland na direção é um misto de ficção e suspense que brinca com o quão perto estamos de atingir tão barreira. Em um futuro próximo, um programador é escolhido pelo excêntrico chefe para fazer parte de um experimento envolvendo inteligência artificial, experimento esse que consiste na aplicação do Teste de Turing em uma I.A. desenvolvida em segredo. O problema é que ela foi tão bem criada que é quase impossível não acreditar que não se trata de uma pessoa de verdade. Tratando de temas como livre arbítrio, limites de propriedade, inteligência e relacionamentos, “Ex_Machina” é um daqueles filmes que vão lhe deixar matutando um bom tempo depois sobre o quão estamos perto de que algo do tipo aconteça. Destaque para atuação do trio principal: Domhnall Gleeson, Oscar Isaac e principalmente Alicia Vikander, como Ava a androide responsável pelas viradas espetaculares da película. Uma pena que não tenha sido lançado nos cinemas por aqui. Se você curte pensar em adição a um bom entretenimento, caia de cabeça nessa obra prima.

2Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road, 2015)

Se neste final de ano vimos o despertar da força, na metade de 2015 testemunhamos o som, a fúria e o deserto idealizados com maestria por George Miller. “Mad Max: Estrada da Fúria” trouxe de volta força com total a saga de Max Rockatansky (Tom Hardy) aos cinemas, numa mistura de ação desenfreada, personagens marcantes e visual de tirar o fôlego. Apesar de o filme ser baseado nele, foi a figura de Furiosa (Charlize Theron) que roubou a cena. Theron destrói, amassa, reconstrói, samba, humilha em uma atuação poderosa. Na verdade, o conceito do feminino no mundo devastado pelas guerras é uma das coisas mais interessantes da película. Mesmo que o poder seja detido pelas figuras masculinas, são as mulheres que agem como forças da natureza trazendo a mudança necessária para a renovação em meio a destruição. Se isso já não fosse o suficiente o visual marcante, baseado numa sociedade automobilística vai ficar gravado na sua memória (sim, falo do Doof Warrior). Aliado a isso temos quase todas as sequencias de ação realizadas em loco e sem artifícios digitais e você começa a imaginar a magnitude desse filme. Os coadjuvantes também dão um show, com destaque para Nicholas Hoult, como Nux, um dos sobreviventes do apocalíptico mundo. Cinema na mais pura forma. Algo para realmente testemunharmos.

1Divertida Mente (Inside Out, 2015)

A Pixar, mesmo sendo um dos braços da Disney, tem um estilo muito mais sutil de contar suas histórias. Utilizando da figura de animação, quase como uma espécie de metáfora, a empresa conta histórias universais que atingem não só as crianças, mas em especial os adultos. Se o “hype” em torno de “Divertida Mente” já era grande, ao termino da sessão foi comprovado que não era por engano. Peter Docter (diretor dos também ótimos “Monstros S.A” e “Up: Altas Aventuras”) em conjunto com Ronnie del Carmen, criaram uma trama sobre sentimentos, utilizando uma camada velada de psicologia que é capaz de afetar o mais duro dos corações. Imagine que são as emoções que comandam o ser humano (e não são?). Assim a trama acompanha uma garota adolescente e suas emoções quando são confrontadas a mudar de cidade e com isso enfrentar as perdas, chegadas e o crescimento. Impossivel não se apegar a Alegria (Amy Poehler), rir da Nojinho (Mindy Kaling) ou se identificar com a Tristeza (Phyllis Smith). Aplicados a isso um visual lúdico e que brinca com as possibilidades da mente humana e temos o nosso campeão dos melhores filmes de 2015. Algo tão reativo que é humanamente improvável não se emocionar. Pixar fechando com chave de ouro nossa lista.

E no final, o que acharam da lista? Concordam? Discordam? Que filmes foram para vocês os melhores de 2015 e não estão na lista? Usem o espaço dos comentários para iniciar a discussão! E que venha um 2016 de filmes melhores ainda!

  • Renan

    Minha lista é praticamente igual, muda-se algumas posições e sai Homem Formiga, Espiã e Eu, Você… para entrar When Marnie Was There, Os 8 Odiados e Creed.
    Menção honrosa para Whiplash, Princesa kaguya, Beasts of No Nation e Kung Fury.

  • Messinho’

    Acho que The Revenant poderia estar nessa lista

    • Henki

      O filme nem saiu no Brasil ainda, estreia em 21 jan 2016.

    • King Size

      O Regresso é foda pra caralho, pqp

  • intell

    2015 foi de Mad Max. Não há outro pra primeira posição. Inside Out foi muito bom, mas não sei nem se colocaria em segundo, provavelmente Star Wars. Mas listas são assim mesmo, e essa de vocês está bem boa.

  • NowSilva

    Ai como eu odeio animações -.-”
    Colocaria Jurassic World na lista.

  • joao

    a espia q sabia de menos e homem formiga, serio? filmes bons, mas top 10 do ano deixando beasts of no nation, whiplash, os 8 odiados, creed, o regresso e ate mesmo southpaw fora?? WTF

    • Southpaw ruim demaisssssssssssss!

    • Michel Bazzo

      Ou tu põe os filmes que lançaram em 2015 com base nos EUA ou no Brasil.

      • joao

        “O principal critério de escolha foi o de filmes lançados comercialmente em 2015 (e com comercialmente digo nos cinemas, as estreias exclusivas em festivais não contam).” acho que isso significa que ele ta pegando o filme em relação a data de lançamento mundial.

    • Lucas Fernandes

      Whiplash é de 2014. 8 Odiados e O Regresso estrearam dia 25 lá nos EUA e só chegam no Brasil esse ano por isso não entraram.

      • joao

        pela sua logica de não colocar o regresso e 8 odiados pq só chegam no brasil em 2016, whiplash poderia entrar sim, ja q só chegou ao brasil em 2015.Lançamento8 de janeiro de 2015 (1h47min)

        • Lucas Fernandes

          Whiplash chegou ao Brasil e em 8 de Janeiro, mas foi lançado nos EUA no dia 10 de Outubro de 2014. Os 8 Odiados e O Retorno já estrearam lá, mas aqui só chegam nesse começo de ano. Ainda não vi os filmes (ambos merecem ser vistos no cinema) por isso não estão na lista. Você provavelmente viu por algum release vazado na net, por isso está considerando ambos.

  • Adorei a lista.

  • Thay

    Só por Mad Max não ser o nº1 eu já fico feliz.

  • Deivis Schuman

    Inverteria a primeira e a segunda e a terceira posição,
    Pra mim Mad Max é o melhor filme do ano, seguido por Ex Machina!

  • Eu tiraria facilmente, sem nem pensar duas vezes: Homem-Formiga, (really?) A Espiã Que Sabia de Menos, Kingsman (que eu adoro), Star Wars e Eu, Você e a Garota Que Vai morrer.

    Colocaria no lugar: Whiplash, O Ano Mais Violento, Vício Inerente, Birdman, Que Horas Ela Volta? (que vacilo celebrar as protagonistas femininas de 2015 e não citar a Jessica e a Val) e Mia Madre.

    Menção honrosa para Os 8 Odiados, que é de 2016, mas eu vi hoje e é bom pra caralhoooOooOOoOoO.

    • Mocks

      Meu jovem Whiplash, O Ano Mais Violento, Vício Inerente, Birdman são de 2014.

      • Mas estrearam no Brasil em 2015. Não foi esse o critério da lista?

        • Mocks

          Não necessariamente no Brasil, a lista conta estreias comerciais, não em festivais ou etc.

          • Ah. É que a maioria das listas dos blogs nacionais que eu sigo seguem esse critério e assumi que era o caso desta. Whatever. Minha lista do 11 melhores filmes que estreiaram no Brasil em 2015 tá aí, haha.

          • Luiz GustavoCristino

            Adorei sua lista, Dudu! Se tirar Birdman ela me representa perfeitamente! rs.

    • Lucas Fernandes

      Como dito nos comentários abaixo, grande parte desses que você citou são de 2014. O que vale é a data lá fora, já que grande parte dos lançamentos demoram a chegar por aqui. Sobre Que Horas Ela Volta, não poderia opinar sobre um filme que eu não vi. Coloca-lo na lista e fazer um sinopse generalizada seria também um “vacilo”. Só comentei sobre filmes que vi.

      • Corre pra ver! Você vai querer atualizar a sua lista, haha.

      • felipe

        então, num comentario seu pra baixo, tu disse que não colocou alguns filmes por eles só serem lançados no brasil em 2016 e aqui você fala que o que vale é o lançamento mundial, você pode explicar qual realmente vale?

        • Lucas Fernandes

          Lançamento no pais de origem, mas não estou considerando os releases vazados, então não vi ambos, logo não posso considerar ambos aqui na lista.

    • edujakel

      eu não sei nem pq existe o homem formiga…rs

      • Hahahaha É um filme legal, mas daí a ser um dos melhores de 2015? Não!

  • Lucas

    Não existe filme mais superestimado que Perdido em Marte. Até a nota no imdb dele é boa. Sério, eu sofri 2 horas porque disseram que valia a pena. O filme é um LIXO do começo ao fim.

    Alguns (tiveram inúmeros) dos detalhes que me deixaram embasbacado (CONTÉM SPOILERS): eles terem que voltar direto pra Terra por causa de uma tempestade em Marte (abandonar todos os projetos porque eles não conseguem orbitar por Marte e nem previram que isso tinha chance de acontecer), o drama com “vocês não contaram para a tripulação que eu estou vivo?”, as piadas mais sem graças do mundo (“I’m going to science the S**T out of it!” -.- ), o mundo inteiro torcendo pelo astronauta no final (sim, vamos nos reunir na Times Square/Londres/outros pra assistir um comunicado – pelo menos eles se tocaram que não tinha câmera filmando eles), os diversos erros de ciência, os incontáveis clichês, o uso excessivo de silver tape pra tudo (deve vir em um kit NASA). Por favor, esse filme deveria estar elencado nos filmes mais mal escritos considerando a produção que teve. O chefe da NASA atende o telefone e é informado que a China vai patrocinar uma nave de um projeto SECRETO (sim, só pra levar comida pros astronautas, vamos entregar essa tecnologia pra eles), o que eles responde? “Ok, I see. Thank you.” Desliga o telefone e grita: “YESSS”. Senhor, como deixaram isso sequer ser gravado?

    OBS.: Mad Max é o melhor filme do ano pra mim.

    • Gabriel

      1. Não adiantaria nada orbitar Marte já que não tinham condições de voltar para a superfície.

      2. Sobre a fita adesiva, leia: http://space.gizmodo.com/astronauts-have-done-so-so-much-with-duct-tape-and-ele-1711503831

      3. Eles cederam o uso do booster da Taiyang Shen em troca de um chinês na Ares 5. Dessa forma colocaria a China e EUA em pé de igualdade (ou mais próximos) na exploração espacial.

      • Lucas

        Desculpa amigo, você está defendendo um filme que é indefensável.
        1. A NASA apresenta hoje fotos de, pelo menos, uns 4 anos de Marte. Você acha que eles não conseguiriam saber as possibilidades de uma tempestade? Ou pior, você acredita que eles não teriam medidas para caso ocorresse? Ei, galera, fiquem aí até ocorrer algo, senão voltem direto pra Terra. Outra observação sobre o teu comentário: a tempestade ocorreu em Marte inteira? Sem contar que logo ela acabou. Lógico que daria para voltar para a superfície.

        2. Você viu a cena em que ele prende um plástico com fita adesiva para fechar o local em que estava? Logo depois mostra uma baita tempestade e a fita e o plástico aguentando. Por favor, cara.

        3. Ridículo, apenas. Falam que é uma tecnologia que eles mantiveram em segredo por anos. Mas quem liga, agora eles têm um astronauta indo pra Marte. E pra mim, trabalhar pra NASA deve ser uma frustração danada, já que eles precisam de ajuda de um maluco de fora pra dar uma ideia (inclusive usada em outro filme do Ridley) tão simples.

        Caso queira discutir sobre o filme, diga algo sobre os outros argumentos que eu disse.

        • Gabriel

          1. Eles não tinham nenhum módulo para aterrissar em Marte. Na Hermes tinha apenas um MAV (sair de Marte) e um MDV (aterrissar em Marte). O MAV foi colocado no sítio da Ares 4 e o que eles usaram para sair do planeta foi colocado lá pela Ares 2. E prever tempestades não é algo fácil. Mesmo na Terra não temos uma garantia muito alta quando feitas com antecedência muito grande. Agora, se você quer reclamar que ela era mais forte do que era fisicamente possível, sinta-se à vontade. Até o autor já disse que isto foi um erro.

          2. Mark tinha uma pasta adesiva no seu kit. A fita só era usada para juntar as duas partes. Não me lembro do quão bem adaptaram isto no filme.

          3. Você realmente acha isto um absurdo? A Taiyang Shen era mal vista pelo governo chinês por acreditarem ser um gasto desnecessário. Ela era uma sonda que enviariam para orbitar o Sol. Agora a China tinha a oportunidade de mostrar para o mundo inteiro que não era mais inferior aos EUA mas, sim, que estavam no mesmo nível. Só precisavam deixar a Nasa usar seu booster. Isto foi uma decisão puramente política que, se bem sucedida, garantiria o investimento no programa espacial chinês por vários anos. Talvez até o aumentassem.

          4. Eu achei ridículo que ninguém pensou naquilo antes. Ela também foi apresentada nos livros (não da mesma forma) e desde o primeiro capítulo já esperava que em algum momento usariam a Hermes mas nunca deram uma justificativa convincente para não o fazerem. Em defesa do livro ao menos lá tinha um diálogo onde a tripulação se comprometia a cometer suicídio e servir de alimento para a Johanssen no caso de fracassarem em pegar a carga. Assim evidenciava o quão difícil era aquele plano.

          5. Eu gostei do humor do filme mas isto é subjetivo. Não tenho como obrigá-lo a gostar de algo que não lhe agradou.

          6. Os erros científicos não me incomodaram muito pois isto é ficção científica. Não me lembro de nenhum livro ou filme de ficção científica que seja cientificamente acurado.

          • edujakel

            acho q perdeu seu tempo discutindo com o cara…ele claramente não quer entender…qto a esse tipo de discussão não tem jeito.

          • Lucas

            1. Compreendo teu ponto. Eu assisti faz tempo e não lembrava desse MDV. Embora acredite que o mecanismo pra aterrissar em Marte seja o mesmo pra aterrissar na Terra, igual eles estariam ferrados quando chegassem aqui.

            2. Ok. Na verdade minha indignação não é com o uso da fita (expressei errado no começo), mas sim com como ficou aquela cena em que ele usa o plástico e a fita e mostra aquela tempestade lá fora.

            3. “Agora a China tinha a oportunidade de mostrar para o mundo inteiro que não era mais inferior aos EUA mas, sim, que estavam no mesmo nível.” Clássico problema de filmes americanos. Não gostaria de discutir esse ponto porque acho que não vamos entrar em um acordo. Ao meu ver, a China não poderia se importar menos em ajudar a NASA e “crescer” no âmbito astronômico.

            4. Eu imagino que o livro deva ser bem melhor. Sério, uma das coisas que mais me indigna no filme foi a preguiça em algumas partes. Poxa, nem um ator magro parecido com o Matt Damon eles colocaram. E logo depois de aparecer aquele cara, aparece o Matt cheinho. Aliás, você que leu o livro, qual a finalidade da Annie Montrose? Ela pareceu um personagem extremamente avulso. Outra coisa, o diretor da NASA fica fazendo piadinhas no livro também? Ele é bem canastrão no filme.

            5. Ok.

            6. Cara, tem uma hora que o Mark Watney diz que esqueceu a parcela de O2 que expirava na hora de transformar em H2O. O erro é grotesco. Expiramos CO2 e pra uma molécula de CO2 se desprender não é tão simples assim. Eles poderiam ter falado que o gás carbônico que gerou a explosão.

          • Gabriel

            1. Eu não sou um conhecedor da área mas imagino que usam um daqueles space shuttles para enviar e trazer os astronautas das estações espaciais.

            3. Pode até ser. Eu não vi problemas pois entendi aquilo como uma questão em que o orgulho falou mais alto.

            4. Annie é porta-voz da Nasa. A função mesmo é Diretora de Relações com a Mídia. Só me lembro do Mark Watney fazendo piadas e o Major Rick Martinez dizendo que, propositalmente, abandoaram o Mark.

            6. Não acredito que as explosões se deram da mesma forma. Se não me engano no filme a explosão aconteceu enquanto quebrava a hidrazina em hidrogênio. No livro ele faz isto mas transforma o HAB numa bomba pois nem todo o hidrogênio era queimado naquela chama. Daí ele diminuiu o oxigênio no HAB e entrou lá com um cilindro de oxigênio medicinal. Ele liberava um pouco de oxigênio do tubo e usava uma faísca para causar a reação. Como parte do oxigênio que ele absorvia era eliminado quando expirava acabou aumentando a concentração de oxigênio no HAB o que causou a explosão.

    • edujakel

      eu ia entrar na discussão, mas lendo a OBS deixei quieto.
      É isso ai mesmo q vc falou…bom mesmo é tiro, porrada e bomba.

      • Lucas

        Sinta-se à vontade de entrar na discussão… Eu vou respeitar tua opinião. Quanto a Mad Max, pra mim o filme pode não ter nenhuma história magnífica, mas me deixou eufórico o filme inteiro. Acho que o filme vai bem além de tiro, porrada e bomba. Ele é linear e coerente, nem todo filme precisa buscar uma complexidade se souber aproveitar dos elementos que já tem.

        • edujakel

          serio? eu achei a história bem tosca. todo aquele mundo futurista bem bleh…a história das gravidas muito previsível e sem sentido.
          eu estou jogando o jogo MadMAx, q é bem fiel ao filme, e cada vez dá pra perceber o quão fraca é a retratação de um futuro apocalíptico.
          Quanto à euforia, concordo o filme é emocionante do começo ao fim. Apesar de algumas passagens meio estranhas, uns embates que “ficam pra depois” não sei pq.

          • Lucas

            Eu não conhecia nada da história, nem os filmes antigos. Entrei na onda do filme e me senti muito bem depois. Mas entendo que pra quem busca um bom roteiro e quem tinha uma ideia diferente do futuro este não é o melhor filme.

    • Walber Lima

      Obrigado cara, achei esse filme uma tremenda bosta também, perdi 2horas e pouco , o que mais me incomodou nem foram as incoerências científicas e sim as piadinhas que achava tudo forçada e sem graça, principalmente na situação que a pessoa estava.

  • Henki

    Excelente lista. Inverteria algumas posições, mas dos filmes da lista só não conferi ainda Sicario e Me, Earl and the Dying Girl, que já inclui na watchlist. Pessoalmente, colocaria Mad Max e Kingsman no top 2, pois foram os que mais me surpreenderam.

  • richard

    1
    Birdman (2014)

    2
    Ano mais Violento (2014)

    3
    Expresso do amanhã (2013)

    4
    Sicario

    5
    Divertida Mente

    6
    Mad max

    7
    Dois Dias, Uma Noite (Deux jours, une nuit 2014)

    8
    Phoenix (2014)

    9
    Missão Impossível 5

    10
    Star Wars 7

    11
    Vicio Ineremte (2014)

    12
    Obediência (Compilance 2012)

    13
    Homem Irracional

    14
    Perdido em Marte

    15
    Ex machina

    16
    Tomorrowland

    17
    Mistress America

    18
    Timbuktu (2014)

    19
    Honeymoon (2014)

    20
    Colina Escarlate

    21
    Kinsgsman (2014)

    22
    Livre (2014)

    23
    FoxCatcher (2014)

    24
    Vingadores 2

    25
    A Incrível História de Adaline

    26
    Presente

    27
    Negócios mortais (Not safe for work 2014)

    28
    Babadook (2014)

    29
    007 Spectre

    30
    Exterminador do Futuro 5

    31
    Casa Grande

    32
    Jurassic Park 4

    33
    Jogo da imitação (2014)

    34
    Terceira Pessoa (2013)

    35
    Olhos Grandes (2014)

  • Gabriel Campanha

    Gosto maisndas listas series

  • Alan

    Bridge of Spies (2015)
    Black Mass (2015)
    The Peanuts Movie (2015)
    The Revenant (2015)
    The Stanford Prison Experiment (2015)
    Youth (2015)
    Tangerine (2015)
    Que Horas Ela Volta? (2015)
    Inside Out (2015)
    Mad Max: Fury Road (2015)

    Menção honrosa:
    Sicario (2015)
    Carol (2015)
    Room (2015)
    Beasts of No Nation (2015)

    Ainda faltam Spotlight, The Danish Girl, 99 Homes e The Big Short que devem entrar em uma das duas listas acima.

  • Allan Fábio Carnaúba

    Divertida mente super merecido em primeiro lugar.

  • Andre Ramos

    Nao vi 2 da lista e to com Sicario no Hd pra ver o que farei hoje. Detesto filmes “nao” pipocas – nao tenho mais saco pra dramas, romances e afins – vejo as series pra isso e dessa lista tiraria o filme “O espiao que sabia de menos” que eh um lixo (nao vi nem 15 min) e colocaria Jurassic World que me divertiu bastante no cinema. E pra mim, Kingsman esta no top 4 dos mais divertidos de 2015, ao lado de Mad Max e Star Wars. Divertidamente eh DISPARADO o melhor filme do ano. Pela primeira vez nao consegui segurar as lagrimas num filme… Pixar eh foda.

    Soh pra fugir a regra, vi Ponte dos Espioes esses dias por causa de Spielberg/Hanks. Esse eh muitoooo bom. Hanks eh um puta ator e mesmo no automatico arrebenta. Recomendo.

    • vinland

      Veja sicario cara, acho que vc vai curtir muito, eu gostei demais, e tem umas cenas bem pesadas

  • King Size

    O melhor filme de 2015 foi O Regresso. Que filme foda do caralho

    • Lucas

      Infelizmente,no Brasil só chega mês que vem.

  • LucaSP

    Cara, leva mal não, mas achei sua lista bem limitada no eixo US/UK.

    Não sou muito de cinema. Vi apenas oito filmes desse ano. O melhor, sem sombra de dúvidas e espaço para os demais, foi “Inside Out”, seguido por “Que Horas Ela Volta?”, “It Follows”, “Branco Sai, Preto Fica”, “American Sniper”, “The Visit”, “Black Mass” e “Avengers: Age of Ultron”. Com exceção dos dois últimos, achei todos ótimos para cima.

    • Izaias teodoro

      American Sniper é de 2014.

  • G Factor

    Quem não viu “A espiã que sabia de menos” veja! MTO ENGRAÇADO! Chorei de rir, literalmente.

  • Rafa Silveira

    Eu trocaria todo top 3. Detestei Ex Machina e achei Mad Max e Inside Out só ok.
    Meu top 3 hoje seria Sicario, The Walk e The Peanuts Movie, mas ainda tem 3 filmes que eu quero ver que poderiam mudar isso.

    • Andre Ramos

      Esse Peanuts Movie é aquele do Snoopy? é bom mesmo!? tava pensando em esperar sair dublado pra ver com os moleques, mas se é bom, vejo antes, eheh!

      • Rafa Silveira

        Eu gostei bastante. É bem simples, mas muito cativante.

  • Ronaldo

    Achei impecável a lista mas não tem como agradar todo mundo, até em uma lista com top 100 ia ter gente reclamando que algo deveria estar.

  • Alan

    The Danish Girl é muito bom, entra no meu top 10. Agora vou ver Spotlight

  • Camarada Moderado

    Meu top 3 Seria: Que Horas ela volta, Mad Max e Divertida Mente. Gostei da lista, bem coerente.

  • Izaias teodoro

    Achei boa demais a lista, mas colocaria The Revenant também, pois o filme é de 2015, Mad Max é um primor, melhor filme de ação dos últimos anos, Ex-Machina eu achei sensacional e muito reflexivo. Eu vi Sicario ontem, gostei demais, mas a personagem principal foi super mal aproveitada, fez nada no filme, nem se pode chamar ela de protagonista.

    • Ricardo Gelatti

      Exatamente por isso que foi ótimo, pela forma que ela foi “usada” na operação.

  • Juliane Ivanow

    Kingsman! <3

  • Kingsman tem como destaque as cenas de luta, mas o fim é horrível, muito sessão da tarde.
    Homem-formiga no TOP 10? Que morte terrível!!!
    O resto tá coerente

  • Cássio

    Eu, Você e a Garota que Vai Morrer, Sicario e Homem-Formiga (que é bem legal, mas pra Top 10 é demais) não entrariam na minha lista mesmo.

    Mad Max foi o filme mais superestimado do ano, mas acho que tá legal pra um pegar o Top 10.

    Mas o resto da lista tá ótimo, Divertida Mente foi a coisa mais incrível que a Pixar fez depois de Toy Story e Kingsman foi a surpresa do ano.

  • Daniel

    Esse Oscar Isaac com essa barba e cabelo undercut. Meu Deus do ceu. Casa comigo. Tesão de homem, lindo demais

  • LunaB

    Que bom ver Divertidamente em 1º lugar aqui. Esse filme é absolutamente adorável. Perfeito do princípio ao fim. A criatividade no enredo, nos personagens, nas imagens, é algo simplesmente notável. Sem falar na mensagem que deixa, relacionada ao significado de nossos sentimentos básicos. E como a doce Tristeza me emocionou… E a lição relacionada a ela foi incrível.
    Não tenho vergonha de dizer que essa animação me comoveu como um filme não fazia há um bom tempo.

  • Arthur

    Achei Homem-Formiga bem nada a ver nessa lista. O filme é melhor do que eu esperava, mas não passa de “bom”. Gostei muito de Divertida Mente, mas Mad Max: Fury Roda é insuperável.

  • Alan

    Spotlight também é outro filmão, fácil no top 10

    • lly

      Só chega no Brasil em 2016

      • Alan

        Não costumo acompanhar o calendário brasileiro, sigo o calendário do país de origem. Apesar de ter visto hoje (03/01) Spotlight ele entra no meu top do ano de 2015.

        • Tom

          Eu tb acompanho o calendário de lá. Mas só vejo estreias no cinema. Ou seja, na maioria das vezes, só blockbusters acompanham meu calendário.

          • Alan

            Queria ter essa paciência, mas a ansiedade não deixa.

            Wes Anderson, Denis Villeneuve, Darren Aronofsky, Irmãos Coen e David Fincher eu sempre tento ver no cinema, pois são diretores que eu gosto muito, porém se o release sai antes do filme estrear eu não aguento. E como não gosto muito de blockbusters eu tenho cada vez ido menos ao cinema, o que acho uma pena.

  • Gabriel Nascimento

    Mad Max overrated zzzzz

    Pelo menos deuo topo pro melhor do ano mesmo, nada supera Divertida Mente, mas senti falta de A esperança Parte 2

  • Joao Victor

    Pra mim Divertidamente é MUITO mais filme que Mad Max, que bom que vocês colocaram em primeiro. Só acho que Whiplash deveria estar ai, e bem no top, filmaço.

    Ps. Whiplash é de 2014, mas lançou no Brasil em 2015, e presumo que The Hateful Eight e The Revenant só não estão na lista porque ainda não lançaram aqui no Brasil, então Whiplash era pra ter entrado facil ai, mas lista é lista né…

    • Ruth Aparecida

      Realmente, whiplash é um filmaço! 😀

    • Cayo

      Whiplash é do ano passado, gente.

      • Joao Victor

        “Ps. Whiplash é de 2014, mas lançou no Brasil em 2015, e presumo que The Hateful Eight e The Revenant só não estão na lista porque ainda não lançaram aqui no Brasil”

    • Lucas Fernandes

      Whiplash foi lançado em Outubro de 2014 lá fora. Essa janela de lançamento aqui no Brasil acaba complicando as coisas, o que fez com que os que você citou não entrarem na lista. Como posso falar de um filme que ainda não vi?! (E sim, sei dos releases vazados, mas prefiro ver os dois no cinema).

      • Joao Victor

        Ah, então você colocou os que lançaram em 2015 nos EUA, mas você ainda não viu The Hateful Eight e The Revenant. Agora eu entendi, achei que você tinha feito a lista com base nas datas em que foram lançados aqui no Brasil.

  • Patrícia

    Everest não valia, pelo menos, uma menção honrosa?

    • lly

      É tão chato esse filme, não me importei com a morte de ninguém 🙁

      • Patrícia

        Nossa

        • edujakel

          eu achei um filmao. mas não consegui me importar com ninguém, além do Rob e do outro que ficou subindo e descendo feito besta (mas esse só me importei pq o ator era famoso e achei q ia fazer algo a mais).

          • Patrícia

            “…ficou subindo e descendo feito besta” kkkkkkkkkk

          • edujakel

            ehehhe…esqueci o nome dele. Mike? o guia da outra expedição.

          • Alípio

            Everest foi a minha decepção do ano. Esperava muito dele.

          • edujakel

            olha, eu nem sabia da existência dele. só baixei pq não tinha nenhuma série pra ver e vi a legenda no legendas.tv então fui de coração aberto…rs
            mas achei simplao o filme…entendo q se vc estava com esperanças, tenha se decepcionado.

          • Patrícia

            Scott!
            Mas o “subindo e descendo feito besta” foi a melhor definição. Haha!

  • lly

    Só não vi Eu, Você e a Garota que Vai Morrer, não sei se todos entrariam no meu top10, mas são ótimos filmes. Sicario dá um nervoso, uma angustia, mas é muito bom.

  • Divertida Mente <3

  • Luis Fernando

    Velozes e Furiosos 7, Ultron, Jurassic e Mad Max foram meus queridinhos. Mas estou esperando essa chuva de filmes do Oscar/Globo de Ouro, deve ter varias obras-primas para serem vistas.

  • Nando

    Jurassic World e Mad Max são os melhores do ano!

  • Ricardo Gelatti

    Meu top 5:

    1. Sicario
    2. O presente
    3. Missão Impossivel 5
    4. Perdido em Marte
    5. Aliança do Crime

    Pretendo assistir em breve:

    Star Wars, Ponte dos espiões, Kingsman

    Fica difícil até fazer um top 10 sem Whiplash, Selma, Jogo da Imitação e Sniper Americano.

    Não curti Mad Max , Ex-Machina e Homem-Formiga hehhehe

    • Alípio

      Vc está misturando filmes de 2014 com 2015.

      • Ricardo Gelatti

        Só tem filme de 2015 na lista. O que eu argumentei é que fica difícil fazer uma lista sem os filmes do oscar (que são de 2014).

  • Marcelo

    Divertida mente realmente é fantástico.

  • Nara

    Adorei “Divertida Mente” no topo da lista! Um filme que realmente brinca com metáforas e deixa uma reflexão profunda sobre o funcionamento da mente humana. A animação também alia muito bem a diversão e a emoção! Confesso que me surpreendi com a presença de “Homem-Formiga” na lista… Não li muitas críticas positivas acerca da produção, mas também considerei um ótimo filme de herói da Marvel (e olha que nem gosto muito assim de “Os Vingadores”).
    Adoro quando o Série Maníacos se aventura no mundo dos filmes! Boas dicas! 🙂

  • Andre Ramos

    Acabei de ver Ex Machina… é interessante, e só. Muito arrastado e bemmm longe dos melhores do ano. Deveria ter visto Sicario ou Hateful Eight…. fica pra proxima semana !

  • Mariane

    Inside Out: ❤

  • Evilson Marcos Rodrigues

    Olha Concordo com essa lista!

  • edujakel

    parece q alguns da lista só entraram pq tem mulheres. longe de mim ser acusado de ser machista (não me importo na verdade), mas esse feminismo todo chega a ser tao boring…
    alguns muito bons na lista, mas nem todos chegam a ser “melhores de 2015”.
    Homem Formiga achei uma droga…só efeitos especiais legais. Mad Max é tiro, porrada e bomba, história fica anos luz longe dos 2 primeiros.
    Kingsman foi show de bola.
    Estou doido pra ver Divetidamente e o Star Wars.
    E com certeza não verei o filme Spy.

    • Alípio

      Deveria ver “Spy”. É uma boa comédia. Independente da tentativa atual de evocar o feminismo.

      • edujakel

        não sou muito fã da atriz não. Mike and Molly eu achava um porre, mas era tao aclamada, q nem entendo.

  • Alan

    Hoje saiu a legenda do The Big Short, então hoje atualizo novamente a minha lista. Fica faltando de filmes de 2015: Concussion e 99 Homes.

    E que fevereiro chegue logo trazendo Hail, Caesar!

  • Cássio Ribeiro

    The Danish Girl saiu esse ano, nao? Se for bom igual ao trailer, eh/vai ser simplesmente fantastico

    • Alan

      Mundialmente no ano passado, no Brasil esse ano (se sair aqui). Achei o filme muito bom

  • Marissa Sousa

    Preciso me atualizar nos filmes !! Dessa lista só vi ”A Espiã que Sabia de Menos” que por sinal é muito bom e “Perdido em Marte”, também um ótimo filme !!!

    • Magnosama

      Sim, vc precisa.

  • shinodaluk

    Divertidamente é genial em muitas camadas, toda a alusão que eles fazem a momentos da vida é tão perfeita, uma masterpiece e posso dizer que um dos melhores filmes da década. Assisti tão sem pretensão e lá estava eu chorando e me identificando em tantos momentos, a lição final é tão linda que só de pensar já me vem aquela vontadezinha de chorar. Incrível o filme que veio para tapar buraco do Bom Dinossauro (que não chega nem perto no nível de profunidade, genialidade, qualidade, sutileza)

    • Rodrigo

      Qual a lição final? Eu juro que não entendi. Tenho q ver esse filme de novo, e olha que chorei litros.

      • Katy

        Desculpa me meter, rsrrs, mas a lição que eu tirei de Divertida mente, é que embora não devamos ser dominados pela tristeza, ela é necessária e também ajuda a formar nosso caráter, além de que temos que desapegar de algumas coisas pra seguirmos em frente, como o Bing Bong que teve que ser esquecido pra Tristeza e Alegria seguirem a jornada.

        • Rodrigo

          Seja bem vinda Katy, na verdade acho q entendi então o final qdo assistí , mas achei tão simples, já vi isso em vários filmes, livros e séries mas como a animaçao foi tão elogiada acho q esperava mais, achei esta lição muito óbvia e clichê, estava tão bem falada, esperava mais, a expectativa não correspondeu 100%, mas ainda assim a animação é incrível e merece o Oscar(que me parece já estar garantido).

  • DANIEL

    MELHORES PERSONAGENS DO ANO:

    TRISTEZA E BB8

  • Magnosama

    Cara,
    coloque Mad Max em primeiro,
    que de resto eu nem reclamo.

    Minto, uma lista que não tem OS 8 ODIADOS não pode ser levada à sério.

    1 – Mad Max
    2 – Os 8 Odiados
    3 – resto…

  • Alípio

    Listas são complicadas sempre, mas gostei desta. De repente mudaria a ordem de alguns, mas nada grave.

    O que me incomoda mesmo é não incluírem “Que horas ela volta?”, ótimo filme.

  • Alípio

    Ex-Machina está em todas as listas. Baixei ele, espero que não seja um hype equivocado.

    • Anderson Reinert

      Vai do gosto pessoal de cada um, mas eu achei um filme excelente, pena que foi pouco divulgado, assisti por indicação porque nem sabia que existia….

  • Gilberto Abreu

    Corrijam ai, a música do Bowie é Starman e não Spaceman como vocês escreveram.

    A minha ordem é a seguinte:

    1) Mad Max
    2) Kingsman
    3) Inside Out
    4) Star Wars
    5) The Martian

  • Franco

    Perdido em marte é uma tolice americana superestimada.
    Mad Max é surpreendentemente bom.

  • Maycon Dible

    Me desculpem, mas Kingsman está no meu coração para sempre. ❤

  • Katy

    Concordo com: Mad Max, eu não sou fã de filmes de ação desenferada, mas este, fala sério, que filme, que fúria, que música, fotografia, liiiindoooo.
    Divertidamente: Filme extremamente sensível, engraçado, profundo e com aquela inocência de criança.
    Star Wars: Como fã da saga, senti que eles honraram o legado do filme, e ainda apresentou pra uma nova geração.
    Perdido em Marte: Que filme legal, engraçado, político e inclusivo, amei, e Matt Damon conseguiu segurar quase todo o filme numa atuação excelente, confesso que não pensei que riria tanto com este filme como eu ri.
    Homem Formiga: Não foi o melhooor filme de heróis que já vi na vida, mas foi o melhor filme de herói de 2015 ( Era de Ultro e Quarteto, sim foi uma indireta)
    Falta assistir alguns, mas a lista está ótima.

  • Laís

    Conclusão: 2015 foi um mau ano para filmes.