Mr. Robot 2×03: eps2.1_k3rnel-pan1c.ksd

Às vezes o sistema trava de uma tal forma, que só um reboot resolve

62
837

Kernel Panic é aquele momento em que os usuários de Linux e Mac vivem o seu dia de Windows com a sua famigerada “Tela Azul da Morte”. Apesar de todos os protocolos de segurança, qualquer sistema operacional está sujeito a esse infortúnio e a única solução é rebootar, ou seja, reiniciar do zero. Às vezes, porém, o sistema está tão corrompido, que nem isso resolve.

Analogamente, Elliot tentou reinicializar o seu sistema seguidas vezes para superar seus constantes “pânicos de núcleo”, porém, nada adiantou e o jeito teve que ser resetar o hardware (e torcer para que isso fosse suficiente). No mundo digital, esse reset pode ser feito formatando o hard disk e reinstalando o sistema ou metendo uma agulha naquele buraquinho escondido, porém, para um cérebro avariado, nada melhor do que deglutir pílulas de Adderall como se fosse pipoca e ficar uma semana sem dormir.

Adderall foi originalmente desenvolvido para tratar TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade), no entanto, por aumentar demais a capacidade de concentração, tem sido vastamente utilizado nos e-sports (jogadores de LoL, DotA, CS – eu estou falando de vocês) e em tratamentos “estéticos”, pois um dos efeitos colaterais é a perda de apetite. A estratégia de Elliot de tentar uma overdose do medicamento para “zerar a mente” falhou miseravelmente, haja visto que mal o efeito do psicoestimulante acabou, papai Mr. Robot voltou a assombrá-lo. Adorei demais o Elliot ter escrito o código semelhante a um Kernel Panic no seu diário.

Porém, se o resultado final não foi satisfatório para o ex-líder da FSociety, serviu para nos dar várias pistas do que realmente pode estar acontecendo em seu redor. O principal e mais recorrente delírio de Elliot é o seu alter ego Mr. Robot (até onde sabemos), portanto o mais difícil de ser dissolvido. Se nos 5 dias que ele ficou chapado pela anfetamina do Adderall conseguiu extirpar esse fantasma da sua rotina, seria justo afirmar que tudo o que restou é real?

Apesar de adorar a teoria que ele está internado num hospício, vivenciando uma realidade turva (leia aqui), teria lógica se tudo o que restou fosse real. Sendo assim, ele estaria de fato numa casa estranha, sozinho, frequentando quadras de esportes e sim, Ray seria real. Por outro lado, do mesmo jeito que seu pai sumiu, sua mãe, Leon e Hot Carla também tiveram o mesmo destino, muito provavelmente pela ação do hiperdosagem.

Outros indícios que Ray existe de fato (e não é mais um alter ego de Elliot) foram as cenas que ele aparece isolado de Elliot. Primeiro conversando sozinho e depois pressionando agressivamente um profissional de TI a recolocar no ar sua plataforma cyber-criminosa captadora de Bitcoins. Se eu tivesse que apostar, diria que o Ray se envolveu em algum tipo de site de apostas ilegais (ou sexo, mas ainda acho que é jogo) e sofreu ataque de grupo hacker perdendo todos os recursos.

O fato é que ele precisa de Elliot para fazer a migração da plataforma e a forma como ele o aborda difere demais das atitudes criminosas mostradas na cena anterior. Ele sabe que Elliot é um maluco e ele tem experiência em lidar com pessoas que estão perdendo a sanidade. Alie isso à facilidade com que o convence a ir até a sua casa (ou escritório) e o fato dele saber da existência da diário e somos obrigados a admitir o quanto é plausível que ele seja, de fato, uma espécie de inspetor/segurança de um hospício onde Elliot esteja internado.

Outra pista que corrobora levemente com a teoria é o fato de Darlene saber onde ele está. Com Mobley e Trenton em pânico pelo assassinato de Romero, ela diz para ambos que poderia conversar com o irmão, não causando nenhum tipo de surpresa para os mesmos. Assim, fica claro que ele não está desaparecido e, como o seu estado o incapacita de estar morando sozinho, resta a opção quase óbvia do manicômio.

Sobre a morte de Romero, adentrando o mundo indiscutivelmente real da série, abre um plot policial, mostrando que além dos resultados práticos do ataque à Evil Corp não terem surtido os efeitos desejados, as consequências destes atos podem ser ainda mais devastadoras. Por um lado, existe alguém caçando a FSociety e matando seus membros, por outro, isso abriu as portas para o FBI chegar até eles. E, para complicar ainda mais, para que a Revolução não morra, é precisa que eles façam cada vez mais ações contra a E Corp, se expondo ao ataque dos seus dois antagonistas. Vida dura para Darlene e cia… E quem diria que “FSociety” viria de “Fun Society”?

Quanto à personagem Dominique DiPierro, interpretada pela belíssima Grace Gummer (Extant), não poderia ter balanceado melhor a trama. Solitária, viciada em tecnologia (Hello, Alexa) e cheia de trejeitos tão desajeitados, quanto meigos, é fascinante acompanhar sua trajetória. Mais uma mulher muito forte na trama. Não acredito que Gideon revelou para ela tudo o que sabia, pois neste episódio ela não foi atrás do Elliot, porém a sua sagacidade deve colocá-la defronte para o arquiteto do atentado em breve.

E, por fim, a incógnita participação de Angela. Para mim, a sequência mais morna deste episódio. Philip Price é uma raposa que manipula Corporações e Governos e é evidente que a menina não é páreo para ele. No piloto (duplo) já tinha ficado claro que ela estava fascinada pelo dinheiro e poder e que deixaria para um segundo momento o plano de derrubar a E Corp por dentro. Qual seria a utilidade de colocá-la nesta posição de ter que denunciar colegas que cometeram deslizes, mesmo parecendo ser boas pessoas? Seria um teste para Philip quantificar sua ambição e lealdade ou uma situação criada para a personagem repensar se vale mesmo a pena desistir da vingança? Confesso que eu preferiria vê-la mudando de lado pra valer.

Encerro a review desta semana, fazendo um paralelo deste episódio com o 1×4, no qual a loucura tomou conta do enredo. Da mesma forma que adorei aquele, amei este, porém, entenderei perfeitamente as pessoas que reclamarem do foco central na loucura do Elliot, ao invés da cultura hacker. Vamos começar a discussão das teorias?

Até semana que vem.

Cena pós créditos da review: “Ale volta até o computador e afirma para os leitores que Tyrell está morto e toda aquela ligação foi fruto da mente perturbada de Elliot”.

  • Neto

    Como eu sei que Tyrell está morto. A cena que Elliot fala no telefone, me lembrou uma cena em que Norman Bates fala com a mãe ao telefone no Psicose 2. Coincidência? Só uma referência? Dica?

  • Neto

    Como eu sei que Tyrell está morto. A cena que Elliot fala no telefone, me lembrou uma cena em que Norman Bates fala com a mãe ao telefone no Psicose 2. Coincidência? Só uma referência? Dica?

  • Capitã Marvel

    PARA COM ESSA DE QUE TYRELL TA MORTO

  • Capitã Marvel

    PARA COM ESSA DE QUE TYRELL TA MORTO

  • San Ramon

    O Price é também um ótimo personagem, eu não tinha reparado tanto nele até aqui. A sua aposta é genial, seja qual for o movimento dela deixará pra ele muito claro o que a motiva agora: ambição ou vingança.

  • San Ramon

    O Price é também um ótimo personagem, eu não tinha reparado tanto nele até aqui. A sua aposta é genial, seja qual for o movimento dela deixará pra ele muito claro o que a motiva agora: ambição ou vingança.

  • cecilia

    minha ocupação agr: perder cenas pós créditos nos filmes e nas séries

    • cecília

      agr que eu entendi que era cena pós créditos da review kkkkk

  • cecilia

    minha ocupação agr: perder cenas pós créditos nos filmes e nas séries

    • cecília

      agr que eu entendi que era cena pós créditos da review kkkkk

  • edujakel

    qual foi a cena pos creditos? sera q nao vi?

    eu to gostando do plot da Angela. Inclusive ela fazendo mantra de bonita, pronta pra se oferecer pro chefao, qdo ele aparece com mais 2 caras. A cara dela de perceber q nao era um date foi boa. E o choque qdo ele conta tudo pra ela foi melhor ainda. o poder corrompe.

    Eu nao entendi como a detetive chegou à conclusao de voltar a casa do hacker. o que ela viu naquela lista de agentes? o nome dela mesmo? pq deu esse insight?

    EU to meio indeciso sobre a atuacao do Malek. Nao sei se acho muito boa ou muito estranha. rs

    • Flávio Nascimento

      A cena pós crédito é da review e não do episódio rsrs

      • edujakel

        rs…achei q tinha tido alguma cena pós credito, que fez o Ale voltar e afirmar sobre o Tyrel.

    • thiago

      Não tenho certeza, mas acho que na lista tinha o nome Omar, que eu acho que é o hacker gordinho de óculos (Não lembro o nome dos personagens com facilidade hehe!).

    • San Ramon

      Eu tava pensando que o chefe faria ela transar com os três. Não seria algo de todo impossível – e comum, no mundo corporativo.

      • edujakel

        acho q já era vc projetando um desejo interior….ahahahhaha

    • Alexandre Bonfá

      Edu, a “cena pós crédito” foi só uma brincadeira meta-linguística da review… Desculpe-me se eu causei confusões. 😉

      • edujakel

        eu tinha entendido isso…mas depois vi uns comentários que me deixaram na dúvida.
        No aguardo de sair a legenda do 4. Bora quebrar tudo Elliot…

    • willian_as

      A lista contém nomes e contatos do FBI, além de ter o nome da própria Dominique(a detetive) tb tem um tal de Leslie Doblet(duas linhas abaixo do da detetive). O hacker morto era conhecido apenas como Romero, mas quando a detetive volta a casa dele, nós “descobrimos” na conversa com a mãe q o primeiro nome dele é Leslie. Pode ser mais uma teoria ou viagem total, será q o cara era um agente de FBI????!!!! rs

  • edujakel

    qual foi a cena pos creditos? sera q nao vi?

    eu to gostando do plot da Angela. Inclusive ela fazendo mantra de bonita, pronta pra se oferecer pro chefao, qdo ele aparece com mais 2 caras. A cara dela de perceber q nao era um date foi boa. E o choque qdo ele conta tudo pra ela foi melhor ainda. o poder corrompe.

    Eu nao entendi como a detetive chegou à conclusao de voltar a casa do hacker. o que ela viu naquela lista de agentes? o nome dela mesmo? pq deu esse insight?

    EU to meio indeciso sobre a atuacao do Malek. Nao sei se acho muito boa ou muito estranha. rs

    • Flávio Nascimento

      A cena pós crédito é da review e não do episódio rsrs

      • edujakel

        rs…achei q tinha tido alguma cena pós credito, que fez o Ale voltar e afirmar sobre o Tyrel.

    • thiago

      Não tenho certeza, mas acho que na lista tinha o nome Omar, que eu acho que é o hacker gordinho de óculos (Não lembro o nome dos personagens com facilidade hehe!).

    • San Ramon

      Eu tava pensando que o chefe faria ela transar com os três. Não seria algo de todo impossível – e comum, no mundo corporativo.

      • edujakel

        acho q já era vc projetando um desejo interior….ahahahhaha

    • Alexandre Bonfá

      Edu, a “cena pós crédito” foi só uma brincadeira meta-linguística da review… Desculpe-me se eu causei confusões. 😉

      • edujakel

        eu tinha entendido isso…mas depois vi uns comentários que me deixaram na dúvida.
        No aguardo de sair a legenda do 4. Bora quebrar tudo Elliot…

    • willian_as

      A lista contém nomes e contatos do FBI, além de ter o nome da própria Dominique(a detetive) tb tem um tal de Leslie Doblet(duas linhas abaixo do da detetive). O hacker morto era conhecido apenas como Romero, mas quando a detetive volta a casa dele, nós “descobrimos” na conversa com a mãe q o primeiro nome dele é Leslie. Pode ser mais uma teoria ou viagem total, será q o cara era um agente de FBI????!!!! rs

  • Cesar

    Ainda to com um pé atras… esse episodio teve mais de 1 hora e me peguei umas 4 vezes vendo quanto tempo faltava pra acabar. Continuo so interessado pelo Elliot, espero que a trama dele se misture com a dos outros logos, pq ver os outros personagens secundarios e suas tramas chatas da não.

    *Esqueceu de falar da cena mais nojenta do ano (Porra Eliot) e outra cena que gostei bastante foi a do discurso no Elliot no grupo, hahahaha. Ache que viria mais um bla bla bla sobre religião, mas ate que trouxe umas frases legais, e o melhor foi o choque do Eliot quando percebe que falou em voz alta hauhauhauhauhauahuah

    • The Man Machine

      Elliot resgatando os aderal no leite ninho foi foda mesmo kkkkk

      • Walber Lima

        Foi uma das cenas mais nojentas que já vi em uma série acho rsrs.

        PS: Atrasado mas adorei a agente do FBI, a atriz me conquistou na primeira cena e já torço pela personagem. E o episodio durar 1h foi tenso, toda hora torcia para acabar o episodio, e as cenas de Angela para mim sempre são interessantes, pq ainda to tentando entender a personagem, e adoro o enquadramanto das cenas na tela, e como a atriz tá interpretando, para mim tá sensacional

    • edujakel

      achei bem pesado o discurso dele pro grupo. mesmo sendo cristao, eu curti os argumentos.

  • Cesar

    Ainda to com um pé atras… esse episodio teve mais de 1 hora e me peguei umas 4 vezes vendo quanto tempo faltava pra acabar. Continuo so interessado pelo Elliot, espero que a trama dele se misture com a dos outros logos, pq ver os outros personagens secundarios e suas tramas chatas da não.

    *Esqueceu de falar da cena mais nojenta do ano (Porra Eliot) e outra cena que gostei bastante foi a do discurso no Elliot no grupo, hahahaha. Ache que viria mais um bla bla bla sobre religião, mas ate que trouxe umas frases legais, e o melhor foi o choque do Eliot quando percebe que falou em voz alta hauhauhauhauhauahuah

    • The Man Machine

      Elliot resgatando os aderal no leite ninho foi foda mesmo kkkkk

      • Walber Lima

        Foi uma das cenas mais nojentas que já vi em uma série acho rsrs.

        Comentar Atrasado sobre o episódio mas adorei a agente do FBI, a atriz me conquistou na primeira cena e já torço pela personagem. E o episodio durar 1h foi tenso, toda hora torcia para acabar o episodio, e as cenas de Angela para mim sempre são interessantes, pq ainda to tentando entender a personagem, e adoro o enquadramanto das cenas na tela, e como a atriz tá interpretando, para mim tá sensacional

        PS: Tyrell não pode estar morto, por favor 🙁

    • edujakel

      achei bem pesado o discurso dele pro grupo. mesmo sendo cristao, eu curti os argumentos.

    • Johann

      um cara drogado com a mente toda fudida que acha q tem razão, representou os ateus toddynho da internet kkkkkk

  • Thiago Lins

    PUTA MERDA, EU PERDI A CENA PÓS CRÉDITOS

  • Camila

    Sério, da um Emmy pro Rami A G O R A !

  • Camila

    Sério, da um Emmy pro Rami A G O R A !

  • Rhyan

    Minha teoria de que ele está preso (num presídio mesmo) ficou um pouco abalada. Isso de “cena após crédito” me assustou…. hahaha termo infeliz.

    • Alexandre Bonfá

      Corrigi.

  • Rhyan

    Minha teoria de que ele está preso (num presídio mesmo) ficou um pouco abalada. Isso de “cena após crédito” me assustou…. hahaha termo infeliz.

    • Alexandre Bonfá

      Corrigi.

  • Jaime Guimarães

    A cena da igreja! <3

    • Thiago OC

      <3

    • Alexandre Bonfá

      Jaime, vou até colocar aqui o discurso completo! Foi muito poderoso!

      “Is that what God does? He helps? Tell me, why didn’t God help my
      innocent friend who died for no reason while the guilty ran free? Okay.
      Fine. Forget the one offs. How about the countless wars declared in his
      name? Okay. Fine. Let’s skip the random, meaningless murder for a
      second, shall we? How about the racist, sexist, phobia soup we’ve all
      been drowning in because of him? And I’m not just talking about Jesus.
      I’m talking about all organized religion. Exclusive groups created to
      manage control. A dealer getting people hooked on the drug of hope. His
      followers, nothing but addicts who want their hit of bullshit to keep
      their dopamine of ignorance. Addicts. Afraid to believe the truth. That
      there’s no order. There’s no power. That all religions are just
      metastasizing mind worms, meant to divide us so it’s easier to rule us
      by the charlatans that wanna run us. All we are to them are paying
      fanboys of their poorly-written sci-fi franchise. If I don’t listen to
      my imaginary friend, why the fuck should I listen to yours? People think
      their worship’s some key to happiness. That’s just how he owns you.
      Even I’m not crazy enough to believe that distortion of reality. So fuck
      God. He’s not a good enough scapegoat for me.”

      • Jaime Guimarães

        Obrigado, Alê! Que pedrada!

  • Jaime Guimarães

    A cena da igreja! <3

    • Thiago OC

      <3

    • Alexandre Bonfá

      Jaime, vou até colocar aqui o discurso completo! Foi muito poderoso!

      “Is that what God does? He helps? Tell me, why didn’t God help my
      innocent friend who died for no reason while the guilty ran free? Okay.
      Fine. Forget the one offs. How about the countless wars declared in his
      name? Okay. Fine. Let’s skip the random, meaningless murder for a
      second, shall we? How about the racist, sexist, phobia soup we’ve all
      been drowning in because of him? And I’m not just talking about Jesus.
      I’m talking about all organized religion. Exclusive groups created to
      manage control. A dealer getting people hooked on the drug of hope. His
      followers, nothing but addicts who want their hit of bullshit to keep
      their dopamine of ignorance. Addicts. Afraid to believe the truth. That
      there’s no order. There’s no power. That all religions are just
      metastasizing mind worms, meant to divide us so it’s easier to rule us
      by the charlatans that wanna run us. All we are to them are paying
      fanboys of their poorly-written sci-fi franchise. If I don’t listen to
      my imaginary friend, why the fuck should I listen to yours? People think
      their worship’s some key to happiness. That’s just how he owns you.
      Even I’m not crazy enough to believe that distortion of reality. So fuck
      God. He’s not a good enough scapegoat for me.”

      • Jaime Guimarães

        Obrigado, Alê! Que pedrada!

    • Johann

      ele representou os ateu toddynho, um drogado com a mente toda fudida e acha que tem razão, kkkkk

  • Raquel Alves

    Achei o episódio 2 e 3 bem chatinhos, esses delírios do Elliot estão com tantas alegorias que estraga um pouco pra mim. Foi por exagero nas viagens do Will que não curti Hannibal. Sim, eu não gostei da série Hannibal!!!

    Mas por outro lado, to gostando dessa vibe Sucker Punch que o Elliot está vivendo. Pra mim é claro que ele está vivendo num tipo de hospício ou casa de repouso ou sei lá o que. Só não está solto na rua assim como aparenta.
    Outra coisa que tenho como certa é que o Tyrell está morto, só queria saber como o Elliot mandou o presente pra mulher dele.
    Mas é claro que a série pode fazer tudo diferente do que entendi.

    Gostei da policial tmb.

    Atuação excelente do Rami na cena do grupo religioso pra frente, parecia até outra pessoa.

    • Felipe Bezerra

      Também não gostei do 2º e 3º episódios, assim como do 1º. Tava numa expectativa gigante pra essa segunda temporada, por ter achado a primeira espetacular, mas tava me decepcionando por estar gostando bem pouco desse começo da segunda. Vinha achando que a qualidade das tramas “secundárias” tinha caído bastante, só com a história de Elliot se mantendo interessante… Mas esse 4º episódio eu achei simplesmente FANTÁSTICO!

  • Raquel Alves

    Achei o episódio 2 e 3 bem chatinhos, esses delírios do Elliot estão com tantas alegorias que estraga um pouco pra mim. Foi por exagero nas viagens do Will que não curti Hannibal. Sim, eu não gostei da série Hannibal!!!

    Mas por outro lado, to gostando dessa vibe Sucker Punch que o Elliot está vivendo. Pra mim é claro que ele está vivendo num tipo de hospício ou casa de repouso ou sei lá o que. Só não está solto na rua assim como aparenta.
    Outra coisa que tenho como certa é que o Tyrell está morto, só queria saber como o Elliot mandou o presente pra mulher dele.
    Mas é claro que a série pode fazer tudo diferente do que entendi.

    Gostei da policial tmb.

    Atuação excelente do Rami na cena do grupo religioso pra frente, parecia até outra pessoa.

    • Felipe Bezerra

      Também não gostei do 2º e 3º episódios, assim como do 1º. Tava numa expectativa gigante pra essa segunda temporada, por ter achado a primeira espetacular, mas tava me decepcionando por estar gostando bem pouco desse começo da segunda. Vinha achando que a qualidade das tramas “secundárias” tinha caído bastante, só com a história de Elliot se mantendo interessante… Mas esse 4º episódio eu achei simplesmente FANTÁSTICO!

  • Magnosama

    Cara,
    ainda estou achando tudo… muito chato.

  • Magnosama

    Cara,
    ainda estou achando tudo… muito chato.

  • Antony

    Nada animador a volta de Mr Robot , a serie está perdida na sua loucura , a primeira temporada foi tão boa que daria chance para essa segunda mas já estou com o pé atras

  • Antony

    Nada animador a volta de Mr Robot , a serie está perdida na sua loucura , a primeira temporada foi tão boa que daria chance para essa segunda mas já estou com o pé atras

  • Rey

    Ninguém aqui falou da referência absurda a Breaking Bad