Modern Family 8×07: Thanksgiving Jamboree

1
296

É né.

Em meio a uma temporada de altos e baixos, que vive na sombra tenebrosa das anteriores, MF vai se arrastando a cada episódio para alcançar seus tempos áureos de comédia, e o resultado aqui é meio que OK. Depois de um episódio 6 desastroso, a série nos apresenta um capítulo temático, onde já tivemos grandes histórias nos anos passados e um terreno confortável para os roteiristas criarem excelentes plots.

Mas como estamos nessa estrada tortuosa da série, essa semana apresentou um episódio meramente satisfatório, com algumas baforadas pelo nariz arrancadas. No entanto, houve melhora em relação a semana passada, ainda bem né.

Dessa vez o Dia de Ação de Graças foi com o tema country, fazendo uma alusão a terra natal de Cam, o Missouri, e tal peculiaridade proporcionou o contato de Fulgencio com alguns animais da fazenda, em especial, o Mr. Goat. Foi um plotzinho bom, Glória tentou de tudo para salvar os sentimentos de seu filho ao ver o bode morto, e as nossas risadas com suas imitações do animal. Não ri, mas deu pra perceber que foi um bom esforço.

Phil bancando o pai ciumento é sempre ótimo, e dessa vez o sentimento é dobrado, já que ele vê seu melhor amigo passar mais tempo com a sua filha do que com ele. Foi compreensível a revolta dele, já que Haley queria quebrar a tradição do futebol americano do feriado para viajar com seu amante, ainda bem que o entendimento entrou na cabeça do Phil e ele perdoou a filha. Adorei quando ele deu um tackle furioso no Rainer que valeria como uma falta de unsportsmanlike conduct e uma punição de 10 jardas na NFL. Acho que todos nós estávamos com ele durante o ataque.

MODERN FAMILY - "Thanksgiving Jamboree" - It's going to be a Thanksgiving jamboree at the Pritchett-Tucker home this year, and Cameron has spared no expense. While Phil tries to get used to Rainer Shine (Nathan Fillion) dating his daughter, Hayley has to break it to her dad that she would rather spend the rest of her holiday with her new boyfriend than staying for the traditional family football game. Meanwhile, Jay has to figure out a way to keep his blood pressure down on one of the most stressful days of the year, as Gloria tries to show Joe that animals are our friends. Finally, Alex and Dwight get to know each other a little better than her Uncle Cam would like, while Mitchell has to stop clowning around and tell Cam the truth, on ABC's "Modern Family," airing on WEDNESDAY, NOVEMBER 16 (9:00-9:31 p.m. EDT). (ABC/Tony Rivetti)<br /> MATT BESSER, TY BURRELL, ED O'NEILL

O pai da família Dunphy ainda se juntou ao trio único formado por Jay, que agora tenta controlar sua pressão, e Jerry, um vizinho bizarro e depressivo, em uma missão puramente maluca pela farmácia em vingar o ódio dos dois últimos contra o advogado de suas respectivas ex-mulheres. Esperava mais dessa situação, pensei que ia acontecer algo mais mirabolante do que uma simples troca de insultas e o Jay indo contra seus instintos primitivos e salvando o cara. Amo humor pastelão e adorei o Phil eletrocutando a si mesmo e o seu vizinho.

Fiquei com a impressão de que o plot principal do episódio deveria ser a omissão de cagadas entre Mitchell e Cam, mas foi tão sem graça que passou meio que despercebido. Não vi humor no Cam tentando fazer a festa funcionar, e o Mitchell só deu certo porque a Claire estava lá para fazer a cabeça dele e enxergar a realidade. No entanto, amei a cena dela pegando ele no flagra na cozinha.

Falando nos dois, uma das coisas que eu mais amo nessa série é a interação entre os personagens, e eu acho que uma das ligações mais fortes é a do Mitchell com a Claire. Em diversos plots ao longo dos anos, eles se juntaram contra ou a favor de algum objetivo, e sempre com um bom entrosamento entre os atores. E nessa semana essa boa dinâmica foi comprovada, pois ela foi um dos únicos pontos a serem elogiados, mas infelizmente, não foi suficiente para salvar a história deles.

Um problema que devemos trabalhar é o Manny, o personagem tá chato de um tanto há muuuuito tempo, e isso só piora. Ei, meu grupo de roteiristas, vamos evoluir esse garoto, caceta! O moleque tá irritante nesse negócio de ser sempre o certinho, intelectual e culto. Bota ele pra dar a louca, sair um pouco dessa mesmice, começa a traçar novas facetas ao cara, ele tá no high school, for gods sake, é hora dele experimentar novas situações, tipo ser preso, perder a virgindade, se apaixonar por alguém que realmente goste dele, fumar um beck e dar uma badtrip, dar uma festa em sua casa enquanto Jay e Gloria estão viajando… Sei lá, só melhora essas atitudes dele, pois o Manuelito não evolui há 8 anos de série e se tornou, fácil fácil, o personagem mais chato de MF.

Vejo esse como um claro sinal de como os roteiristas estão perdidos e não sabem mais como reviver os bons e velhos anos da série. Parece que acabaram as boas idéias e agora só sobraram as classificadas como mais ou menos, ou então de que eles não conseguiram acompanhar o desenvolvimento e crescimento de seus personagens da maneira como imaginaram. Uma pena, pois eu morro de saudades de ficar animado com um episódio novo da série. Não me entenda errado, eu ainda amo e defendo MF, mas temos que admitir que o tesão diminuiu junto com a qualidade.

I'm not going anywhere, bud
I’m not going anywhere, bud
Creio que ninguém teve o destaque cômico no capítulo, mas talvez Jay foi o melhor personagem por apresentar o lado mais emocional, ao decidir mudar seu hábito de vida devido a felicidade e medo do seu filho em perdê-lo, um belo desenvolvimento para esse velho cabeça dura adorável. Ele carregou a temporada praticamente inteira nas costas e mostra que sente menos esse decréscimo da qualidade. Ed O’Neil é um monstro e devemos reconhecer isso.
Alex tá meio sumida nessa temporada, mas deu uns beijinhos no Dwight, quero ver se teremos mais sobre esse enlace. Castle tá fazendo boas participações e só, roteiro não ajuda muito também. O espantalho se parecer com o Mitch foi bem bizarro, cada um com seu fetiche.
Foi apenas episódio quase bom, acho que melhorou em relação a semana passada, mas ainda não foi nada de surpreendente. Uma coisa que eu sinto falta é a velocidade do roteiro em criar as piadas com diálogos mais rápidos e certeiros, mas já como a série está num nível abaixo há algumas temporadas, dá pra engolir esse capítulo, que foi de acordo com a qualidade apresentada pela série e infelizmente, me acostumei com isso.
  • João Carlos

    A morte da cabra a como a Gloria jogou ela fora foi dark.