Law & Order SVU 18×01: Terrorized [Season Premiere]

2
858

Terrorismo, patriotismo…Uma criança perdida, estupro.

Law and Order começou seu décimo oitavo ano mostrando a que veio. Com um episódio acelerado, que conseguiu trazer tanto a investigação policial, quanto o tribunal, passando por um tema tão atual e relevante quanto o terrorismo, e ainda colocando duas situações comuns no dia-a-dia dos detetives de SVU: uma criança sozinha e uma vítima de estupro. Falando assim, parece que quarenta minutos foi pouco para este episódio, e talvez tenha realmente sido, no entanto, Terrozized chega para provar o porquê este seriado está há dezoito anos na grade de programação da NBC.

Desde que Benson conseguiu adotar Noah, que SVU vem tentando nos mostrar mais do lado materno da personagem. E foi exatamente assim que o episódio começou, num bucólico parque onde Olivia brincava com Noah, quando a realidade de sua profissão interfere em seu momento com o filho e Benson se vê na linha de tiro de uma arma empunhada por uma criança de quatro anos. Somente com este acontecimento inicial era impossível compreender como o episódio iria se desenvolver em uma trama muito mais abrangente, trazendo o terrorismo para o centro dos acontecimentos.

Uma das características mais marcantes de SVU é o fato de o desenvolvimento da história ter dois caminhos a seguir, o da investigação policial e o tribunal. Porém, muitas vezes vemos episódio que focam mais em um lado, ou no outro, com o objetivo de desenvolver melhor as duas partes da trama. Terrorized, por sua vez, veio para mostrar como dividir bem esses dois lados de SVU.

O ritmo acelerado da investigação policial, em contraposição com o tom calmo das primeiras cenas de Benson no parque com Noah, tiveram o objetivo de mostrar ao espectador a urgência da investigação, a correria dos policiais pela cidade, que culminou no momento em que Finn abre a porta que nos leva ao tema tratado na semana: terrorismo. Como já falei anteriormente em minhas reviews, sempre gostei do fato de SVU se manter conectado com os acontecimentos do que podemos chamar de mundo real. Com casos que são retirados de manchetes de jornais, sempre vemos o esquadrão lidar com temas relevantes para a sociedade e, encontrar uma maneira de unir a trama do seriado com um ataque terrorista, pode parecer “forçar a barra”, mas prefiro entender como uma maneira inteligente de manter o seriado relevante e atual.

Mas vamos agora falar de Benson! Desde a saída de Stabler que a personagem vinha carregando o seriado nas costas, no entanto, essa situação já havia começado a mudar com a chegada de novos personagens que também possuem bom tempo de tela. Mas, preciso dizer que foi nostálgico assistir o trabalho de Benson ao longo desta season première. Senti como se estivesse vendo a Olivia detetive das primeiras temporadas de SVU. É importante ressaltar que esse lado da personagem jamais se perdeu ao longo dessas dezoito temporadas, porém, aqui foi um pouco diferente, funcionando numa lógica que tanto vimos anteriormente, de Benson buscar investigar um caso sozinha quando outros personagens a diziam o contrário. O diálogo com Armin e Rollins, quando Benson afirma que se ela e Rollins se preocupam com o estupro cometido por ele e seu irmão era o suficiente, foi simplesmente incrível. E, ao mesmo tempo, a prisão de Armin pelo FBI no final do episódio, me deixou pensando se Benson poderá vir a ser alvo de algum grupo terrorista ao longo desta temporada.

Mesmo Benson sendo o foco central do episódio, o roteiro também conseguiu dar importância pontual para todos os outros personagens, com destaque maior para Barba, que bateu de frente com Benson em como lidar com o caso de estupro. Mas, é sempre bom ver como funciona o relacionamento destes dois personagens, que representam os dois lados distintos da trama de SVU, entrando em choque em determinados momentos, mas sempre trabalhando juntos. Outro ponto que merece destaque é o atrito entre Dodds e Benson, que foi esta a maneira que o roteiro encontrou de ainda abordar a morte de Mike.

Agora só nos resta aguardar pelos próximos episódios e torcer para que seja uma temporada tão consistente quanto foi a 17ª!

  • VALERIANA BARROS

    Gostei bastante do episódio e gosto de ver a Olivia com o filho e o namorado.

  • Gulliter Henrique

    Olivia voltando às origens. Amei a investigação e concordo com tudo da review.
    Tenho certeza que a temporada não vai nos decepcionar. Já começou em alto nível. Por isso que é minha série favorita.