Jane the Virgin 3×07: Chapter Fifty-One

0
318

Rafael Solano. Até então o personagem vinha sendo envolvido em quase todos os maiores arcos narrativos da série, mas nunca teve uma certa carga de importância. Ganhando espaço lentamente, ele foi tratado como um mero coadjuvante de luxo em sua própria história e nessa temporada ele começou a assumir riscos, ganhar mais coesão narrativa até assumir o ponto que atingiu nesse mid-season finale. Sim queridos leitores, Jane the Virgin the Guilty Catholic já vai entrar em hiato e nos deixa com uma revelação incrível e com vários rumos a se seguir.

Suspense, trambiques e freiras em Chapter Fifty-One

Que a aparente alegria de Jane ia ser dissipada pelo constante convívio com Catalina isso era aparente, mas agora nossa protagonista tem ainda mais questões para colocar em panos limpos. Se por um lado ela tenta se encontrar novamente com a religião, um elemento formador de caráter de sua vida, a prima vai enganando um par de calças por vez, com que intuito eu não sei. A lábia marota de Catalina pode ter conseguido enganar novamente Jane, mas a chegada do francês misterioso no Marbela pode revelar que temos uma gatuna de mão cheia.

Jane the Virgin --- Chapter Fifty-One
Jane the Virgin — Chapter Fifty-One

Rogelio e Xo começam a planejar a vida em separação. Mesmo havendo um certo sentimento entre os dois, a série vai nos preparando para um caminho em que eles não acabarão juntos no final, pelo menos por hora. A questão é que Xo voltou com Bruce, irritando Jane, mas revelando que ela sabia bem onde estava se metendo desde o início. E Rogelio pode finalmente conseguir o desejo de ser pai novamente, dessa vez acompanhando o crescimento desde o começo. O encontro às escuras com as musas de filmes b foi até engraçado, mas não sei qual o resultado da ação impulsiva de ter um filho com a casamenteira lá terá. Vindo de Rogelio, espero a maior das confusões.

Jane the Virgin --- Chapter Fifty-One
Jane the Virgin — Chapter Fifty-One

A série já é conhecida de longa data pelo seu uso inteligente da metalinguagem em sua narrativa e nesse Chapter Fifty-One ela mergulhou de cabeça no suspense e não qualquer um, no mais fino estilo hitchcockiano. Quando Alba ativa a culpa católica da neta, ao perguntar qual seria a religião do garoto, todo o plot que aparentemente seria direcionado para esse questionamento se revela uma trama cheia de revelações acerca do passado de Rafael e de sua mãe, Elena (aka Mutter). Toda aquela trama do convento serviu para situar a verdadeira paternidade de Rafael, ou pelo menos a descoberta dela, já que Rafael Solano não é um Solano. Elena (trambiqueira desde sempre) adotou o garoto na Itália e o trouxe para os EUA. Assim já visualizo todo o investimento feito até então por ele (o hotel, a herança, o futuro financeiro em geral) em perigo real, principalmente agora que ele vai entregar todas as obras de arte para a polícia, assumindo uma parcela da culpa. E nada me apaga da cabeça que talvez ele ainda tenha ligações com a Máfia através da família de sangue…

Mas isso é assunto para o retorno da série, em janeiro do ano que vem. Será que Catalina conseguirá dar o mesmo golpe em Rafael? E ele, descobrirá sua verdadeira origem e conseguirá manter a herança do até então pai sem pertencer sanguineamente a família? Rogelio vai em frente com esse plano de gravidez planejada impulsiva? Se aqui já temos uma gama de perguntas para ser respondidas, imagino o cliffhanger que nos será apresentado no final da temporada. E já espero ansiosamente por ele…

Desejo a todos os leitores um bom final de ano, boas festas e que 2017 seja um pouco menos rocambolesco do que 2016 foi. A cobertura de Jane do ano se encerra por aqui, mas não permanentemente! Nos vemos em janeiro com mais episódios dessa série maravilhosa que habita nossas programações. Até lá!

> Visita ao iFly, partiu Marte!

PS 1: Começando a campanha “VOLTA PETRA”, porque um episódio sem ela já é o bastante para reclamar;

PS 2:Alfred Hitchcock Presents”, “Vetigo”, “The Birds”… foram algumas das obras do grande mestre do suspense que foram homenageadas aqui;

PS 3: Denise Richards, Carmen Electra e Brooke Burke-Chavet foram as pretendentes de Rogelio;

PS 4: Melhor fazer descaradamente um product placement do que inserir num plot se noção no meio da narrativa #AprendeGlobo #AprendeRecord #SubtleIsOverrated;

PS 5: Michael voltou para a polícia, mas vai ficar em trabalho de escritório;

PS 6: Quem quiser continuar a acompanhar meus textos é só procurar a área de cinema do site e também as reviews/críticas de The Man in the High Castle que começam agora em dezembro.