Grey’s Anatomy 13×06: Roar

14
3479

Em Roar, voltando aos tempos em que todos éramos jovens, lá nas primeiras temporadas de Grey’s Anatomy, lembramos a boa e velha Bailey, aka Nazi, o terror dos internos do Seattle Grace. Treze anos e uma boa promoção depois, Bailey afastou de si a imagem de carrasca e se transformou numa mulher que sabe muito bem equilibrar a firmeza necessária para o cargo de Chief com uma dose de humanidade e compreensão macro dos problemas e das pessoas. Ela não vê apenas em preto e branco, mas em diversas cores para comandar sua equipe e inspirar novos cirurgiões.

Essa atitude, nesse episódio, foi taxada como leniência, permissividade, falta de ação. E não só isso. Catherine ainda listou um motivo para a “moleza” de Bailey: Benjamin Warren.  É vil dizer que uma mulher ficou fraca por causa de sua relação afetiva com quer que seja. A conclusão a que chegamos, depois do final do episódio é que para Catherine, Bailey só será realmente uma líder quando for como ela, um trator. Disposta a destruir a carreira e o que o próprio marido construiu ao longo dos anos, já que agora o GRANDE INIMIGO do hospital é o método de ensino aplicado, que gera falhas e consequentemente, uma enxurrada de segundas chances.

Por essas e outras, continuo sendo a pessoa que mais despreza Catherine. Não vejo lógica em nada do que ela faz, apenas maldade e más intenções. Aliás, na vida, um bom líder é o que age como Bailey e Richard, ponderando, dando oportunidade, incentivando. Catherine é do tipo que aterroriza e gosta de promover caças às bruxas (e o episódio nem foi de Halloween, apesar da proximidade da data).

Tudo isso é para dizer que vamos entrar num arco com potencial de alta irritação e chatice. Podem apostar. Mas, pelo menos, podemos contar com Bailey na contrapartida, porque mesmo depois de ela passar o dia intolerante com Karev por estar sendo pressionada, o que não deixa de ser injusto, ela manteve a postura e não abaixou a cabeça para algo que ela julga errado.

Grey's Anatomy --- Roar
Grey’s Anatomy — Roar

Aliás, foi muito interessante o destaque para Karev. O caso com a grávida doente serviu para nos mostrar que sim, ele errou (feio, rude), mas que é um profissional exemplar e que pensa no paciente em primeiro lugar. Karev terá seu julgamento. Duvido que ele escape, inclusive porque seria muito incongruente. E ele sabe disso. Está vivendo seus dias fazendo o melhor no trabalho e aproveitando sua família de grandes amigos, antes das coisas serem definitivas.

O que está estranho é DeLuca. Sinto a tentativa, ainda que suave, de transformá-lo num grande chato, com a abordagem que vem tendo em relação à Jo.  Obviamente ele gosta dela e deixa isso claro ao dizer aquela frase sobre Jo preferir os “bad guys” ao mesmo tempo em que quase aponta para si mesmo e diz “Olha para mim gata, eu sou seu príncipe”. Se eu acho que ele e Karev serão amigos ou que ele deveria perdoar, deixar para lá? Não mesmo. Só sei que ele já foi um fofo e hoje é qualquer coisa. Apagaram a história dele com Maggie e mudaram o rumo sem olhar para trás e sem dar muito sentido à ocorrência dos fatos.

GREY'S ANATOMY - "Roar" - A familiar face returns to Grey Sloan, throwing many of the doctors for a loop. With Catherine putting on the pressure, Bailey has to make a decision about Alex while a tough ER case makes Amelia's bad day even worse, on "Grey's Anatomy," THURSDAY, OCTOBER 27 (8:00-9:00 p.m. EDT), on the ABC Television Network. (ABC/Richard Cartwright) TESSA FERRER
Grey’s Anatomy — Roar

Claro que não podemos esquecer o retorno de Murphy. Tive que concordar com todas as afirmações de que essa mulher causou mil problemas e que serve para cirurgiã tanto quanto eu (ou seja, não serve) e aí, do anda, estamos com Murphy na jogada só por que decidiram que Arizona precisa de um novo par. Então, para dar sentido a esse retorno, juntam isso ao plot em que Catherine questiona as metodologias de ensino do hospital e pronto. Olha só que maravilha! Estou implicando (sim, com certeza), mas espero que seja tudo muito legal de acompanhar, para nosso próprio bem e satisfação.

> Teorias Bizarros de Westworld!

E claro que não podemos deixar de falar de Amelia. A pobrezinha está numa crise de pânico e lidando com seus piores medos sozinha. O pavor dela em revelar para Owen que já teve um bebê com anencefalia é bem compreensível pela culpa que ela carrega, por uso de drogas e tudo o mais. Eventualmente, no entanto, ela vai precisar confiar nesse marido e se abrir sobre o assunto, para o bem dela e para o do casamento em si, que mal começou e já tem um abismo entre as partes. A vontade de Owen ser pai deve ser assustadora para ela e causar uma pressão incrível. Só que ela quer o mesmo, apesar do medo que sente e honestamente, já está na hora. Fica aqui meu apelo para Shonda: Deixe Amelia em paz. Deixe Amelia ser feliz.

  • Luana

    Eu gostei do episódio… De um modo geral.
    A forma como o Alex lutou pela paciente dele mostrou pra todos, inclusive pra Catherine, porque a Bailey está insistindo nele e o deixando na clínica. Também entendo o lado da Catherine como adminsitradora e proprietária do hospital. a gente precisa concordar que os residentes, internos e médicos já pintaram e bordaram ali dentro…hehe… Acho que as vezes as imprudências ocorrem porque sabem que nada irá acontecer com eles…
    Quanto a Murphy…sério…desnecessária a volta dela pra série. Não gostava dela antes e agora vou gostar menos ainda. “Descobri que meu luagr é na cirurgia cardiotoráxica”??? Oi??? Você não é a Yang e nem nunca será. Nem mesmo um dedinho da nossa musa. Então saí fora!!!
    Acho que a Arizona merece alguém novo e que psosa trazer novas experiências, e não desenterrar o casinho mais chato e sem graça que ela teve.
    E outra… trabalhando com “A” Maggie Pearce? Sério? Não vi nenhum caso surpreendente da Maggie que justifique toda essa fama e trabalho da Murphy pra voltar.
    Gostei bastante da forma como a amelia se abriu pro Karev e pra forma como ele delicadamente deixou claro pra Meredith que ela precisa aprender a conviver com as irmãs e que a Amelia precisa dela.

  • Priscilla Arradi Martins

    Só quero ver essa bichinha (Amelia )feliz, é pedir mto?? acho q não

  • Bel Ribeiro

    Fiquei com muito medo da forma que a Murphy falou da Maggie. Pareceu o início de uma obsessão, e quando a Maggie começar a elogiar a Stephanie, por exemplo, ela vai dar aquela surtada.

  • Ivy

    Ai cristo, tá parecendo a 10ª temporada de novo… Tanto drama desnecessário e que não acrescenta em nada. E eu tinha gostado tanto do episódio passado.

    PS: Quantos médicos nesse hospital já não fizeram merdas piores e saíram impunes? Se o Alex for condenado, na boa, vamos condenar o resto dos médicos pelas cagadas também.

    PPS: Eu não falei que colocarem o DeLucca com a Wilson ia ferrar o personagem? Foi recorde, não deu nem 1 episódio pra ele começar a ser insuportável.

    PPPS: OMG quem pediu pela volta da Murphy?!!! Eu preferiria até a Erika Hanh a ela, pelo amor de deus Shonda…

  • Pati Melo

    Eu gostei bastante do episódio, acho que fiquei tão aliviada de deixarem o triangulo amoroso de lado que encarei tudo com uma grande boa vontade. Catherine realmente é desnecessária e honestamente não entendo o que ela ainda ta fazendo nessa série, não foi isso que a gente pediu. Não sei nem o que falar da volta da Murphy que consegue ser mais chata que a Jo em todos os sentidos, prefiro que a Arizona saia da série do que ficar com essa mulher, aff. Cadê o novo(a) chefe da Ortopedia? É como se a Shonda tivesse esquecido completamente que a Callie foi embora. Gostei das interações do Karev com a Mer, não shippo eles de forma alguma, mas a forma como conseguiram transformar o Alex na nova Christina da Mer é impressionante, eles me convencem totalmente que são a pessoa um do outro e estou louca para ver o primeiro Walfles Sunday.

  • nathitah

    bonde das pessoas desnecessárias: catherinre, jo ,murphy… de lucca querendo entrar no grupo

  • João Carlos

    A Catherine para furacão vem só trazedo desgraças

  • exdown

    a murphy dessa vez acho que pode ter um desenvolvimento melhor já que da outra vez ela estava no meio do horror que foi calzona naquela epoca .. talvez sem aquele drama todo de pra ver melhor a personagem !!

  • Aline Gonçalves de Oliveira

    Foi meio episódio preferido na temporada. Adorei aquele final com o Karev e a Mer conversando no quarto. Amo essa amizade.

  • Jupira Da Costa Rodrigues

    Gente, essa história da Amélia contar para o Hunt ficou meio estranha para mim… Eu não lembro que número de episódio é para verificar, mas lembro de ela contando para alguém (e eu acho que era o Hunt) no dia que o primeiro filho da Kepner nasceu… Ela estava na capela e disse para alguém: “O meu bebê viveu apenas 43 minutos” Alguém mais lembra disso?

  • Vinicius Monteiro

    Agora matar a Catherine a shonda não mata. Que mulher desnecessária

  • Ana

    No episódio em que o bebê de Kepner morre, a Amelia estava na capela do hospital e contou pra alguém que teve um bebe que morreu. Na minha cabça essa pessoa era o Owen, mas agora não sei mais. Alguem lembra?

  • Júlia Carneiro Lucchese

    https://www.youtube.com/watch?v=SvJOcMblPys Assistam a partir de 2:20.
    Será que o Owen esqueceu???

    • Gio Grillo

      O negócio é: apesar de ele saber q a Amelia perdeu um bebê, ele não sabe as circunstâncias, ele não sabe q o bebê dela não tinha cérebro, q ela carregou ele até o fim só pra doar os órgãos dele… E ele tb n sabe q a Amelia deve se sentir culpada por tudo isso ne, por causa das drogas. Por isso q eu acho q ela tem medo de contar pra ele, pq ela ainda sente q a culpa é dela.