Grey’s Anatomy 13×01: Undo [Season Premiere]

22
12370

Segredos e lealdades.

O tempo voa. Parece que foi ontem que nos despedimos da excelente 12ª temporada de Grey’s Anatomy e cá estamos nós, para o cabalístico (oi?) ano 13, com a expectativa de que as coisas continuem muito bem, obrigada. A julgar por esse comecinho de temporada, parece que o ritmo continua intenso e que o aprimoramento dos personagens guiará cada história.

Eu ia começar a falar do que não senti falta (pelo menos não tanto) só no final, mas decidi fazê-lo agora. Assisti ao episódio, fiquei tensa durante todo o tempo com os desdobramentos e, como geralmente faço uma pausa para pensar sobre o que escrever, acabei notando, como uma das últimas coisas na lista, que não tivemos a presença de duas figurinhas: Callie e Arizona. Pois é. Eu esqueci, simplesmente, que Callie estaria fora de qualquer forma. Bateu aqui uma ponta de saudade e pesar, porque eu continuo amando essa personagem. Arizona deixei de fazer questão há algum tempo e, verdade seja dita, só notei a ausência após o pensamento “Cadê Callie?”, mas enfim, registro que não fez falta.

Esse sentimento vem do fato de que a história com Alex e Meredith foi tão envolvente que não ver Arizona, Amelia e Hunt não fez diferença. Aliás, sejamos justos e digamos que as presenças de Wilson, Maggie e Riggs também foram marcantes e essenciais para o episódio, que nos trouxe questões importantes sobre responsabilidade e amizade.

Primeiro, vamos dizer que comecei a sentir alguma empatia por Wilson. Não sei de onde veio e se ficará, mas a fragilidade dela, os medos e a falta de família me pegaram. Nem chegamos ainda na parte em que o marido maluco reaparece para atormentar, mas já consigo entender bem melhor a motivação da personagem desde que surgiu na série. Nada disso apaga o fato de que ela ficou aí, sendo chata por anos e sem muita função além de namorada de Karev, mas em Grey’s geralmente as coisas se desenrolam assim. Lembremos-nos de Callie, quase o mesmo caso.

O desespero de Wilson, sua necessidade de fugir e buscar alguma proteção são compreensíveis e finalmente a tornam humana. O que Richard oferece a ela em forma de conselhos é real. Os problemas sempre diminuem. Talvez não hoje. Talvez não amanhã. Mas diminuem.

A situação no apartamento evoluiu para um drama maior do que eu imaginava. Juro. Não passou pela minha cabeça que Karev iria quase matar DeLuca daquele jeito, talvez porque, como observou Meredith, ele já foi um “bad guy” e agora é um dos melhores. Dessa vez, no entanto, Karev reviveu seus dias explosivos e é sim culpado e responsável pelos seus atos. Essa violência e qualquer violência não têm justificativa. “Ah, mas ele estava em cima da minha mulher”; “Ah, mas ele transou com a minha mulher”; “Ah, mas ele olhou pra minha mulher”. Tanto faz, está errado, é crime. Controle-se ou, nesse caso, encare as consequências.

Claro que, ao mesmo tempo, eu não quero que Alex se dê mal. E é aí que Meredith nos representa bastante. Identifiquei-me por completo com as dúvidas e com o modo dela agir, com o sentimento de querer resolver as coisas e estar num beco sem saída. Meredith não tinha escolha. Era impossível, como dizem, tapar o sol com a peneira. Foi um pouco decepcionante quando ela inventa que Alex machucou a mão por ter escorregado na chuva, mas é assim quando queremos proteger alguém querido. Logo depois, ela percebe que não pode ser conivente, mas sua lealdade ao amigo é impressionante. Antes de tudo, ela foi atrás de informações, embora tenha mantido a mentira por um tempo, levar isso mais a fundo nunca pareceu ser uma opção para ela. Resta agora estar lá para ajudar Alex nesse momento em que ele deve perder tudo o que já conquistou.

Ao mesmo tempo, ela precisa estar lá para Maggie também e é cobrada por isso. Maggie merece mais, devo dizer. Se Meredith é leal a Karev e era incrivelmente leal à Cristina, Maggie não fica em outro patamar em relação à irmã. Confesso que sinto desconforto com esse lance de Riggs ser estopim para algum desentendimento entre elas, porque, convenhamos, Meredith se afastou dele agora, mas isso não vai durar. Acho medonho colocar irmãs para brigar por causa de homem, então resta a mim esperar que não passe disso, inclusive pela possibilidade de reaproximação de Maggie e DeLuca, algo que todo mundo deve querer, já que o casal era só fofura.

Agora, no meio de espancamento, risco de cegueira, mentiras e lágrimas, o que mais me assustou, de verdade verdadeira, sem exageros, foi a situação paralela no quarto de April, recém-rasgada pós-parto. Eu fiquei apavorada com a presença de Catherine ali. A mulher se escondeu nas sombras com o bebê e ficou o tempo todo segurando a criança como se fosse fugir dali com ela. Não sei como April não surtou enormemente porque eu tava dando piruetas aqui.

Como assim, Catherine? Como você diz para April que ela precisa dormir e se recuperar e que tudo que baby Harriet precisa é da vovó megaevil? Quem dorme diante de tal afirmação? Eu já pulava da cama e gritava “MIN DÁ MINHA FILHA RALA SUA MANDADA”. Senti como se Nazaré Tedesco estivesse ali, roubando a cria de Susaninha Vieira, pronta pra atirar todo mundo da escada. Não sei se é proposital, mas Catherine parece cada dia mais louca e insuportável. Vamos rever isso aí, Shonda? Vamos? Estamos combinadas, então.

  • Catherine tá assustadora mesmo! Achei o episódio fraquinho, fraquinho…

  • Bel Ribeiro

    Eu estou me sentindo super culpada porque só me toquei da ausência de Callie e Arizona agora.

    Eu fiquei com MUITO medo da Catherine quando ela apareceu com o bebê no colo. Mas dei uma relaxada depois que ela achou que o nome da bebê seria o dela e amei quando ela disse que April precisava descansar. Ela é chata, mas ali ela estava reconhecendo a provação que April passou de forma tão corajosa. O que não significa que ela não vá encher o saco da April querendo se meter até na marca da fralda que Harriet vai usar.

    Sobre Karev: *inserir gif da Tyra Banks gritando ‘I was rooting for you’ aqui*

  • Jéssica

    O triste é ver o quanto o Karev cresceu nessas 12 temporadas e agora esse plot horrível que faz ele voltar a ser o babaca das primeiras temporadas.

    • Priscila Prado

      Mas também mostrou que ele realmente cresceu e está disposto a lidar com as (terríveis) consequências de suas (péssimas) atitudes…

    • Luana

      Também acho…poderiam ter feito ele bater no marido dela quando ele reaparecesse… ia doer bem menos na gente.
      Mas acho que é isso que a shonda quer realmente mostrar: mesmo as pessoas que são realmente boas e que amamos podem ter esse lado bad guy

  • Priscilla Arradi Martins

    Me dói ver Alex voltar andar p trás com essa atitude que eu pensei que ele já havia deixado para trás, mas o q mais me deixa triste é ver tantos fãs botando a culpa das ações do Alex, na Jo.
    Queria mais cenas Amelia, pq ela é a dona do meu coração
    e ameiii a trolada da April na ex sogra jararaca dela

  • Priscila Prado

    Adorei o texto (e o episódio, claro)! Ri muito no final!
    Também fiquei apavorada com Catherine! Eu teria falado (gritado, talvez) que aquela é MINHA bebê logo no começo.
    E também acho medonho irmãs brigando por homem, mas conhecendo Shonda, acho que é isso mesmo que vai acontecer (imagino Maggie falando “Não era ninguém?! Eu te disse pra não mentir mais pra mim!”…)
    Não costumo sentir falta de qualquer pessoa, exatamente por sempre me envolver muito com a trama do momento.
    E, o marido de Wilson reaparece?! Põe um alerta de spoiler aí, mulher!

  • Adorei a review kkkk
    Greys voltou ligada no 220v…que isso! Gostei demais do episódio e espero que mantenha o nível da 12.

  • Luana

    “Ele é o seu bebê. ela é a minha bebê”…kkk…Adorei April!!!

  • João Carlos

    Acompanhar a série e ler as reviews é maravilhoso.
    Retorno sensacional e o ritmo continuar frenético como sempre.
    Essa amizade entre a Meredith e o Karev é sensacional. Foi nostálgico quando ela falou algo como no começo ela não suportava ele e hoje é uma pessoa importante para ela.

    E também espero que as irmãs não briguem por causa de homem. Na cena do quarto com as duas achava que a Meredith iria contar para Maggie que tinha transado com Riggs. Por mais que Meredith vem tentando se afastar de Riggs após a Maggie falar o sentimento dela, será num momento de deslize que Maggie ira descobrir.

    Sobre a April. Catherine foi muito insensível. April com dor pelo procedimento que fez sem anestesia e Catherine fica discutindo sobre o sobrenome que a neta tem que ter. Espero que dê uma sumida já que essa história foi esclarecida.

  • Gabriela Maciel

    Quando finalmente dão plot pro Alex vem só tiro. Depois de 3 temporadas consegui sentir empatia pela Jo, acho muito legal a Shonda abordar sobre a questão da violência contra a mulher. Alex teve 100% culpa nisso e deve ser responsável pelos seus atos.Entendo totalmente o lado da Meredith de querer proteger o amigo e depois que soube do que aconteceu quis que ele contasse tudo, eu faria a mesma coisa.
    Fiquei muito chateada com esse plot da Maggie e da Mer, e certeza que vai vir briga entre as duas 🙁
    Eu ODEIO a Catherine, que mulher insuportável, eu só tava esperando a April dar uns gritos com ela.
    Espero que a 13 seja tão maravilhosa quanto a 12 temporada

  • Thaísa

    Amei a review, como sempre! :DDDD

  • Marissa Sousa

    Não gostei do episódio. = Fiquei impaciente e querendo adiantar o episódio logo para os finalmente. Achei o Alex um cretino e essa história da Meredith abrir mão do ”amor” para a irmã… BLEH !!!!!!!
    p.s: A família Kepner-Avery bem que poderia ir passear de carro em um abismo.
    p.s²: Nem sabia que o DeLuca era Andrew (Li o nome e pensei: – Quem?! :O )

  • Murilo

    Não iria nem comentar nada pois você escreveu tudo que penso e sinto mas nao consegui me conter pq eu RI MUITO nos dois ultimos paragrafos e precisava falar isso!! Estava surtando com a vovó megaevil tbm, achando q ela ia fugir com o bb e dado o historico de April não sei como ela não começou a gritar “DEVOLVE MEU NENEM SUA LOKA”. Obrigado por isso, ri demais

  • Matheus De Amorim Borges

    gostei da review, concordo completamente, eu me senti preso ao episódio,mas de uma maneira boa, me foquei tanto que nem percebi o tempo passar,fiquei tenso, ansioso, angustiado, me coloquei no lugar da Meredith, acho que quando isso acontece com qualquer seriado, quer dizer que o episódio foi perfeito naquilo que ele propôs, que é nos entreter!
    obs: o episódio fluiu tão bem que eu não queria que terminasse, queria o segundo logo em seguida.

    • Bruno

      Tambem queria que fosse duplo mas convenhamos que a estoria ficou bem fechada.

  • Jurandir Marques

    Episódio maravilhoso!

  • Luana

    Muito boa Review! Amei o episódio e sinto falta da Arizona, aliás, gosto muito dela, tomara que tenham um história interessante pra ela nessa temporada.
    e tb sinto falta da Callie!, mas a gente acostuma com a falta , já perdemos tantos personagens que amávamos, vida que segue

  • Fãs: “Por favor dê mais atenção para o Alex”
    Shonda Rhimes: *destrói a carreira do Alex*

  • Bruno

    Mais alguém acha que agora sai o par de Meredith e Alex?

    Com hifem? Matou a veia!!!

    ADOREI o episodio. Emilia e Hunt não apaceram? Nem notei.

    • murilo

      Sem par meredith e alex, pelo amor de deus, eles sao como irmãos. Ele é a “pessoa” de meredith como cristina era e nunca elas iriam ficar juntas como eles tbm, eu espero, que não. Cada coisa no seu lugar.

  • Karmem Corrêa

    Olha toda a Review foi ótimo, só não estou amando a Wilson quanto você, só acho que ela podia ter fugido, de boa! rsrs Mas quanto a Catherine kkkk, você captou tudo que eu gostaria de dizer! Estava a ponto de entrar na Tv e tirar o bebe do colo dela! kkkk Tipo Nazaré mesmoooo! kkk

    Ps: Quem é Arizona??? kkkkkk

    Ps: Não torço para Grey e Alex juntos romanticamente, eles são mais pra Cristina e Grey, to no time do Riggs, mas concordo que não faz sentido ter brigas no lar por causa dele. Shondinha não e não!