Fresh Off The Boat 3×01/02: Coming From America/Breaking Chains

0
70

Taiwan e Olímpiadas Rio 2016 Atlanta 1996.

Ainda não sei para falar a verdade se realmente o elenco de FOTB foi para Taiwan ou se foi um chroma key muito bem feito. Por ser a ABC não duvido que eles realmente tenham ido, todavia, nem Friends ou The Big Bang Theory já filmaram em outros países (até onde eu saiba) então tenho minhas dúvidas. Se realmente os Huang pousaram na Ásia ou foram na Chinatown mais próxima do estúdio, fiquei bastante empolgado com esse pontapé inicial da terceira temporada.

Primeiramente, vamos agradecer por estarmos aqui por mais ano! É uma verdadeira vitória um sit-com com protagonistas totalmente asiáticos chegar a uma terceira temporada, sendo exibida em pleno horário nobre de uma emissora aberta nos Estados Unidos. Ainda debateremos sobre a audiência morna inicial desses dois novos episódios, mas cada vez mais acredito que se a série continuar com os índices atuais, sua renovação não será algo tão difícil. Mas tampouco será fácil.

Mais uma vez os anos 90 foi usado como plano de fundo, todavia, não foi ele quem roubou a cena, mas sim o estereotipo asiático, em especial o chinês, mais uma vez. Poderia ser uma corda que FOTB talvez já teria se enforcado no episódio nº 38, mas ainda há ritmo para piadas desse tipo. Evan se perder dentre “inúmeros asiáticos idênticos”, Eddie ganhar um tênis falsificado de má qualidade, Evan ficar fascinado por ter escola todos os dias, ter um primo asiático super-inteligente foram algumas de lembro de cabeça. Gostaria que Gene torna-se aqueles personagens que sempre estão fazendo participações especiais, pelo menos umas duas vezes por temporada. Ainda falta um pouco de consolidação de sua personagem para casar piadas mais afiadas, mas nada tão grave. Ainda.

Em “Breaking Chains” tive uma agradável surpresa: a música Zombies do The Cranberries. Acredito na teoria da reciprocidade do Jung, em que nós percebemos como as coisas estão conectadas, e nesta semana isso ocorreu. Lá pela quarta, vi um vídeo de audição do X-Factor de algum país de uma participante cantando Zombies. Fazia tempo que não a ouvia, e a procurei na biblioteca empoeirada do Ipod e a escutei enlouquecidamente nos últimos dois dias. Eis que então, com tantos episódios para tocarem essa música, ela aparece em “Breaking Chains”.

E mais uma vez, FOTB continuou a sua ascensão em qualidade. Fiquei muito feliz em ver todas as storylines contadas certinhas, com começo, meio, fim e muitas piadas boas. Eddie teve uma boa participação e gostaria de ver mais ele “se dando mal” agora que Emery está em sua escola. Algo como o seu irmão mais novo roubar o seu holofote. A parte de Evan também foi engraçada, em especial a cena final. Um humor negro delícia!

O que mais gosto é como os diálogos estão entrelaçados com a personalidade de cada personagem. Percebi, de uma temporada para cá, como Evan e Emery estão crescendo em cena, em grande parte devido ao talento dos dois. Jessica não tem do que falar e Eddie já foi bem trabalhado na temporada inicial. Até mesmo a Grandma Huang já está com um humor ácido maravilhoso em cena, todavia, o único que parece ainda não ter um brilho próprio é o Louis. As cenas suas de inveja em relação ao seu irmão foram muito boas, mas ele apenas se torna um coadjuvante quando esta em cena com os demais. Ainda não vi um Louis com piadas tão boas igual de seus familiares (exceto com Gene).

A série estreou com 5.03 milhões de telespectadores e 1.6 na demo. No mesmo horário, “This Is Us” liderou com 2.6, seguido por um empate de “Bull” com FOTB, “Scream Queens” com 0.7 e “No Tomorrow” na lanterninha, com 0.2. Em “Breaking Chains”, os Huangs caíram para 4.07 milhões de telespectadores e 1.3 na demo. No mesmo horário, “This Is Us” liderou com 2.6, seguida por “Bull” com 1.6, “Scream Queens” com 0.6 e “No Tomorrow” com 0.3.