Frequency 1×07: Break, Break, Break

0
190

Juntando os pedaços deixados pela incompetência policial de Frank e Raimy, Frequency entra agora em uma fase decisiva em que precisa explorar em poucos episódios, toda essa dinâmica temporal, a crise de relacionamento dos Sullivan e encontrar o assassino para que o presente tenha um final feliz para a princesa Raimy.

É justamente esse sentimento que o episódio me trouxe, essa sensação conhecida da CW quando vai cancelar em breve uma série, a velocidade para que ela tenha no mínimo um final satisfatório é muito cara da emissora. Com a notícia que o show não deve receber encomenda de novos episódios, o que vi neste sétimo capítulo, foi justamente a necessidade de desenvolver a trama mais rápido, algo que eu já tinha comentado desde o início.

Veja bem, Frequency não é nem uma Supernatural da vida, o bebê da CW não tem forças para criar historinhas para encher linguiça em cada episódio. Para nós Série Maníacos que estamos acostumados com essa dinâmica televisiva, já estamos vacinados com esse plot barato, não engolimos mais CW, bora usar uma receita nova please.

O que “Break, Break, Break” nos trouxe, foi muito mais do que uma mera pausa como sugere o episódio, toda a narrativa foi bastante dividida, o foco em Satch foi extremamente crucial, pois ele era o último do elenco fixo que faltava, agora, conhecendo cada personagem Frequency pode sim começar a desenvolver o final de temporada fechado, mesmo que não tenha sido anunciado o cancelamento.

img1

Com o Rouxinol agora na cola dos Sullivan, fico me perguntando quando Raimy e Frank irão utilizar o elemento sobrenatural ao seu favor? Gente, a pessoa tem o poder de mudar o tempo e espaço e eles não conseguem achar o assassino, eles estão focando no lado errado.

Personagens constantemente desaparece nessa série, novamente nos vemos sem Daniel, Gordo, Kyle até o Karl que achava que seria importante para Raimy sobre esse paranormal foi deixado para trás só para o foco ser novamente no fim do casamento de Frank e Julie. A única coisa favorável nessa história foi ter colocado Stan Moreno de volta na trama, com ele ajudando Raimy, muita coisa pode ser descoberto nos próximos episódios inclusive o segredo que ele guarda com Satch que pode ajudar a entender a arapuca sofrida por Frank no piloto.

E o que foi essa aparição da amante de Frank na série? Mais uma para preencher os buracos da história? A não ser que ela tenha ligação com assassino, caso contrário é totalmente dispensável, não quero ver drama de Frank e Julie e casamento e amantes, essa não é a história de Frequency, o que acontece entre eles é uma consequência da narrativa, pode ser explicado da forma mais simples sem interromper o plot principal.

img2

Mistérios a parte, agora descobrimos um dos propósitos do Rouxinol por matar enfermeiras vem de seu teor patológico religioso, clichê? Demais, artimanha fraca usada em todo tipo de serial killer na TV. Bora mudar isso né gente. Mas essa descoberta foi uma nota A nessa investigação que nunca leva a lugar nenhum, agora a minha torcida é para a série fluir sem mais contrapontos desnecessários.

E você, acredita que a série vai ser cancelada? Frequency merece uma temporada fechadinha pelo menos?