Feed the Beast 1×08: In Lies the Truth

0
28

Após uma confirmação silenciosa no fim do episódio anterior, esse novo capítulo de Feed the Beast traz uma boa ideia das tensões que a série trará para o fim de sua primeira temporada. Tommy tem, claro, sérias dificuldades de aceitar o acontecido, enquanto Dion tem sérias dificuldades de simplesmente falar a verdade.

Falando sério, Feed the Beast parece nunca querer iniciar um plot e trabalhar a história ao redor dele. A proposta da série é ser tão efêmera quanto os seus 40 minutos, e mais uma vez tivemos um problema se iniciando no episódio anterior, sendo quase totalmente resolvido por aqui. Acredito que essa resolução restante deve engrossar o drama do fim da temporada.

As atitudes de Tommy nesse episódio foram realmente desastrosas, apesar de refletirem bem alguém em negação. Foi impossível, por sinal, não se lembrar do Ross servindo fajitas e dizendo que estava bem ao descobrir que Rachel e Joey estavam juntos. Porém aqui ele tem o seu ataque no restaurante, com clientes no salão, após Dion tentar resolver essa questão o dia inteiro com ele. Claro que cada pessoa tem o seu tempo, mas Tommy sempre se mostrou uma pessoa muito focada, e é estranho que as coisas tenham se desenvolvido dessa forma.

Do modo como a história se configura nesse momento, a grande decisão de Dion, negando a proposta do Fada do Dente é um sinal de profunda lealdade com seu amigo, e essa sim se mostra coerente com o personagem. Dion é o tipo de pessoa, que, envolvido com as piores amizades possíveis, você sempre pode contar na sua vida.

Para os episódios finais, vários problemas começam a se tornar incômodos. Primeiro essa relação entre Dion e Tommy, que sofreu sérios abalos com essa revelação. Segundo com TJ, que parece cada vez mais próximo de protagonizar uma tragédia na escola. Terceiro pelo policial, que, preocupado com a sua filha, instalou todo um sistema de segurança, que parece destinado a pegar Dion. E por último por Aidan Moran, que não parece ter muito mais tempo de vida.

Feed the Beast é uma série que, com um início razoável, mas promissor, parece cada vez mais preguiçosa. Com uma produção pedestre e planos absolutamente medíocres, é até difícil destacar algum tipo de virtude técnica da série. E se a história é igualmente superficial, dá pra entender por que é difícil enxergar uma segunda temporada para o drama.

Entrada: Pilar, coitada, só percebeu agora que se meteu numa enrascada.

Prato Principal: Mas esse menino que mexe com o TJ é um demônio, hein? Jesus amado!

Sobremesa: Fada do Dente gay? Um toque inesperado, mas que agregou ao personagem.