Fear the Walking Dead 2×09: Los Muertos

24
1288

Seria essa a chave para a sobrevivência de Fear the Walking Dead?

Essa semana Fear the Walking Dead se recompôs do fraco retorno, trazendo um dos episódios mais interessantes da série até o momento. Grotesque, como eu disse na review anterior, foi forte, mas mal encaixado na temporada. Retorno a dizer que essa foi apenas a minha opinião com relação à experiência que tive ao vê-lo. Sei que muitos de vocês discordam e eu, inclusive, entendo e concordo parcialmente com os motivos que os levaram a gostar do episódio. Mas, vamos lá, temos que concordar que o dessa semana superou e muito o seu antecessor!

Los Muertos não o superou pelas cenas de ação ou pelo maior número de zumbis em tela. O episodio dessa semana superou Grotesque pela qualidade narrativa, pelo interesse em abordar mais atentamente a religiosidade dos sobreviventes de “La Colonia” e por um elemento extremamente singular nas histórias apocalípticas da AMC (FTWD e TWD). O foco continuou em Nick, acompanhando seu envolvimento com o novo grupo de sobreviventes em Tijuana, e o desenrolar da trama em torno de Madison, Strand, Alicia e Ofelia após o incêndio na fazenda de Celia. Confesso que, apesar do Nick ser o meu favorito, eu senti falta dos outros personagens no retorno do hiatus. Primeiramente falarei da trama que envolveu o retorno do quarteto, deixando a história de Nick para o final por ser o núcleo que mais me chamou a atenção no episódio de domingo. O retorno desse núcleo deixou novas dúvidas acerca do passado de Madison e o destino de Ofelia na série, respondeu basicamente nada que nos foi apresentado no midseason, trazendo, talvez, apenas uma única certeza: não teremos mais Abigail e as cenas no mar.

O barco do grupo foi roubado, algo que era de se esperar, afinal, estamos no apocalipse, um barco dando bandeira no meio do nada é sempre bem-vindo, não é mesmo? O que é uma pena, pois acredito que esse era um dos elementos promissores da série por nunca ter sido abordado em TWD. Alias, ainda tenho a esperança de ver o Salazar resgatando o grupo em alguma praia na Abigail… Por falar no Salazar: quem concorda com uma troca entre Ofelia e ele? Ofelia claramente continua sendo descartável no grupo, algo que seu pai definitivamente não era. Sua personagem não fez nada de interessante desde a sua primeira cena e, para piorar, o que impossibilita ainda mais a sua sobrevivência na série pode ter sido entregue no episódio dessa semana. Estaria Ofelia disposta a cometer suicídio? Sua conversa com Alicia, a metáfora dos zumbis caindo justamente quando ela sumiu e a morte de seus pais cada vez mais nos leva a crer que a personagem não deve passar dessa temporada. Se ela não faria tal ato contra a própria vida, então para onde Ofelia foi? Seria esse o primeiro indício de que Salazar pode estar vivo, com ela reencontrando o pai? Espero que sim!

E, afinal, que mistérios estaria a Madison guardando sobre o passado do pai de Nick e Alicia? Um dos Talking Dead’s falou exatamente sobre esse tema, algo que, inclusive, leva muitos fãs a acreditarem que essa seria a ligação de FTWD com TWD. Eu acho praticamente impossível a essa altura do campeonato termos qualquer tipo de contato entre as séries, então já descarto essa possibilidade. Qual seria, então, o mistério? Madison deixa no ar, numa conversa com Strand, que Nick e o pai tinham problemas similares, que, inclusive, o levaram a cometer suicídio. Essa, a meu ver, é a possibilidade mais concreta, algo que Madison esconde até dos próprios filhos. Mas o que mais me incomodou nessa cena foi a forma com a qual Madison falou do próprio filho, constatando que Nick sempre foi problemático e que ele não sabe se virar sozinho. Cada vez mais eu acredito que o maior problema do Nick não é ele mesmo ou seu envolvimento com as drogas. Madison criou o filho já inserindo em sua mente, desde pequeno, que ele era anormal, superprotegendo-o. Estar sozinho, então, pode ser a grande chave para que Nick se encontre, enfrente seus medos e vícios, trilhando seu próprio caminho no novo mundo.

O fator que mais despertou a minha curiosidade ocorreu em dois momentos do núcleo de “La Colonia”. Primeiramente, quando o episódio revelou que o líder do grupo possui uma mordida de zumbi no ombro sendo, consequentemente, o primeiro nas histórias da AMC a sobreviver à infecção zumbi, e o poder do mesmo perante o novo grupo. O último em questão não é novidade, pois a sua relação com os sobreviventes é bastante semelhante ao envolvimento do Governador com o povo de Woodbury (em TWD). Mas isso não tira o brilho que a série trouxe com esse novo personagem. Alejandro é controlador que nem o Governador, mas com uma única diferença: ele utiliza a fé para exercer sua força.

É claro que ele pode acreditar verdadeiramente no que ele disse para o grupo, principalmente levando em conta que de fato a religião mexicana não tem medo da morte, que ela é apenas mais um passo para a evolução. No entanto, manipular todo um grupo para sacrificar um ser humano (mesmo perto da morte) com o intuito de alimentar zumbis não é nada natural. O que ficou claro é que Alejandro é visto muito mais como uma figura “divina” do que um líder em si pelo segundo fator que eu citei acima. Alejandro não morreu pelo ataque de um zumbi, o que fortalece ainda mais a fé que ele tanto prega na Colonia. Essa é a primeira vez que a imunidade à infecção dos zumbis é mencionada, mesmo que por alto. Será que ele é verdadeiramente imune? Se FTWD optar por esse caminho eu acredito que a série tem grandes chances de crescer, conquistando um público que TWD tanto perdeu (por nunca nem citar essa possibilidade ou até a origem do vírus) ao longo das temporadas. O que Fear precisa é valorizar esse fator, utilizando-o como diferencial daqui pra frente. Essa é, talvez, a cartada essencial para o futuro da série, então, não percam essa chance, por favor!

Placar da Semana

Caminhante: Troféu caminhante/errou feio vai para o Strand. Eu confesso que foi de fato interessante ver como uma pessoa bêbada reage ao ver uma horda de zumbis, mostrando que o álcool some rapidinho na hora do desespero. No entanto, na maioria das ocasiões, beber em excesso também altera a percepção de realidade/perigo de um indivíduo, não é verdade? Arremessar copos na parede não foi a ideia mais inteligente do mundo, mas nós relevamos, pois isso não faz tanto barulho, mas tocar um piano é outra história… É sério isso, Strand?! Você, com toda a sua sagacidade, realmente decidiu tocar piano no meio de um apocalipse zumbi? Ninguém parou para pensar que isso, pasmem, atrai zumbis? Você definitivamente mereceu o troféu caminhante dessa vez, Strand!

Balofo: Troféu balofo, ou “fale-me mais sobre isso”, vai para o Alejandro, o líder da “La Colonia”, o grupo de sobreviventes de Tijuana. O que desperta a curiosidade em torno do seu personagem é a sua singularidade. Como dito anteriormente no review, Alejandro foi mordido por um walker e sobreviveu para contar a história. Estaria, então, FTWD inserindo pela primeira vez nas histórias apocalípticas da AMC um indivíduo imune à infecção zumbi? Ou tudo não passa de uma lorota do farmacêutico para ser “louvado” como líder? Fale-me mais sobre isso, Alejandro, fale-me mais! 

Corredor: Troféu “not bad”, ou corredor, para a Alicia. Finalmente a personagem está mostrando seu valor na série! É óbvio que não podemos dizer o mesmo da Ofelia que, como de costume, continua descartável e inútil na história… Alicia parece ser a única do grupo que tem noção da realidade a qual eles estão vivendo atualmente. A personagem deixou isso claro para Madison, mostrando que sabe cuidar de si mesma e que, consequentemente, não precisa da superproteção da mãe. Not bad, Alicia! 

Abominação: Troféu “badass” vai para o Nick. Mais uma vez ele mostrou o quão corajoso (ou inconsequente, isso vai de cada um) ele é, usando-se apenas da sua própria experiência com as drogas, ao conseguir mais um carrinho de água dos traficantes. Grande Nick, o verdadeiro badass de FTWD!

  • Rafael Tietz

    Eu acho que o líder da comunidade está mentindo, aquela cicatriz não é provinda de uma mordida de Zumbi e ele está se aproveitando disso apenas para manipular a comunidade. Fazer isso é tão típico de TWD.

    Não gosto de Nick, acho ele um porre, pior que ele só o irmão chato lá que nem lembro o nome (Já odiando que o plot de Nick e do filho deve ganhar um episódio próprio, vai ser difícil passar por esse)

    Alicia <3

    • Leonardo Ferreira

      Eu ainda não vi o episódio, Mas ao que parece, foi um pouco melhor do que o anterior. Algo me diz que você possa está certo, Rafael Tietz. O conceito de imunidade nunca foi introduzido em TWD e introduzir isso agora poderia deixar as coisas meio sem sentido. Agora sobre essa evolução da Alicia me deixa um pouco apreensivo. Quando um personagem tem uma evolução tão brusca como essa, pode ser um indicação de que ele não dure muito e como FTWD está seguindo e muito a linha de sua série matriz, possa indicar que a personagem não dure muito…

      • Rafael Tietz

        Noooooo Alicia, afff realmente acontece muito isso. Imagina se ela morre salvando Ofélia ou, pior, salvando Chris. Não quero nem pensar nessa possibilidade kkk

        • Leonardo Ferreira

          Pelo trailer do próximo episódio, sabemos que Alicia vai encarar sozinha uma horda de zumbis sozinha. Quem garante que ela não seja mordida? Se for algo me diz que ela vai esconder de todos essa possível situação…

          • Michonne

            já eu to pensando positivo e vendo ela como uma Carol, começando fazendo merda e bem no fim se tornando uma personagem badass!

          • Leonardo Ferreira

            Ao meu ver, Essa evolução da Alicia foi bem brusca, Michonne, principalmente porque ela fez muito pouco na primeira metada da segunda temporada. Além disso, estamos falando de um Spin-off de TWD…

          • Michonne

            foi bem brusca msmo, mas acho que é pq ela caiu na realidade depois daquele susto com o pessoal do boyzinho q ela queria pegar. se for notar ela é a unica que ta pensando friamente na sobrevivencia deles.

          • Leonardo Ferreira

            Concordo.

      • João Manoel

        Leonardo, eu ia comentar justamente sobre isso. Não estou muito ligado na linha temporal de TWD, mas já se passou bastante tempo desde o início do apocalipse zumbi (pelo menos uns 2 anos usando a Judith como base), e nunca foi comentado que existiria algum tipo de imunidade. Pelo tempo decorrido, e pelo tanto de pessoas que cruzaram no caminho, seria impossível que essa notícia ainda não tivesse chegado a trama da série original. Introduzir isso agora, geraria uma grande incongruência no roteiro, para não dizer um grande furo.

  • Andre Scaldaferri

    Em comparação com o episódio anterior, esse realmente foi mais “animado”. Porém a série se desvirtua do que era proposto,que mostrar como era o mundo no início do apocalipse e está virando um outro TWD com personagens diferentes (e bem menos carismáticos).

  • Maysa

    Achei bem nada a ver o Nick usando o conhecimento de drogas pra conseguir não ser punido, era uma chance minima, e a Luciana colocar em risco o fornecimento de água pra proteger o Nick foi mais nada a ver ainda. Nick era meu personagem favorito, mas ficam colocando ele nesses plots religiosos, deixando ele ser manipulável já está me irritando.

    Pra mim a única decente desse episodio foi a Alicia, a unica que se preocupou com as coisas certas. Madison é uma péssima mãe, enquanto superprotege o Nick, é negligente com a Alicia.

    Não sei o que a Ofélia faz na serie ainda, gosto da personagem, mas nunca vi alguém ser tão negligenciada quanto ela, não é difícil dar um plotzinho pra ela se destacar, mas apesar disso não acho que ela vai morrer.

    Os personagens de Fear são sempre inconstantes pra mim, em alguns episódios eu gosto do Strand em outros não, a mesma coisa acontece com Madison e Nick não tem uma regularidade, parece que vão aprender alguma coisa, mas acaba que não aprendem nada.

  • vinland

    Se comparar com o anterior foi melhor, mas mesmo assim foi ruim. Aquela cena do Nick barganhando seu bem estar, com o conhecimento em drogar, foi a coisa mais idiota que ja vi. Nao faz sentido algum.

    E por se tratar de pessoas que ja passaram por poucas e boas, foi mais idiota ainda ver Madson e Strand, fazendo algazarra no hotel, causando toda aquela confusao. Foi uma cena muito babaca. Parecia um pretexto pra inserir açao na serie.

    Vou assistir essa serie ate o final dessa temporada, mas se continuar assim, vou parar ao final dessa temporada mesmo.

    • Jose X.

      a cena do Nick foi ruim mesmo…o cara tá a ponto de ter a mão cortada e age com aquela calma toda ?

      • Markus

        Já foi pra priorizar que ele não tem medo e eh impetuoso, mesmo sendo bem estupido da parte dele.

        • vinland

          Se foi isso realmente, foi a maneira mais idiota de inserir isso, porque sabemos como realmente esse tipo de barganha funciona. Eu gostaria que ele morresse logo, mas ao que parece, isso nao vai acontecer tao cedo.

          • Markus

            blz

      • vinland

        Sim ridiculo. Quem ve pensa que o cara, e algum chefe da mafia.

  • NowSilva

    Eu acho um saco toda essa coisa de “grupo religioso/alienação” pra quê isso gente? o Nick já tá meio louco e agora vieram com mais essa lavagem cerebral? NÓN!
    Desde o piloto eu espero conhecer um pouco mais sobre a Ofelia, não vejo pra quê ter um personagem “principal” sem ter nenhum desenvolvimento. Espero que ou comecem a cuidar da existência dela, ou que suma. Esse “líder” que foi mordido provavelmente vai morrer sem descobrirmos o pq dele ter sobrevivido. Nem crio expectativas sobre isso. O papel dele é apenas alienar o pessoal que o segue. Alicia fazendo menos burradas do que os mais velhos, to gostando. Tinha mesmo que compensar a burrada que fez na temp. passada. No mais, o ep. não foi maravilhoso, mas foi melhor que o anterior.

  • MSylvia

    Acho que aquela mordida não deve ser de zumbi. O cara deve estar usando isto para enganar e ter poder sobre aquelas pessoas. Também espero por Salazar apesar de achar que ele está mesmo morto. Agora, arremessarem copos e tocar piano em um hotel daquele tamanho é burrice extrema. Está bem mais ou menos a série mas tenho esperanças que vai engrenar. Adorei os zumbis caindo dos prédios.

    • Isabella

      Então, mas se não fosse de zumbi a guria la nao teria dito que viu.
      Ela afirmou que viu!

      • MSylvia

        Ops Acho que não prestei atenção neste detalhe. vou ver de novo esta parte 😉

  • Amanda Campos

    “Primeiro nas histórias da AMC a sobreviver à infecção zumbi” GENTE ESQUECERAM DO HERSHEL?????? Ele também sobreviveu né, amputando a perna, mas sobreviveu. Acho que a mordida do Alejandro (se é que foi um zumbi, o que eu duvido) parte da mesma premissa do Hershel, tanto que ela parece cortada e cauterizada. Talvez funcione da mesma forma, corta a parte infectada antes que se espalhe, não é?

    • Vinícius Fernandes

      Mil desculpas, Amanda! Me expressei mal. Eu quis dizer que ele foi o primeiro a sobreviver sem ter que cortar a parte infectada, que foi o que o personagem deu a entender. Mas, confesso, esqueci do Hershel! Mas acho que funciona dessa forma sim, no entanto foi no ombro.. A ferida não parece ter sido cortada, então fica estranho, não acha?

    • Ray

      Se n me engano em twd já foi citado algo do tipo que tds já estão infectados, n seria a mordida ou contato com um Walker quebo transforma e sim o fato da pessoa qndo morrer ter ativado o vírus zumbi. Acho que é algo assim. To com a memória ferrada mas acho que foi em twd q já teve esse papo.