Designated Survivor 1×03: The Confession

2
634

Finalmente, Designated Survivor está jogando com aquilo que séries com essa temática sabem fazer de melhor, colocar inúmero suspeitos bem a nossa frente, pessoas que podem estar em lados opostos a ponto de enganar, trair e conspirar contra o presidente. Ou seja, já não basta Tom ter que lidar com um poder do qual não pediu para fazer parte, como tem que desmascarar pessoas que absolutamente jogam no poder, ainda mais sobre circunstâncias extremas como um atentado terrorista.

E são exatamente essas palavras que o presidente Kirkman usa para descrever a atitude de Kimble, totalmente prevista desde o piloto. A mulher puxa o saco do presidente de uma forma inteligente e nada vulgar para em seguida dar o bote. Ainda não entendi o esquema dela, como disse antes, produtores adoram jogar com a nossa cara a lista de suspeitos. Mas de fato a parlamentar quer sim o cargo de presidente, ela só omitiu isso desde o começo.

Só que a lista no episódio aumenta quando um sobrevivente do Capitólio aparece, um Único sobrevivente em uma linha de sucessão enorme Peter MacLeish. A aparição dele já foi suspeito bastante até para a detetive do FBI Hannah Wells, que aprendeu desde Nikita, que não deve confiar cegamente nas pessoas. Sua intuição com certeza despertou a atenção de Kirkman para uma potencial fraude do vídeo de um ditador islâmico que, milagrosamente, invadiu a rede da casa branca só para instalar o tal vídeo incriminatório. Como todos falavam veementemente, que a segurança da Casa Branca é impenetrável, lógico que o culpado é alguém de dentro, aí a lista de suspeitos aumenta mais ainda.

Para não bastar toda tragédia nacional, a imprensa descobre que Kirkman foi demitido pelo presidente antes de todo o acontecido, o que deixou Tom no impasse, ou ele é honesto e tem que acalmar o povo furioso, ou ele mente e começa o cargo político a base da mentira, podendo posteriormente ser descoberto. Obviamente ele preferiu falar a verdade, afinal, tom é o herói certo? Errado, o tiro foi por água abaixo. A imagem do herói que estava sendo construída ainda se desfez como um sopro gelado. Aí voltamos a ideologia Política que conhecemos hoje que Kirkman analisa muito bem. Vale de tudo para subir ao poder e a mentira faz parte do processo.

Agora resta saber que caminho torto Kirkman pretende seguir, para se manter no poder. Já que de um lado temos a Emily que o conhece o suficiente para levá-lo ao melhor caminho, e temos Aaron que usa todas as artimanhas políticas para conseguir o mesmo resultado. O que fica claro quando Tom o promove a chefe de gabinete.

Só que o pobre do presidente não tem apenas um país para governar, sua família é a peça mais importante para Tom, afinal é isso que o mantém humano, honesto e acima de tudo a vontade de fazer o melhor para a nação. O jantar que ele combina com Alex é justamente para lembrá-los disso. Talvez a única peça defeituosa nessa história é seu filho Leo, não sei porque, mas não confio nele, talvez pela cara psicopata que o menino tem (Desde The Foster), mas só por ele fazer contrabando de êxtase, pode colocar o pai em péssimo estado, ainda mais se Tom ficar sabendo pela boca de terceiros, o que provavelmente vai acontecer. Podendo até quebrar esse lado familiar que Tom tanto preza.

E para fechar o clímax com chave de ouro, a Detetive Hannah descobre junto ao seu novo amiguinho nerd do computador (porque toda história política precisa ter um, caso você queira escrever uma série, fica essa dica), que a câmera de segurança do Capitólio, parou de funcionar alguns segundos antes da bomba de explodir, mas acharam uma mulher que fotografava neste momento, os segundos finais da vida de todos ( que mórbido) e que essas fotos com certeza caíram na nuvem (até as nudes dela caíram na nuvem meu caro, óbvio) e por fim descobrem que o sobrevivente Peter, desaparece segundos antes da explosão. E agora? Onde está Wally?

O mais interessante de se notar é que, a tentativa do chefe de Defesa Harris, de derrubar o presidente, ficou de fora das histórias nos episódios posteriores ao piloto o que me faz pensar que uma grande armadilha está se criando em volta de Kirkman, abre o olho mr. Presidente.

  • Arya Ibelin

    otimo texto. Tb penso que o presidente tem que se cuidar, mas torço para que seja ele , o que dará o bote…kkkk

  • carla machado

    Gentemmmm, amando a série!!