Designated Survivor 1×05: The Mission

0
501

Quando a verdade vem à tona, não existe mentira que seja suficiente que sustente a história e é exatamente em The Mission, que a trama de Designated Survivor começa a ganhar um contorno esperado.

É tão crível e ao mesmo tempo inimaginável, que possa existir teorias de conspiração, ainda mais em um país cuja inteligência secreta e todo governo, trabalham em uníssono para que o país de primeiro do mundo, possa continuar coexistindo na face da terra. É tão crível que se não fosse o fato de ser abordado na TV, seria real, mas espera, tivemos um bom exemplo disso em 2001, então sim, tudo isso é possível sendo a pior imagem possível de uma América sobre ataque.

Mas de quem é o mérito dessa história toda? os EUA por serem heróis de guerra, tentando sobreviver aos infortúnios de um atentado terrorista? ou os Terroristas por conseguirem o feito mais difícil da história? Bom, o mérito está no medo, se é que exista algum mérito nessa questão. Mas é através do medo que se tomam medidas desesperadas, o ataque vira a melhor defesa e não há absolutamente nada que possa ir além dessas medidas inescrupulosas.

Para Tom Kirkman, o medo fez escolher aquilo em que ele relutava com todas as suas forças, atacar um alvo possibilitando a perda de vidas inocentes, independente de que lado fosse. Essa escolha se deu em dois momentos, um em que era possível um combate aéreo, que foi descartado por se tratar de um hospital, e outro por terra o que resultou na morte do líder da tropa. Esse tipo de evento mexeu com a cabeça de Tom a ponto dele se questionar sobre o papel que está exercendo como presidente. Mas precisou ele levar um sacode tanto da esposa quanto de um dos soldados, para Tom se tocar de que não é hora de duvidar de suas decisões, afinal, ele está fazendo o melhor com a informação que tem e todos ali estão sobre pressão, cumprindo ordens sem questionar pelo bem do país, os EUA precisam de um Líder e ele precisa agir como tal.

Designated Survivor --- The Mission
Designated Survivor — The Mission

Mas essa liderança está com os dias contados, isso porque Kirkman enquanto tiver dúvidas e estiver sob extrema pressão, não enxergará quem são seus verdadeiros aliados. A senadora Kimble continua sendo para mim um enigma total, suas intenções de obter informação a qualquer custo e de todos os lados, a torna perigosa e Kirkman já provou desse gostinho, o que sabemos é que uma hora ou outra ela irá querer a presidência para si, mas como disse antes, isso virá depois que o caos dentro da Casa Branca passar. De fato não acredito que ela esteja ligada ao atentado no Capitólio, ela demonstrou interesse em ajudar a Detetive Hannah a descobrir mais sobre a sala 105, as reformas e empreiteiros responsáveis. Só que pode ser uma jogada dela também, nunca se sabe, palmas pela brilhante interpretação de Virginia Madsen.

Designated Survivor --- The Mission
Designated Survivor — The Mission

Pela primeira vez, tivemos muito mais de Hannah, do que nos outros episódios juntos, a Agente teve um papel muito maior e que configurou no desenvolvimento mais rápido do plot misterioso do único sobrevivente do atentado no Capitólio, o deputado Peter MacLeish. Fiquei me perguntando se esse homem poderia realmente estar envolvido nessa trama toda, sempre fico na dúvida quando os produtores jogam na nossa cara uma pista falsa, mas todo comportamento de Peter, foi totalmente suspeito e o fato dele sobreviver ao atentado parece ter enfim, alguma lógica. Afinal a sala 105 é uma sala misteriosa, reservada só a elite parlamentar, além do que ela foi totalmente reformada em um local novo por oito empreiteiros que morreram misteriosamente, coincidência demais certo? nem o chefe da Hannah, o detetive Jason Atwood acreditou.

Designated Survivor --- The Mission
Designated Survivor — The Mission

Agora o jogo ficou muito mais perigoso, se o serviço de inteligência americana é perspicaz para a defesa do país, o serviço de inteligência responsável pelo ataque, parecem muito mais e os riscos estão com Hannah e Jason agora, se Hannah revelar para Kimble sua descoberta, poderá com certeza desencadear futuros atentados, lógico que isso acontecerá de qualquer jeito posteriormente.

Com o nosso suspeito número um em evidência, fico me perguntando se o líder da Al-Sakar, Nassar, tem realmente algum envolvimento nessa história ou foi colocado nele um bode expiatório para o que o verdadeiro culpado não fosse pego. E foi exatamente isso que deu a entender quando Peter pareceu ficar nervoso quando os soldados capturaram Nassar vivo.

E para não bastar a preocupação que Kirkman tem com o país, tivemos um novo capítulo de drama familiar, agora com a suposta aparição do Ex marido de Alex, mesmo na cadeia, que promete sacudir ainda mais aquela família com a notícia de que ele é o pai legítimo de Leo. Não sei vocês, mas senti esse plot jogado a força para promover mais o papel de Natascha McElhone.

> Teorias Bizarras de Westworld!

Se não fosse por esse plot, poderia considerar esse episódio como o melhor até então, afinal, entregaram um roteiro ágil, com acontecimentos por todos os lados, além de se criar um mistério realmente interessante para resolvermos e são elementos assim que me motiva a continuar assistindo a série.