Dancing With The Stars 23×13: The Semi Finals

1
179

Chegamos nas semifinais e praticamente todos os casais tem chances de chegarem à última semana de competição. Há, porém, uma pedra no meio do caminho. Mas, antes, as apresentações da noite.

Laurie e Val

Ritmo: Foxtrot

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

Difícil não se emocionar com Laurie essa semana. Toda a situação com a perda da avó serviu de combustível para uma apresentação impecável, não há o que se discutir. Laurie é a favorita desde o primeiro dia e voltou a este posto facilmente depois deste número.

Terra e Sasha

Ritmo: Rumba

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

Terra já mostrou que é uma ótima concorrente, mas seguir a apresentação de James não é tarefa fácil. Ela entregou uma bela performance, com movimentos fluidos e bastante emoção. Foi uma boa melhora em relação à semana anterior e definitivamente melhorou suas chances de avançar.

James e Sharna

Ritmo: Argentine Tango

Notas: Carrie Ann – 9 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 29/30

Inacreditável. Não tem outra forma de descrever esta apresentação. Sharna não só voltou como voltou chutando a porta. O Tango com ela vendada foi simplesmente sensacional e, quando você pensa na dificuldade disto, a única palavra que vem à cabeça é inacreditável.

Jana e Gleb

Ritmo: Quickstep

Notas: Carrie Ann – 9 | Julianne – 9 | Bruno – 10 | Total: 28/30

Jana definitivamente evoluiu muito durante a temporada e esta apresentação prova isso. Inconsistências acontecem, mas de uma maneira geral foi a manutenção da ótima série de performances que ela vem entregando nas últimas semanas, reforçando sua posição como forte concorrente da temporada.

Calvin e Lindsay

Ritmo: Argentine Tango

Notas: Carrie Ann – 8 | Julianne – 9 | Bruno – 9 | Total: 26/30

Pela primeira vez vi a diferença de tamanho entre Calvin e Lindsay atrapalhá-lo em uma apresentação. Os encaixes do tango ficaram feios e até acho que os desconcentrou de alguma forma. Além disso, o início da performance foi meio que inútil. Mas, tecnicamente, apenas um erro foi visto.

Trio Round

James e Sharna + Jenna

Ritmo: Jive

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

James entrou na segunda rodada entregando tudo o que poderia e, com isso, ganhamos mais um número perfeito dele. A quantidade de transições entre James e as duas parceiras foi insana e o resultado excelente, selando sua vaga na final.

Terra e Sasha + Artem

Ritmo: Argentine Tango

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

A expectativa para a dança em trio de Terra era sobre como ela e mais um profissional conseguiriam adaptar-se ao tamanho dela. Neste ponto, não tivemos problemas, mas creio que tivemos mais momentos de dança entre casais do que entre os três juntos. Apesar disso, tivemos um excelente tango.

Jana e Gleb + Alan

Ritmo: Paso Doble

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

Jena consegue atingir um nível de intensidade impressionante em danças que exigem isto e mais uma vez entregou uma apresentação impressionante. O passo doble foi forte, sexy e uma excelente forma de assegurar para ela uma vaga na final.

Calvin e Lindsay + Witney

Ritmo: Salsa

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

O que é melhor que Calvin jogando Lindsay pra cima e pra baixo? Calvin jogando Lindsay e Witney para cima e pra baixo. O número foi divertidíssimo, cheio de conteúdo e resumiu bem a jornada dos dois na competição.

Laurie e Val + Maks

Ritmo: Samba

Notas: Carrie Ann – 10 | Julianne – 10 | Bruno – 10 | Total: 30/30

Não dá para comentar esta apresentação sem falar no maravilhoso sotaque do cantor tentando acertar a letra da música em português. Laurie, obviamente, foi perfeita, mas o que me incomodou foram os diversos momentos onde ela e Val ficaram sozinhos no palco. Foi divertido? Sim. Mas para mim subverteu, em alguns momentos, o conceito das danças em trio.

Lá no começo da temporada eu comentei que o programa costumava ir ao ar duas vezes na semana, com apresentações nas segundas e resultados às terças. Pois bem, por conta do corte do segundo programa, os resultados passaram a ser computados de outra forma, com as notas e os votos do público impactando a eliminação da semana seguinte. Deste modo, as danças desta semana contaram pontos para a final, e, consequentemente, o eliminado da semana já começou a noite nesta condição.

Por que explicar isso? Para mostrar que, em certos casos, o modo de eliminação acaba sendo muito injusto, pois Terra, apesar de apresentar uma semana perfeita em termos de nota do júri, não pôde se valer disso e acabou eliminada enquanto se mostrou bem mais digna de avançar às finais do que Calvin. Claro, uma semana não deveria resumir a jornada inteira das duplas e, no fim, Calvin merecia mais o avanço, mas, ainda assim, o sistema não foi justo com Terra.

No fim das contas, chegaremos à final com quatro casais, e, por melhor que Jana e Calvin tenham se saído durante a temporada, seria muito triste ver um vencedor diferente de Laurie e James, de longe os melhores da temporada. Se o placar da semana é um indicativo, Laurie parte na frente por uma diferença muito pequena, e tudo pode acontecer.

  • Jeferson Rodrigues

    Como é que um ser humano não me dá uma nota 10 para aquele “tango cego” que foi simplesmente perfeito??????