Chicago PD 4×05: A War Zone

5
1070

Dando uma pesquisada sobre essa quarta temporada descobri que A War Zone era para ter sido o terceiro episódio da temporada e acabou sendo trocado de ordem com “All Cylinders Firing”. Essa mudança se deu por conta de um conflito de agenda com a estreia da quinta temporada de Chicago Fire e isso acabou ficando um pouco confuso em relação a linha de tempo da série, além de dar spoiler sobre Tay e Mouse.

Sobre o episódio, foi aquele procedural de praxe e também o mais fraco desde o início da temporada. Na tentativa de tecer o clima da vida real com a ficção, o episódio expôs o lado obscuro das pesquisas químicas voltadas para o tráfico de drogas, sem pensar nas consequências que surgirão quando as drogas chegarem às ruas. Foi bom ver Will fazendo uma pequena participação no episódio para enfatizar o perigo do uso da droga, levando a inúmeras mortes. Não deixou de ser uma crítica às pesquisas químicas que ao invés de convergirem para um lado positivo, tendem a convergir para o lado ruim, onde vidas são postas em perigo por almejaram cada vez dinheiro.

O episódio ficou bem bagunçado, preciso ser sincera. Fiquei com uma sensação que assisti quarenta e poucos minutos apenas para ver três coisas importantes: Mouse realmente vai deixar a série, assim como Tay que mal chegou, e Kim deixando claro para Voight que está às ordens para se unir à Inteligência quando ele quiser.

Saídas da série são sempre lamentáveis, ainda mais quando a gente começa a se apegar aos personagens. Foi trágico com a Nadia e ainda é difícil aceitar, mas preciso dizer que a temporada mal começou e já temos duas despedidas, com uma terceira ainda por vir. Mouse vai fazer falta e é uma pena ele ter que ir antes de terem contado a história dele e do Jay quando estavam na guerra.

Sobre Tay, não há muito o que se dizer… Tava na cara que era uma questão de tempo até Vogel mexer os pauzinhos e mudar novamente a policial de distrito. Foi interessante vê-la abrir os olhos da Kim. Por pior que seja, tem personagens que aparecem apenas com uma pequena missão e a dela era essa: mostrar para Kim que ela finalizou o ciclo dela na patrulha e que está mais que pronta para a Inteligência. Não sei se iremos vê-la novamente, mas seria bom um reencontro lá para o meio da temporada.

E finalmente, Kim Burgess. Lembro na primeira temporada de torcer tanto por uma ascensão dela e não veio porque ela simplesmente não estava pronta e ainda precisava aprender algumas coisas na patrulha. Kevin, Roman e agora Tay, todos eles foram responsáveis pelo crescimento e amadurecimento da personagem desde o início da série, sem comentar a importância da Platt nesse processo… Deu orgulho da sua fala final, não vou mentir. Ansiedade já me consumindo hahaha.

Termino a review com uma simples pergunta: será que CPD finalmente irá focar somente na Inteligência durante essa quarta temporada? O que vocês imaginam, conspiram ou suspeitam?

> Teorias Bizarras de Westworld!

“Skin in the Game” é o sexto episódio, se liga na promo:

  • Ícaro Amaral

    Como aquele rapaz,Tyler, morreu?Não entendi direito.

  • VALERIANA BARROS

    Na hora que vi o Mouse eu percebi que haviam trocado a ordem.Não gostei disso.

  • João Carlos

    Muita sacanagem trocarem a ordem dos episódios, nada a ver. Uma pena que tanto Mouse quanto a Tay saíram.

  • Ramon Vitor

    Sem pé nem cabeça essa troca, gente. Eu fiquei: o rato ainda tá aí? Quê? Sem falar que o plot da Tay devia ter mais desenvolvimento, mas acho que isso ainda volta a ser abordado.

  • Libriane

    MAIS TAY SÓ PRA SABER A HISTÓRIA DE MOUSE. NEM PENSAR, PREFIRO NÃO SABER.
    INÚTIL, O MÉDICO IR ATÉ O TRABALHO DO IRMÃO PARA NÃO PRESSIONÁ-LO A TIRAR AQUELA DROGA DAS RUAS… TOSCO, DRAMÁTICO, RIDÍCULO.
    KD ANTONIO
    KD O ROUBO DA GRANA… SÓ APARECE O MEU PREFERIDO LEVANDO O DINHEIRO PARA A MÃE.