Brooklyn Nine-Nine 4×04: The Night Shift

2
654

O tão esperado crossover entre Brooklyn Nine-Nine e New Girl finalmente aconteceu, com a primeira parte focada na galera do Brooklyn e a segunda parte com Jess e sua turma. Muito se falou desse encontro entre as duas maiores comédias da FOX atualmente, diversos burburinhos, expectativas criadas e como ficamos? Meio “meh”.

Esperava mais desse crossover, como um fã de ambas as séries, pois pensei que as histórias iriam se cruzar mais profundamente, fazendo com que um plot entrasse no outro, tipo Winston e Nick sendo assaltados e o Peralta e Boyle indo ajudá-los, ou Jess se intrometendo nos assuntos policiais por algum motivo e tenta resolver algum crime. Porém, a entrelaçada foi bem curta, só tivemos uma cena da Jess com o Jake no carro. Foi divertida, com um texto engraçadinho e boa química entre os dois, mas esperava beeem mais desse aguardado crossover. Sei que em New Girl teve a aparição do Boyle e seu filho, mas ainda assim foi bem pouco.

Agora, analisando o episódio em si, foi bastante agradável. As interações do Peralta com o Boyle, agora The Night Boys, são ótimos plots, e nesse, tivemos o diferencial de que o o último tem que dividir suas forças e atenções entre o trabalho e o seu filho, Nikolaj. O primeiro, que tinha seu amigo sempre ali ao seu lado, agora sente o baque dessa mudança, e sofre um pouco para se adaptar. Com isso, vemos um amadurecimento do Jake, algo importante para a construção do personagem, que foi vendido, desde o primeiro episódio, como um policial imaturo.

Dentro do batalhão, Holt tenta alegrar seus funcionários enquanto todos estão sofrendo o castigo de terem que trabalhar no turno da noite. E o resultado foi simplesmente excelente! A cena do capitão fazendo todo o squad forçar um sorriso e todo mundo tentando conversar enquanto mantém todos aqueles músculos fletidos foi maravilhoso, eu não me aguentei quando vi o Scully e Hitchcock fazendo aquelas caretas.

Outra parte que adorei dentro desse plot foram as menções que Raymond fazia sobre a cultura de hoje em dia ou quando ele ficava empolgado sobre algo que ele ama, e que é para nós, um pouco entediante. O cara teve que aprender o que era Skrillex para fazer os seus funcionários felizes, imagina o sacrifício.

Brooklyn Nine-Nine --- "The Night Shift"
Brooklyn Nine-Nine — “The Night Shift”

Ainda tivemos o Terry sendo todo ácido em algumas piadas ali e outras acolá, Gina sumida e ocupada com seus bofes australianos e Rosa e Amy num plotzinho mixuruca que serviu mais para melhorar o vínculo entre as duas e lembrar-nos de que o namorado da Rosa ainda existe e todo aquela história da Flórida foi basicamente culpa dele.

No geral, foi mais um ótimo episódio de B99, mas ao analisar o fator de crossover, deixou a desejar. Pela força do elenco e dos escritores de ambos os shows, esse encontro poderia ter sido mais forte, entrelaçado e bem pensado. Mas foi isso aí, se você não esperava pelo crossover, se divertiu mais de que estava esperando algo grandioso. Se tivermos outro em algum futuro breve, espero que aprendam com o erro e melhorem.

5 Bombas da Fall-Season 2016!
Peralteando:

– Jake usando seus poderes para desvendar o mistério e se apoiando em uma bengala: sobrinho distante do House

– “It’s a crossover!” Adorei essa quebra da quarta parede

– Não sei o que foi mais bizarro, aquele sorriso forçado da turma ou a rosa chorando

– “Oh no, we’re in the upside down!” beijos Strangers Things

– Nikolaj se tornando o personagem mais fofo dessa série, tomando o posto do Hitchcock & Scully. Sim, eles são fofos. E sim, eles são uma pessoa só, tipo Sandy Junior ou Maiara Maraisa.

  • Flavio Batista

    Eu nao sabia do Crossover, entao foi uma grata surpresa!
    Adorei a metalinguagem tb!

  • edujakel

    eu nao sabia do crossover, eu nao assisto New Girl…mas entendi a referencia na hora q ele falou Its a Crossover…rs
    Como nao conheco os personagens da outra série…só reconheci mesmo a sósia da Kate Perry, eu gostei de tudo…