Ballers 2×06: Saturdaze

1
221

Esse episódio serviu para deixar bem claro que o grande projeto da temporada é realmente Travis Mach. Se no ano passado Ricky e Vernon eram os principais focos do trabalho de Spencer e Joe, a bola da vez é Travis. Por um momento pareceu que Terrell Suggs participaria mais ativamente da temporada, mas aparentemente foi apenas para iniciar essa disputa entre os dois grupos de investimento.

E não há nada de errado nisso! Travis é uma figura que consegue ser ao mesmo tempo um idiota deplorável, mas que nos faz torcer por ele, de certa forma. A disputa dele com Mark Schlereth é absolutamente justa, e de fato um jogador de alto nível que se recusa a participar do combine, (um evento para testar os dotes físicos de cada jogador, como velocidade, agilidade, força, etc) diminui muito as suas chances de ser escolhido no topo do draft da liga.

Esse foi um ponto em específico que não ficou claro. Por que ele se recusou? Um convite para o combine é disputado por todos, e a recusa acontece somente em caso de lesão ou quando um jogador acha que pode prejudicar o seu status. Se ele é tão confiante assim, por que não ir lá e calar todos os críticos? Seja como for, pelo menos um crítico foi convencido dessa vez, e o vídeo que o Jason estava gravando, COM CERTEZA vai viralizar na internet. De fato, eu acho que o próximo episódio vai começar com trechos de programas de esportes comentando sobre esse vídeo, aposto.

Ricky, por outro lado, continua indeciso sobre New Orleans ou Buffalo, mas parece que seu pai deu um empurrãozinho. Dennis claramente não é uma boa influência na vida do recebedor, e o que ele fez foi absolutamente injustificável. Acredito que teremos uma briga realmente grande entre os dois daqui para o fim da temporada.

O que dizer então de Andre cortejando Joe? Sem dúvidas o careca é um cara competente com os números e faz uma função seminal no trabalho da Anderson Sports Management, mas Andre só está tentando minar as forças de Spencer. Em situação normal, acho muito difícil que Joe tivesse um valor tão grande assim. O engraçado é que ele próprio parece perceber isso, e ao invés de considerar essa decisão, não perde tempo, indo espionar os papéis e negócios do rival!

A disputa entre as empresas de gestão financeira de jogadores está escalando cada vez mais, e de fato isso parece se encaminhar para um fim de temporada catastrófico para Spencer e Joe.

PS: O drama de Charles é interessante, e se estende não só ao futebol americano, mas a qualquer esporte. É por isso que gerentes evitam de se tornarem amigos pessoais de jogadores, ou mesmo conviver muito com eles. Cedo ou tarde é necessário dar esse tipo de notícia, e é preciso ter um distanciamento profissional para isso, uma lição que Charles está aprendendo.

  • Alan

    Essa temporada tá ficando pior que a primeira. Muita coisa paralela e sem enfoque necessário para a principal história.