Australian Survivor 3×22/23: How Do I Get There?/This Is Your Test

2
155

A solidificação de um casal que se não separado tem grandes chances de chegar a final juntos.

Lee e El são um exemplo clássico do que acontece quando um casal não é logo separado. Isso é apenas uma perspectiva, e por exemplo, é o que pode acontecer com Figgy e Taylor (apesar de achar que eles são meio burros), e foi o que aconteceu com Boston Rob e Amber em uma temporada bem distante no passado.

Casais são perigosos, pois funcionam como uma só pessoa, mas com o poder de voto de duas. Acho que já está bem claro para o telespectador que Lee e El vão muito além de um casal de reality, e o seu romance inclusive já foi confirmado por ambas as partes fora dali.

Meu maior medo de ter os dois em uma final é simplesmente a hipocrisia do discurso de ambos. Lee faz a linha bom moço, mas quando confrontou Kristie dizendo para ela não cair em propostas “mágicas” (simplesmente mandando uma indireta para Matt) ou falando que ele não saberia quem levar para um F2, e que nada estava decidido, caso ela seguisse com o casal. Ele não só mentiu, mas teve a coragem de defender essa estratégia barata no conselho tribal.

El por outro lado teve um jogo mais agressivo que seu parceiro, mas peca nos mesmos aspectos. Me lembro dela logo após o blindside de Brooke dizendo que seu plano era se manter fiel a uma aliança de cinco, para logo em seguida começarem a votar entre si. Hipocrisia pura, pois ela bem sabia que naquela aliança, haviam 3 Saanapu contra 2 Aganoans, então se livrar de Kristie não era uma opção viável e eu duvido que suas engrenagens não se mexeriam independente ou não dela ter descoberto que Brooke votaria nela.

Por essas e outras que eu não só rezo, mas imploro, que o trio restante se uma e finalmente quebre esse casal ao meio. Primeiro, uma final com um casal é extremamente chata, pois de qualquer forma se um ou outro ganhar alguém vai sair dali feliz, e isso me incomoda. Segundo, um casal que fez poucos inimigos e que tem grande simpatia vai transformar o júri que tem tudo para ser devastador e amargo, em algodão doce, pipoca e guaraná.

Kristie, Flick e Matt tem a faca e o queijo na mão para se consolidarem como um F3 respeitável em uma temporada que teve um inicio intenso e decaiu na que supostamente era para ser a melhor parte do jogo. Portanto, na semana que vem, descobriremos o grande vencedor e se minhas preces serão realmente atendidas. Dito isso, vamos aos episódios.

Em How Do I Get There? vemos uma jogadora que jogava de forma comedida, sair um pouco de sua zona de conforto e começar a honrar seu lugar ali: Kristie. Achei admirável a sua percepção de exclusão, e como ela confrontou Matt (pelo visto aquela desistência de recompensa valeu a pena!). Foi hilário ver todos preocupados com o que ela poderia estar fazendo e ela mais uma vez contornado a situação com a maestria. Acho que Kristie consegue enganar qualquer um naquele lugar, inclusive fazer cena para vencer de vez. Simplesmente única!

Na outra vertente, Flick vem lidando com a sua decisão de eliminar a amiga, e Matt é quem se destaca nesse ponto, plantando sementes em uma cabeça que se demonstra confusa com o resto do jogo. Acho que Flick sabe que tem poucas chances de vencer em uma final com certas pessoas, e isso a torna cada vez mais suscetível a aceitar propostas vindas de qualquer um. Não que a proposta de Matt tenha sido ruim, mas é só uma questão de percepção para notar que ele estava falando exatamente o que ela queria ouvir, massageando o ego da garota da maneira como ela queria, e talvez se salvando ali.

O desafio dessa semana não só deu uma recompensa para Matt, mas nos tirou o prazer de mais uma eliminação. Entretanto, algumas coisas nessa twist inoportuna me agradaram, como por exemplo, a cara de Kristie quando descobriu que era a menos popular de todos, chorei de rir, coitada! HAHAHA. Além disso, ver que todo mundo estava cagando para as respostas, respondendo Sam a todo momento. Achei bem estranho ele ser considerado o mais e o menos merecedor do prêmio, além de preencher mais algumas outras categorias. Por mim, já o tinham eliminado ali de cara, pois como primeiro eliminado do jogo de adivinhações, foi só um preludio daquilo que viria em sua direção no episódio seguinte.

Não pude deixar de comemorar a vitória de Flick e a escolha de Kristie para a recompensa, consolidando assim as minhas apostas para a final, e a chance de uma conversa mais ampla entre os três.

Em This Is Your Test começamos a ver falhas em um plano que poderia funcionar. A instabilidade emocional de Kristie começou a colocar tudo a perder para o lado de Matt, e Flick foi bem esperta em pular do barco bem antes dele afundar e ainda garantiu a lealdade de Lee e El para si ao invés de Kristie.

Sam por sua vez, não fez nada, ficou dependendo dos outros, e mesmo sabendo que está com a cabeça prestes a ser cortada, não procurou um ídolo da imunidade (até porque ele nem deve saber para que serve), não tentou uns esquemas e ficou a paisana naquele lugar. Por isso nem defendo sua participação e tempo por ali.

O conselho tribal e a decisão de eliminar Sam ao meu ver foi muito acertada. E se antes eu estava meio decepcionado com Kristie ao correr para Lee e contar todo o plano, passei a admirá-la mais ainda, por mesmo que indiretamente, ter plantado uma duvida na cabeça do cara o suficiente para fazer usá-lo a vantagem que tinha. Flick também foi fantástica ao saber que não era a hora certa de flipar. Agora com a eliminação de Sam, e sem a vantagem de Lee, só se o trio for muito burro para não se unir para separar o casal. Ainda há esperanças!

Com dois episódios que prepararam o terreno para um final que pode ser ou não interessante, Australian Survivor prova que tem muito o que aprender ainda para chegar aos pés da franquia original. Entretanto, se coroar um bom vencedor pode sim se redimir pela contagem de cagadas que apresentou durante esse ano. Além disso, fica sempre o recado para eles, menos é mais! Quem sabe não aprendem para uma próxima temporada.

Ranking da Semana:

Você já sabe em quem vai votar no final?

australian-survivor-3x22-mg1

  1. Kristie: essa semana eu quase a removi do topo para dar lugar a Flick, mas mesmo com toda sua instabilidade emocional, tem se provado estável quando a questão é manter seu lugar no jogo. E outro fato que se chegar a final, não consigo não ver o júri caindo nas graças da underdog. #KristieForTheWin
  2. Flick: provou que é tão boa jogadora quanto Brooke, e merece muito o prêmio. Tem realizado jogadas muito interessantes e tem conseguido ler o jogo muito bem, sabendo a hora certa de agir. Acho difícil sua vitória porque só a cara de Brooke para ela disse tudo.
  3. Matt: subiu duas posições por ter se articulado muito bem e por conseguir apresentar uma proposta bem satisfatória para mudar sua posição. É muito bom nos desafios que envolvem quebra-cabeças e pode sim ganhar o desafio final garantindo seu lugar.
  4. Lee: torcendo para ele não virar um Mike da vida e ganhar todos os desafios, e mais ainda viver o suficiente para ver sua amada sair.
  5. El: como eu acho que o Lee tem mais chances de ganhar imunidade do que ela, acho que ela é a próxima da lista, e por favor, que seja!

PS1: Semana que vem é a grande final, então teremos três episódios na semana. E aí preparados?

  • Seoul

    Discordo da decisão delas, pra mim foi um baita erro. Se elas conseguirem eliminar o casal vai dar tudo certo no final, mas pra que correrem este risco? Se Lee ou El ganha imunidade e um deles encontra um ídolo elas estão ferradas. Aliás, nem sei se elas não vão eliminar Matt antes (a promo me faz acreditar que sim, eles estão sempre com promos do tipo pegadinha do malandro). Eu no lugar delas eliminaria a El sem titubear (que por sinal tem ido melhor nos challenges que o Sam e apresenta mais chances de vencer que o mesmo).
    Confesso que Kristie cresceu no primeiro episódio, mostrou ter percepção de jogo e estar disposta a jogar. Mas tudo mudou no segundo e logo ela mostrou que não tem culhões pra realizar uma jogada. E se eu gostava de El, agora detesto tanto quanto o Lee. Se Lee ganhar provavelmente não vou assistir outra temporada de Survivor AU. Ele reclamando do Sam foi ridículo, o cúmulo da hipocrisia. Sam cresceu muito pra mim pelo fator humildade, fiquei até com pena quando ele saiu.
    O melhor resultado para mim seria Flick vencendo, mas aceitaria se fosse Kristie também.

    Obs. 1: Eles forçaram demais o drama e o suspense nesses dois episódios, como se fosse acontecer uma grande jogada ou algo inesperado. -.-
    Obs. 2: Concordo com o Diogo, que pessoal sem carisma que sobrou no Survivor AU. Saudades Phoebe e Craig.

  • Leo

    Lee vencendo vai ser o pior campeão. E acho que ele tem chances já que venceu quase todos challenges nesses últimos episódios.
    De Kristie a gente pode esperar tudo, só espero que se una com os Saanapu e destrua o casal da Aganoa. Esse seria o caminho mais fácil para vitória, Flick não deve conseguir nenhum voto e Matt passou muito tempo despercebido.
    Lee já foi tarde, pregou tanto o jogo do “bem” que foi traído pelo amigo e a aliada.
    Que os deuses de Survivor faça acontecer uma vitória feminina.