Ash vs Evil Dead 2×01: Home [Season Premiere]

14
866

A série mais divertida e canastrona da TV está de volta.

Sentiram minha falta? Pois é, eu também. Saudades de vir aqui e comentar essa maravilha chamada Ash Vs Evil Dead. E esse retorno? Que retorno! Entregaram tudo que todos nós gostamos e ainda introduziram o fio condutor dessa temporada de uma forma primorosa, sem contar com uma volta muito bem apresentada ao passado de Ash. Dito isso, vamos ao episódio.

Me lembro bem quando a season finale da primeira temporada foi ao ar, e eu fiquei extremamente desapontado. As resoluções foram fáceis demais e essa trégua entre Ruby e Ash não tinha me caído bem. Quando Home começou com Ruby sendo perseguida pelas suas criações, eu senti uma ponta de esperança vindo dessa história, e a partir daí o episódio despontou.

Em Jacksonville, a Deadite Gang tenta levar uma vida normal (ou quase), regados á álcool, gorjetas e sexo. Ver Ash levar a vida que sempre quis só prova o quão louco nosso protagonista é, porque abrir barris de cerveja com uma serra elétrica em mãos não é para qualquer um. Era claro que a alegria deles ia durar pouco e quando Ruby invoca Ash pelo Necronomicon, fica claro que a trégua entre eles havia chegado ao fim.

Que mortes e cenas, com todo o elenco banhado em sangue, órgãos voando para tudo que é lado, piadinhas de teor racista, e aqueles elementos que nunca podem faltar. Além disso, as cenas de mãe e filha atingiram aquele nível de nonsense que só a série é capaz de fazer. Sem contar que as duas se saíram muito bem como os primeiros deadites da temporada.

“Ashy Slashy, hatchet and saw

takes your head and skins you raw

Ashy Slashy, heaven and hell

cuts out your tongue,

so you can’t yell…”

Uma das melhores coisas do episódio forem terem transportado todos para a cidade natal de Ash, fazendo com o que o personagem ganhasse uma camada extra pouco conhecida, e expandindo mais ainda o universo da franquia. Nos filmes, pouco sabíamos sobre o passado de Ash, sobre a reação das pessoas após os acontecimentos da cabana, e ver tudo isso se materializar, tira um pouco o caricaturismo do personagem, trazendo-o definitivamente como o astro de uma série de TV. Digo isso pois a maioria dos personagens principais das séries tem um grande desenvolvimento enquanto assumem essa posição. Ash por outro lado, sempre passou aquela impressão para o telespectador de que todos já o conheciam, portanto, retroceder um pouco para mostrar outra vertente do personagem é extremamente positivo.

Elk Grove é bem pacata e parece ser a cidade onde todos se conhecem. O pai do Ash é apenas uma versão mais velha dele, e ri absolutamente de todas as suas piadas, seja chamando o filho de velho, duvidando da legalidade de Pablo no país ou cantando Kelly descaradamente. Além disso, fomos apresentados a mais dois personagens, Linda Bates (que parece ter sido crush de Ash nos tempos de colégio) e Emery (xerife da cidade, que teve uma rixa com Ash no passado).

A cena do bar serviu para comprovar que até os heróis mais fodas sofrem bullying, mas que apenas Ash sabe dar a volta por cima. Deu para entender um pouco os motivos dele ter saído da cidade e deixado tudo para trás, além de humanizar mais ainda nosso querido personagem.

Direto para o necrotério da cidade, devido as visões de Pablo, fruto daquela pequena experiência na temporada anterior, tivemos finalmente Ruby sendo trazida ao centro da história. Lucy Lawless desde a temporada anterior vem se destacando no papel, porém não tinha muito espaço para ela na trama. Fico feliz que essa temporada veio para corrigir esse erro, e finalmente encontrar o tom certo para a personagem.

Gostei muito das lutas no necrotério, e ficou claro para mim, que a história de Pablo ainda deve render bastante, seja pelo poder do seu colar ou pelas visões que anda tendo. Kelly também é espetacular, e o banho de sangue mais uma vez me lembrou o reboot de Evil Dead.

Acertando mais uma vez, Ash Vs Evil Dead apresenta uma première solida que introduz de maneira satisfatória a trama da temporada. Com adições de peso ao time e histórias bem interessantes, prevejo para o segundo ano o mesmo nível de qualidade de seu antecessor, portanto mantenho minhas expectativas lá no alto. E vocês, curtiram esse retorno?

NOTES FROM BEYOND

Ainda é cedo para uma análise geral, mas é muito bom notar que a série vem crescendo e desenvolvendo sua própria mitologia sem depender inteiramente dos filmes da franquia.

– A adaga kandariana é a arma mais forte contra outros tipos de demônios, diferentes dos deadites. O gore estava solto com a morte do primogênito de Ruby.

– Lucy Lawless e Bruce Campbell tem uma química incrível, estou ansioso para ver um desenvolvimento maior dessa interação.

– Que cena linda essa que ilustra a review, agora o time está completo e pronto para salvar o mundo mais uma vez.

– O episódio dessa semana saiu um pouco mais cedo devido a parceria entre Starz e IGN, este foi exibido na página oficial do site no facebook e logo disponibilizado online.

JUKEBOX

A trilha sonora continua impecável, até musica moderninha teve dessa vez.

  1. I Love It – Icona Pop feat. Charli XCX
  2. The Old Man`s Back Again – Scott Walker
  3. Star Rider – Neil Merryweather
  • phgjw

    Otima review. Dei muita risada nesse episodio.
    Os efeitos tao muito bons, bem feitos. Essa eterna Xena nao envelhece, muito gos… caramba.
    Ja comentei em outro lugar mas Ash vs Evil Dead e Z.Nation estao me surpreendendo nao pelos efeitos e litros de tinta vermelha, e sim em fazer a gente rir sem compromisso com tanta tosqueira, situaçoes non-sense e o carisma dos personagens.

    • André

      Sim no momento Z Nation junto com Ash Vs Evil Dead e From Dusk Till Dawn sâo meu trio trash favorito

    • Caio Vinicius Viana Lima

      Lucy Lawless Rainha S2
      Xena, Lucretia e Ruby com a mesmíssima cara!!

  • Fabi Alves

    aff pq no tvshow time diz que faltam 1 dia , duas horas e vinte doi minutos pro ep sair ? fdp

  • André

    Simplesmente adorei,ainda mais agora que Ruby entrou pro time.

  • LUIS HEBER

    Nada menos do que incrível…

    Os efeitos especiais continuam acima da média.

  • Carcosa, the Yellow

    Eu gostaria q o seriemaniacos conseguisse com a Sony para q ela distribua essa série em DVD por aqui. Já q ela é quem possui os direitos dos filmes no Brasil.

  • Aris

    E a piadinha sobre O Homem de Seis Milhões de Dólares? (para quem não sabem, o ator que faz o pai do Ash é o protagonista da antiga série) 😀

    • phgjw

      Kkkkkkkk, bem lembrado, ri demais, bem bolado a piada da protese.
      Quem nao entendeu veja esse video de abertura e entenda o pq da piada kkkk.
      Igual o pai do Flash que era o flash original da serie dos anos 80.

      https://www.youtube.com/watch?v=5XT_0A_7pZ8

    • João Carlos

      Bom saber. Agora faz sentido kkk.

  • Fabi Alves

    eia agora qu eu vi o ep e li toda review que entendi que foi liberado antes!! amei mto o ep , serie voltou com tudo e continua de mais! ri mto e amei aquela sanguera ja na primeira briga..
    essas coisas non sense da serie dão um tom e ritmo mto bom e divertido de assistir

  • Igor Fernando

    Essa série me relaxa tanto! Adoro assistir!

  • João Carlos

    Que serie boa. Nao paro de rir um minuto. Esse retorno foi sensacional e parece que as loucuras da temporada passada ainda continuara.
    E bom mesmo é ler as reviews da serie. Bom trabalho.

  • Luis Fernando

    Perfeito o retorno.