2 Broke Girls 6×03/04: And The 80’s Movie/And the Godmama Drama

1
270

Se tem uma coisa que eu aprendi é que sempre podemos ter uma segunda chance para que possamos nos redimir de nossos erros do passado e assim poder ter um futuro mais promissor. E definitivamente este não é o caso de 2 Broke Girls, que vive em função de um mesmo plot que não se movimenta e com as mesmas piadas batidas. Entretanto, tenho que admitir que consegui rir nos dois episódios.

“Você vai precisar aumentar o pacote de dados.”

Antes de iniciar falando dos episódios em si, tenho que salientar uma coisa interessante nesta temporada, pois todos os personagens estão tendo um bom tempo em cena, de forma que não ficam em segundo plano ou apenas como um apoio das garotas, mas sim tendo seu próprio momento e suas próprias piadas.

 2 Broke Girls – And the 80’s Movie
2 Broke Girls – And the 80’s Movie

Em “And The 80’s Movie” novamente tivemos três plots acontecendo ao mesmo tempo, e foi algo que realmente foi bem-vindo ao episódio, pois não ficamos limitados as garotas e o seu bar, que pode se tornar um pouco arrastado, temos o arco hollywood como prova disso. Mas ver o sofrimento de Oleg e Sophie agora como pais que não tem mais a vida sexual tão ativa, foi engraçado, pois ouvindo seus gemidos, quando se encontravam, pareciam aqueles gatos no telhado quando estão “naqueles momentos”. Admito que neste episódio ria cada vez que Oleg aparecia com sua abstinência sexual.

Com as garotas tivemos a inauguração do bar das mesmas e a “confusão” com as praticantes de queda de braço. E eu volto a falar do elenco de apoio, tanto a recepcionista da boate, que eu não sei o nome, quanto a Big Reba, conseguia dar mais graça ao episódio. E assim como Caroline, também achei que elas eram lésbicas.

2 Broke Girls – And the Godmama Drama
2 Broke Girls – And the Godmama Drama

Em “And the Godmama Drama” tivemos a aparição da mãe de Oleg, e vimos que não importa o quanto ele cresceu, ele ainda é o filho da mamãe. E a disputa entre Sophie e ela foi bem divertida, pois ambas são mulheres de pulso forte.

Mas adorei a questão religiosa e Max, como sempre, zombando de tudo que acontecia. Ela sempre se referindo ao “Pai” foi bem engraçado por conta deste humor politicamente incorreto. Assim como a cena do roubo da água benta, que foi simplesmente hilária.

O batizado falso de Barbara foi um momento fofo, pois todos se juntaram em prol da garotinha, e bem como vimos que Oleg ama a todos que estão presentes em sua vida. Ou seja, juntos eles são uma família, um pouco irregular, mas uma família

2 Broke carece de humor, não existe mais tanta graça em acompanhar os episódios, soam todos como “mais do mesmo”, e acaba irritando, invés de divertindo. Como reviewer, reconheço a dificuldade que está sendo escrever sobre a série pois não tem nenhum ponto que seja tão atrativo. E isso é ruim para uma série que ainda poderia render muito, mas que infelizmente está desperdiçando todo seu potencial.

Chegou ao ponto que eu não vejo uma salvação para série, e que agora eu sou um dos que torcem para o seu cancelamento, pois, no meu ponto de vista, não faz mais sentido manter uma série que não cumpre com o seu objetivo.

Tudo se tornou fraco por não ter um frescor, e quando tem, não se sabe utilizar. Eu só espero que algo digno seja feito, pois não está dando do jeito que está.

PS1: Barbara segue os passos da mãe, com seu carrinho, quase uma carruagem, de bebê.

PS2: Quero Big Reba de volta.

  • Igor Fernando

    Eu nunca acompanhei de fato 2BG. Mas comecei nesta sexta temporada e tenho achado bem legal. É aquele tipo de série bem forçada e surreal mas que diverte bastante. Os 20 minutos passam voando.