12 Monkeys 2×13: Memory Of Tomorrow [Season Finale]

71
352

Uma história que começou pelo fim e terminou no início. 12 Monkeys apresentou uma season finale aceitável, porém questionável.

Nessas duas temporadas houveram vários momentos na qual Cole e Cassie chegaram ao quase. Quase nós dois. Quase uma história com um final feliz. E para tal, nada que mais justo dar-lhes momentos reais de felicidade, momentos a dois, que não envolvesse o apocalipse temporal e a busca interminável pela testemunha. Dessa forma, vimos um casal que construiu em 1959 um sentimento de pertencimento e segurança, se libertaram dos ressentimentos e frustrações de outras linhas temporais e viveram. Sim, eles finalmente, viveram e obtiveram o breve final feliz. Um casal normal, vivendo momentos banais e corriqueiros, providos de cumplicidade, reconhecimento de erros e falhas, conhecimento mútuo, prática do carinho, respeito, amor e sedução. Contudo, como disse Murphy, em uma de suas ideias: Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível. Sábio Murphy!

Dessa forma, o fim do começo, e o começo do fim, surgiu do previsível. A testemunha nada mais é que o nascido de dois viajantes do tempo fora de seu tempo. Ou seja, o bebê que Cassie carrega em seu ventre. Antes de entramos não frustração a respeito dessa descoberta. Vamos voltar no ponto de como esse bebê foi ou não concebido. Bem, o conceito da mente à deriva em meio as linhas temporais foi algo válido, para explicar o não acontecimento do paradoxo de 1957. Porventura, foram as coincidências, praticidades e efeitos que a tornaram um tanto questionável. O tempo congela para Cole logo em frente ao hospício na qual está Lillian, dando-lhe a praticidade de encontrar a mulher que ele coincidentemente teria visto apenas uma vez? Lillian fala que Cole tem que encontrar algo na floresta de pinheiro. Vocês viram como aquela floresta era extensa e frondosa? Mas, ele para o carro no canto certo, precisão cirúrgica em latitude e longitude e encontra o início da floresta vermelha. Outra coisa que não consegui digerir até agora. Como a Cassie de 1957 está grávida se ela apenas engravidará em 1959? Os roteiristas quiseram dar um balão em todos nós com Lillian (Sou tiete da estonteante e magnifica Madeleine Stowe). Notem, ela ficou com a incumbência de dar avisos e justificativas para algumas escolhas feitas por eles. Poxa, ela enfatiza: a morte pode ser desfeita e o amor não pode. Tudo bem, todo mundo está vivo, Ok! Porém, a licença poética do amor, para justificar a gravidez da Cassie de 1957 e por seguinte a restauração de sua memória em 2044 por algo que “ela” não viveu ainda, simplesmente não desceu, WTF!

Voltando ao grande mistério das duas temporadas, a testemunha, foi algo desanimador e frustrante. Passamos 26 episódios ansiando em ver, em carne e osso, então chega o momento e nada. Ficamos a ver navios. Ficamos apenas com a promessa der ver aquele bebê nascendo e se transformando na testemunha. EU QUERIA VER A TESTEMUNHA, LÁ FISICAMENTE, NA REUNIÃO DOS ASSASSIN’S CREED DIZENDE: HELLO, MOTHER! Afinal, tudo só aconteceu porque ele, a testemunha, existe e preambula por todas as linhas temporais.

No mais, a retrospectiva quanto a mutabilidade e o poder de resiliência da equipe Splinter até aqui foi positiva, apesar dos seus altos e baixos. E com certeza foi divertido de vê-los lidar com tudo isso. Deacon se apaixonou, foi rejeitado e no fim se sacrificou; Jennifer veio para o futuro, tentou se tornar uma líder de respeito e foi parar na França em 1917 em plena 1º Guerra mundial; Cole realmente se tornou um líder, viveu um grande amor, constituiu uma família e no fim perdeu tudo; Jones perdeu a única centelha de esperança e, em seguida, a ganhou novamente; Cassie foi consumida pela raiva e pela vingança, assim como Ramse, se libertou das amarras e dos ressentimentos do passado, foi feliz e retoricamente, como se o destino lhe pregasse uma peça, foi a culpada indiretamente, junto com Cole, pelas bilhões de mortes.

Dessa forma, a pergunta que fica é: Qual a real intenção da testemunha? Até este ponto, sabemos que o seu plano foi composto por fases. Fase 1 – Disseminar o vírus; Fase 2 – Criar anomalias temporais (até certo ponto, a fim de assegurar a sua concepção) assassinando os primordiais; e agora? Qual será o seu próximo passo?

Dessa forma, despeço-me de vocês leitores, acima de tudo, fãs de 12 Monkeys, que semanalmente (ou aleatoriamente) tiram um tempinho para ler alguns devaneios deste que vos escreve. MUITO OBRIGADO! E até o ano que vem.

Monkey 01: Há outros planos para Cassie além de parir a destruição?

Monkey 02: Qual será o novo propósito de Olivia?

Monkey 03: O que Jennifer vai fazer presa em 1917?

Monkey 04: Como Cole vai encontrar Cassie? E o mais importante. O que ele vai fazer quando descobrir que o seu filho é o responsável pelo apocalipse?

Monkey 05: Qual será o rumo de Ramse e Sam (provavelmente um adulto)?

Monkey 06: E Titan, a cidade do amanhã, quem diria que toda aquela megaestrutura, projetada por Elliot Jones, seria uma grande máquina do tempo? Foi interessante.

PENSEM E REFLITAM:

Hoje é o que é, porque ontem foi o que foi. E se hoje é como ontem, amanhã será como hoje. Todavia, se Cole e Cassie quiserem que o amanhã seja diferente, deverão tornar hoje diferente. Se hoje é apenas uma consequência de ontem, amanhã, por sua vez, será apenas uma consequência de hoje.

  • Rei Gelado

    Fiquei um pouco frustrado com essa finale. A identidade da testemunha já tinha ficado claro no episódio passado, mas eu preferia que ele não fosse o filho, mas um descendente de várias gerações e que lá no futuro, algo o fizesse querer mexer com o passado. Mas sei lá, acho que nem tem lógica esse meu desejo rs.

    O que ficou mais ou menos claro é que o vírus, e a “destruição do tempo” não foi feito com a intenção de um bem maior, como um mundo sem tempo, mas simplesmente para ele nascer. E meio difícil de engolir também a Cassie grávida sendo que o Cole voltou no tempo, impediu a anomalia e imediatamente eles voltaram. Ela se lembrar até que vai, mas engravidar, os roteiristas vão ter que explicar direito.

    Sobre o Cole, não acho que foi coincidência o tempo parar justamente no hospício, ali foi tempo, algo, alguma coisa, sei lá, dando a direção para ele. E nota-se também que, quando ele chegou em casa, ele ficou um bom tempo fora, não foi de primeira que ele deve ter achado a árvore.

    A temporada como um todo foi muito boa, começou um pouco morna, mas foi crescendo bastante, mantendo a qualidade da primeira.

    PS: Jennifer como sempre reinando. O que foi aquele discurso Independente Day? kkk

  • Rei Gelado

    Fiquei um pouco frustrado com essa finale. A identidade da testemunha já tinha ficado claro no episódio passado, mas eu preferia que ele não fosse o filho, mas um descendente de várias gerações e que lá no futuro, algo o fizesse querer mexer com o passado. Mas sei lá, acho que nem tem lógica esse meu desejo rs.

    O que ficou mais ou menos claro é que o vírus, e a “destruição do tempo” não foi feito com a intenção de um bem maior, como um mundo sem tempo, mas simplesmente para ele nascer. E meio difícil de engolir também a Cassie grávida sendo que o Cole voltou no tempo, impediu a anomalia e imediatamente eles voltaram. Ela se lembrar até que vai, mas engravidar, os roteiristas vão ter que explicar direito.

    Sobre o Cole, não acho que foi coincidência o tempo parar justamente no hospício, ali foi tempo, algo, alguma coisa, sei lá, dando a direção para ele. E nota-se também que, quando ele chegou em casa, ele ficou um bom tempo fora, não foi de primeira que ele deve ter achado a árvore.

    A temporada como um todo foi muito boa, começou um pouco morna, mas foi crescendo bastante, mantendo a qualidade da primeira.

    PS: Jennifer como sempre reinando. O que foi aquele discurso Independente Day? kkk

  • Ivan182

    Achei um bom episódio. Tbm tive questionamentos sobre algumas cenas mas 12 monkeys sempre foi dessa de deixar a gente boiando mas depois encaixa a historia, creio que esse negócio de gravidez mesmo sem ter vivido sera explicado, me lembrou Fringe quando Peter lembra de todo mundo e só Olivia começa lembrar dele por causa do AMOR.

    • Gabriel

      Também tinha um pouco de cortexiphan mas bem lembrado.

    • Zoella

      Issooooo!Saudades Fringe U.U
      Eu acho que 12 Monkeys tem essa coisa que Fringe também tinha,eles deixam várias dúvidas e depois respondem sabe?É esperar para o próximo ano O/

  • Ivan182

    Achei um bom episódio. Tbm tive questionamentos sobre algumas cenas mas 12 monkeys sempre foi dessa de deixar a gente boiando mas depois encaixa a historia, creio que esse negócio de gravidez mesmo sem ter vivido sera explicado, me lembrou Fringe quando Peter lembra de todo mundo e só Olivia começa lembrar dele por causa do AMOR.

    • Gabriel

      Também tinha um pouco de cortexiphan mas bem lembrado.

    • Zoella

      Issooooo!Saudades Fringe U.U
      Eu acho que 12 Monkeys tem essa coisa que Fringe também tinha,eles deixam várias dúvidas e depois respondem sabe?É esperar para o próximo ano O/

  • Rei Gelado

    Uma coisa que me veio à cabeça agora, é que, depois de tudo, leva-se a crer que a mensagem da Cassandra no futuro é para que o Cole não volte ao passado, assim não existindo a possibilidade de ambos se conhecerem e a testemunha não nascer.

    Imagina se a última cena da série é essa?

    • João Pedro

      Que isso ia ser o pior final de todos.

      • Kaiodn

        Eu ia achar top.

  • Rei Gelado

    Uma coisa que me veio à cabeça agora, é que, depois de tudo, leva-se a crer que a mensagem da Cassandra no futuro é para que o Cole não volte ao passado, assim não existindo a possibilidade de ambos se conhecerem e a testemunha nascer.

    Imagina se a última cena da série é essa?

    • João Pedro

      Que isso ia ser o pior final de todos.

      • Kaiodn

        Eu ia achar top.

  • Matheus Maggi

    Desanimador e frustrante foi tudo o que a revelação não foi!

    Tudo faz sentido, então…

  • Matheus Maggi

    Desanimador e frustrante foi tudo o que a revelação não foi!

    Tudo faz sentido, então…

    Mas o que eu quero saber agora é o por quê dessa revolta todo

  • O “Medicamento” da Katarina, não poderia ter influenciado nisso? Pois quem usou ele, não é afetado pelo tempo (e há o fato do Cole ter modificado o tempo de forma diferente).
    PS: Agora lembrei de cortexiphan HAHAHAHAHAH

    • The Man Machine

      Exatamente, foi o medicamento da Katarina que fez com que Cassie não só se lembrasse do que aconteceu na linha temporal apagada como também continuasse grávida na nova linha temporal. Tem esses detalhes que nem todos lembram mas fazem a diferença pra explicar as supostas pontas soltas.

      • Kaiodn

        Do mesmo jeito houve um furo no roteiro porque na outra vez todos lembraram do que aconteceu logo no inicio. Já dessa vez Cassie foi só lembrar depois…

  • O “Medicamento” da Katarina, não poderia ter influenciado nisso? Pois quem usou ele, não é afetado pelo tempo (e há o fato do Cole ter modificado o tempo de forma diferente).
    PS: Agora lembrei de cortexiphan HAHAHAHAHAH
    PS 2: Eu gostei do final, mas achei bem óbvio ser o filho do Cole, não me surpreendi, mas gostei da mesma forma.

    • The Man Machine

      Exatamente, foi o medicamento da Katarina que fez com que Cassie não só se lembrasse do que aconteceu na linha temporal apagada como também continuasse grávida na nova linha temporal. Tem esses detalhes que nem todos lembram mas fazem a diferença pra explicar as supostas pontas soltas.

      • Kaiodn

        Do mesmo jeito houve um furo no roteiro porque na outra vez todos lembraram do que aconteceu logo no inicio. Já dessa vez Cassie foi só lembrar depois…

  • João Pedro

    Gostei bastante dessa temporada, uma das minhas serias favoritos.
    So essa enrolação pra mostrar a Witness e o final igual o da primeira temporada de separar todo mundo, que não gostei muito, mas de resto foi top.

  • João Pedro

    Gostei bastante dessa temporada, uma das minhas serias favoritos.
    So essa enrolação pra mostrar a Witness e o final igual o da primeira temporada de separar todo mundo, que não gostei muito, mas de resto foi top.

  • Kaiodn

    “O tempo congela para Cole logo em frente ao hospício na qual está Lillian, dando-lhe a praticidade de encontrar a mulher que ele coincidentemente teria visto apenas uma vez?”
    No episódio em que eles ficaram num looping eles deram a enteder que o tempo estava do lado dos viajantes. O tempo não quer ser destruido…

  • Kaiodn

    “O tempo congela para Cole logo em frente ao hospício na qual está Lillian, dando-lhe a praticidade de encontrar a mulher que ele coincidentemente teria visto apenas uma vez?”
    No episódio em que eles ficaram num looping eles deram a enteder que o tempo estava do lado dos viajantes. O tempo não quer ser destruido…

  • Ue To loka

    A testemunha trabalhou na primeira temporada pra garantir que seus pais se conhecessem e que a cassie fosse pro futuro e nao morresse com a praga, pra ser possível ela nascer . Na segunda temporada a testemunha trabalhou pra garantir que seus pais ficassem no passado (fora do tempo) e tivesse um filho (ele). Na verdade a testemunha como sempre esteve a um passo a frente e sempre soube de tudo e tratou de fazer as coisas acontecerem do jeito que ela queria. E na 3 temporada a testemunha ja conseguiu tudo que queria, garantiu seu nascimento, o fim do mundo.. .

    *sempre foi claro que a testemunha era do futuro uma vez que a tecnologia que ela usava era superior *

  • Ue To loka

    A testemunha trabalhou na primeira temporada pra garantir que seus pais se conhecessem e que a cassie fosse pro futuro e nao morresse com a praga, pra ser possível ela nascer . Na segunda temporada a testemunha trabalhou pra garantir que seus pais ficassem no passado (fora do tempo) e tivesse um filho (ele). Na verdade a testemunha como sempre esteve a um passo a frente e sempre soube de tudo e tratou de fazer as coisas acontecerem do jeito que ela queria. E na 3 temporada a testemunha ja conseguiu tudo que queria, garantiu seu nascimento, o fim do mundo.. .

    *sempre foi claro que a testemunha era do futuro uma vez que a tecnologia que ela usava era superior *

  • Rafael

    Acho interessante esse papo de final previsível, visto que até UM EPISÓDIO ATRÁS ninguém levantou a hipótese correta. E também não lembro de ninguém falar que ela veio do futuro…

    • The Man MAchine

      concordo, a identidade da Testemunha só ficou clara no fim do episódio passado, fora que vai ter a terceira temporada né, não podem entregar tudo de uma vez.

    • Jonas

      Que a testemunha veio do futuro ng precisava falar pq era mais do que óbvio, ou vc chegou a pensar diferente?

      • Rafael

        Então porque ninguém falava isso por aqui? As apostas sempre foram no Cole, Ramsés ou no filho?

    • Faz uns 5eps, ou mais, que muita gente no Banco de Series suspeitava que era o Cole OU filho do Cole. A razão era simples demais: a testemunha não queria matar o Cole.

      • Rafael

        Por aqui se apostava no Cole, Ramsés ou no filho do Ramse.

  • Rafael

    Acho interessante esse papo de final previsível, visto que até UM EPISÓDIO ATRÁS ninguém levantou a hipótese correta. E também não lembro de ninguém falar que ela veio do futuro…

    • The Man MAchine

      concordo, a identidade da Testemunha só ficou clara no fim do episódio passado, fora que vai ter a terceira temporada né, não podem entregar tudo de uma vez.

    • Jonas

      Que a testemunha veio do futuro ng precisava falar pq era mais do que óbvio, ou vc chegou a pensar diferente?

      • Rafael

        Então porque ninguém falava isso por aqui? As apostas sempre foram no Cole, Ramsés ou no filho?

    • Faz uns 5eps, ou mais, que muita gente no Banco de Series suspeitava que era o Cole OU filho do Cole. A razão era simples demais: a testemunha não queria matar o Cole.

      • Rafael

        Por aqui se apostava no Cole, Ramsés ou no filho do Ramse.

  • The Man Machine

    Achei ótimo o final, discordo do reviewer, e não achei nada frustrante, nem previsivel. Cassie continua grávida e se lembra do que aconteceu na linha temporal apagada pela medicação administrada pela Katarina, que faz com que os viajantes não sofram as alterações das linhas temporais, isso foi dito em um episódio passado, detalhe que as vezes passa desapercebido. A identidade da Testemunha só ficou clara na última cena do episódio 12, e não conhecemos o rosto dela ainda, mas se não for nenhum dos personagens já conhecidos ( o que é pouco provável) não faz diferença alguma vermos o rosto agora, sem falar que é um plot que vai ficar pra terceira temporada né, clifhanger-gancho é um recurso usado por quase todas as séries. Parece que o reviewer está muito ansioso, quer ver tudo de uma vez, e já vai tirando conclusões precipitadas. aconteceu a mesma coisa no episódio em que a testemunha entra na Cassie e já começaram a falar que era algo tipo sobrenatural, e no fim das contas não tinha nada a ver, tudo foi explicado pela lógica da ficção científica. O lance do tempo ter uma ‘vontade’ própria já foi usado em outros episódios anteriores, assim como no ep. em que Cassie e Cole tentam matar a Dr, Jones e não conseguem etc. Sem falar que também já foi posto anteriormente que os primários tem habilidades especiais. pra mim foi muito bacana a cena em que o tempo parou! Há que saber separar o que queremos ver do que nos é apresentado, o reviewer tá implicando muito com detalhes da série, e a meu ver, são implicancias decorrentes de não ter acontecido o que ele desejaria, e não por frouxidão do roteiro da série, em geral 12 monkeys deixa tudo explicado, ou explica os pontos soltos futuramente de forma muito coerente, Tanta coisa interessante aconteceu: além da identidade da testemunha, ficamos sabendo o que aconteceu com o filho do Ramse ( bacana ver a Olivia mudar de lado), tivemos a morte do Deacon (uma pena, ele foi muito bacana nessa temporada, acho que foi definitiva), tivemos nossos mortos ressuscitados hehehe, espero que Madeleine Stowe volte de novo, achei que ela tem uma vibe meio Jenifer mais psicopata. Se não me engano a viagem da Jeniffer tambem foi uma referencia ao filme, onde o personagem tambem faz uma viagem meio errada pra essa mesma época. Enfim, esse final de temporada foi muito emocionante, os 3 ultimos episódios, a única coisa ruim vai ser esperar 1 ano até a próxima temporada. e espero que façam um final que sirva como series finale, porque essa passou raspando, frustrante seria se a série fosse cancelada e acabasse assim.

    • Rafael

      Assino em baixo. Penso da mesma forma.

  • The Man Machine

    Achei ótimo o final, discordo do reviewer, e não achei nada frustrante, nem previsivel. Cassie continua grávida e se lembra do que aconteceu na linha temporal apagada pela medicação administrada pela Katarina, que faz com que os viajantes não sofram as alterações das linhas temporais, isso foi dito em um episódio passado, detalhe que as vezes passa desapercebido. A identidade da Testemunha só ficou clara na última cena do episódio 12, e não conhecemos o rosto dela ainda, mas se não for nenhum dos personagens já conhecidos ( o que é pouco provável) não faz diferença alguma vermos o rosto agora, sem falar que é um plot que vai ficar pra terceira temporada né, clifhanger-gancho é um recurso usado por quase todas as séries. Parece que o reviewer está muito ansioso, quer ver tudo de uma vez, e já vai tirando conclusões precipitadas. aconteceu a mesma coisa no episódio em que a testemunha entra na Cassie e já começaram a falar que era algo tipo sobrenatural, e no fim das contas não tinha nada a ver, tudo foi explicado pela lógica da ficção científica. O lance do tempo ter uma ‘vontade’ própria já foi usado em outros episódios anteriores, assim como no ep. em que Cassie e Cole tentam matar a Dr, Jones e não conseguem etc. Sem falar que também já foi posto anteriormente que os primários tem habilidades especiais. pra mim foi muito bacana a cena em que o tempo parou! Há que saber separar o que queremos ver do que nos é apresentado, o reviewer tá implicando muito com detalhes da série, e a meu ver, são implicancias decorrentes de não ter acontecido o que ele desejaria, e não por frouxidão do roteiro da série, em geral 12 monkeys deixa tudo explicado, ou explica os pontos soltos futuramente de forma muito coerente, Tanta coisa interessante aconteceu: além da identidade da testemunha, ficamos sabendo o que aconteceu com o filho do Ramse ( bacana ver a Olivia mudar de lado), tivemos a morte do Deacon (uma pena, ele foi muito bacana nessa temporada, acho que foi definitiva), tivemos nossos mortos ressuscitados hehehe, espero que Madeleine Stowe volte de novo, achei que ela tem uma vibe meio Jenifer mais psicopata. Se não me engano a viagem da Jeniffer tambem foi uma referencia ao filme, onde o personagem tambem faz uma viagem meio errada pra essa mesma época. Enfim, esse final de temporada foi muito emocionante, os 3 ultimos episódios, a única coisa ruim vai ser esperar 1 ano até a próxima temporada. e espero que façam um final que sirva como series finale, porque essa passou raspando, frustrante seria se a série fosse cancelada e acabasse assim.

    • Rafael

      Assino em baixo. Penso da mesma forma.

  • intell

    Filho de viajantes do tempo… Rory e Amy feelings 🙂

    • Anya

      River Song <3

  • intell

    Filho de viajantes do tempo… Rory e Amy feelings 🙂

    • Anya

      River Song <3

  • MicaRM

    Interessante que, enquanto Ramse voltou no tempo e bagunçou tudo para garantir o nascimento do filho, Cole abriu mão do filho e do amor/felicidade para impedir que o mundo acabasse.
    Amo o Ramse, mas não é à toa que o mocinho da história é o Cole.
    ==
    Eu gostei do episódio, mas me incomodou que Cassie mantivesse lembranças. Será que é por conta do chá que ela tomou um dia? Por também ser uma viajante do tempo? Mas ainda assim, manter lembranças não é ter o corpo daquele tempo. O seu corpo de 1959 deixou de existir, o que pulou para o futuro foi seu corpo de 1957, ou seja, nada de gravidez. Ficou muito estranho isso e não consegui engolir.
    ==
    Também me incomoda um pouco a forma como Olivia virou a casaca no momento que a Testemunha prefere o outro ‘filho’ e não ela.
    Bom, espero que esta Testemunha valha a pena…

    • The Man Machine

      foi explicado em um episódio anterior, as injeções administradas pela Dra Jones fazem com que mente e corpo não sofram alterações e de certa forma ‘acumulem’ as experiencias acontecidas em todas as viagens, por isso a continuidade da gravidez da Cassie mesmo refazendo o que aconteceu em 1957. Olivia já tinha ficado de bode com a Testemunha naquele episódio que mostra a origem dela, achei natural ela virar a casaca.

      • MicaRM

        Sim, mas foi naquele episódio que ela virou a casaca, o que eu não gostei foi da forma como ela ‘ficou de bode’ e mudou de lado. Foi pura birra.

        Eu não comprei a ideia da gravidez. Até consigo entender as lembranças, mas a gravidez? Sei não….me parece forçar demais, mesmo para uma viajante do tempo.

    • Gabriel

      Isto não me incomodou. Ela também preservou as memórias da linha temporal alternativa e de todas vezes que voltou no tempo naquele loop temporal. Provavelmente é resultado das injeções da dra. Jones.

      • MicaRM

        Eu até aceito as lembranças (porque fazem sentido se bem explicadas), mas a gravidez? A menos que deem uma boa explicação eu não comprarei a ideia.

  • MicaRM

    Interessante que, enquanto Ramse voltou no tempo e bagunçou tudo para garantir o nascimento do filho, Cole abriu mão do filho e do amor/felicidade para impedir que o mundo acabasse.
    Amo o Ramse, mas não é à toa que o mocinho da história é o Cole.
    ==
    Eu gostei do episódio, mas me incomodou que Cassie mantivesse lembranças. Será que é por conta do chá que ela tomou um dia? Por também ser uma viajante do tempo? Mas ainda assim, manter lembranças não é ter o corpo daquele tempo. O seu corpo de 1959 deixou de existir, o que pulou para o futuro foi seu corpo de 1957, ou seja, nada de gravidez. Ficou muito estranho isso e não consegui engolir.
    ==
    Também me incomoda um pouco a forma como Olivia virou a casaca no momento que a Testemunha prefere o outro ‘filho’ e não ela.
    Bom, espero que esta Testemunha valha a pena…

    • The Man Machine

      foi explicado em um episódio anterior, as injeções administradas pela Dra Jones fazem com que mente e corpo não sofram alterações e de certa forma ‘acumulem’ as experiencias acontecidas em todas as viagens, por isso a continuidade da gravidez da Cassie mesmo refazendo o que aconteceu em 1957. Olivia já tinha ficado de bode com a Testemunha naquele episódio que mostra a origem dela, achei natural ela virar a casaca.

      • MicaRM

        Sim, mas foi naquele episódio que ela virou a casaca, o que eu não gostei foi da forma como ela ‘ficou de bode’ e mudou de lado. Foi pura birra.

        Eu não comprei a ideia da gravidez. Até consigo entender as lembranças, mas a gravidez? Sei não….me parece forçar demais, mesmo para uma viajante do tempo.

    • Gabriel

      Isto não me incomodou. Ela também preservou as memórias da linha temporal alternativa e de todas vezes que voltou no tempo naquele loop temporal. Provavelmente é resultado das injeções da dra. Jones.

      • MicaRM

        Eu até aceito as lembranças (porque fazem sentido se bem explicadas), mas a gravidez? A menos que deem uma boa explicação eu não comprarei a ideia.

  • Getúlio Lúcio

    Tudo lindo, gostei de tudo. Mas não da pra engolir o fato de que a Dra. Cassie veio de 1957 e não de 1959 e está grávida sem antes ter tido relações e sem as memórias de 1959, ai de repente (BooWW) surge as memórias de 1959 na cabeça dela e ainda mais… tá grávida rsrsrsrsrs fora isso, foi Sensacional! Desde LOST que eu não via um final de temporada tão excelente.

  • Getúlio Lúcio

    Tudo lindo, gostei de tudo. Mas não da pra engolir o fato de que a Dra. Cassie veio de 1957 e não de 1959 e está grávida sem antes ter tido relações e sem as memórias de 1959, ai de repente (BooWW) surge as memórias de 1959 na cabeça dela e ainda mais… tá grávida rsrsrsrsrs fora isso, foi Sensacional! Desde LOST que eu não via um final de temporada tão excelente.

  • Aguiar

    Como a Cassie de 1957 está grávida se ela apenas engravidará em 1959?

    Cara, em que momento do episódio foi dito que ela estava grávida? só porque ela botou a mão na barriga depois que lembrou do futuro que não aconteceu? Aquilo foi só uma lembrança! Como a dor que se sente em um membro amputado. Ou lembrar de um toque que você recebeu em um sonho. Não é real o fato, mas o sentimento sim.

    No início da temporada foi demonstrado que o tempo passa ao redor dos viajantes. Nós vemos o tempo mudando em torno de Katrina depois que eles destroem o virus em 2016, e a mesma lembra de tudo antes de ser engolida por uma ruptura temporal (que, sem paradoxo, nunca existiu) Eles lembram do Looping que eles viveram em 2018(?). Não é absurdo que eles se lembrem do 1959 que não aconteceu. Não é absurdo que a prole de dois viajantes tenha essa mesma característica. Não é absurdo que a testemunha tenha nascido em uma realidade What if. SE Cole não tivesse parado o paradoxo, a Testemunha teria nascido. E assim ele nasceu. Ele está fora do tempo.

    Pelo menos, eu entendi que em “Born of two travelers outside of time” o “outside” se refere ao “born”. Ele nasceu fora do tempo. Pode-se dizer que os viajantes (travelers) que estão fora do tempo, mas acho improvável. Eles não saem do tempo, apenas se movem nele.

  • Aguiar

    Como a Cassie de 1957 está grávida se ela apenas engravidará em 1959?

    Cara, em que momento do episódio foi dito que ela estava grávida? só porque ela botou a mão na barriga depois que lembrou do futuro que não aconteceu? Aquilo foi só uma lembrança! Como a dor que se sente em um membro amputado. Ou lembrar de um toque que você recebeu em um sonho. Não é real o fato, mas o sentimento sim.

    No início da temporada foi demonstrado que o tempo passa ao redor dos viajantes. Nós vemos o tempo mudando em torno de Katrina depois que eles destroem o virus em 2016, e a mesma lembra de tudo antes de ser engolida por uma ruptura temporal (que, sem paradoxo, nunca existiu) Eles lembram do Looping que eles viveram em 2018(?). Não é absurdo que eles se lembrem do 1959 que não aconteceu. Não é absurdo que a prole de dois viajantes tenha essa mesma característica. Não é absurdo que a testemunha, com essa habilidade de resistir a mudanças temporais, tenha nascido em uma realidade What if. SE Cole não tivesse parado o paradoxo, a Testemunha teria nascido. E assim ele nasceu. Ele está fora do tempo.

    Pelo menos, eu entendi que em “Born of two travelers outside of time” o “outside” se refere ao “born”. Ele nasceu fora do tempo. Pode-se dizer que são os viajantes (travelers) que estão fora do tempo, mas acho improvável. Eles não saem do tempo, apenas se movem nele.

  • Gui Oliveira

    Gostei muito deste final de temporada, fiquei surpreso de o filho do Cole ser a Testemunha. Acho que a primeira vez que uma série me faz assistir os episódios duas vezes para entender melhor. Parabéns aos roteiristas por isso. Não sei se pontuaram isso nos comentários, mas a Testemunha tem um pouco de medo do Ramse, visto que quando ele não morreu, houve uma grande mudança na linha temporal. Nesta segunda temporada foi falado sobre isso. A idéia de Titan ser uma máquina do tempo foi ótima!

  • Gui Oliveira

    Gostei muito deste final de temporada, fiquei surpreso de o filho do Cole ser a Testemunha. Acho que a primeira vez que uma série me faz assistir os episódios duas vezes para entender melhor. Parabéns aos roteiristas por isso. Não sei se pontuaram isso nos comentários, mas a Testemunha tem um pouco de medo do Ramse, visto que quando ele não morreu, houve uma grande mudança na linha temporal. Nesta segunda temporada foi falado sobre isso. A idéia de Titan ser uma máquina do tempo foi ótima!

  • Fábio Santos

    Jennifer em 1917 me lembrou o filme que deu origem à série. Nele, Cole (Bruce Willis) volta no tempo em um momento e vai parar no meio da Primeira Guerra numa cena muito semelhante.
    E quando Ramse descobrir que o filho de Cole é a Testemunha? Vai querer matar o filho do amigo? E Cole vai sacrificar o filho? Será uma briga boa.

  • Fábio Santos

    Jennifer em 1917 me lembrou o filme que deu origem à série. Nele, Cole (Bruce Willis) volta no tempo em um momento e vai parar no meio da Primeira Guerra numa cena muito semelhante.
    E quando Ramse descobrir que o filho de Cole é a Testemunha? Vai querer matar o filho do amigo? E Cole vai sacrificar o filho? Será uma briga boa.

  • Bruna Karoline

    Eu amei esse final de temporada. A série está ótima. Graças a deus teremos 3 temporada!

  • Bruna Karoline

    Eu amei esse final de temporada. A série está ótima. Graças a deus teremos 3 temporada!

  • Su

    Maratonei a série e terminei agora! Li as reviews todas aqui após cada episódio apesar de não ter comentado e queria aproveitar a deste season finale para parabenizar o reviewer pela excelente cobertura e agradecer 🙂 Sempre que terminava um episódio vinha aqui logo de seguida cheia de vontade de ler impressões, comentários e teorias de outras pessoas. Acho que já não me animava tanto a fazer isso numa série do género desde de que fiquei orfã de Fringe! A própria interacção com outros fãs online após ver o episódio se torna uma parte essencial da experiência de acompanhar a série!

    Tenho pena de não ter tido a oportunidade de trocar impressões semana após semana, mas com certeza estarei aqui para acompanhar a próxima temporada (ainda bem que foi renovada!!!). Agora que finalmente tenho a série em dia vou partilhar a minha opinião embora já venha um pouco tarde.

    – Sobre a série: Estou completamente apaixonada pela série. Adoro a temática das viagens no tempo, o estímulo de tentar compreender as teorias, os desafios que isso impões aos próprios personagens, e o facto de apesar de se apoiar imenso no enredo científico e de mistério, não deixar de ser uma excelente série “sobre pessoas”. Sei que isso se tornou cliché, mas não há como negar que 12 Monkeys tem personagens fantásticos e desenvolve as suas histórias com primor. Todos os personagens tiveram uma grande evolução desde o piloto até agora e acredito que isso vá continuar a acontecer na próxima temporada, principalmente o Cole e a Cassie perante a descoberta da identidade da Testemunha!

    – Sobre as personagens: A série tem personagens femininas muito fortes! Adoro a Jennifer (a actriz faz um trabalho fenomenal!), a Jones (considero que ambas têm um pouquinho do saudoso Walter Bishop) e a Cassie, apesar desta última ter passado uma fase algo implicante neste segunda temporada, principalmente quando se aliou ao Ramse e foi bastante fria para o Cole, que não mereceu a traição de ambos. Aliás, para mim a parceria do Cole tanto com a Cassie, como com o Ramse, e até com a Jennifer (que não foi tão frequente) é das melhores dinâmicas da série. No entanto, tudo tem limites e enquanto a Cassie soube se redimir, para mim a amizade do Cole e do Ramse já deu o que tinha a dar. Só faz sentido enquanto o sentimento é mútuo e claramente já não é, então espero que o Cole se toque disso. Tenho pena pois era uma amizade forte e bonita de acompanhar até o Ramse virar a casaca. Espero que a próxima temporada volte a apostar mais na dinâmica Cole e Cassie porque senti falta nesta season. Foi importante para a evolução de ambos esse afastamento temporário, mas quero ver mais desses dois como dupla daqui para a frente.

    – Sobre a finale: Achei sensacional. Ao tanto que li de teorias e até ligeiros spoilers que apanhei, saber que a Testemunha era o filho (ou filha quem sabe, penso que não há certeza quanto ao género até ao momento) do Cole e da Cassie não foi uma completa surpresa, mas isso não tirou de forma nenhuma o grande impacto da revelação e a emoção do seu desenrolar. As mais pequenas descobertas da natureza de Titan e da identidade de quem encontrou o Sam surpreenderam-me bastante e abriram novos caminhos com bastante potencial também. Percebo que a ideia da Cassie estar grávida de uma realidade que foi revertida é algo difícil de assimilar, não sei qual a explicação específica para isso ter sido possível, embora existam bastante factores que já conhecemos que podem ter contribuído para isso, mas não acho que possa ser visto como uma falha. Afinal não existe precedente para um descendente de dois viajantes do tempo, que além de tomarem as injecções que lhes permitem viajar e não ser afectados pelo tempo, ambos tomaram o chá da Floresta Vermelha, então não dá para dizer que não condiz com a mitologia da série se isso nunca aconteceu antes. Quem sabe a Cassie lembrou e manteve a gravidez, não pelas suas características especiais, mas sim pelas do feto, que pode ter capacidades que a gente nem imagina?

    – Sobre os rumos para o futuro: estou bastante empolgada com as possibilidades que isso abre para a próxima temporada! Pena é ter que esperar tanto tempo! Vejo 3 grandes rumos que podem ser tomados, embora um deles considere muito pouco provável: 1) duvido muito que esse seja o desenvolvimento escolhido, que seria o Cole e a Cassie darem uma de Ramse e sabendo da identidade da Testemunha virarem a casaca e passar a defender o filho mesmo ele sendo mau no futuro, contra tudo o que lutaram até ao momento, ficando a bater de frente com a dupla Ramse e Olivia; 2) a Testemunha é realmente o grande vilão da história e vai ser partir o coração ver a Cassie e o Cole continuarem a missão, sabendo agora que todo o mal foi inadvertidamente provocado por eles e que a praga, a destruição do tempo, não passaram de passos necessários para eles se conhecerem, se apaixonarem e terem as condições de criar essa nova vida que de outra forma nunca teria existido. Penso que esse ser terá que ter alguma motivação emocional mais forte do que apenas existir para gerar esses eventos, então talvez tudo isso seja uma espécie de self fulfilling prophecy e a própria rejeição dos pais por saber o que o filho provocará seja o mote para ele se tornar nessa personagem fria e calculista que os antagonizou até ao momento, algo como eles rejeitam-no em criança por saber que ele no futuro se vai tornar em alguém profundamente mau e egoísta e talvez ele se torne nessa pessoa egoísta por os próprios pais em criança o rejeitarem ou tentarem matar e ele ser criado por um bando de fanáticos, quem sabe? 3) tudo o que sabemos até à data sobre a Testemunha está incompleto e talvez esta não seja realmente o grande vilão da história. E se no futuro há alguma ameaça ainda pior que para nós nem saber é concebível até à data e a Testemunha é a única pessoa capaz de lhe por fim, mas tem que garantir que nasce e para isso ela e os seus seguidores recorrem a medidas drásticas que para quem não sabe o que está em jogo pode parecer insensível, egoísta e malvado? Afinal, quem visse as atitudes do Cole no passado sem um contexto facilmente o classificaria como vilão, ele à primeira vista comporta-se como um assassino que não olha a meios para atingir os fins. E se a Testemunha precisa que as coisas aconteçam assim e por isso parece o vilão, mas ao sabermos o seu contexto e a sua motivação podemos concluir que a grande ameaça é outra e eles lutarão do mesmo lado? Não digo que ele seja bonzinho ou um herói, mas poderá ser humanizado daqui para a frente à semelhança do que fizeram com o Deacon. Seria uma posição bem mais feliz para o Cole e a Cassie, mas é um pouco complicado de conceber o que poderá ser pior que a quase extinção da raça humana e o colapso do tempo, mas sabe-se lá o que o futuro reserva? Só sei que qualquer que seja o rumo tomado vou estar fielmente a acompanhar tudo com muita ansiedade e entusiasmo!

    • Fábio Santos

      Um abraço de outro órfão de Fringe. Rsrs

    • Robson Ferreira

      Obrigado Su! Espero por você nas reviews da terceira temporada